Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Estamos continuando uma breve série nas nossas horas de manhã sobre: “Deus: Ele é? Quem é Ele? E como Ele é?” Esse é só uma pequena pausa dos nossos estudos em 1 Coríntios, e depois vamos comparar no domingo à noite com a série em “Satanás: Ele é? Quem é ele? E Como Ele é?” Nessa manhã vamos voltar para o nosso tema, “Deus: Ele é? Quem é Ele? E como Ele é?” Tenham suas bíblias em mãos, estaremos olhando para alguns versículos enquanto conversamos hoje. Um livro que ajuda muito e que fala sobre a natureza de Deus é o livro por A.W. Tozer, chamado O Conhecimento do Santo. Além de outras coisas que ele fala no livro, uma afirmação significativa, na minha opinião, é, abro aspas: “A história da humanidade vai provavelmente mostrar que nenhum grupo de pessoas já se levantou acima de sua religião, e a história espiritual do homem vai nos mostrar que nenhuma religião já foi maior do que sua própria ideia de Deus. Adoração é pura enquanto o adorador tem pensamentos altos ou baixos de Deus. Por esta razão, a questão mais séria para a igreja é sempre o próprio Deus, e o fato mais grave sobre qualquer homem não é o que ele possa fazer ou falar em qualquer momento específico, mas a concepção que ele tem, no mais profundo do seu ser, de como Deus é”, fecho aspas. Ele está falando que a coisa mais importante que um homem tem é seu entendimento de Deus, e a mensagem mais importante que a igreja tem é dar esse conhecimento de Deus aos outros. E eu acho que ele está certo.

A razão por que nós queremos propagar um entendimento correto de Deus tem dois lados. Primeiro, é porque existem alguns que não acreditam em Deus. Eles são ateus filosóficos ou práticos. Eles acreditam que não existe Deus ou eles pelo menos agem dessa forma. E por essa razão nós desejamos propagar a verdade do Deus verdadeiro para que as pessoas possam saber que existe um Deus e que elas possam saber quem Ele é. Em segundo lugar, nós pregamos Deus e declaramos Deus não só porque existem pessoas que não acreditam, mas porque existem pessoas que acreditam em Deus de uma forma errada. Isto é, eles têm pensamentos errados sobre Ele. Isso é verdade até dentro do cristianismo. Eu tenho pavor do que alguns pensam sobre Deus e como elas pensam que Ele é. Podemos dizer que acreditando uma coisa errada sobre Deus é idolatria. Quando pensamos em idolatria nós pensamos em alguém dentro de uma pequena casinha de barro com seu pequeno deus em cima de sua mesa, e essa pessoa se curvando diante desse deus. Ou pensamos em um templo pagão, muito elaborado e decorado, com muitas pessoas dentro queimando incenso. Mas idolatria é muito mais amplo que isso. Idolatria é simplesmente pensando algo de Deus que não é verdade. É impondo alguma coisa sobre Deus que não é correto. Na maneira mais ampla é criando um deus. Em uma maneira mais discreta é tornando o Deus que é em algo que Ele não é. E talvez em um terceiro nível, que até os cristãos são culpados, é pensar pensamentos sobre Deus que não são verdadeiros.

Salmos 50:21 diz, “pensavas que eu era teu igual;” Deus diz, “Você pensou que eu era igual a você”. E é exatamente isso que a humanidade tem feito, no geral, em idolatria tem feito Deus ser igual sua própria imagem e semelhança, ou em imaginações que devem ficar em suas próprias mentes. A essência de idolatria é manter pensamentos sobre Deus que não são dignos de Deus, e isso pode existir de várias formas diferentes. Então declaramos Deus, não só porque existem alguns que não acreditam nele, filosoficamente ou na prática, mas também porque existem alguns que pensam da maneira errada sobre Ele, e nós precisamos declarar as coisas certas sobre Ele, então isso é muito importante. Falamos da última vez, primeiramente, nosso primeiro ponto foi, “Ele é? Existe um Deus?” Dissemos que razão e revelação e experiência colaboram para dizer que existe um Deus.

Em segundo lugar, nós perguntamos, “Quem é Ele?” E descobrimos que Deus é um espirito. Ele é uma pessoa. Ele tem uma personalidade. Ele não é uma célula de energia flutuante. Ele é uma pessoa. Ele é um Deus, e ao mesmo tempo três pessoas dentro desse único Deus. Então, Ele é espirito, uma pessoa, três em um. Depois introduzimos nosso terceiro ponto, “Como Ele é?” Como é essa pessoa que existe, e é espiritual e é três em um? A única maneira que podemos saber como Ele é, e descobrir como, dentro desse livro, Ele tem se revelado, e a revelação de Deus nós catalogamos em coisas que chamamos de atributos. Os atributos de Deus são a definição do caráter de Deus que Ele mesmo tem revelado a nós nas Escrituras. Me deixem fazer um prefácio para o estudo de Seus atributos – e nós introduzimos um deles da última vez. Nós vamos cobrir mais alguns essa manhã, e só estamos citando os mais básicos. Primeiramente, me permita falar o seguinte: Deus é, no princípio, incompreensível, então qualquer coisa que tentamos entender sobre Deus, estamos entendendo de uma forma muito limitada. Só estamos enxergando a ponta do iceberg, existe muito mais sobre Deus mas as nossas línguas não conseguem descrever Ele. Não conseguimos alcançar. É muito além de nós. Para ilustrar isso: Deus é infinito. Deus não tem fim, então nossa simples meia hora de discussão sobre qualquer coisa específica dele nem começa a fazer jus à essência da pessoa de Deus.

Deus é incompreensível. Eu penso que é por isso que nós perguntamos, “Como que Deus é?” ao invés de, “O que é Deus?”, porque dizer, “O que é Deus?” é colocar em uma área que é muito difícil de responder. Mas se nós dissermos, “Como que Ele é?”, existem algumas coisas que nós sabemos, e ele é desse jeito. O que nos coloca em um problema é quando nós tentamos fazer Deus se parecer muito com o que nós sabemos. Nós olhamos para o amor humano, e quando o amor de Deus não se comporta de acordo com o amor humano, nós dizemos que Deus não ama. Mas isso é fazer do amor humano o padrão absoluto e infinito do amor e Deus não se mede; é assim que é. Deus é como algumas coisas. É por isso que a Bíblia fala de sua semelhança ou aparência. Quando Ezequiel fala, ele diz, “Ele estava presente em aparência ou semelhança de homem”. Em outras palavras, é mais ou menos assim.

Nós também não podemos falar de Deus porque Ele é incompreensível em outros termos negativos. Com isso eu não quero dizer que nós somos negativos a respeito de Deus; eu simplesmente quero dizer que, para definirmos Deus, nós temos que dizer o que Ele não é. Por exemplo, quando nós dizemos que Deus é santo, nós queremos dizer que ele não tem – o que? – pecado. Mas nós temos que pensar assim, porque nós não sabemos como conceber uma santidade absoluta. A única coisa que nós experimentamos é o pecado. Por isso, para nós, a santidade é não pecar. Você está entendendo o que eu quero dizer? Nós não poderíamos dizer, “Deus é sem limites”, sem entender que isso significa que Deus não tem limites porque nós entendemos limites. Por isso nós dizemos que Ele não tem nenhum. Por isso, nós temos que adicionar um negativo em tudo, porque nós vivemos em um mundo de limites, um mundo preso, um mundo que é tão oposto a Deus que nós temos que dizer, “Deus é como”. Mas nada como nós entendemos. Agora, se você não está suficientemente confuso, não se preocupe.

Alguém me perguntou quando eu comecei esta série, apenas um breve desvio do nosso estudo de 1 Coríntios, se eu iria cobrir todos os atributos de Deus. Eu disse, “Não. E a razão não é porque eu não sei todos eles”. A pessoa disse, “Bom, não existem 11 ou 13?” Eu disse, “Não”. Deixe-me dizer o que eu acredito. Eu acredito que Deus é um Deus infinito, e que Ele provavelmente tem um número infinito de atributos. Eu não estou convencido de que os atributos que eu conheço a respeito de Deus são tudo o que Deus é. Você pode imaginar, por exemplo, para ilustrar, que um atributo de Deus é algo real a respeito do caráter de Deus? Um atributo de Deus é algo verdadeiro a respeito do Seu caráter. Agora, eu nunca imaginaria saber tudo que é verdadeiro a respeito de Deus. Se Deus é infinito, existe uma infinidade de verdade a respeito Dele, existe uma infinidade de atributos, e não existe capacidade em mim para entender esta infinidade. Eu não preciso disso; eu apenas preciso entender algumas delas.

Tudo bem, vamos ver alguns destes atributos. Da última vez nós conversamos só sobre o primeiro, Ele é imutável. Você percebe que está palavra está no negativo? Quando pensamos no fato de que Deus é sempre o mesmo, isso significa que Ele nunca muda, nós precisamos usar uma palavra no negativo, porque nós só conseguimos entender mudança. Então, nós dissemos que Deus não é igual a nós. Ele não muda. Malaquias 3:6: “Porque eu, o SENHOR, não mudo”. Tiago 1:17, “em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.” E nós vimos como isso é tremendamente confortante, traz segurança, e um refúgio para o cristão, mas ao mesmo tempo, para o incrédulo, essa doutrina é amedrontadora, uma doutrina de juízo, uma doutrina de uma ira imutável sobre o pecado.

Agora, vamos olhar para o segundo atributo e começar o nosso tempo aqui hoje. O segundo atributo de Deus que eu quero que vocês considerem – e realmente estamos lidando só com os atributos absolutos, aqueles que são características de Sua natureza; semana que vem iremos falar dos atributos que se relacionam conosco, como graça, misericórdia e amor. Mas o segundo atributo é que Deus está em todos os lugares o tempo todo. Teólogos chamam isso de onipresença. Deus está em todos os lugares o tempo todo. E eu quero que você preste bem atenção porque isso pode te atrapalhar um pouco se você não tomar cuidado. Alguns desses pensamentos são tão longes da nossa capacidade, que você vai precisar se esforçar um pouco. Deus está em todos os lugares ao mesmo tempo. Deus é infinito. Deus não tem fim. O Seu ser enche toda a infinidade sem fim. Incrível. Jeremias 23:24, ele diz, “porventura, não encho eu os céus e a terra? – diz o SENHOR.” 1 Reis 8:27, “Mas, de fato, habitaria Deus na terra? Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter”. Depois Salomão disse, “muito menos nessa casa que eu construí.” Da mesma forma que Deus é, antes de todas as coisas e depois de todas as coisas, eterno, Ele está dentro e fora de todas as coisas. Ele está em todos os lugares. Sem limites. Deus é infinito. Você não pode achar um fim para Deus. Não tem fim. Ele não tem limites.

Sabia que na história pessoas tentaram restringir Deus; até muitos judeus que não eram estudados, ou eram ignorantes, tentaram restringir a Deus. E muitos dos judeus sentiam que Deus realmente habitava só dentro do templo. Eles pensavam que Ele era igual os deuses falsos, e foi por isso que Salomão disse em 1 Reis 8:27 que Ele não habita naquela casa. Esse será o trono de Deus na terra, temporariamente. Será o símbolo de Sua presença, mas Ele não habita aqui em essência. Lembrem disso, o símbolo da presença de Deus nunca é a prisão de Sua essência.

Os Judeus também, historicamente, foram acusados de adorarem o Deus de Israel, que simplesmente não era nada além do deus das montanhas. E os sírios acreditavam que eles tinham o deus do vale. Então os judeus tinham o deus das montanhas e os sírios o deus do vale. Na verdade, os sírios disseram, “os judeus creem que Deus está ou nas montanhas ou acima das montanhas, e eles sobem para o topo dos montes para sacrificarem e estarem mais pertos Dele, caso Ele esteja acima das montanhas.” E, sinceramente, olhando para a história judaica, isso era verdade; eles faziam muitas coisas nas montanhas, não é? Era no Horebe, ou Sinai, ou o Monte Gerizim, Ou Jerusalém, que é um monte. E os profetas subiam para as montanhas, e Jesus subia o monte para orar, Jesus também foi para o monte das Oliveiras, então a conclusão de alguns críticos é que Israel simplesmente adoravam o deus das montanhas – e não o deus do vale, esse era outro deus. Bom, isso não é verdade. Existem muitas vezes que você vai encontrar o povo adorando a Deus no vale, talvez até o mesmo número de vezes que eles adoravam a Ele nas montanhas.

Alguns outros achavam que Deus Morava nos céus e que era lá onde Ele era confinado, e eu acho que isso é mais ou menos como os cristãos pensam hoje, que Deus está só lá em cima. E saibam, quando você pensa sobre Deus, você pode pensar num lugar pomposo, com um grande e brilhante trono, e uma figura meio embaçada sentada ali, nós imaginamos Deus bem longe em um palácio celestial – mas Ele está em todo lugar, Os judeus mais sábios sabiam disso e homens mais sábios sabem disso hoje. Deus está em todo lugar. Isso não traz alguns problemas? Sim, e eu quero responder esses problemas.

Primeiro, algumas pessoas dizem, “Bom, se ele está em todo lugar, então Ele é impuro porque Ele é contaminado pelas coisas impuras que tocam nele. Se ele está no mundo, então Ele está sendo tocando por impurezas.” Eu diria o seguinte para responder isso, Deus está em todos os lugares e dentro de tudo. Ele está no coração de um pecador para inspecionar e convencer. Ele está no inferno com suas ações de julgamento, porque é Ele quem consegue destruir alma e corpo no inferno. Sua essência está em todo lugar, mas Ele nunca se mistura com qualquer coisa impura. Se você quiser uma ilustração, Deus é como os raios do sol. O raio do sol pode estar em uma pilha de esterco no meio de um campo, mas aquela pilha de esterco nunca vai contaminar aquele raio de sol com sua corrupção. É da mesma forma com Deus. Deus é a essência de quem Ele é, Ele não está misturado com mais nada, e nada corrompe Ele. Ele é Seu próprio antídoto contra o mal. Escutem essa seguinte ilustração: Jesus veio ao mundo, andou pelo mundo, e quando Ele acabou, foi dito que “nele não havia pecado”. Ele esteve entre homens, porém não foi corrompido por isso. Deus é Seu próprio antídoto contra o mal.

Outros podem dizer, “Bom, outra pergunta sobre a onipresença de Deus, se Deus está em todos os lugares o tempo todo, porque a bíblia diz que Ele está mais perto pra alguns e mais longe para outros?” E saibam, realmente está escrito isso. Na verdade, em Isaías 55:6 está escrito que Ele está perto dos ímpios, e em outros lugares no Antigo Testamento falando de Israel, diz que Ele está longe deles. Então como Ele está perto e longe? Bom, você tem que pensar em Deus nos seguintes dois termos: essência e relação. Deus está em todos os lugares em Sua essência, mas está em alguns lugares específicos se relacionando. Em outras palavras, a presença de Deus está lá, essencialmente, em sua essência. Mas somente nos piedosos é onde Ele vai estar se relacionando, e você pode ilustrar isso de uma maneira simples. Estamos todos aqui nessa manhã; Eu estou aqui, e minha essência invade esse lugar. Minha voz bate nas paredes e volta. Minha presença domina a situação, e todos nós estamos aqui. Estou aqui em essência. Vocês estão recebendo uma representação do John MacArthur nessa manhã.

Em relacionamento, eu sou realmente ligado a três ou quatro pessoas sentadas na primeira fileira – minha esposa e meus filhos, e o resto da minha família, e alguns de vocês porque vocês ou são parentes ou são amigos muito muito próximos da nossa família. Em relacionamento, eu sou alguma coisa para alguém; essencialmente, eu sou alguma coisa para todos. Deus, essencialmente, está em todos os lugares; em relacionamento, Ele habita nos corações de seus próprios filhos. E não é verdade que o Novo Testamento nos fala isso? Não descobrimos que quando nos tornamos cristãos, Cristo habita em nós? Efesios 3 diz que “Deus nos enche com toda Sua plenitude”? Efésios 5, “o Espirito nos enche com Sua plenitude”? “Cristo em vós”, Colossenses, “a esperança da glória”? Quando Deus vem habitar em nós, em relacionamento, isso é diferente em comparação com Ele estando em nós essencialmente, ou em Sua essência. Mas acreditem em mim, Ele precisava estar lá em Sua essência antes de estabelecer um relacionamento, porque Ele precisava convencer e nos salvar. Então, Deus está em todos os lugares; todo os lugares – o tempo todo. Ele não precisa ir para lugar nenhum, Ele está em todos os lugares.

“Bom,” você pode dizer, “o que significa em Genesis 11 quando nos diz que Ele desceu dos céus para olhar aquela cidade”? Simplesmente significa que Ele deu Sua atenção imediata para aquela cidade. Deus não precisa chegar em algum lugar, Deus está em todos os lugares. Ele está em todos os lugares essencialmente; Ele está nas vidas de seus filhos em termos de relacionamento. Um outro pensamento, no Antigo Testamento está escrito que Deus habitou no meio das asas dos querubins na arca da aliança, ou que Ele habitava no templo, etecetera. O que isso significa? Isso simplesmente significa que, no caso de Salomão, que existiam alguns lugares onde Deus estabeleceu seu trono majestoso simbolicamente. Para representar um Deus majestoso, Ele estabeleceu um templo.

Hoje o templo de Deus é representado pela igreja, nas vidas dos crentes. No Reino, o trono de Deus será representado pelo trono em Jerusalém, onde Cristo reina. No céu, será representado pelo trono que é descrevido em Apocalipse 4 e 5. É simplesmente um símbolo, e como eu disse antes, o símbolo de sua presença nunca é na prisão de Sua essência. Ele está em todos os lugares. Agora pessoal, quando você pensa que Deus está em todos os lugares, isso é um pensamento impressionante. E Ele não se mistura com nada. Nada corrompe Ele. Nada pode tocar nele e corromper Seu caráter de forma alguma. Foi Deus que criou Sua criação. Deus anda no meio de Sua criação sem ser afetado por ela.

Que tipo de doutrina isso se torna quando nós aplicamos isso na prática? Vamos ver, primeiramente com os cristãos. O que significa para mim como um cristão saber que Deus está sempre presente em minha vida? Sempre está lá – essencialmente e particularmente comigo, se relacionando também? Primeiro, traz conforto. Quando eu paro e penso que Deus sempre está presente, isso é uma coisa muito confortante. Não importa o que eu estiver passando, Deus está presente. Não importa se eu souber que Ele está presente, Ele está. E eu sei que existem momentos em nossas vidas quando podemos clamar e dizer, “Deus, onde você está; Você parece estar tão longe”. Ele não está mais longe. Ele sempre está presente. Ele disse em Hebreus 13, “nunca te deixarei, nem te desampararei.” Se Deus disse isso, é isso que Ele quis dizer, porque Ele não mente. Deus nunca nos deixa.

Em Filipenses 4:5 e 6, no final do versículo 5, diz: “Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de coisa alguma”. – coisa alguma. Não se preocupem, Ele está lá. É isso que esse versículo significa. Não está falando da segunda vinda, está falando de Cristo estando presente, o Senhor estando presente. Ele está presente o temp todo. Perceba isso. Esse é um atributo Dele. É o Seu caráter. Um cristão pode estar separado de Deus? Não. Ninguém no universo pode estar separado de Deus essencialmente, e um crente não pode estar separado Dele em relacionamento. Ele está sempre ali. Por exemplo, Enoque estava na presença de Deus, e Ele saiu um dia e passeou com Deus. Eles continuaram andando e ele chegou até o céu. Uma comunhão contínua – é um símbolo do crente. Deus está conosco agora da mesma forma que Ele vai estar na eternidade. Ele habita em nós. Isso é conforto.

Em segundo lugar – e esta é uma grande verdade – o aspecto prático da onipresença é o suporte; não só conforto, mas suporte. Lembra quando Deus chamou Moisés para ser o profeta que Ele queria que moisés fosse, e mandou Ele proclamar Sua mensagem e tirar Israel da escravidão, Moisés disse a Deus em Êxodo 4, “Mas eu tenho um problema de fala, eu não consigo falar”. Você lembra da história. E Deus respondeu o seguinte: “Eu serei a sua boca”. Isso não é maravilhoso? É um aspecto prático da presença de Deus. “Eu serei sua boca”. Falar que Deus está presente não significa que Ele só fica em pé observando e todas as vezes que fizemos algo errado, whap. Não. Significa que ele está lá em suporte do nosso serviço. Escutem isso, todos nós conhecemos Mateus 28 quando ele diz, “E eis que estou convosco todos os dias”. Você sabe do que ele estava falando quando ele disse isso? Prestem atenção: “Ide por todo mundo, preguem o evangelho, façam discípulos, batizem, e saibam que estou convosco todos os dias”. Não para trazer conforto, mas para nos dar suporte no serviço.

Alguns dizem, “Eu não sei se eu consigo testemunhar; Eu não sei se eu tenho o poder de testemunhar”. E eles querem que o pastor faça isso. Vocês já ouviram isso antes, “Você poderia vir pastor? Você é quem vai falar.” Vocês sabem que é difícil para mim fazer isso. Eles geralmente não vão me escutar. Howard Hendricks diz, “A diferença entre eu e você é que eu sou um vendedor pago e você é um cliente feliz”. Eu sou pago para ser bom, você é bom sem receber nada. E vejam, o mesmo recurso que eu tenho você também tem. O poder de Deus está ali. “Eu serei a sua boca” – vá, preguem, façam discípulos, batizem, e eu estaria convosco. Isso não é só conforto meus amigos, é suporte – é serviço. Prestem atenção, a doutrina da onipresença de Deus é extremamente importante num senso prático para o cristão.

Em terceiro lugar, é um escudo que nos protege da tentação – um escudo contra a tentação. Sempre quando satanás quer me atingir, ele tem que primeiro enfrentar Deus. Em 1 Coríntios 10:13 diz, “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” O ponto é, Deus diz, “Eu não vou permitir que algo aconteça com você que você não possa suportar”. E pessoal, isso é diferente para cada cristão, porque cada cristão está em um nível diferente de maturidade, e diferentes tentações terão resultados diferentes. O que causaria ruína para um, talvez você consiga suportar. Mas em cada nível individual, Deus está lá para defender o cristão das coisas que ele não consegue suportar. Que promessa tremenda. Deus está presente para nos defender contra tentação.

Em quarto lugar, por um lado prático, a doutrina da onipresença motiva a santidade. Saber que Deus está sempre presente é saber que tudo que fizemos é na presença Dele. Quando você peca, seja em pensamento, ou em palavra, ou em ação, é feito na presença de Deus. Pensem assim, a maioria de nós preferimos pecar quando ninguém está observando. Talvez não nos importamos muito quando são algumas pessoas específica que estão nos observando se essas pessoas já sabem dos problemas que temos. Por exemplo, eu já, enquanto estava passeando já encontrei diversos crentes que conhecia, e vi eles bem no meio de uma coisa e eles se envergonharam muito. E eu já vi uns movimentos tão rápidos quando eles tentavam esconder o que estavam fazendo; vapt. Não foram rápidos o suficiente, mas bem rápidos. “Ah, John, bom…” viu? Isso acontece comigo muito. Imagina – não tem muito problema se um dia eu pegar algum de vocês fazendo alguma coisa errada, esse não é o ponto. Quem sou eu para fazer alguma diferença? Mas, só percebam isso, quando você peca, é como se você tivesse subido aos céus, andado diretamente em frente do trono de Deus e cometesse seu pecado bem ali. Viu? Você está fazendo as coisas que você faz na presença de Deus. Um pensamento muito preocupante.

A integridade de Davi, em sua vida, quando ele finalmente se endireitou, era baseada na seguinte afirmação: “Todos os meus caminhos estão diante do Senhor. Eu não posso fazer isso. Ele está aqui.” Viu? Jó – qual foi a base de sua integridade? Jó 31:4, “Ou não vê Deus os meus caminhos e não conta todos os meus passos?” Deus vê tudo. Minha integridade está baseada no fato de que tudo o que eu fizer, eu faço diante de Deus. Isso é o que Provérbios quer dizer quando diz: “Em todos os teus caminhos, reconheça Ele.” Em outras palavras, em tudo o que você fizer, perceba que Ele está lá, e somente isso irá direcionar seus caminhos. Você viu, viver uma vida cristã é simplesmente isto: ordenando minha vida como se fosse vivida diante de Deus, sabendo que está diante Dele. O que nós não faríamos com um homem mal por perto e o que nós não faríamos com um homem piedoso por perto são só preliminares. Não devemos fazer nada que não faríamos na presença de Deus, ou diante do trono Dele no céu. Para cristãos, então, a doutrina da onipresença é extremamente importante. E para o ímpio? Como ele se relaciona com isso? Para o ímpio também é muito importante entender que Deus está em todos os lugares. Em Salmos 21:8 diz: “A tua mão alcançará todos os teus inimigos”. Não tem escape. Um homem que é mau não tem esconderijo. Não tem escape. Não tem como sair. Não tem para onde ele se refugiar.

Amós capítulo 9 nos dá uma compreensão disso, Obadias também, que é o livro seguinte; deixa eu ler Amos 9:2, “Ainda que desçam ao mais profundo abismo, a minha mão os tirará de lá;”isso é sério, “se subirem ao céu, de lá os farei descer. Se se esconderem no cimo do Carmelo, de lá buscá-los-ei e de lá os tirarei; e, se dos meus olhos se ocultarem no fundo do mar, de lá darei ordem à serpente, e ela os morderá. Se forem para o cativeiro diante de seus inimigos, ali darei ordem à espada, e ela os matará; porei os olhos sobre eles, para o mal e não para o bem.” Deus diz – eu não me importo onde eles vão, eu vou encontra-los. Em Obadias versículo 4: “Se te remontares como águia e puseres o teu ninho entre as estrelas, de lá te derribarei, diz o SENHOR.” Não tem onde se esconder. E o homem ímpio deve perceber que não importa o quanto ele tentar, quão rápido ele correr, ele pode decidir que ele não quer ir para a igreja, ele não quer ler a bíblia, ele quer evitar qualquer discussão religiosa, ele quer tirar Deus da mente dele, ele pode não pensar sobre Deus, mas Deus tem Seus pensamentos centrados nele.

Jó 26: “A alma dos mortos treme debaixo das águas com seus habitantes. O além está desnudo perante ele, e não há coberta para o abismo.” Deus desmascara tudo com Sua presença em todo lugar. Mais pra frente em Jó 34, versículo 21, diz, “Os olhos de Deus estão sobre os caminhos do homem e vêem todos os seus passos. Não há trevas nem sombra assaz profunda, onde se escondam os que praticam a iniqüidade. Não há esconderijo.” Provérbios 15:11: “O além e o abismo estão descobertos perante o SENHOR; quanto mais o coração dos filhos dos homens!” Se Deus consegue ver tudo no universo, quão mais Ele consegue enxergar dentro do coração do homem? Em Salmos 139, Davi diz, “Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se tomo as asas da alvorada, a tua destra me susterá.” Em outras palavras ele está dizendo, se eu pegar carona com um raio do sol indo a 186,000 milhas por segundo, 8 minutos até o sol, não consigo me esconder.

O ladrão rouba porque ele acha que ninguém está olhando. O adúltero adultera porque ele acha que ninguém está vendo. O mentiroso mente porque ele acredita que ninguém vai descobrir. Deus sabe. Só porque Deus é invisível, não significa que Ele não está lá. Deus nunca descansa nem dorme. Em hebreus, capítulo 4, versículo 13, uma afirmação muito forte: “E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas.” Tudo é visto por Deus. Isaías 65:12, Deus diz, “fizestes o que é mau perante mim”. Provérbios 15:3, “Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.” Deus sabe tudo. Ele está em todo lugar. Deus é imutável e Deus está em todos os lugares.

Em terceiro lugar, Deus é todo poderoso. Isso é um conceito impressionante. O nosso Deus é todo poderoso. O que isso significa? Isso significa que nós temos que usar um negativo – não existe nada que Ele não possa fazer. Ele não tem limites para a sua força. Jó 9:19 diz, “Se se trata da força do poderoso, ele dirá: Eis-me aqui”. Deus é chamado de El Shaddai, El é o nome de Deus, Shaddai significa todo poderoso, o Deus Todo Poderoso. Em Apocalipse 19:6, ele diz, “Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso”. Ele é poderoso. Ele é forte. O salmista diz, “O poder pertence ao Senhor”. Agora, quando nós dizemos que Deus é poderoso, o que nós queremos dizer com isso – agora, preste atenção – Deus não tem limites para o seu poder. Ele pode fazer qualquer coisa – qualquer coisa. E ouça isso: Ele pode fazer qualquer coisa de forma tão fácil como ele pode fazer qualquer outra coisa. Você entendeu? Não é mais difícil, não é mais difícil para Deus criar um universo do que fazer uma borboleta – nada mais difícil. Ele pode fazer qualquer coisa; Ele pode fazer qualquer coisa de forma tão fácil como ele pode fazer qualquer outra coisa. Você diz, “De onde você tirou isso?” Porque ele não tem nenhuma dificuldade em fazer nada. Você diz, “Você quer dizer que não existe nenhum esforço da parte Dele?” Absolutamente nenhum esforço.

Eu vou te dar uma ilustração. Na manhã, eu acordo no Dia do Senhor, e eu percebo que eu vou gastar muita energia, vindo daqui pra cá, mexendo meus braços, falando alto com todo mundo – por umas três horas. Isso demanda muita energia, mais energia do que você imagina. A sua mente está processando tudo muito rápido, e você está queimando muita energia. Por isso, de manhã, eu bebo a minha proteína e tomo minhas vitaminas e encaro o dia que vem pela frente. Quando eu termino, depois da terceira hora, eu vou para casa e eu murcho. Então eu digo para a minha esposa, “Esposa” – eu não deveria dizer isso – mas eu digo, “Patricia, eu preciso comer alguma coisa”. Eu tenho que me reabastecer. Por que? Porque toda energia que eu tinha foi usada, e eu preciso me reabastecer. Deus nunca precisa reabastecer. Não existe nenhuma fonte para reabastecer Deus. Para onde ele iria? Ele já está em todos os lugares. Não existe nada fora de Deus.

Agora, Isaías 40:28 diz o seguinte, “O Senhor nem se cansa, nem se fatiga”. Não existe nenhuma dissipação de energia. Por isso, o Senhor pode fazer qualquer coisa; Ele pode fazer qualquer coisa do jeito que Ele faz, facilmente como Ele faz qualquer coisa, e em terceiro lugar, Ele pode fazer qualquer coisa que Ele deseja fazer. Você não sabia disso? Ele não tem apenas o poder, mas ele tem a autoridade, não apenas de fazer qualquer coisa, mas de fazer qualquer coisa que Ele deseja fazer. Em um poder como esse, existe autoridade para usá-lo. Marque isso – o poder de Deus, a autoridade de Deus e a vontade de Deus são iguais em sua natureza. Deus pode fazer qualquer coisa. Ele pode fazer qualquer coisa pelo seu pode e pelo seu direito, e Ele fará qualquer coisa pelo seu poder e pelo seu direito que Ele deseja fazer. Ele apenas fará as coisas que são consistentes om ele. É por isso, por exemplo, que Ele não pode mentir. Ele não pode tolerar o pecado. Ele não pode se alegrar com um pecador impertinente. Ele não consegue punir um inocente. Ele não consegue fazer nada que viola a Sua essência, porque a sua vontade está sempre consistente com a Sua essência – quem Ele é. Mas Deus pode fazer qualquer coisa que Ele deseja. O Salmo 115:3 diz: “No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada”.

Às vezes, as pessoas me perguntam, “Por que Deus fez isso?” E eu repetidamente tenho dito, “Porque Ele quis”. As pessoas dizem, “Bom, isso não é uma resposta suficiente”. Isso é porque você não entende Deus. Deus pode fazer o que Ele quiser. Em Romanos, capítulo 9, quando Paulo está argumentando a respeito da eleição, a respeito das pessoas sendo escolhidas para salvação, a respeito do faraó, da comparação de Jacó e Esaú, e tudo aquilo, e você começa a perguntar, “Deus, por que Você fez isso?” e Paulo diz, “Quem é você, o vaso perguntando para o oleiro por que ele te fez deste jeito?” Este é o direito do oleiro. Não questione Deus. Deus pode fazer qualquer coisa, e ele pode fazer qualquer coisa que Ele deseja. Mas Ele só quer fazer aquilo que é consistente com a sua natureza, e Ele nunca viola a Sua natureza, nunca. Ele não pode mentir – ele não pode amar o pecado – Ele não pode violar a Sua palavra – Ele não pode se esquecer do que Ele já fez. A vontade de Deus é somente aquilo que é digno de Seu caráter.

Deus é poderoso. Agora, quando você começa a enxergar o poder de Deus, existem quatro áreas em que eu vejo isso mais claramente. Número um é a criação. Agora, a Bíblia nos diz que Ele falou e aconteceu. Salmo 33:6: “Ele falou e aconteceu”. Ele mandou e foi criado. Quando você para pra pensar no poder que está no universo criado – nós sabemos que nós podemos dividir um átomo e fazer uma bagunça, uma grande explosão. Bom, se nós pudéssemos criar uma reação que cobrisse o universo, nós não teríamos nem um pouco o poder de Deus, porque Deus é maior do que qualquer coisa que ele já criou. Sabe o que mais é impressionante? Ele fez isso sem nenhuma ferramenta. Ninguém ajudou Ele. Você imagina que ele criaria um homem antes apenas pra ter algum conselho – ha-ha – porque nós sempre estamos dispostos a dar conselhos. Mas em Isaías 44:24 diz – eu goto muito disso – “Eu sou o Senhor, que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus e sozinho espraiei a terra”. Ele desejou eles, e eles passaram a existir no momento que ele desejou isso. Na verdade, em Romanos 4:17 ele diz: “Deus chama à existência as coisas que não existem”. Uma vez que Ele faz isso – elas passam a existir. O seu poder é visto na criação.

Eu penso também que o Seu poder é visto na preservação. Quando Ele fez o mundo, a Bíblia diz, “Ele sustenta todas as coisas pela palavra do seu poder”. Alguém pode dizer, “Bom, você diz que Deus nunca fica cansado; como que Ele descansou no sétimo dia?” Ele não fez isso. Nem um pouco. Se Deus tivesse descansado no sétimo dia, você sabe o que teria acontecido com tudo que ele criou nos primeiros seis dias? Tudo deixaria de existir. “Bom” você pergunta, “o que ele estava fazendo?” Ele estava estabelecendo um padrão. Nós ficamos cansados – Ele não fica cansado. Ele estava estabelecendo um padrão para o homem. O homem precisa descansar e reabastecer. Deus estava continuamente ativo, porque a Sua energia flui constantemente, no sétimo dia como nos outros seis, sustentando tudo o que Ele criou. Hebreus 1:3: “Ele sustenta todas as coisas pela palavra do seu poder”.

Eu penso também que o poder de Deus pode ser visto na redenção. Talvez nós podemos ver o seu poder mais na redenção do que na criação, porque na criação não houve oposição – nenhum diabo para derrotar, nenhuma morte para ser vencida – nenhum pecado para ser perdoado, arrancado, nenhum inferno para ser fechado e nenhuma morte na cruz para ser sofrida. Aquilo foi a criação. Mas na redenção, com todas aquelas tribulações, houve a grande demonstração do poder na cruz conforme Cristo morreu e redimiu o homem para Si mesmo, trazendo para si um monte de gente que não valia nada, tornando-os poderosos, não é? Leia 1 Coríntios 1 e 2; Deus tomou “não os poderosos, nem muitos nobres”, mas as pessoas simples e os colocou contra o mundo. Quando você chega nos primeiros capítulos de Atos, estas pessoas viraram o mundo de cabeça para baixo. Este é o poder de Deus, o poder salvador e redentor.

Em quarto lugar, eu penso que o poder de Deus está visível em sua capacidade de ressuscitar os mortos. Você já parou para pensar que Deus tem tanto poder que um dia, no final dos tempos, Deus vai ressuscitar todos os seres humanos que já viveram, justos e injustos? Você diz, “bom, eu sabia que os crentes seriam ressuscitados, mas os injustos também?” Sim – João 5:28, leia lá, a ressurreição para a vida e a ressurreição para a maldição. Leia Apocalipse, encontrando ali o grande trono branco do julgamento, tendo todos aqueles que não são de Deus diante dele, capítulo 20. Eles estão todos ali. Eles foram ressuscitados dos túmulos e dos mares que os guardavam. Um poder tremendo de ressurreição. Que poder. Este é o nosso Deus – todo poderoso.

Agora, você pode dizer, “O que isso significa John?” Vamos ser práticos e ajuntar os nossos pensamentos. Deus é todo poderoso. Mas o que isso significa para o cristão? Número um, esta é a base da nossa adoração. O aspecto prático desta doutrina é encontrado nesta simples afirmação de 2 Reis, capítulo 17, versículo 36. Veja o que ele diz: “mas o Senhor, que vos fez subir da terra do Egito com grande poder e com braço estendido, a ele temereis, e a ele vos prostrareis, e a ele oferecereis sacrifícios”. Nós devemos adorar a Deus por causa do seu poder. O seu poder é a base da nossa adoração. Nós nos ajuntamos e adoramos a Deus por causa do seu grande poder – não há ninguém como ele. Em segundo lugar, para o cristão, o poder de Deus não é apenas o fundamento de sua adoração, mas o fundamento de sua confiança diária, confiança diária. Eu volto para aquele ponto em que eu me sinto inadequado, não podendo fazer nada, e então eu leio Filipenses 4:13 que diz: “você pode fazer todas as coisas através de Cristo que” – o que? – “te fortalece”, que te dá poder. Por causa do seu poder, nós caminhamos diariamente com confiança. “Nós estamos cheios da plenitude de Deus”, Efésios 3:19 diz, e no 20 ele diz, “àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós”. O poder de Deus se torna o fundamento de nossa vida diária.

Ele também é o fundamento da esperança da nossa ressurreição. Como cristão, eu tenho grande expectativa em ressurgir dos mortos. Eu imagino que se eu não for no arrebatamento, eu tenho uma boa chance de morrer – 100% garantido, eu vou morrer. E eu também espero que eu serei ressuscitado. Bom, qual é a minha confiança? Quando eu vou para um funeral, aquilo não parece ter muita esperança. Eles levam o corpo para lá, tiram o sangue, enchem daquele líquido de embalsamamento, e ele fica ali, até colocarem no caixão depois. Você pode dizer, “Bom, um dia ele vai sair do túmulo”. E ele vai olhar para você e dizer, “você nem imagina. Eu não acho que isso vai se mexer tão cedo assim”. E é algo bem sem esperança. As pessoas estão ali, o caixão está aberto, o morto está ali, é tudo muito sóbrio, depois eles colocam o caixão no túmulo, colocam a terra e pronto. E então, algum cristão dirá no funeral, “um dia, este irmão sairá do túmulo”. E você pode ouvir algumas pessoas cochichando lá trás, “Como que você sabe disso? Quem vai fazer isso?” Então você vai para 1 Coríntios, capítulo 15. Minha confiança na ressurreição está fundamentada no poder de Deus. “Cristo se ergueu dos mortos e se tornou o primeiro fruto dos que dormem”. No versículo 52 ele diz: “num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. Como? É Deus que nos dá esta vitória. O poder de Deus é a base da nossa adoração, o fundamento da nossa força diária, o fundamento da nossa esperança de ressurreição no futuro.

Adicionalmente, ele também é o fundamento do nosso consolo. Quando eu me preocupo com os meus problemas, eu me lembro do meu Deus, e eu percebo que não existe nada que eu estou passando que seja muito difícil para ele lidar. O Salmo 121 diz, “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor”. A próxima frase é a chave de tudo isso: “que fez o céu e a terra”. Se ele pode fazer aqui, ele pode lidar comigo. Confiança – consolo. A doutrina do poder de Deus é o fundamento da adoração, o fundamento da confiança diária, o fundamento da esperança da ressurreição, o fundamento do consolo – e depois, o fundamento da nossa vitória. Em Efésio, capítulo 6, ele diz: “sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder”. Se você vai lutar contra o inimigo, você precisa da força dele pra isso. Quando o adversário vem e você está como vigia, você não luta contra o inimigo; você fala para o comandante e ele luta por você. O fundamento da vitória está no fato de que ele é poderoso. “Maior é aquele que está em ti do que”- o que? – “aquele que está no mundo”. Nós estávamos falando a respeito disso no domingo a noite passado, não é? O Diabo é um ser impressionante. Ele é muito, muito poderoso, mas você sabe de algo? Ele está de baixo dos meus pés, bem onde ele pertence – onde Deus colocou ele. A vitória é minha em Cristo – um poder tremendo está disponível para mim.

Depois, para o Cristão, a doutrina do poder de Deus é o fundamento da nossa segurança. Eu estou salvo e as pessoas muitas vezes me perguntam se eu vou permanecer salvo. Eu sempre falo que sim. Então, elas perguntam: “Por que você acha isso?” e eu respondo, “porque Deus é poderoso o suficiente para me sustentar. A única pessoa que poderia me tirar das mãos de Deus seria alguém que fosse mais poderoso do que Ele – e não existe ninguém assim”. João 10:28, versículo 28, nós lemos: “Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão”. Por que? “Aquilo que meu Pai deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar”. Não existe nenhum ser existente mais poderosos do que Deus, e quando Deus está segurando algo, você não consegue tirar dele. Em Romanos, capítulo 8, você encontra a mesma coisa: “Quem pode fazer alguma acusação contra o eleito de Deus? Quem nos separará do amor de Cristo?” E então ele começa a nomear todas aquelas coisas: principados, anjos, tudo que for possível – não, não – nada. Deus é todo poderoso. O fundamento da minha segurança é o poder, o poder total e absoluto de Deus. Em 2 Timóteo 1:12, é isso que Paulo diz: “todavia, não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia”. A confiança veio através do conhecimento de que Deus era poderoso.

Agora, por último, do ponto de vista do Cristão, a doutrina da onipotência é o fundamento da humildade. É muito fácil ser orgulhoso se você não pensa em Deus; se você apenas pensa em você. Quando você começar a pensar em Deus, você vai perceber que você não é nada. Em 1 Pedro 5:6, ele diz: “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus”. E qual será o resultado? “Ele vos exaltará”. Por que eu deveria me humilhar? Percebendo a força e o poder de Deus. O poder de Deus é o fundamento da minha humildade. Perceber que eu não sou nada – que eu poderia ser nada – que eu não consigo fazer nada sem Ele. Humildade. Portanto, esta doutrina da onipotência é muito prática. E o não crente? Quando o efeito em alguém que não é cristão para saber que Deus é todo poderoso? Bom, existe um efeito muito dramático.

Primeira Coríntios 10, Paulo está escrevendo ali para os Coríntios, e ele diz no versículo 22 de 1 Coríntios 10: “Provocaremos zelos no Senhor?” Você está tentando deixar Deus com ciúmes? Porque se este for o caso, é melhor pensar nesta questão: “nós somos mais forte do que Ele?” Em outras palavras, se Deus está com ciúmes, e Ele fica assim quando nós não adoramos a Ele, é melhor que você seja mais forte do que Ele, porque Ele lutará contra você. O que isso está dizendo para alguém que não é cristão? Quando você não adora a Deus, Ele fica com ciúmes. E quando Deus fica com ciúmes, Deus luta contra aqueles que estão causando isso. E quando Ele luta contra alguém, Ele ganha, porque Ele é onipotente. É algo trágico perceber que existem homens neste mundo que não conhecem a Deus, que não adoram a Deus, que não amam Cristo, e estão sento atacado, por julgamento, por Deus, que é onipotente. A não ser que eles sejam mais fortes do que Deus, eles não têm defesa; e acredite em mim, você não tem defesa; nenhum homem é mais forte do que Deus, que o criou. Em Jó, capítulo 9, versículo 4: “Ele é sábio de coração e grande em poder; quem porfiou com ele e teve paz? Ninguém – ninguém. Capítulo 10, versículo 7: “Bem sabes tu que eu não sou culpado; todavia, ninguém há que me livre da tua mão”. Jó diz, “Isso está acontecendo comigo. Eu não entendo, mas eu sei que não existe ninguém que pode te tocar. Ninguém pode me resgatar”. Quando Deus toma uma vida, não existe resgata do ponto de vista humano. O único indivíduo no universo que t tira da mão de um Deus irado é o próprio Jesus Cristo, que é Deus. Em 2 Tessalonicenses 1:7, ele diz: “e a vós outros, que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder”. Para aqueles que não conhecem a Deus e não obedecem o evangelho, Deus enviará o seu poder de julgamento; uma coisa para se temer. Não é à toa que o escritor de Hebreus diz no capítulo 10: “Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo”.

Por que nós estamos dizendo estas coisas para você a respeito de Deus? Nós estamos dizendo estas coisas a respeito de Deus porque esta é a natureza de Deus, e foi isso que Ele nos revelou. Nós queremos que você creia em Deus, e nós queremos que você creia no Deus que é Deus. Deixe-me dizer algo para concluir. Você percebeu que as mesmas verdades a respeito de Deus em todos os instantes têm dois resultados diferentes? Saber que Deus é imutável, em todos os lugares, todo poderoso, é uma alegria Cristã, não é? Alegria. Mas, para o não crente, esta mesma coisa é medo. A questão não é o caráter de Deus, o caráter de Deus está estabelecido; a questão é você. Um homem que se lança contra Deus, continuamente tentando viver do jeito que ele quer viver, não se importando com como Deus é, é um tolo. Deus é quem Ele é. Deus faz o que Ele faz. E você tem que entrar na linha com isso.

Agora, na próxima semana nós vamos olhar mais de perto como que a graça e o perdão de Deus passam por todas aquelas coisas terríveis que nós temos feito, e nos aceita quando nós nos aproximados de Cristo. A questão para esta manhã, e eu concluo com isso, é que este é quem Deus e, este é o Deus que requer de você que você o adore. E nós, em amor, te convidamos a fazer isso. A maior alegria que nós podemos ter é ver alguém se achegar a Deus. Este é o Seu desejo. Ele te convida a se aproximar dele nos Seus termos. Pela fé em Jesus Cristo, você faz parte da família Dele, você aceita o sacrifício de Cristo, e Deus te aceita. Ao invés das coisas a respeito de Deus serem temerosas, elas se tornam alegres. Vamos orar. Pai, nós te agradecemos nesta manhã pela Tua Palavra, pela tua verdade, pelo teu poder em nossas vidas; nós oramos para que você traga aqueles que desesperadamente precisam de Ti, os quais tiveram seus corações quebrantados e aquecidos pelo Espírito Santo. Abençoe as classes que teremos agora, Pai, e até mesmo aqueles que estão encerrando agora. Abençoe também estas pessoas, cada e cada vida preciosa aqui. Nós te agradecemos. Nós nos rendemos a Ti e a Palavra, para que possamos dar frutos; no nome de Cristo. Amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

< !--Study Guide -->

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize