Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Nesta manhã nós chegamos ao nosso último estudo na armadura do Cristão. Queremos examinar a última parte da armadura do Cristão. Versículo 17, finalmente, enquanto Paulo expressa o que é necessário para o cristão derrotar Satanás e seus anfitriões, ele diz, “Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”. O velho Dr. Guthrie disse, “A Bíblia é um arsenal de armas celestiais, um laboratório de medicina infalível, uma mina de riqueza inesgotável. É um livro de referências para qualquer estrada, um mapa para todo tipo de mar, um remédio para qualquer doença, e um bálsamo para toda ferida. Tire a Bíblia de nós e o nosso céu perde o seu sol”.

Um autor disse que a autoria da Bíblia é tão maravilhosa. “Existem palavras escritas por reis, imperadores, príncipes, poetas, sábios, filósofos, pescadores, líderes políticos, homens conhecedores da sabedoria do Egito, educados nas escolas da babilônia, e treinados nos pés dos rabinos de Jerusalém. Foi escrita por homens no exílio, no deserto, em tendas de pastores, em pastos verdejantes, perto de águas tranqüilas. Entre seus autores nós encontramos um cobrador de impostos, um pastor, um colhedor de frutas do sicômoro. Encontramos homens pobres, homens ricos, políticos, pregadores, capitães, legisladores, juízes e exilados. A bíblia é uma biblioteca cheia de história, genealogias, leis, ética, profecia, poesia, eloqüência, medicina, ciência sanitária, economia política, e as regras perfeitas para uma vida pessoal e social. E por trás de cada palavra tem o autor divino, o próprio Deus”.

Sobre a autoria da Bíblia, John Wesley disse, “A Bíblia deve ter sido escrita por Deus ou homens bons ou homens ruins ou anjos bons ou anjos ruins”. E depois ele disse, “mas homens ruins e anjos ruins não teriam escrito porque ela os condena. E homens bons e anjos bons não iriam tentar enganar as pessoas dizendo que foi Deus quem escreveu”. Então, disse Wesley, “a Bíblia tem que ter sido escrita pela pessoa que alega ter escrito, Deus que pelo seu Santo Espírito inspirou homens para relatar suas palavras usando o instrumento humano para comunicar sua verdade”.

Eu nem sei se nós entendemos a plenitude do que significa ter a espada do Espírito. Eu tenho quase certeza que não. Esse livro incrível, sem par, incomparável é a arma final, o elemento final da armadura dada ao crente na batalha contra Satanás. E o fato triste é que tantos Cristãos não sabem usar. Nós somos vítimas de Satanás por causa da inaptidão com a espada. Você percebe o que você tem em suas mãos quando você olha para as palavras e páginas? Eu vou explicar. Eu vou lhe dizer o que a Bíblia diz dela mesma. Primeiramente, a Bíblia alega ser infalível. Isso significa que ela é sem erro como um todo. Que a soma de tudo não erra. Ela é sem mácula, sem falha, irrepreensível. Em Salmos 19:7 diz, “A lei do SENHOR é perfeita”. Como um todo, ela é infalível.

Em segundo lugar, suas partes são inerrantes, e isso significa que não há erro nela. Em provérbios 30, versículos 5 e 6 diz, “Toda palavra de Deus é pura;” Toda palavra, “Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso”. Então sua palavra é infalível como um todo e inerrante. Em terceiro lugar ela é completa. Apocalipse 22:18 e 19 diz, “Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro; e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida”. Em outras palavras, você não pode adicionar e você não pode tirar e isso significa que ela é completa.

Em quarto lugar, a Bíblia tem autoridade. Em Isaias capítulo 1, no versículo 2 nós lemos, “Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o SENHOR é quem fala”. Quando Deus fala, todos deveriam prestar atenção. Isso é o que significa quando eu digo que ela tem autoridade.

Mais ainda, a Bíblia é suficiente. Em 2 Timóteo capítulo 3, diz, “As sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra“. Esse livro pode levar você até a salvação e à perfeição. Não existe nada além disso que seja necessário. Então a Bíblia é infalível, inerrante, completa, tem autoridade e é suficiente.

Em sexto lugar, ela é efetiva. É efetiva. Quando ela fala, coisas acontecem. A Bíblia muda coisas. A palavra de Deus transforma. Em Isaias 55, “assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei”. Ela é efetiva. Se eu não acreditasse nisso eu não pregaria a Bíblia. A razão porque eu a prego é porque eu creio que ela vai fazer o que ela diz que vai fazer.

Em sétimo lugar, ela é divina. 2 Pedro 1:21 diz, “porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo”. É o livro de Deus. Um livro que é infalível, inerrante, completo, com autoridade, é suficiente, efetivo e divino, é um livro que deve ser prezado. Mais uma razão que eu tenho é que ela é determinativa. O que uma pessoa faz com a Bíblia revela o relacionamento dessa pessoa com Deus. Jesus diz, “Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não me dais ouvidos, porque não sois de Deus”.

Se você ouve as palavras da Bíblia, isso mostra que você pertence a Deus. Se você não faz isso, você não pertence. A Bíblia então, se torna um determinador no senso do destino eterno de uma pessoa e seu relacionamento de Deus. Que livro incrível. Não existe outro livro na existência do universo que alegue essas coisas e sustenta, somente a Bíblia faz isso.

O que a Bíblia faz por você? O que a Bíblia oferece a você? Que recursos ela traz para você? Eu vou sugerir somente alguns. Primeiramente, é a fonte de toda a verdade. E em João 17:17 diz, “Tua palavra é verdade”. É a verdade sobre a vida, morte, tempo, eternidade, a verdade sobre o céu e o inferno, a verdade sobre o certo e o errado. A verdade sobre homens e mulheres, a verdade sobre idosos e jovens, a verdade sobre crianças, a verdade sobre a sociedade, a verdade sobre todo relacionamento entre Deus e o homem, todo relacionamento entre seres humanos, e todo relacionamento entre um ser humano e a criação. A verdade sobre tudo que precisamos.

Em segundo lugar, a Bíblia é uma fonte de alegria. Nós vemos o mundo ao redor de nós correndo atrás de alegria como enlouquecidos, furiosamente correndo atrás de alegria. E a simplicidade as Escritura é essa, Provérbios 8:34, “Feliz o homem que me dá ouvidos”. A simplicidade da afirmação em Lucas 11:28, “Bem-aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!”. Isso é felicidade. A Bíblia então é a fonte de alegria, como também é a fonte da verdade, porque, francamente, nenhum homem é mais feliz do que aquele que encontra a verdade. Uma noite dessas na televisão eu estava assistindo uma entrevista com uma mulher que foi estuprada. E o entrevistador disse, “O que você aprendeu passando por essa situação”? E ela disse, “Ah, eu cresci por causa disso”. E o entrevistador disse, “Bom, isso é maravilhoso, a vida é sempre assim, para nós crescermos”. Mas, eu concordo que a vida é para crescermos, mas não da forma como eles pensam. Sim, crescer no conhecimento da palavra de Deus. Porque Pedro diz, “crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”. Como podemos fazer isso mesmo? Mais uma vez, a Palavra é a fonte de crescimento. Em Pedro, ele diz – 1 Pedro 2:2 – “desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação”. A Bíblia é a fonte da verdade, a Bíblia é a fonte de alegria, a Bíblia é a fonte de crescimento.

E então a Bíblia é a fone de poder. Nós somos realmente impotentes na vida se não usarmos a Palavra de Deus. A Bíblia é a fonte do nosso poder. “A Palavra é viva e poderosa, mais afiada do que uma espada de dois gumes”. A Bíblia também é uma fonte para nos guiar, Salmos 119:105, “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos”.A Bíblia é uma fonte de conforto. Romanos 15:4 fala sobre o conforto da Escritura. A Bíblia é uma fonte de perfeição, 2 Timóteo 3:17 diz, “a fim de que o homem de Deus seja perfeito”! A Bíblia é a fonte de tantas coisas. Esse livro incrível que nunca tem um erro, nunca falha, é sempre suficiente e completo, com autoridade, e efetiva e determinativa poderia trazer para a sua vida a verdade, alegria, crescimento, poder, lhe guiar, trazer conforto e perfeição.

E mais uma coisa, a Bíblia é a fonte de vitória sobre o inimigo. E com isso nós chegamos em Efésios 6:17. É a espada do Espírito que é a Palavra de Deus que nos dá a arma contra o nosso inimigo. E é por isso que eu prego a Palavra de Deus. Por isso nós estamos sistematicamente ensinando a Palavra de Deus. Porque, não importa se todas aquelas outras coisas que eu disse sobre a Palavra sejam verdade se você nunca aprendeu dela. Você teria ao seu alcance um recurso que nunca foi usado. E então nós acreditamos, sistematicamente semana após semana, que devemos ensinar a Palavra de Deus. Por que? Porque ela é a fonte da verdade, a fonte da alegria, a fonte de crescimento, a fonte de poder, ela guia você, fone de conforto, fonte de perfeição e a fonte de toda a vitória.

Agora nós sabemos que em Efésios 6 estamos em guerra. Não é mesmo? Isso ficou bem claro para nós nos versículos 10 a 12. E se você olhar nos versículos 10 a 12, você vai se lembrar da guerra em que estamos inseridos. Estamos lutando contra Satanás e seus demônios. E como cristãos nos foram dados rescurso em Cristo. Nós somos literalmente abençoados com todas as bênçãos espirituais dos céus. Nós sabemos como devemos viver, isso é descrito em Efésios 4, 5, e 6. E nós sabemos quais são os nossos recursos, isso está em Efésios 1, 2 e 3. A nossa provisão está ali e nós já aprendemos como devemos aplicar tudo isso.

Agora estamos nos deparando com a realidade de que Satanás resiste essa aplicação. Satanás tenta diminuir a nossa produtividade. Ele quer nos fazer parar de viver nossa posição. E a forma que nós podemos superar seus obstáculos é usar essa armadura. E nós discutimos aqui sobre o cinto da verdade do versículo 14, que é o compromisso. Também falamos sobre a couraça da justiça, que é a santidade. Falamos sobre o calçado do evangelho da paz, que é a confiança no poder e na presença de Deus. Falamos sobre o escudo da fé, que é crer em Deus. Falamos sobre o capacete da salvação, que é a confiança na salvação eterna que ainda está por vir. E agora chegamos, finalmente, na espada do Espírito que é a Palavra de Deus. Toda a armadura anterior tem sido, no geral, defensiva. Mas agora chegamos em uma parte da armadura que é ofensiva e de ataque. Eu já ouvi pessoas dizerem que essa parte é de ataque. É mais do que isso ela também defende.

A palavra espada aqui é um termo muito interessante. É uma palavra grega, machaira, e ela é uma palavra muito comum em grego, uma palavra muito comum no Novo Testamento. A outra palavra para espada é rhomphaia. Refere-se àquela espada bem grande que mencionamos na semana passada. Poderia ser longa, com mais de um metro, uma espada grande, longa, de dois gumes que precisava ser segurada com as duas mãos. Isso não é o que vemos aqui. Aqui está uma espada mais normal, carregada por soldados, as machaira eram punhais de 15 a 45 centímetros de cumprimento mais ou menos. Eram colocadas em uma bainha na lateral do soldado e eram usadas em combates face a face. Isso é o que está descrito aqui. Machaira é também a palavra usada para descrever as espadas em Mateus 26:47, que estavam nas mãos dos romanos que prenderam Jesus enquanto ele estava no jardim. Era uma espada de um soldado romano comum. É a mesma palavra usada para falar da espada que Pedro usou para cortar a orelha do servo do sumo sacerdote. É a mesma palavra usada, machaira, para falar da espada usada em Atos 12:2 para matar Tiago o irmão de João. É a mesma palavra, espada machaira, usada para falar da espada usada contra os heróis da fé em Hebreus 11. É a seqüência normal de tamanho dessas machaira, usada na rotina do dia a dia dos soldados romanos. Mas em cada caso parece evidente que uma machaira precisa ser usada de forma precisa para ser efetiva. Pedro simplesmente cortou uma orelha com ela. Eu tenho certeza de que se ele estivesse usando uma rhomphaia ele teria cortado da orelha até a ponta do pé daquele homem. A machaira, pecisava ser usada como uma arma precisa.

Essa era a espada que Paulo tinha em mente. Era a espada normal usada por um soldado romano. Perceba isso, no versículo 17, ele diz que é a espada do Espírito, tou pneumatos, pode ser traduzida como “do Espírito”. Literalmente pode ser traduzida como, “pelo Espírito”, ou se não poderia ser traduzida em um sentido adverbial espiritual. Você tem todas essas opções. Talvez a melhor dessas são: primeiramente nós podemos usar como um adjetivo e tomar a espada espiritual, com um “e” minúsculo não se referindo muito ao Espírito Santo mas à espada espiritual porque nós sabemos bem que Paulo disse aos Coríntios, em 2 Coríntios 10:4, que as armas da nossa batalha não são carnais, mas sim espirituais. Isso é o que ele implica ali. Então nós estamos usando uma espada espiritual. O fato de que no versículo 12 diz que nós estamos lutando contra as forças espirituais do mal; ele está falando sobre uma espada espiritual.

Claro, tudo isso é espiritual. Nós realmente temos um cinto espiritual, uma couraça espiritual, calçados espirituais, um escudo espiritual e um capacete espiritual. Então pode ser usado nesse sentido. Aliás, tou pneumatos, é usado de forma adjetival em Efésios 1:3 e 5:19, então seria uma forma justa de traduzir dessa mesma forma no contexto do livro. Mas, de uma maneira até melhor, que fica mais compatível com o resto da armadura, é traduzir com o que nós chamamos de uma origem genitiva. Em outras palavras, está se referindo de onde vem. Espada dada pelo Espírito, então ela é a Espada do Espírito no sentido de que o Espírito deu. Mas se você colocar os dois juntos você tem essa idéia de que a espada é espiritual porque foi dada a nós pelo Espírito Santo.

Quando você se tornou um Cristão você recebeu a espada em que sentido? Você tem a Bíblia. Você diz, “Mas até um ímpio tem a Bíblia”. Sim, um ímpio tem a Bíblia, mas não tem o verdadeiro professor, o Espírito Santo, que pode fazer a Bíblia ter mais sentido. Não é mesmo? Por isso o homem natural não entende as coisas de Deus. Por isso em 1 João nos diz no capítulo 2, que nós temos uma unção de Deus e nós sabemos todas as coisas! Nós temos um professor da verdade residente. É o Espírito de Deus vivendo na vida do cristão que torna a Palavra de Deus disponível para aquele cristão. E então quando você se torna um cristão, você recebe a Palavra de Deus e o Espírito de Deus e como um conjunto você tem a espada. E então a espada se torna nossa como cristãos. Mas agora, é uma questão de como nós aprendemos a usar a espada. E, você sabe que todos os cristãos possuem a espada. Nós a temos aqui e nós temos o residente, o Espírito de Deus, então isso nos mostra que ela é uma espada espiritual. Torna-se uma arma.

Ouçam amados, a Bíblia em sua vida é uma arma. Sem dúvida nenhuma. É uma arma. É só uma questão de se você sabe como usá-la ou não. E aprender como usar depende de quão diligentemente você se envolve em estudar a Palavra de Deus. Por isso a apóstolo Paulo passou três anos em Éfeso, e disse, “porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus”. Por que? Ele queria ensinar a eles como usar a espada. Ele queria dar a eles o todo, para que eles pudessem usar efetivamente.

Então nós temos a espada espiritual, a espada não feita em bigornas humanas ou com fogo terrestre. Uma espada que tem uma origem divina, uma arma poderosa, efetiva que é todas as coisas que eu mencionei antes da Bíblia, incomparável, sem par, nas mãos de um cristão. Tão poderosa que nada consegue dominá-la. Eu sempre vou lembrar de quando eu li a história do Rei Artur e a espada invencível. Essa espada é fraca em comparação com a Palavra de Deus nas mãos do santo justo que sabe como usar. A Palavra então é a nossa arma, e ela é poderosa. Em Romanos 1:16 diz que é poderosa. “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. Se você souber como manejar essa espada, pessoas serão salvas. Você literalmente vai usar a espada para arrancar as almas do reino nas trevas. Com a espada você pode arrancar uma área do domínio de Satanás. Ela é poderosa.

Pode também ser usada em julgamento. Em Hebreus 4 quando diz, “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. A palavra, discernir, ali vem da palavra krinō, que significa julgar depois de passar por todas as provas. A Palavra de Deus se torna aquela que julga o povo. Você prega a Palavra e ela traz o julgamento de Deus sobre a vida delas. E ela pesa suas vidas na balança de autoridade da Palavra de Deus para mostrar a elas o fato ou a realidade de sua pecaminosidade.

O próximo versículo diz, “E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes diante da Palavra de Deus”. A Palavra de Deus vem como uma espada perfurando os corações dos homens, partindo-os ao meio, peneirando as evidências, e mostrando para eles a pecaminosidade e a culpa própria que eles têm diante de um Deus santo. Essa é uma arma poderosa. É tão poderosa que ela pode fazer com que a alegria se torne tristeza. É tão poderosa que traz luz para a escuridão e mostra a você o caminho. Ela é tão poderosa que faz com que tristeza se torne alegria. Ela e tão poderosa que faz alguém que está estagnado crescer. Ela é tão poderosa que faz com que uma pessoa imatura se torne madura. Isso é uma coisa poderosa. É isso que temos em nossas mãos; a espada do Espírito.

Eu vou rapidamente adicionar o seguinte, a espada ‘e uma arma defensiva e de ataque. Vamos falar sobre sua capacidade defensiva. Se você já viu alguém usar uma espada, você sabe que uma espada é usada tanto para bloquear uma batida quanto para bater. E uma pessoa que usa uma espada também usa para se defender contra os ataques de seu inimigo. E a maneira que você usa a Palavra de Deus defensivamente é realmente muito crítico. Satanás vem para lhe atacar com suas tentações. Ele vem com seus ataques e você pode literalmente bloqueia seus ataques com o uso adequado da Palavra de Deus.

Por exemplo, nós vimos o nosso Senhor, não é mesmo?, em Mateus capítulo 4 e em Lucas capítulo 4; Satanás vem até ele três vezes e Satanás O com três tentações diretas. A primeira, para ele não confiar em Deus, fazer com que pedras se transformassem em pão, não espere que Deus supra suas necessidades, resolva você mesmo. E Jesus volta e cita as Escrituras, exatamente relacionada com aquela tentação usando o livro de Deuteronômio. Satanás vem numa segunda vez e diz, “eu vou lhe ensinar como você deveria confiar em Deus, jogue-se deste pináculo e Ele vai te segurar”. E ele usa outro texto das Escrituras, de Deuteronômio que lida exatamente com essa tentação. Terceira vez, “me adore”. E Ele usa outro texto das Escrituras lidando exatamente com isso. Em outras palavras, Ele usa precisamente a machaira, da Palavra. Ele não fica se debatendo com a espada, Ele a usa de modo preciso para lidar exatamente com a tentação que Satanás jogou em direção a Ele. Você precisa estar apto para se defender de qualquer ângulo de onde possa vir a tentação.

E existem Cristãos que possuem Bíblias, e eles já sentaram em igrejas e estiveram em classes e já leram, mas eles não conhecem bem os princípios, então eles não conseguem parar o ataque, dependendo de onde vem. E eu sempre percebo que Satanás vai descobrir onde você não está preparado e é por ali onde ele vai começar o ataque. Eu já escutei tantas pessoas dizerem isso e eu nem quero tentar ver quantos realmente falam isso, “Ah, eu nem sabia que a Bíblia ensinava isso senão eu nunca teria feito isso”. E eles se colocam em situações que eles não estariam se eles soubessem da verdade. Use a Bíblia como uma arma defensiva. Aprendem como aplicar verdades específicas da Palavra de Deus em pontos específicos da tentação.

Eu vou até um pouco mais a fundo. Perceba no final do versículo 17, diz que a espada do Espírito é a Palavra de Deus. O termo “Palavra” aqui não é logos. Logos é um termo que significa uma referência geral ou ampla. A Palavra de Deus, a ideia geral. Aqui está a palavra rhēma, que significa uma afirmação específica. Não está falando de conhecimento amplo. Está falando sobre uma afirmação específica de Deus. E se você não sabe o que Deus diz especificamente sobre aquela tentação, você não consegue lidar com ela. Então você precisa aprender a conhecer a Palavra de Deus como um todo para que você conheça os pontos específicos. Por isso, quando eu a você a Bíblia eu não leio simplesmente as Escrituras, conto três historias e mando você embora para casa. O que eu tento fazer é lhe ensinar os princípios no texto. Porque o princípio é a afirmação específica que Deus quer que você entenda para que você possa colocar no seu banco de reservas para usar contra Satanás.

Você precisa aprender os princípios da Palavra de Deus, e é por isso que você precisa estudar para apresentar-se aprovado diante de Deus. Você lembra aqueles em Apocalipse 12 que venceram pelo sangue do Cordeiro e a palavra de seus testemunhos? Você vai derrotar Satanás quando você conhecer a Palavra. Vê? E você pode testemunhar isso. E então no sentido de se defender, nós somos dependentes do conhecimento que temos da Palavra de Deus. E a razão porque tantos Cristãos caem em tentação é porque eles simplesmente não sabem como a Palavra de Deus lida com as coisas. Eles simplesmente não estão equipados com a espada. Agora você sim. Revista-se dela de modo apropriado.

Em Segundo lugar, é uma arma de ataque. E eu amo pensar nela dessa forma. Eu uso a Palavra de Deus em minha vida para me defender contra os ataques de Satanás. Quando Satanás tenta me desencorajar eu penso em versículos que se relacionam com isso. Um homem veio até mim depois do primeiro culto hoje de manhã e disse, “Quais versículos da Bíblia que dá pra usar quando você fica triste?” E eu respondi sua questão. Ele depois falou, “E quando eu quero saber quais versículos da Bíblia usar quando você quer renovar seu compromisso?” Ele estava fazendo as perguntas certas. Você sabe onde você pode ir para se defender contra a tristeza e se defender contra o desencorajamento e se defender contra uma falta de compromisso, contra a tentação da concupiscencia dos olhos, ou concupiscencia da carne ou a soberba da vida? Você sabe como ir contra essas coisas? É assim que você a usa defensivamente. Mas e o ataque? Essa é a parte que me deixa animado. Eu fico feliz que ela faça as duas coisas porque eu iria odiar viver minha vida inteira tentando só me defender. Isso cansa. De vez em quando eu quero atacar. Por isso eu amo pregar, porque quando eu estou pregando eu não tenho tempo para tentações. Eu não lido com essas coisas aqui. Eu tenho minha espada de ataque preparada e a única coisa que eu estou tentando fazer é atacar e cortar fora um pouco dessa selva dentro do reino de Satanás. E isso é o que me anima.

Toda vez que eu levo o evangelho para uma alma que não foi salva ainda, eu me vejo com a espada atacando o seu domínio. Toda vez que alguém é redimido eu vejo uma parte de seu reino escuro sendo cortado fora. Quando você se levanta e proclama a Palavra de Deus, você ensina aos teus filhos, você fala sobre isso com os seus amigos, você fala disso no seu trabalho, fala com os outros alunos na escola, ou você se levanta e prega num púlpito como eu estou fazendo agora e você tem em sua mão a Palavra de Deus como uma arma de ataque e você está cortando tudo à sua frente, abrindo espaço no meio do reino de Satanás. Eu amo ser entrevistado por alguém, que está confuso sobre alguma coisa dentro da nossa sociedade, e eu digo, “Isso é o que Deus diz, entendeu,” e eu ataco o sistema com a espada do Espírito. Eu amo ser capaz de me levantar contra a oposição e dizer, “Isso é o que Deus tem a dizer”.

Satanás sabe que a Palavra é efetiva então ele tenta atrapalhar. Veja em Mateus 13. Satanás vai fazer qualquer coisa para silenciar aqueles que pregam a Palavra. Ele vai fazer qualquer coisa para tentar desfazer o que eles fazem. Você lembra da parábola que Jesus contou sobre a semente e o semeador? Nós não temos tempo para entrar em detalhes agora. Nós faremos isso depois dentro da nossa série em Mateus. Mas eu quero que você veja o que se aplica em nosso estudo nessa manhã. “Naquele mesmo dia, saindo Jesus de casa, assentou-se à beira-mar; e grandes multidões se reuniram perto dele, de modo que entrou num barco e se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia. E de muitas coisas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram. Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se. Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram.Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um. Quem tem ouvidos [para ouvir], ouça”.

Depois, nos versículos 19 e seguintes, ele descreve a resposta do que significa isso. Prestem atenção que eu só vou relatar isso para vocês. O semeador é o pregador ou qualquer pessoa que tem a Palavra de Deus, a semente é a Palavra de Deus. Você sai semeando a semente. De certa forma você está usando sua espada. Qual é o resultado? Você usa a sua espada e coisas acontecem. Versículo 8 diz que quando ela encontra solo bom, teremos muitos frutos cem vezes mais, trinta vezes mais, sessenta vezes mais. Então Satanás sabe que a Palavra faz isso. Então ele está ocupado tentando ter certeza que isso não aconteça. Assim, quando você semeia e essa semente cai, por exemplo, no versículo 4, no caminho, imediatamente as aves as comeram. E parece para mim que isso se refere as tropas demoníacas de Satanás. De alguma forma eles entram e tiram a Palavra de Deus para que a pessoa se esqueça do que ouviu. E alguém vem e ouve a Palavra. Talvez você fale com a pessoa, ou eu preguei para pessoa, tanto faz. E eles saem daqui e simplesmente esquecem. Satanás simplesmente arranca de suas mentes.

Por outro lado, o versículo 5 diz que um pouco cai em solo rochoso, e o que acontece? Não há terra o suficiente, então cresce por pouco tempo, mas não se aprofunda na terra, o sol vem e queima, não tem nenhuma raiz e então ela morre. E depois nosso Senhor diz que isso tem a ver com perseguição. Alguém vem e diz, “olha, esse cristianismo é muito interessante Eu estou escutando o que você tem a dizer sobre a verdade da Bíblia”. E Satanás vem e traz problemas para a vida dessas pessoas, e elas dizem, “Ah Deus, no final das contas você não é um Deus bom”. E elas desistem e vão por outro caminho, sob a pressão da perseguição ou tribulação, ou seja lá o que for.

E finalmente, algumas sementes caem entre os espinhos e os espinhos cresceram e sufocaram. E o nosso Senhor diz que esse é o tipo de gente que vem e eles acreditam por um tempo, mas depois vem a sedução das riquezas. Eles não estão dispostos a dizer não ao sistema mau. Eles querem o mundo, então eles caminham na direção oposta da Palavra. Mas o ponto que eu quero fazer aqui é que Satanás está ocupado. Distorcendo a perspectiva da pessoa para que ela se volte para o mundo ou fazendo com que venha o calor para queimar suas vidas ou arrancando a semente da frente delas para que não lembrem, ele quer parar com a semeadura. Por que? Porque ele sabe que se encontrar solo fértil vai produzir e se multiplicar. E isso é que é animador. Se eu não acreditasse que a Palavra de Deus produziria fruto, eu iria parar de pregar e faria outra coisa. Mas é tão fantástico que você pode saber que quando você sai, a Palavra de Deus nunca tornará vazia, mas sempre vai cumprir a vontade dele.

Essa é uma mensagem poderosa, amados. Tão poderosa que a Bíblia diz que ela converte a alma. Nenhuma palavra do homem consegue encaminhar os espíritos malignos, somente a Palavra de Deus. E então ela é defensiva quando nós temos o conhecimento para nos defender. Ela é de ataque quando a usamos para conquistar o reino das trevas de Satanás. E, mais uma vez, eu quero lembrar vocês que quando você usa a Palavra de Deus como ataque ela tem que ser específica. Sabe, você já entrou em uma conversa e você não tinha nenhuma das respostas para a pessoa porque você não sabia o que a Bíblia ensinava sobre um certo assunto? Algumas pessoas diriam, “Eu testemunharia muito, mas eu tenho medo de não ter nenhuma das respostas. Alguém vai me perguntar alguma coisa e eu vou falar, Ah, eu não sei”, Não é ruim falar isso se você realmente não sabe. Vá e descubra. Mas saiba que se você quer se tornar efetivo em testemunhar, você precisa conhecer a Palavra para que você esteja preparado no tempo e fora do tempo. Não é mesmo? “Estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós”. Para que você tenha uma resposta, como Pedro diz, você precisa conhecer a Palavra de Deus.

Walter Martin diz, “A tragédia do cristianismo é que um Testemunha de Jeová recém convertido consegue destruir um cristão em meia hora”. E em muitos casos, isso é verdade. Nós simplesmente não conhecemos a Palavra como deveríamos. Como nós não conhecemos da maneira como deveríamos, nós não conseguimos nos defender e não conseguimos usar como uma arma de ataque. Quanto mais você sabe da Palavra, mais você vai marchar no meio do reino de Satanás, porque a Palavra de Deus tem as respostas que cortam bem no cerne de suas mentiras. E então nós precisamos conhecer a Palavra. Aqui está uma ilustração. Nós muitas vezes citamos Romanos 10:17 da seguinte forma, “A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus”. Essa é uma maneira comum de citar esse texto porque é assim que umas das versões relata. Mas não está assim no grego. A fé vem pelo ouvir e o ouvir vem pela Palavra de Deus. Isso é tão genérico. Você quer dizer que a fé salvadora pode vir de qualquer parte da Palavra de Deus? Você quer dizer que você pode ler alguns versículos da Bíblia e não importa que versículo é, a fé pode vir só por ter escutado algo aleatório? Não. No grego diz, A fé vem pelo ouvir da rhēma, uma afirmação específica sobre Cristo, Christos.

A fé não vem de forma genérica. Vem com afirmações específicas sobre Cristo. E pessoas não conseguem ser salvas a não ser que elas ouçam que Jesus Cristo morreu e ressuscitou no terceiro dia para a justificação deles. Precisa ter os pontos específicos no uso da Palavra no ataque, pontos específicos no uso defensivo, e não faz sentido ser vitimado. A tragédia das tragédias é alguém se tornar cristão por muito tempo e não ser capaz de usar esse recurso incomparável que Deus nos deu tão graciosamente. Você diz, “Ah, mas eu vou lhe dizer, eu já fucei muito lá dentro e eu não consigo entender”. Preste muita atenção agora. Não venha com toda essa balela para o meu lado. Não me diga que você não consegue entender. Ele não lhe deu só o livro, Ele plantou em seu coração o professor residente de toda a verdade, e Ele vai lhe ensinar se você se submeter aos seus ensinamentos.

Ninguém vai conseguir alegar que é inocente. “Eu não entendo essas palavras grandes”. Você consegue entender. Deus vai lhe capacitar para você entender o tanto que você precisa entender para ter vitória. Isso não é difícil? Eu entendo. E eu trabalho muito para vencer, só isso, é simples assim. Se existe alguma coisa boa, isso indica que alguém colocou muito esforço nisso. Essa é a forma que é em sua vida. Só porque você tem uma Bíblia não significa que você tem uma espada. Você pode ser dono de um armazém de Bíblias e não ter uma espada, se você não souber como usá-la para o ataque e para a defesa. Jesus nos deu o padrão. Ele disse, “O que diz as Escrituras”? É assim que devemos viver nossa vida, é assim que devemos encarar a tentação, é assim como devemos encarar o ministério. Atos 17 diz, “Estes de Beréia eram mais nobres que os outros; porque eles examinavam as Escrituras”. Isso é uma nobreza verdadeira.

Uma pessoa que escreveu a biografa de Martinho Lutero escreve o seguinte, “Lutero foi segurado nas trevas pelo diabo mesmo sendo um monge. Ele estava tentando se salvar pelas obras. Ele estava jejuando, suando e orando, mas mesmo assim ele era miserável e infeliz e estava em escravidão constante. Ensinamentos supersticiosos da igreja Católica Romana escravizavam-no. Mas ele foi liberto pela Palavra das Escrituras, “eles viverão pela fé”. A partir daquele momento ele começou a entender essa Palavra como ele nunca tinha entendido antes e quanto mais ele entendia, mais ele via os erros ensinados por Roma. Ele via o erro da prática da igreja e então ele teve uma intenção maior de reformar a igreja. Ele começou a fazer tudo nos termos de expor as Escrituras. Os grandes doutores da igreja Romana se levantaram contra ele. Ele as vezes teve que se levantar sozinho e se encontrar com eles num combate pessoal, e sem variar ele se colocava de pé diante das Escrituras. Ele se manteve firme falando que a igreja não estava acima das Escrituras. Um padrão que julga até a igreja é a Escritura, foi o que ele disse. E mesmo sendo um homem sozinho, no princípio, se levantando contra, ele foi capaz de lutar contra o sistema papal e contra doze séculos de tradição, e ele fez isso tomando a espada do Espírito que é a Palavra de Deus.

Nunca teria existido uma reforma se um homem não tivesse sido capaz de se levantar contra os eruditos errados do sistema papal e contrariar seus argumentos com a Palavra de Deus. Nossos pais Protestantes nesse país fizeram precisamente a mesma coisa. Foi uma arma que eles usaram repetidamente. Os Puritanos fizeram isso. No começo do protestantismo, eles decidiram que todo Cristão deveria ter uma Bíblia, por que? Porque se você não tem uma Bíblia, você não tem uma espada. E foi o voto de Tyndale de que todo lavrador e todo menino que puxa um arado tenha a capacidade de ler e entender para se protegerem contra um outro período parecido com a idade das Trevas. Ele disse, “A maneira que podemos fortalecer as pessoas é dar a elas o conhecimento da Palavra de Deus”. E foi essa grande ansiedade, para ter conhecimento certo da Bíblia, que nos fez receber uma tradução da Bíblia confiável na minha língua e na sua. Nós podemos agradecer a Deus por essas pessoas. É essencial que a Palavra de Deus seja conhecida. É essencial se nós estivermos aqui para vencer a batalha.

H. P. Barker era um mestre das ilustrações. Um dia ele descreveu quanso ele estava olhando pela janela vendo um jardim cheio de plantas e flores. E ele disse, “eu vi três coisas” no jardim. “Primeiro, eu vi uma borboleta. A borboleta era linda, e ela pousava numa flor e então voava e pousava em outra flor e depois voava de novo e pousava em outra flor. Só por um segundo ou dois ela sentava lá e depois ela continuava e assim ela encostava num número máximo de flores que ela podia, mas não recebia benefício nenhum daquilo. Depois” – ele disse, “eu observei por mais tempo e vi um botânico. O botânico tinha um grande caderno debaixo do braço e uma grande lupa. O Botânico se agachava para ver uma flor específica e ele olhava por um longo período de tempo e depois fazia anotações em seu caderno. Ele ficou lá por horas fazendo anotações em seu caderno, ele então fechou seu caderno, colocou novamente debaixo do braço, colocou sua lupa dentro do bolso e saiu dali”. E então ele disse, “A terceira coisa que eu percebi foi uma abelha, uma pequena abelha. Mas a abelha pousava numa flor, mergulhava lá dentro e sugava todo o pólen que conseguia carregar. Ela entrava vazia e toda vez ela saía cheia”.

E depois H.P. Barker disse, “É assim com as pessoas que se aproximam da Bíblia. Existem aqueles que simplesmente voam de um lindo sermão para outro lindo sermão, de aula em aula, voando aqui, pousando ali, não levando nada, e recebendo nada. Que sentimento bom. Depois existem aqueles que são como o botânico que fazem anotações profundas que estão tentando ter certeza de que todas as pontuações e vogais estão corretas, mas eles não tem a capacidade para retirar alguma coisa das flores; é pura academia. Depois existem as abelhas espirituais que sugam de cada flor preciosa tudo o que conseguem carregar para fazer o mel que faz com que sejam bênção para todos ao redor deles”. Qual desses três é você? Você pode vir até a Grace Church e ser uma borboleta. Você pode pular de classe em classe, estudo bíblico pra outro estudo bíblico, palestra em palestra, de livro em livro, batendo suas lindas asas, nunca mudando. Ou você pode ser como o botânico. Alguns de vocês têm cadernos o suficiente que pode afundar um navio pequeno. Ou você pode ser como a abelha, entrando vazio e saindo cheio e transformando o que você recebe em mel que faz a vida ser mais doce. Qual é você? A espada está aqui, está disponível. Você a está usando?

Meu amigo Rodney que está sentado aqui, ele não sabe que eu vou falar dele por uns minutos. Mas ele senta aqui sempre no Domingo e o Rodney está na nossa classe especial. E quando eu conheci o Rodney pela primeira vez, ele foi batizado não faz muito tempo. Mas o Rodney tinha uma Bíblia velha toda batida já, e ele só lê um pouco, só algumas palavras. Então ele estava pegando sua Bíblia. A Bíblia não estava bonita. Ele anda de bicicleta, então sua Bíblia estava levando uma surra com sua capa de papel. Então um dia eu disse a ele, “Rodney você precisa de uma Bíblia nova”. Ele disse, “Sim, eu preciso mesmo de uma Bíblia nova”. Então eu falei para ele ir comigo até a loja de livros porque eu ia comprar uma nova Bíblia para ele. Então chegamos na loja e eu falei, “Olha, eu sei que você não lê muito bem Rodney, você só consegue ler um pouco. Mas que tipo de Bíblia você quer? E ele respondeu, “Olha, eu quero uma com os números bem grandes para eu conseguir ver que versículo você está citando e conseguir olhar para aquele versículo enquanto você fala dele”. Olha, isso realmente tocou no meu coração. E então nós pegamos uma Bíblia com números grandes o suficiente para que ele conseguisse enxergar. E eu pensei em alguns de vocês. Você consegue compreender todo conceito que está ali dentro. Você consegue se aprofundar em todos os princípios. Não são só números para vocês. E eu fico pensando se você é uma abelha que está tentando sugar o máximo possível dali e usar como uma arma para receber a vitória que já é sua em Jesus Cristo. Vamos orar juntos.

Pai, nós te agradecemos por tua Palavra. Eu não consigo parar de pensar que de certa forma, a armadura inteira de Deus não é nada mais do que uma imagem de Jesus Cristo. Cristo é a verdade como o cinto da verdade. Ele é a nossa justiça, nossa couraça. Ele é a nossa paz. Sua fidelidade faz a nossa fé se tornar realidade. Ele é a nossa salvação e Ele é a Palavra Viva de Deus. Pai, eu sei que isso significa que no momento em que confiamos em Cristo nós recebemos a armadura. Eu penso nas palavras do apóstolo Paulo, que diz, “Deixemos, pois, as obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz”. E então diz, “revesti-vos do Senhor Jesus Cristo”. E então, Pai, em meu coração eu sei que juntando todas essas partes da armadura, somando todas as partes e ganhando a batalha, nós devemos nos revestir de Jesus Cristo. Devemos estar cobertos de Sua verdade de Sua paz, de Sua fé, confiante no Pai, com Sua salvação, com sua própria vida como a Palavra Viva. Pai, ajuda-nos a aproveitarmos desses recursos.

Senhor, existem alguns aqui hoje que estão sem defesa, sem poder contra o inimigo porque eles não tem se revestido do Senhor Jesus Cristo, não tem usado a armadura. Ó Deus, eu oro para que esse possa ser o dia em que eles recebam a Cristo, que eles possam se revestir Dele e ficarem prontos para a batalha. Eu oro também para os Cristãos que já tem todos esses recursos, mas nunca se aproveitaram deles, que nunca tiveram fome pela Palavra ou sede dela. Eu oro por aqueles que têm um compromisso marginal para que aprendam essas grandes verdades. Ó Deus, não nos deixe ser complacentes com Teu livro. Salva-nos da indiferença que mata nossa utilidade e alegria. Torna-nos pessoas da Palavra para Tua glória em nome de Jesus. Amem.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize