Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Bem, esta noite estamos, eu creio, em um grande momento, e a fim de aproveitar ao máximo, abra sua Bíblia no livro de Apocalipse. Hoje à noite temos como objetivo um passeio por este maravilhoso livro.

Enquanto você está abrindo em Apocalipse 1:1, deixe-me apenas dizer que nenhum livro nas Escrituras revela a glória de Deus e Cristo em mais esplendor do que este livro, e ainda, nenhum livro foi mais mal compreendido, mal interpretado e negligenciado do que este livro. No capítulo 22 do Apocalipse, no versículo 10 diz "Não seles as palavras da profecia deste livro, porque o tempo está próximo". Se há uma coisa que Deus quer em relação a este livro é que nós saibamos o que ele ensina: não o sele.

O livro começa com uma bênção, capítulo 1 versículo 3 "Bem-aventurados aqueles que lêem ..." Termina com uma bênção, capítulo 22 versículo 7 "... Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.” É o único livro na Bíblia que começa e termina com uma promessa de bênção para aquele que o lê. E nos é dito que devemos compreendê-lo porque o tempo está próximo e, o que basicamente significa, no capítulo 22 versículo 10, é que o que é dito aqui é o próximo evento no calendário messiânico de Deus.

Agora, a chave para o livro é encontrada no capítulo 1 versículo 1, e vamos mergulhar nesse ponto e partir daí. "Revelação de Jesus Cristo" é sobre isso que trata o livro. É o apocalipse, o apokalupsis, o desvelamento, a revelação de Jesus Cristo a descoberta da verdade sobre Cristo até agora desconhecida. Vamos aprender coisas sobre Jesus Cristo neste livro que nós não saberíamos se não fosse por este livro "Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer", em outras palavras este é um vislumbre do futuro, o futuro próximo, "e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João.”

Deus quis revelar Jesus Cristo em plena glória. Essa é uma realidade futura. E assim ele enviou a mensagem, sobre isso, com um anjo que entregou a João. O versículo 2 diz que João escreveu, "o qual atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu.”

Assim, no versículo 1, Deus se propõe a revelar. No versículo 2 João assume a responsabilidade de escrever essa revelação, e no versículo 3 diz "Bem-aventurados aqueles que..." você pode sublinhar isso "...que ouvem", sublinhem isso "e guardam as coisas nela escritas". E então esta importante declaração, "pois o tempo está próximo." E isso não está relacionado, necessariamente, ao tempo em si, mas mais à seqüência dos eventos. Este é o próximo no calendário de eventos messiânicos de Deus.

É, então, uma revelação de Jesus Cristo, e é Ele revelado em plena glória da segunda vinda, que foi antecipada em Sua primeira vinda no Monte da Transfiguração quando Ele lhes mostrou um vislumbre de Sua glória na segunda vinda.

Agora, isso nos leva ao versículo 4, e temos uma introdução um pouco mais formal. João está escrevendo este livro particularmente para ser enviado às sete igrejas na Ásia Menor. Isso seria a Turquia moderna. Havia sete igrejas; Elas estão listados para nós nos capítulos 2 e 3. Eram congregações reais. Elas foram as destinatárias iniciais desta carta, e então foi transmitida delas para todas as outras igrejas e para para nós também.

Essas igrejas foram fundadas, basicamente, como resultado do ministério de Paulo em Éfeso, Éfeso sendo a igreja-chave e daí a Palavra de Deus se espalhando e sem dúvida sendo responsável pela fundação dessas várias igrejas na área da Ásia Menor. Então vem uma saudação "graça e paz a vós outros, da parte daquele que é, que era e que há de vir". Agora esse é Deus, o Deus Eterno que era, que é, e ainda que é no futuro que há de vir. “da parte dos sete Espíritos que se acham diante do seu trono". E diz "sete espíritos", mas para que vocês não fiquem confusos, esse é o setenário Espírito Santo. Se você estivesse lendo Isaías 11:2, você escreveria isso na margem lá e faria uma referência cruzada, você encontraria que há sete ministérios únicos do Espírito Santo listados ali, e Ele está lá para o setenário Espírito, que fala da plenitude do Seu ministério aqui chamado os sete Espíritos diante do trono.

Assim, o livro é enviado com saudações de Deus o Pai, saudações do Espírito Santo e em seguida o versículo 5 diz "- e da parte de Jesus Cristo." Então é uma carta da Trindade, e que também a distingue de uma maneira muito maravilhosa e única: uma carta da Trindade; Todos sendo uma parte.

E então, uma vez que é uma revelação de Jesus Cristo, continua a descrever Jesus como o primogênito dos mortos. Isso não significa que ele foi o primeiro que ressurgiu dos mortos; Havia outros que Ele mesmo ressuscitara dos mortos. Isso significa que de todos aqueles que serão ressuscitados dentre os mortos incluindo os santos, Ele é o primeiro, o principal e o maior de todos os que jamais ressuscitou. E posso acrescentar, que todos os homens que já viveram ressuscitarão dos mortos, alguns para a ressurreição da vida, e outros para a ressurreição da condenação. Mas de todos os que já ressuscitaram Ele é o principal. “Ele é o Soberano" diz, "dos reis da terra." E diz, "Àquele que," agora, aqui está uma dedicação; O livro vem da Trindade, por um anjo, a João, escrito, transmitido a nós para ser lido. E então João nos lembra que é enviado primeiro às sete igrejas. Ele vem da Trindade e é dedicado - versículo 5 - "Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados." A dedicação é a Jesus Cristo, "e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!" Assim, o livro ali mesmo é dedicado à glória do Cristo eterno.

E então nos diz no versículo 7, "Eis que vem -" tempo futuro "- com as nuvens; e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém!" Você sabe o que significa "amém"? O que isso significa? Que assim seja. E assim, encontramos bem ali que o livro nos é apresentado como da Trindade, dedicado a Jesus Cristo, que está vindo, e quando Ele vier todo olho o verá e que assim que seja. E isso é uma espécie de um vislumbre sobre tudo de que o livro trata, a vinda de Jesus Cristo.

E então diz no versículo 8 que Ele é o "Alfa e o Omega o princípio e o fim aquele que é que era o que há de vir o Todo-Poderoso". Isso significa, claro, Deus em Sua essência e Cristo em Seu relacionamento único com Deus dentro da Trindade.

Assim, encontramos nos versículos 4 a 8 apenas algumas informações introdutórias. O livro é da Trindade para as sete igrejas, para ser espalhado a partir daí pela agência de João. É dedicado a Jesus Cristo, que vem, que é o Alfa, o Omega, o princípio e o fim, o Senhor que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. Em outras palavras, aquele que vem não é outro senão o Deus Todo-Poderoso. Portanto o livro trata da segunda vinda de Jesus Cristo. É sobre o Seu retorno e sobre os fatos que vão ocorrer em torno desta volta.

Agora, estabelecemos então que o tema nos primeiros oito versículos do capítulo 1 é Jesus Cristo em Sua segunda vinda. Agora quando olhamos o versículo 9 ele entra na primeira de suas visões e é uma série de visões que Deus dá a João, "Eu João". E ele diz isso muito no livro e é quase como se estivesse em estado de choque. É quase como se ele estivesse dizendo "Você pode acreditar nisso? Eu João vi isso. Eu.” Você quase começa com a idéia de que há uma certa quantidade de incredulidade em sua própria mente a respeito dp por que Deus lhe permitiria tal privilégio.

“Eu João que sou apenas seu irmão e apenas seu companheiro na tribulação e no reino e paciência de Jesus Cristo. Eu, você sabe, nada de especial, apenas comum eu, eu estava na ilha chamada Patmos.” Ele foi exilado em Patmos por causa da proclamação do Evangelho de Cristo. A fim de encerrá-lo e tirá-lo do percurso principal, eles o colocaram na ilha de Patmos até que ele morresse. "E eu estava lá" diz ele "por causa da Palavra de Deus e do testemunho de Jesus Cristo. É por isso que eu estava lá. Fui posto ali porque prego a Cristo e prego a Palavra de Deus.”

Agora ele diz, "Achei-me em Espírito - isto é, ele estava sob o controle do Espírito Santo de uma maneira única, "no dia do Senhor ... " Agora, algumas pessoas pensam que isso significa no domingo; Eu meio que me inclino a pensar dessa maneira. Algumas pessoas pensam que isso significa "Em um sentido profético eu estava em Espírito olhando para o dia do Senhor em sua plenitude." Eu me inclino particularmente para a idéia de que era num domingo, no dia do Senhor, quando ele Estava adorando; ele estava no Espírito.

“... e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta, dizendo: O que vês escreve em livro e manda às sete igrejas", Então, há as ordens de João, "Escreva estas coisas para Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia." Cidades reais. Elas realmente existiram. Elas tinham igrejas congregações locais.

E então quando João se vira, na primeira visão, ele tem uma visão de Jesus Cristo, e eu não vou passar por isso em detalhes mas ele vê Jesus Cristo se movendo entre sete candeeiros de ouro - sete igrejas sete candeeiros. Cada candeeiro representa uma igreja. Sete é o número da plenitude. Então o que você tem aqui é uma representação de todas as igrejas e Cristo está se movendo entre as igrejas ministrando às igrejas.

“Tinha" versículo 16 diz "na mão direita sete estrelas ... " Agora, nos diz no versículo 20, que as sete estrelas são os ministros das sete igrejas, mas é o Senhor então se movendo através da Sua igreja, ministrando, aparando as lâmpadas, fazendo Sua obra de purificação e julgamento, aplicando a sabedoria e assim por diante. E ele vê Cristo em Sua glória ministrando à igreja.

E isso nos introduz realmente no esboço do livro que vem no versículo 19, "Escreve, pois, as coisas que viste ..." E o que ele tinha visto? Só essa primeira visão. "... as coisas que são ..." E quais são as coisas que são? As coisas que falam do tempo em que João vive, o tempo presente e que vem nos capítulos 2 e 3, "... e as que hão de acontecer depois destas ..." que começam no capítulo 4. Então lá você tem um esboço do livro. O capítulo 1 trata das coisas que você viu; Capítulos 2 e 3 nas coisas que são; e os capítulos 4 a 22 nas coisas que serão posteriores. Você vai lidar com uma visão passada; Você vai lidar com questões atuais; Você vai lidar com o futuro.

Agora, tudo começa então com Cristo sendo revelado na Era da Igreja - que é esta era - movendo-se entre as igrejas, ministrando à Igreja. E nesse ministério há sete cartas escritas a essas igrejas individuais. Então começamos no capítulo 2 a ver as cartas escritas às sete igrejas. Agora, ouça com muito cuidado o que eu digo. Estas são sete igrejas reais; Elas realmente existiam; Elas existiam nas cidades em que se diz que existem. E se você estuda as cartas em detalhes, descobre que cada carta se encaixa no contexto histórico cultural e geográfico da cidade para a qual foi escrita. É uma cidade literal.

Mas também são igrejas representativas, porque cada uma delas tem um caráter único. E representa igrejas de todos os tempos porque cada uma delas é um tipo especial de igreja. E em todos os períodos da história da Igreja, sempre houve este tipo de igrejas e cada uma delas recebe uma mensagem especial do Senhor. Portanto, este é Seu ministério, por assim dizer, para a Era da Igreja.

A primeira é Éfeso. Que tipo de igreja é Éfeso? É a igreja que é ortodoxa na doutrina mas fria. Deixou seu primeiro amor. Versículo 5 "Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras". Agora esta é a igreja que é ortodoxa. Quer dizer, eles têm a doutrina certa. No verso 2 diz que eles não podiam suportar pessoas más, que não podiam suportar falsos apóstolos e mestres, e permaneceram fiéis à sã doutrina, mas perderam o seu amor. Eles eram frios e ortodoxos.

Agora, esse tipo de igreja tem existido em todas as épocas e hoje: aqueles que têm a mensagem certa; são apenas frios e indiferentes sobre isso.

A segunda igreja que encontramos é a igreja de Esmirna, versículos 8 a 11. Esta é a igreja que sofre perseguição. E no versículo 10 diz, "Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias", dez dias significa um breve período de tempo, "Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida". Nada negativo é dito contra esta igreja. Por quê? Porque a igreja sob perseguição sempre será uma igreja pura; É purgada pela perseguição. Pessoas que estão apenas aparecendo por qualquer motivo, quando a perseguição começa, cai fora. Porque, se elas não têm nada pelo que morrer, não vão ficar por aí e serem mortos num massacre. Então esta é a igreja sob perseguição, e em todos os períodos da história da Igreja, tem havido essas igrejas, e existem igrejas hoje. Nós vamos ouvir sobre uma delas no culto seguinte esta noite quando ouvirmos Georgi Vins nos dizer sobre a Igreja na União Soviética.

A terceira carta é escrita para a igreja na cidade de Pergamum ou Pérgamo e isso está no capítulo 2 versículos 12 a 17. E esta é a igreja casada com o mundo. Esta é a igreja mundana, e ele descreve seu mundanismo até o versículo 15. E então no versículo 16 ele diz, "Portanto, arrepende-te; e, se não, venho a ti sem demora e contra eles pelejarei com a espada da minha boca". Esta é a igreja contra a qual Cristo luta, a igreja que é casada com o mundo. E em todos os períodos da história da Igreja, há igrejas mundanas, onde o povo não sai do mundo, onde serve ao mundo, onde se acomoda ao mundo, onde vai atrás de tudo o que está acontecendo na sociedade.

Então o Senhor tem uma mensagem para um quarto tipo de igreja representada pela assembléia de Tiatira no capítulo 2 versículos 18 a 29. Tiatira é a igreja que tolera o pecado. Nesta igreja em particular, toleravam uma mulher semelhante a Jezabel que estava seduzindo os servos para cometerem adultério e comer coisas sacrificadas aos ídolos. E assim eles são advertidos, porque são uma igreja que tolera o pecado, uma igreja que não disciplinaria o pecado, uma igreja que não purificaria suas fileiras. E há sempre igrejas como essa.

E então no capítulo 3 somos apresentados à quinta igreja, Sardes. Fácil de ver o que estava errado nesta igreja. O versículo 1 diz "Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives e estás morto". Esta é a igreja morta. Simplesmente morta. E tinha algumas coisas que estavam vivas, diz o versículo 2, mas eles também estavam prontos para morrer. Uma igreja morta. E você viu isso. Talvez você tenha vindo de uma. Nada acontecendo, sem vida, sem crescimento, sem produtividade, sem frutos, sem alegria.

E então número seis, capítulo 3 de 7 a 13, a igreja em Filadélfia. Esta é a igreja fiel. No versículo 8 no final "... guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome". Esta é a igreja que tinha uma porta aberta e a atravessou. Você pode até vê-la como uma igreja missionária. E assim, é uma igreja fiel, e sempre há dessas.

E então a última das sete vem no capítulo 3 versículo 14 até o final do capítulo. Essa seção inteira trata de Laodicéia a igreja apóstata, a igreja não salva, a igreja do liberalismo de hoje. Então você vê, para cada uma delas tem uma mensagem. A propósito, essa igreja é caracterizada no versículo 15, "Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente!" "Queria que estivesse contra mim ou a meu favor", diz ele, "Mas porque você é neutra, no meio, eu vou vomitar você para fora da minha boca." Igreja falsa rejeitada.

Agora deixe-me resumir. Em primeiro lugar no capítulo 2 temos a igreja ortodoxa fria. Depois temos a igreja que sofre a perseguição, depois a igreja casada com o mundo, a igreja que tolera o pecado, a igreja inoperante, a igreja fiel e a igreja do apóstata. Agora, cada uma delas, como eu disse, era uma igreja real, e cada uma representa igrejas em todos os períodos da história. E assim a mensagem para estas igrejas é para todas as igrejas durante todo este período de tempo em que a Igreja existe na terra e em que Cristo se move entre os sete candeeiros ministrando a Sua Igreja.

E ouçam, amados, creio que estas sete cartas devem ser aplicadas à Igreja hoje. Qualquer tipo de igreja, há uma mensagem para aquela igreja não existe? Você diz "Bom como nós sabemos que tipo de igreja uma igreja é?" Eu vou lhe dizer como. Uma igreja se encaixará nestes tipos particulares de igrejas ou essas categorias quando a influência dominante na igreja é em relação a uma dessas áreas. Como se a influência dominante na igreja fosse fria embora ortodoxa a igreja refletiria um ponto de vista frio e ortodoxo embora pudesse haver alguns membros em chamas. Se a influência dominante na igreja está em diferenciar totalmente de Deus, nenhuma produção, nenhuma vida, é uma igreja morta, embora possa haver algumas pessoas que ainda não morreram. Qualquer que seja a influência dominante, isso dá caráter à igreja. Se a igreja é marcada por um número dominante de pessoas fiéis passando pela porta aberta e tomando a Palavra de Deus ela será marcada como uma igreja fiel tipo Filadélfia.

E assim, no final do capítulo 3, você tem o fim da mensagem para as igrejas. Começou no capítulo 1, emquanto Cristo estava se movendo entre as igrejas; articulado em 2 e 3; e chegamos ao final do capítulo 3 e não ouvimos novamente a palavra "igreja" no livro de Apocalipse até o final do capítulo 22 quando o escritor simplesmente diz "Volte e lembre-se do que eu disse à Igreja ". A Igreja não aparece de novo até o final do capítulo 22. A Igreja não está particularmente em vista a partir daí até que a Igreja, é claro, é chamada por outro nome no reino milenar e esse é a" Noiva.” Mas a Igreja deixa de ser a questão no final do capítulo 3 e a última palavra no capítulo 3 é "igrejas" e essa é a mensagem. E cada uma das mensagens terminou da mesma maneira "Quem tem ouvidos para ouvir ouça o que o Espírito diz às igrejas". O que isso significa? Isso significa que a mensagem para aquelas igrejas vai além delas para todos aqueles que têm ouvidos espirituais. Certo? Então elas são para todos os tempos.

Agora chegamos ao capítulo 4 e deixamos a Era da Igreja. As pessoas sempre dizem "Onde, onde o arrebatamento vem?" Está nos espaços brancos entre o capítulo 3 e 4. Sim a igreja na terra nos capítulos 2 e 3, e de repente, nós aparecemos no céu, e eu quero que você veja o que acontece. O tema do Céu é a adoração. Nós vamos da terra para o céu.

“Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu, como também a primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas." Agora passamos para a fase 3. Vimos as coisas que você viu. Vimos as coisas que são - capítulos 2 e 3. Agora as coisas que serão a seguir. Você vê o fluxo, a cronologia, e o esboço é muito, muito cuidadosamente estabelecido.

E assim imediatamente, novamente, ele estava em espírito, o que significa que ele foi conduzido pelo Espírito para esta visão. E como ele foi levado a esta visão ele viu um trono armado. E a palavra "armado" tem a idéia de permanência. Não é um trono passageiro; É um trono para sempre. É um trono permanente; É o trono de Deus. Sabemos qdisso porque aquele que está sentado no trono tinha um aspecto como "jaspe" que é outra palavra para o diamante; "Sardônio" que é outra palavra para rubi. E havia um arco-íris ao redor do trono à vista como uma esmeralda. E o arco-íris esmeralda, provavelmente, refletindo Sua fidelidade. E assim, há Deus e Seu trono no céu. João está lá em cima, e agora ele vai descobrir o que vai acontecer. Agora estamos no céu e o céu vai começar a agir na terra. O que vai acontecer?

Bom, antes de tudo, vamos descobrir quem está lá em cima. "Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro." Agora quem são estes? Muito importante. Deixe-me apenas dizer-lhe que eu acredito que esta é a Igreja. Creio que representa a Igreja de Jesus Cristo. Eu vou lhe dizer o porquê: a cena aqui é de recompensas. É um tempo de recompensas. Eles carregam coroas. Coroas de ouro. E eu vejo isso como a Igreja arrebatada, agora completa, reinando com Deus em volta de Seu trono em glória tendo sido recompensada. E eu creio que quando Jesus vier tomar a Igreja no arrebatamento, ele dirá "Eis que venho, e minha recompensa está comigo". E eu penso que a primeira coisa que vai acontecer quando formos arrebatados é que vamos lá para cima, e receberemos nossas recompensas, e eu acredito que estão lá, com suas coroas. Diz que estão em tronos. Eles têm vestes brancas e coroas, e três deles são prometidos à Igreja.

E eu não acredito que possa ser Israel com base no capítulo 5 versículo 9 "e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.” E eu acho que é o povo redimido cantando essa canção. E assim, penso que se refere ao povo redimido: aqueles que são salvos, redimidos de toda língua, povo e nação. Como - não pode se referir a anjos como eu vejo. Não pode se referir aos santos de Israel; deve referir-se à Igreja. E então eu penso - quero dizer, eu acho que é o lugar mais seguro para aterrissar nessa questão.

“Do trono" versículo 5, "Do trono saem relâmpagos, vozes e trovões" e assim por diante, e então a visão de Deus, e há o Espírito sétuplo de novo, e este é o trono divino.

Agora, diante do trono, versículo 6, está um mar de vidro como cristal. E este é um pouco como Ezequiel capítulo 1, a imagem lá. As quatro criaturas vivas, creio que são anjos. Ele as descreve com algum detalhe. E então diz que todos adoram, versículos 9, 10 e 11. Todo o céu está adorando. Você tem os anjos adorando; você tem os santos adorando, a Igreja adorando, todos dando louvor e glória a Deus. E como eu já disse a vocês antes, esse é o tema do céu. O céu é um lugar onde todos adoram a Deus. E assim quando João vê o céu ele vê todas essas pessoas adorando a Deus.

E então, de repente,: algo interessante acontece no capítulo 5 a adoração é interrompida. "E vi na mão direita daquele que estava assentado no trono um livro ..." Você sabe o que é isso? É um título de propriedade da terra. É o título de propriedade da terra? Como você sabe disso? Foi selado com sete selos. A lei romana exigia que um testamento fosse selado sete vezes, de modo que não poderia ser quebrado ao ser aberto. Tinha que ser selado. Em outras palavras eles iriam enrolar até selá-lo; enrolar um pouco mais, selá-lo; enrolar ainda mais, selá-lo; enrolar ainda mais, selá-lo. E finalmente eles enrolam para a parte mais apertada selam pela sétima vez e você não poderia quebrar sete selos sem ser descoberto. Assim um testamento era selado sete vezes. Creio que esta é a vontade e o testamento de Deus, e a vontade e testamento de Deus era dar a terra a Jesus Cristo. Não foi essa a promessa dele no Salmo 2? "Eu Lhe darei as nações por herança. Você governará com uma vara de ferro. Este é meu Filho; Ele quebrará o poder de todas as nações. Ele governará o mundo." Essa foi a promessa ao Filho, e aqui está o título que o Pai segura em Sua mão.

“E um anjo forte, que proclamava em grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?" Quem pode alegar ter o testamento de Deus? Quem pode desenrolar os sete rolos selados? " Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele." E João chorou porque ninguém foi encontrado digno de abrir e ler o rolo ou mesmo olhar para ele. “Todavia, um dos anciãos" e quem saberia melhor que um dos anciãos, um dos 24 anciãos, quem saberia melhor o que significa ser redimido" - disse "Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos.’”

E assim, um daqueles que eu acredito que é representante dos remidos sabe que Jesus Cristo é aquele que é digno de abrir esse pergaminho. E ele é, no versículo 6, descrito como aquele que está de pé "no meio do trono e dos quatro seres viventes", "os anjos" "e os anciãos" aqueles que representam a Igreja, "estava um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres", isto é poder total, sete sendo a plenitude, um chifre em um animal referindo-se a poder, "tendo sete olhos" que é sabedoria perfeita, referida e refletida do Espírito Santo o sétuplo Espírito de Deus.

Então, aqui está Jesus Cristo, cheio da sabedoria do Espírito de Deus, cheio de poder. "Ele vem -" versículo 7, aqui está um momento monumental "e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono." Agora, tenha isso em mente. Desenhe algumas linhas ao redor desse versículo. Isso marca o desenrolar de tudo o que vai acontecer. Jesus pega o rolo e ele diz "Eu vou retomar a terra." O paraíso será recuperado.

Bom, o que você acha que isso causou no céu? Bom, isso causa mais adoração. E assim, versículo 8, versículo 9, 10, 11, 12, 13, 14 - todos adorando adorando adorando. Por que você acha que o céu está tão animado? Eu vou lhe dizer por quê; Eles estão cansados da rebelião na terra. Certo? E quando eles começarem a ver que Cristo tomou o rolo - Ele vai desenrolá-lo, assumir o título de propriedade, retomar a terra - eles se animam sobre isso, e há glória, e louvor e adoração, culminando naquela declaração maravilhosa no versículo 12 "Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.” E você dificilmente pode lê-lo sem ouvir O Messias.

E assim você vê então que o começo desta era começa no céu - ou antes desta fase - começa no céu. Deus no trono detém um título de propriedade da terra. Todo o céu está adorando. E eles dizem, "Bem quem é digno de tomar a terra de volta, dá-la a Deus e restaurá-la para o seu paraíso e intenção? Quem é digno?" E ninguém é encontrado. E de repente João se vê chorando. E então vem o Cordeiro, e o Cordeiro toma o título de propriedade da terra como se dissesse "Eu vou desenrolar esse pergaminho; Eu retomarei a terra." E quando isso é estabelecido no versículo 7, então todo o céu começa os aleluias novamente.

Assim, você começa no capítulo 6 com o Senhor começando a desenrolar os selos. E você tem sete selos, e cada um que é aberto revela outra coisa que vai acontecer na terra. O primeiro selo é a paz. "Vi quando o Cordeiro abriu um dos sete selos e ouvi um dos quatro seres viventes dizendo, como se fosse voz de trovão: Vem! - ou 'Continue.’”

“Vi, então, e eis um cavalo branco e o seu cavaleiro com um arco", note que ele não tinha flechas apenas um arco, "e foi-lhe dada uma coroa; e ele saiu vencendo e para vencer." Agora, quem é este? Em um cavalo branco, isso é um conquistador. Com um arco e sem flechas, isso significa que ele não precisava deflagrar uma guerra. Ele carregava seu arco, não precisava usá-lo. É uma conquista pacífica. Ele usava uma coroa. Ele saiu conquistando e para conquistar. Assim, o período da tribulação na terra começa então com uma paz falsa, energizada pelo anticristo. Se você tem algum desejo de comparar isso olhe para Daniel 9:27 onde diz a mesma coisa. Ele faz um pacto com o povo de Deus e estabelece uma falsa paz. Então ele é o falso Cristo; traz o que parece ser a paz, mas não dura muito tempo.

Quer dizer, não dura muito tempo, porque o segundo selo é quebrado no versículo 4 e outro cavalo sai. Este não é branco; Este é vermelho. Estes são os quatro cavaleiros do Apocalipse, aliás. "e ao seu cavaleiro, foi-lhe dado tirar a paz da terra para que os homens se matassem uns aos outros". O segundo selo é a guerra.

Isso nos leva ao terceiro selo que é aberto, e é um cavalo preto, versículo 5. "e eis um cavalo preto e o seu cavaleiro com uma balança na mão", em outras palavras pesando e medindo. E diz que quando mediu "uma medida de trigo", versículo 6 "por um denário" isso significa que você obtém cerca de um litro e meio de cevada ou menos de trigo, talvez um terço disso por um dia de salário. Em outras palavras você trabalha um dia inteiro para não fazer o suficiente para uma pessoa comer ou apenas o suficiente para uma pessoa comer. Essas são as condições de fome. E diz, "e não danifiques o azeite e o vinho." Esse é o alimento do homem rico; Não toque nisso.

Assim, o que você tem então é a paz seguida pela guerra, seguida pela fome. E onde houver guerra mundial haverá fome mundial. E então vem o quarto selo e é a morte. O que segue à guerra e à fome senão a morte. O versículo 8 diz, "e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo". Por quê? Ele vai matando, e o inferno vem apanhando todos os mortos. "foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra.”

Então você chega ao quinto selo e você encontra algumas pessoas debaixo do altar. Estas são sem dúvida as pessoas redimidas que foram mortas durante esse período e agora elas estão no céu e estão no próprio altar de Deus, o próprio trono de Deus, por assim dizer, e elas estão lá debaixo orando, versículo 10, "Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?” Porque nesta guerra, nesta carnificina, nesta fome e em toda a debilidade na terra o povo redimido é abatido pelo anticristo. Quando seus espíritos vêm ao céu eles se reúnem e clamam a Deus "Até quando deixarás que isso aconteça, sem vingança, sobre aqueles que estão matando os santos?" Essa é uma seção muito importante; Você deveria fazer uma anotação sobre isso. Essa seção é uma premissa sobre a qual muita discussão futura no Apocalipse se baseia.

O versículo 11 diz, "Então, a cada um deles foi dada uma vestidura branca, e lhes disseram que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como igualmente eles foram." O que ele lhes diz é, "Apenas sejam pacientes. Enquanto isso, aqui está uma túnica branca. Aqui está a sua veste celestial, desfrute, e pendure lá até que o resto dos mártires são martirizados. Ainda não acabou." Como alguém disse uma vez, "Nunca termina até que acabe". E ainda não acabou.

E assim, de volta à terra, o sexto selo "... e sobreveio grande terremoto. O sol se tornou negro como saco de crina, a lua toda, como sangue.” Joel falou sobre isso, assim como Pedro no Dia de Pentecostes. "As estrelas do céu caíram à terra ..." Agora imaginem aquela gente. O sol fica negro; A lua em sangue; As estrelas caem do céu "... como uma figueira lançando figos intempestivos ..." Em outras palavras você tem figos super maduros, você agita a árvore; Todos eles caem. As estrelas caem do céu.

“E o céu recolheu-se como um pergaminho ... " Você já puxou uma cortina na janela, e você soltou e isso ... bleh-bleh-bleh-bleh-bleh ... assim? Isso é o que vai acontecer a todo o céu - Bleh-bleh-bleh-bleh-bleh-bleh-bleh-bleh ... vê. A coisa toda se foi. "Então, todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar." Você pode imaginar isso? Tempo assustador, e eles ficam realmente com medo, e você treme de medo nos versículos 15 a 17 "... e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro: porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?”

Agora, você só pode levar muito disso, e você será um cesto, e pobre João - você pode imaginar como seria ter todas essas visões? Assim o Senhor lhe dá descanso periódico e o capítulo 7 é um desses. E encontramos, no capítulo 7, que há em meio a tudo isso, alguma proteção acontecendo. Haverá alguma bênção. Haverá algumas pessoas poupadas desse julgamento. Todo mundo não vai estar debaixo do altar; alguns crentes vão ser poupados. Quem são eles? São 144 mil judeus de cada tribo. Dã é omitida por causa da idolatria intensa, Deuteronômio 29. Mas no caso de você estar preocupado com Dã, em Ezequiel 48 eles estão incluídos na composição do reino, assim, eles são restaurados graciosamente ao reino; eles simplesmente não estão autorizados a servir neste ministério em particular.

Agora o que isso diz? No meio da semana, quando o holocausto começar, já haverá judeus salvos, crendo ser Jesus Cristo seu Salvador e Senhor, já foram salvos, e eles passarão por esse mesmo período, não poderão ser mortos. Por quê? Porque eles não podem ser feridos. Eles estão selados; eles estão protegidos. Diz no versículo 2 e 3:nada pode causar-lhes mal.

Assim, durante essa segunda metade, você vai ter 144 mil judeus pregando o Evangelho. Eles vão ser muito eficazes, pessoal, veja o versículo 9 "vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar". Quer dizer, eles eram um número incontável de todas as nações, famílias, povos e línguas. Eles se puseram diante do trono, diante do Cordeiro, vestidos com vestes brancas, com palmas nas mãos. Eles clamavam, "Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação". De onde vieram? Eles são o fruto dos 144.000 judeus.

Sabe, é uma das declarações maravilhosas sobre a soberania e salvação de Deus. Deus escolherá salvar 144.000 judeus e ele escolherá 12.000 de cada tribo de Israel e só ele sabe onde as pessoas se conectam com suas tribos; eles perderam todos os registros na destruição de Jerusalém em 70 A.D. Mas Ele não perde os registros.

Deus literalmente elegerá 12.000 de cada tribo. Assim haverá 144.000 judeus redimidos na segunda metade. E eles serão os evangelistas. E de seu ministério virá um número incontável de pessoas de toda tribo, língua, nação e povo louvando ao Senhor Jesus Cristo. E então, é claro, você tem, depois disso, muita adoração no resto do capítulo 7. Uma coisa maravilhosa, maravilhosa.

Agora você chegou ao sétimo selo no capítulo 8. E o sétimo selo é muitas vezes uma resposta aos seis primeiros, ou a sétima trombeta uma resposta para as primeiras seis, ou a sétima taça uma resposta às seis primeiras. E o versículo 1, a propósito, é versículo da vida de algumas pessoas para provar que não há mulheres no céu, porque diz que haverá silêncio no céu por espaço de meia hora. Mas eu acho que pode estar pressionando esse ponto um pouco.

Bom, "Quando Ele abriu o sétimo selo houve silêncio no céu cerca de meia hora." O que isso significa? Isso significa que parou? O que parou? Bom, o que se passa no céu? Adoração. Está acontecendo no capítulo 7. Então, pára por meia hora. Por quê? Eles estão maravilhados? Quer dizer eles estão estarrecidos do holocausto da fúria divina sendo derramado.

Então, aqui vêm as sete trombetas dos juízos, outra maneira de significar julgamento. O Senhor abriu o selo e no final disto vem trombetas anunciando julgamento. Versículo 6, "Então, os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se para tocar. O primeiro anjo tocou a trombeta, e houve saraiva e fogo de mistura com sangue, e foram atirados à terra. Foi, então, queimada a terça parte da terra, e das árvores, e também toda erva verde." Isso é um julgamento sobre a vegetação. Um julgamento sobre a vegetação é um julgamento sobre o homem porque ele não pode viver sem vegetação em muitos lugares e um julgamento sobre os animais porque eles não podem viver sem vegetação também. E pode ser algum tipo de julgamento sobre a oxigenação do mundo também, onde a vegetação é necessária.

E assim, vemos a terça parte das criaturas que se foi - a terça parte e a segunda trombeta no verso 8, "e uma como que grande montanha ardendo em chamas foi atirada ao mar, cuja terça parte se tornou em sangue, e morreu a terça parte da criação que tinha vida, existente no mar, e foi destruída a terça parte das embarcações." Deus faz um julgamento, e imagine, um terço de toda a vegetação se foi, um terço do mar torna-se semelhante ao sangue e uma terã parte das criaturas no mar morre. E você tem, flutuando por volta de um terço dos mares do mundo, uma grande quantidade de entulho fedorenta, podre e putrefata. Em outras palavras o homem não reconheceu o dom de Deus na criação e assim Deus o tira. O homem não deu glória pelas coisas maravilhosas que Ele havia feito" a grama verde, as plantas, as árvores, o mar e toda a vida que está nele. O homem não glorificou a Deus, e assim Deus o tira.

E então você tem a terceira trombeta no versículo 10 "... e caiu do céu sobre a terça parte dos rios" fez o julgamento "e sobre as fontes das águas uma grande estrela, ardendo como tocha. O nome da estrela é Absinto; e a terça parte das águas se tornou em absinto." E este é o julgamento sobre a água doce - todas as fontes de água doce são atingidas com amargor e um terço delas destruídas como o resto.

A quarta trombeta é tocada no versículo 12 "... e foi ferida a terça parte do sol ..." Você sabe o que isso vai fazer com o calendário? Você sabe o que isso vai fazer com o calendário? Você sabe o que isso vai fazer para o dia a dia? Você perde um terço do sol - eu não sei que tipo de caos isso causará no céu. Uma terça parte da lua se foi, uma terça parte das estrelas desapareceu. Uma terça parte deles é escuridão "para que a terça parte deles escurecesse e, na sua terça parte, não brilhasse, tanto o dia como também a noite." Incrível. Todo o calendário é aniquilado; Ele se foi. Você tem todos os tipos de eclipses acontecendo.

E então em 9, a quinta trombeta soa e uma estrela cai. Quem é esse Lúcifer? E ele pegou a chave para o poço sem fundo. Você sabe quem está no poço sem fundo? Demônios confinados. Demônios que estão presos por Deus. Há demônios ali, presos no poço. Eles não podem sair. Mas a chave vai ficar nas mãos de Lúcifer na tribulação. Na quinta trombeta ele vai descer destrancar o poço sem fundo. E você sabe o que vai acontecer? Todos os demônios confinados, que foram presos lá em baixo, alguns deles presos por séculos e séculos e milhares de anos. E finalmente eles vão sair, eles vão sair de lá e diz no versículo 2 "... e subiu fumaça do poço como fumaça de grande fornalha, e, com a fumaceira saída do poço, escureceu-se o sol e o ar." E eles são como gafanhotos diz no verso 3. É como uma praga. Eles apenas varrem a terra. Você sabe por que a tribulação vai ser um tempo terrível? Porque todos os demônios presos no inferno vão ser soltos para se somarem aos que já estão correndo por toda a terra.

E diz que "foi-lhes dito" no versículo 4 "que não causassem dano à erva da terra, nem a qualquer coisa verde, nem a árvore alguma e tão-somente aos homens que não têm o selo de Deus sobre a fronte." Os demônios não vão fazer nada à criação; eles só vão acabar com os homens. E eles nem sequer dão o privilégio de matá-los na quinta trombeta. "Foi-lhes também dado, não que os matassem" diz no versículo 5 "que os atormentassem durante cinco meses. E o seu tormento era como tormento de escorpião quando fere alguém. Naqueles dias, os homens buscarão a morte e não a acharão; também terão ardente desejo de morrer, mas a morte fugirá deles." Eles serão picados como a picada de um escorpião. A praga de gafanhotos de demônios vai atravessar o globo torturando homens por cinco meses. Os homens serão incapazes de encontrar alívio mesmo na morte.

E então você tem uma descrição, nos versículos 7 a 10 desses seres demoníacos, linguagem simbólica. E diz no versículo 11, "e tinham sobre eles, como seu rei, o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abadom" significa destruidor "e em grego, Apoliom", significa destruidor. Se você acha que isso é ruim, há mais duas trombetas.

E durante esse período de tempo a sexta trombeta toca, e o rio Eufrates é aberto, por assim dizer "Foram, então, soltos os quatro anjos" versículo 15 que se achavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano, para que matassem a terça parte dos homens." Aqui vem hoste, libertada por um anjo, que vai matar um terço do mundo. "O número dos exércitos da cavalaria era de vinte mil vezes dez milhares ..." isso é 200 milhões. E eles vêm do Oriente, do outro lado do Eufrates. E assim, no versículo 18 diz que eles matam um terço do mundo "... pelo fogo, pela fumaça e pelo enxofre que saíam da sua boca". Pode ser algum tipo de armamento descrito naqueles termos antigos.

“Os outros homens, aqueles que não foram mortos por esses flagelos, não se arrependeram das obras das suas mãos, deixando de adorar os demônios e os ídolos de ouro, de prata, de cobre, de pedra e de pau, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar; nem ainda se arrependeram dos seus assassínios, nem das suas pharmakeia" - isto é as drogas - "nem da sua prostituição, nem dos seus furtos." Os homens não se arrependeram, apenas amaldiçoaram a Deus.

Agora, essas são belas trombetas formidáveis não são? Lá você tem as seis primeiras trombetas. Tudo isso virá no final da tribulação. Você já notou que a Igreja não está por aqui todo esse tempo? O capítulo 10 é outra pequena trégua. Quer dizer, pobre João, pobre de nós. Assim, ele lhe dá outra pequena visão da parte boa, seu rosto como se fosse o sol, e seus pés como colunas de fogo; e tinha na mão esse rolo. E o seu pé direito está sobre o mar e o seu pé esquerdo está sobre a terra. E clamou com grande voz como um leão, e sete trovões pronunciam suas vozes. E você sabe, ele está aqui em sua visão gloriosa, mas ele diz a João no versículo 5, "Não os deixem saber sobre isto; Não diga a eles. Muito fantástico. Julgamento sobre pecadores demais, muito aterrorizante, horrível demais, horrível demais. Não diga a eles. Não diga a eles. Isso é mistério. Versículo 7, "O mistério de Deus será consumado." Esta parte não vamos revelar.

E João viu, naquela visão, aquele pequeno pergaminho que representava a tomada de volta da terra e ele a tomou e o pôs na sua boca. Porque lhe foi dito "Tome-o e coloque-o em sua boca e coma-o engula-o." E ele disse que o fez. E ele disse, "na minha boca, era doce como mel; quando, porém, o comi, o meu estômago ficou amargo." O que você quer dizer João. "Quero dizer quando vejo a vinda de Jesus Cristo em Sua glória tenho um gosto doce, porque Cristo merece reinar e reinar em glória, mas também tenho um gosto amargo, porque quando Ele vem em glória para reinar, eu sei que vai significar a devastação e a eterna condenação do mundo, por isso é doce e amargo."

Agora, antes que a sétima trombeta soe há outro vislumbre da graça de Deus no capítulo 11. Ah, isso é poderoso, observe isso. Estas são minhas duas pessoas favoritas na Bíblia e eu nem sei quem são, aparte, é claro, de nosso Senhor. Eu só acho que esses dois sujeitos são fantásticos. Eu não sei quem eles são, e se o Senhor está procurando voluntários, eu me ofereço. "São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da terra." Agora observe isto, e é claro, a terra vai odiá-los. Quer dizer, o mundo vai odiá-los. A sociedade de Nova Era vai odiá-los. As pessoas que explicam o arrebatamento dizendo, "Ei, removemos todas aquelas pessoas que estavam nos impedindo de alcançar o próximo nível de consciência" eles vão odiá-los. E quando eles pregam Jesus Cristo e assim por diante, eles vão odiá-los. Mas você sabe o que acontece? "e alguém pretende causar-lhes dano" versículo 5 diz "sai fogo da sua boca e devora os inimigos." "Haaah!" Quer dizer, você poderia se acostumar com isso. Você está sendo perseguido, antagonizado e eles não acreditam em sua mensagem e eles tentam tirar sua vida ... Haaah!

E têm poder para fechar o céu. Em outras palavras, eles podem ir para um lugar onde eles querem pregar o Evangelho de Jesus Cristo, e enquanto eles pregam, eles causarão uma seca. E eles podem controlar o tempo, "Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem".

Agora o que você acha que vai sair no noticiário a cada noite? "Em seguida, temos nosso relatório de duas testemunhas. Esta semana eles estavam em Cincinnati; não choveu; Todos os rios se transformaram em sangue; as pessoas foram atingidas com pragas. Nós temos que fazer algo sobre esses dois sujeitos, mas toda vez que tentamos, não dá em nada." E você sabe o que vai acontecer? Finalmente a besta sai do poço - a própria besta "... e as vencerá, e matará. E seus cadáveres -" quando morrem, vocês sabem onde elas estão quando morrem? Elas estão em Jerusalém. Isso mesmo, "grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito -" versículo 8 diz "onde também o seu Senhor foi crucificado." Então elas são assassinadas em Jerusalém.

Você pode imaginar o que o noticiário vai dizer. "Finalmente eles estão mortos." E diz que eles deixam seus corpos na rua. Agora, isso, é no nosso tempo moderno. Você não deixa corpos na rua. Eles os deixam na rua. "Então, muitos dentre os povos, tribos, línguas e nações contemplam os cadáveres das duas testemunhas, por três dias e meio". Agora como um mundo inteiro pode ver corpos em Jerusalém? Apenas de uma maneira; como é isso? Televisão. Não podia ser verdade há cem anos. Eles não poderiam tê-los visto em todo o mundo. E eles não permitem que seus corpos sejam colocados em sepulturas. Por quê? Porque eles estão tão animados "... Os que habitam sobre a terra se alegram por causa deles, realizarão festas e enviarão presentes uns aos outros." Feliz dia das Testemunhas Mortas, aqui está o seu presente.

Isso mesmo; o mundo está tão feliz que esses sujeitos estejam mortos. E eu posso ver um repórter lá, de pé, dizendo "Bem eles estão mortos há três dias e meio e estamos tão aliviados que esses homens foram removidos da terra". E então no versículo 11 Ele diz, "Depois de três dias e meio o espírito de vida de Deus entrou neles e eles ficaram de pé -" e eu gostaria de ver a repetição instantânea sobre isso "e àqueles que os viram sobreveio grande medo." Você não imagina isso? E isso é o que vai acontecer.

E então eu amo isso, "e as duas testemunhas ouviram grande voz vinda do céu, dizendo-lhes: Subi para aqui.'" Whoooooo! Vê. E eles subiram. "Naquela hora, houve grande terremoto, e ruiu a décima parte da cidade, e morreram, nesse terremoto, sete mil pessoas, ao passo que as outras ficaram sobremodo aterrorizadas e deram glória ao Deus do céu." Terror, puro terror. Ouça, Deus nunca ficará sem testemunha, ficará? Nunca.

E depois desse pequeno interlúdio, voltamos para a sétima trombeta, e quando ela é tocada, é o fim, pessoal. Eu amo isto. Versículo 15, "O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos." É isso, pessoal. Quando a sétima trombeta toca, os reinos do mundo pertencem a Jesus Cristo. Maravilhoso, maravilhoso.

O capítulo 12 volta a pegar mais alguns detalhes antes de chegarmos às sete taças finais, e descreve a perseguição incessante de Satanás a Israel, ao Messias e ao povo de Deus. Ele fala sobre como ele sempre guerreou contra o povo de Deus. A mulher neste capítulo, é Israel. A criança é Cristo. O dragão é Satanás. E o dragão sempre foi atrás da criança nascida da mulher. Ele lutou no passado e ele lutará no futuro. O versículo 7 diz que os demônios de Satanás e Miguel e seus anjos vão ter uma guerra no céu. Adivinhe quem vai ganhar? O super anjo Miguel e seus anjos, vão ganhar. Eles vão lançar o diabo, versículo 9, o fim diz "... para a terra, e, com ele, os seus anjos.”

Agora o que acontece é escute você tem demônios que saíram do poço agora como gafanhotos em todo o lugar. Você tem demônios que estão flutuando no ar governantes em lugares altos; Eles são jogados para baixo. Então você os tirou do poço na terra expulsos do céu não tendo mais acesso a Deus como Satanás fez em Jó quando ele foi antes do trono de Deus. Eles serão todos para a terra. E na terra o resultado incrível de um mundo infestado demoníaco. E o ataque sempre foi dirigido a Israel mas o resto do capítulo 12 fala sobre como Ele protege Israel como Deus os protege maravilhosamente. Na verdade em um ponto toda esta multidão de - este exército está perseguindo Israel ea terra apenas engole-los no versículo 16. Apenas se abre e engole todos eles. Maravilhoso.

O capítulo 13 retoma outro detalhe; Ele nos apresenta ao anticristo o governante do mundo, e ele é algo. Ele lidera todo esse ataque contra o povo de Deus. No versículo 4, no final diz "Quem é como ele? Quem é capaz de fazer guerra com ele? Ele tem uma boca falando grandes coisas e blasfêmias e o poder lhe foi dado para continuar 42 meses. "Isso é três anos e meio. Essa é a última metade da tribulação novamente. "Ele abriu a boca em blasfêmia contra Deus blasfemando Seu nome Seu tabernáculo e os que habitam no céu. Foi-lhe dado fazer guerra com os santos e vencê-los; e foi-lhe dado poder sobre todas as tribos línguas e nações.e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação" Ele tem um poder tremendo, uma tremenda influência.

Ele também tem uma coorte. O capítulo 13, versículo 11 até o fim introduz o falso profeta. A besta é o anticristo, o falso profeta é sua coorte. É como se Faraó tivesse Jannes e Jambres; Balaque tinha Balaão; Como Absalão tinha Aitofel. O anticristo terá sua coorte e seu trabalho é apontar todos para o anticristo, dizer a todos que adorem o anticristo. E ele executa algumas maravilhas mentirosas, sinais mentirosos e ele constrói uma grande imagem para a besta e faz com que ela ganhe vida através de algum ventriloquismo eletrônico, ou o que quer que ele fale no versículo 15. Ou melhor ainda, ele coloca um demônio naquele ídolo, e se torna um ídolo endemoninhado.

E agora o mundo é tão completamente influenciado pelo demônio que todo mundo no mundo poderia ser um maníaco raivoso como o menino que lemos que caia no fogo e caia na água, espumava na boca e rolava na terra. Todos, no mundo, poderiam ser como o endemoninhado de Gadara que vivia nas cavernas e cortava seu corpo por todo o lugar com pedras, porque ele estava tão infestado de demônios. Toda a terra está literalmente rastejando com demônios e eles estão no controle de tudo. Eles são capazes de fazer uma imagem falar e isso atrai todo o mundo para adorar o anticristo e esse é o trabalho do falso profeta.

Então ele diz, nos versículos 16 a 18, que nesta visão, viu que se você não tivesse um número, você não poderia comprar ou vender; você não poderia operar na sociedade. E o número era 666. Isso não é significativo, exceto que representa o homem. O homem foi criado no sexto dia. Sete é o número perfeito de Deus, e não importa o quão duramente o homem tente, ele é sempre 666; ele é curto de perfeição. Então é o número do sistema do homem. É sempre curioso, para mim, que todos os táxis em Israel começam com o número 666, em seguida um traço e depois o resto dos números. Não acho que isso seja particularmente significativo; é apenas interessante.

Mas o que é significativo é - o que é interessante e o que é significativo é que você não pode operar nesta sociedade a menos que você tenha o número em sua testa ou em sua mão. E estamos chegando a isso. Já temos cartões de crédito e números. Se você tem um cartão de banco, onde você pode colocá-lo num caixa eletrônico, digitar o seu número, você então já tem o seu número. Conecte-se com seu número de cartão de banco, eles sabem exatamente quem você é, e eles podem descobrir tudo sobre você. E se eles decidirem que você não pode comprar ou vender, tudo o que eles fazem é remover esse número. E se você tem uma sociedade sem dinheiro e se você - o problema com um cartão de crédito é que você perde, então eles estão desenvolvendo maneiras de colocá-lo em sua mão e em sua testa, porque em um clima frio essas são as duas partes de seu corpo que são prontamente expostas e podem ser digitalizadas facilmente. E assim o anticristo vai governar o mundo e ele vai acomodar tudo, e ele vai controlar tudo por causa do poder que ele tem.

Eu lhes disse da última vez que eles agora desenvolveram - e isso é incrível para mim - eles estão tentando desenvolver implantes de chip de computador, onde eles podem colocar um chip em um indivíduo, direto em seu corpo, que é compatível entre o seu cérebro, o chip, e um sistema de computador de modo que qualquer profissão em que você esteja você pode ter acesso instantâneo a todo o material em uma biblioteca que virá diretamente do computador em seu chip e em seu cérebro. E se você acabou de fazer isso com um sujeito como o anticristo, com certeza ele poderia controlar tudo.

O versículo 1 do capítulo 14 olha novamente para a vitória do Senhor Jesus Cristo. Você vê que os 144.000 estão no céu e eles estão tendo um grande momento cantando louvores. E eles estão cantando louvores por causa da vitória de Jesus Cristo. Agora, é claro, todo o holocausto chega ao foco final no Armagedom. E se você olhar para o capítulo 14, versículo 14, e nós vamos passar mais rapidamente através desta parte restante - fique tranquilo; estamos no cronograma aqui - mas, no capítulo 14, começamos a ter um vislumbre do Armagedom e esta idéia de empurrar a foice no versículo 15, a foice, a ceifa e a colheita sempre fala de julgamento. O Senhor vem em julgamento terrível.

O versículo 20 resume, "E o lagar foi pisado fora da cidade, e correu sangue do lagar até aos freios dos cavalos -" isto é, um metro e vinte a um metro e meio de altura "- pelo espaço de mil e seiscentos furlongs - são 320 quilômetros. Esse é o comprimento de Israel. Um metro e meio de profundidade o comprimento de Israel, é usado para simbolizar o banho de sangue. E as uvas não têm força contra os pés esmagadores do Deus Todo-Poderoso, e assim você vê Deus saindo em Seu julgamento.

E o mundo será julgado. Na verdade, no início do capítulo, versículos 9 a 12 ele diz, "Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus." E se você for martirizado - se você morrer como um mártir, versículo 13 "Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor". Portanto, não se preocupem com isso; Deus está operando Sua ira; Ele está operando Seu julgamento.

E agora, ao chegarmos ao capítulo 15, chegamos aos últimos sete julgamentos. E isso é como uma metralhadora - bang, bang, bang, bang, bang, bang, bang. Acontece exatamente no final das sete últimas pragas. E cumprem, diz o versículo 1, a cólera de Deus. E você vê esta tremenda cena no céu se desenrolando no capítulo 15, e está se preparando para o julgamento final. E o versículo 8 diz "O santuário se encheu de fumaça procedente da glória de Deus e do seu poder, e ninguém podia penetrar no santuário, enquanto não se cumprissem os sete flagelos dos sete anjos." Esta é uma coisa particular. Deus faz toda a fumaça rolar no céu e elas explodem no capítulo 16, e a primeira taça é derramada e instantaneamente diz, "aos homens portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem, sobrevieram úlceras malignas e perniciosas." Este é o helkos. Isto é como o mendigo que tinha as feridas. Pode muito bem se referir a algumas feridas cancerosas.

Imediatamente depois vem a segunda taça derramada ou frasco - o mesmo que uma tigela. E "Derramou o segundo a sua taça no mar, e este se tornou em sangue como de morto, e morreu todo ser vivente que havia no mar." Uma sujeira exalando um mal cheiro com uma superfície de criaturas mortas além da compreensão.

"Derramou o terceiro a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue." Não mais um quarto, nem um terço, mas agora a coisa toda. Julgamento devastador, poluição da água doce.

Nos versículos 8 e 9 a quarta taça é derramada e o sol se torna tão quente que queima homens com fogo; Queima-os até a morte. E em vez de se arrependerem blasfemam o nome de Deus.

E então o quinto - incrível, mas depois do sol escaldante vem as trevas, e eles remordiam suas línguas por causa dor. Por quê? Eles não podiam ver para onde estavam indo; não há nenhuma luz em lugar algum, escuridão como breu, e eles são suscetíveis a lesões terríveis, dor e não podem encontrar nenhum alívio porque eles não podem ver onde eles estão. E posso acrescentar, aliás, o versículo 11 "e blasfemaram o Deus do céu por causa das angústias e das úlceras que sofriam ..." que nos leva até o princípio e diz que todas essas pragas são cumulativas. Cumulativas.

"Derramou o sexto a sua taça sobre o grande rio Eufrates..." e agora vem o caminho dos reis do leste, do exército do qual falamos mais cedo, e depois o Armagedom. A batalha final na planície de Armagedom. Eu estive lá; fiquei na planície. Napoleão disse que era o melhor lugar de batalha que ele já tinha visto na face da terra.

E três espíritos imundos como rãs, estes são demônios de uma natureza especial - saiam do lodo do próprio inferno, da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta. E ali, aliás, você tem a trindade profana. Eles são espíritos de demônios que operam milagres. Eles reúnem o mundo para a batalha no Armagedom e eles não sabem que é o grande dia do Deus Todo-Poderoso.

E todo o mundo chega ao Armagedom para lutar. Daniel 11, eu acho, descreve isso. Os reis do norte descem, varrem o sul. Subiu o rei do oriente. O oeste se envolve. Os reis do Oriente vêm. Eles estão todos lutando e esse massacre está acontecendo. No meio de tudo isto, do céu vem Jesus Cristo.

A sétima taça é derramada no final do capítulo 16, e há relâmpagos e trovões. Todas as ilhas fugiram. As montanhas não foram encontradas e houve saraivada do céu. Você pode acreditar nisso? E pesam cerca de quarenta e cinco quilos cada. Isso é um bloco de gelo de quarenta e cinco quilos. E esse é o final.

Os capítulos 17 e 18 são muito importantes. Eles voltam ao longo da segunda metade. E você sabe o que eles nos dizem? A pergunta que você faz aqui é "John, e a religião no momento da tribulação? Haverá religião?" O capítulo 17 a descreve. Haverá religião. A igreja falsa - você sabe do que é chamada? Se a verdadeira Igreja é uma noiva, o que é a falsa igreja? Uma prostituta. Uma prostituta. E fala da prostituta que senta em muitas águas, que bebe o vinho da prostituição, que se assenta sobre a besta. A meretriz monta o anticristo. O líder político anticristo e o sistema religioso da falsa prostituta existem juntos.

Mas o anticristo é consumido pelo seu próprio poder, então finalmente devora a prostituta; ele apenas a engole, e diz "O mundo inteiro agora me adorará." Creio que é quando o falso profeta coloca a imagem e dá ordens a todo mundo para adorá-la. Nenhuma outra religião é tolerada senão ele porque a besta, no versículo 16, diz que devorou a prostituta.

Agora, o capítulo 18 nos leva de volta a isso e faz outra pergunta. Você diz, "Bom, o que está acontecendo no mundo neste momento? Quer dizer, como é a economia?" Essa é uma visão econômica do mesmo período. O que vai acontecer? Bom, quando tudo começa a entrar em colapso, no versículo 2, este anjo diz, "Caiu a grande Babilônia" - e Babilônia é o nome do último sistema econômico mundial, "e se tornou morada de demônios". Os demônios tomaram conta do mundo. E as nações estão entristecidas.

O versículo 5 diz, "os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou dos atos iníquos que ela praticou". Quando começam a ver o sistema inteiro entrar em colapso, a economia de todo mundo entra em colapso, todo o dinheiro desmorona, os bancos desmoronam, tudo se vai.

No versículo 10, "Ai! Ai! Tu, grande cidade, Babilônia, tu, poderosa cidade! Pois, em uma só hora, chegou o teu juízo. E, sobre ela, choram e pranteiam os mercadores da terra, porque já ninguém compra a sua mercadoria." Ninguém mais se importa com isso; eles estão apenas tentando sobreviver. Quem vai fazer compras? Quem vai ao shopping, então?

"mercadoria de ouro, de prata, de pedras preciosas, de pérolas, de linho finíssimo, de púrpura, de seda, de escarlata; e toda espécie de madeira odorífera, todo gênero de objeto de marfim, toda qualidade de móvel de madeira preciosíssima, de bronze, de ferro e de mármore; e canela de cheiro, especiarias, incenso, ungüento, bálsamo, vinho, azeite, flor de farinha, trigo, gado e ovelhas; e de cavalos, de carros, de escravos e até almas humanas." Quem se importa?

E o comércio de navios mantém-se distante, versículo 17. Todo o sistema de transporte desmorona. E as pessoas, no versículo 19, estão jogando terra em suas cabeças, chorando e lamentando "Ai, ai; Acabou; Acabou."

E enquanto todos na terra estão fazendo isso o versículo 20 diz "Exultai sobre ela, ó céus -" quem? "vós, santos, apóstolos e profetas." Você sabe qual será a pior de todas as coisas no mundo? A música vai acabar; não haverá mais música. Versículo 22, "E voz de harpistas, de músicos, de tocadores de flautas e de clarins jamais em ti se ouvirá..." nenhuma música "... nem artífice", nenhuma arte, nada, o fim de tudo; está tudo acabado. A festa acabou na terra.

Sabe o que acontece no capítulo 19? A festa começa no céu. De repente, no versículo 1, "Aleluia". No versículo 3, "Aleluia". Versículo 4, "Aleluia." Versículo 6, "Aleluia". Com o que todos vocês estão tão entusiasmados? O final do versículo 6, "... Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso." Finalmente. "Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou." E agora os redimidos estão unidos ao seu Senhor. "... pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos." Glorioso.

Acho que isso está acontecendo no céu. "Todo mundo comece a pegar suas coisas, pessoal, nós estamos indo ao reino. Vamos para o reino." Como vamos chegar lá? Aqui vem; aqui está como você está chegará lá. No versículo 11, "Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça. Os seus olhos são chama de fogo; na sua cabeça, há muitos diademas; tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo ... " e continua a descrevê-Lo.

E no versículo 14, aqui estamos nós; este somos nós "seguiam-no os exércitos que há no céu, montando cavalos brancos, com vestiduras de linho finíssimo, branco e puro." Estes somos nós. Este é Ele voltando para estabelecer Seu reino; esse final quando Ele chega ao Armagedom em glória reluzente para estabelecer Seu reino na terra. E Ele está vindo em vestes brancas, em um cavalo branco e nós estamos vindo em cavalos brancos em vestiduras brancas com Ele. Nós vamos estar com Ele; viremos em glória com Ele.

Eu amo no final do verso 16, Seu nome é "Rei dos Reis e Senhor dos Senhores." E quando Ele vier, devastação, Armagedom. E o resultado do Armagedom está nos versículos 17 e seguintes, carnificina, morte. Ele chama as aves para comerem a carne.

Versículo 20, a besta o falso profeta são ambos lançados vivos no lago de fogo queimando com enxofre. E o povo dos exércitos, que permaneceram, é morto com a espada. Sabe o que acontece? Capítulo 20, o Senhor estabelece Seu reino. Isso mesmo. Veja o versículo 4, "Vi também tronos ..." Para que servem? Olhe para o final do versículo 4; Eles são para os santos que viveram e reinaram com Cristo por mil anos. Você sabe o que acontece no final dos mil anos? Versículo 7, Satanás é solto por um pouco de tempo. Ele esteve preso o tempo todo. Ele será solto por um pouco de tempo. Ele sai para o mundo. E você sabe que, durante o reino, haverá algumas pessoas virão em corpos físicos. Eles terăo filhos. Eles vão repovoar a terra. Haverá uma população em toda a terra. Alguns deles nem sequer crerão em Jesus Cristo, embora esteja reinando na cidade de Jerusalém por mil anos. Não é incrível? Não tão incrível. Eles não o reconheceram na primeira vez que Ele veio. Eles O rejeitaram quando souberam quem Ele era.

E assim Satanás causa uma rebelião final, e o versículo 9 diz que, no final, o fogo vem do céu e devora todos os rebeldes. E então, no versículo 11, todos os não salvos, de toda a história, são recolhidos para estar diante do grande trono branco de julgamento. E o versículo 15 diz que quando seus nomes não forem encontrados escritos no livro da vida, eles serão lançados no inferno. Esse é o fim do reino de mil anos.

Você diz, "O que acontece depois disso?" Capítulo 21 "Vi novo céu e nova terra ..." Versículo 2 "Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém." Você diz, "Como é?" Versículo 3, "... Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." Esse é o estado eterno, não é mesmo? Esse é o novo céu e a nova terra. E então o resto do capítulo 21 e no capítulo 22 descreve isso.

Bom, a última mensagem vem no final do 22. Posso dizer a você qual é? Olhe para o versículo 17, "O Espírito e a noiva dizem" O que? "Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida." Esse, meu amigo, é o último convite. Vem. Venha para Cristo. Venha e beba. Vem e participa da Sua salvação. Porque se isso não acontecer, será tarde demais.

Versículo 11, quando vier o julgamento, "Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se." Em outras palavras, o que você é, quando isso acontecer, é o que você vai ser para sempre. Você pode dizer com João "Ora" o quê? "Vem Senhor Jesus"; estou pronto? Espero que sim.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize