Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Esta manhã vamos começar uma série especial de estudos que estamos antecipando nos últimos meses. Terminamos o capítulo 13 de 1 Coríntios na semana passada. Estamos prestes a iniciar o capítulo 14 de 1 Coríntios. Eu encontrei alguém outro dia que disse que ficou afastado da igreja por muito tempo, muito doente, e voltou e disse "Inavreditável. Você ainda estava em Coríntios." E então eu disse, "Certo, e eu vou estar lá por um tempo ainda." Mas em meio ao estud desta porção em particular, de 12 a 14, que trata dos dons espirituais, o charismata, se você quiser, a palavra grega, sentimos que por causa de suas muitas, muitas perguntas e por causa da confusão um tanto desenfreada relativa a este assunto em particular, que vale a pena pararmos entre o 13º e 14 º capítulos antes de entrar em detalhes na área de línguas, como acontece no capítulo 14; para lidar com o movimento carismático como um todo. E assim eu quero fazer uma série especial por várias semanas. Só o Senhor sabe quanto tempo vai levar até que cubramos o que tenho em meu coração; e eu geralmente esboço tudo e trabalhei muito bem nisso, mas eu não sei como ele vai dividir-se.

Queremos abordar o tema do que há de errado no movimento carismático. Agora isso vai ser diferente do que você está acostumado comigo. Se você é um visitante aqui, isto é um pouco fora de caráter. Geralmente nós apenas estudamos versículo por versículo e atravessamos direto através de um texto, mas vamos estar olhando para algo um pouco diferente neste momento. E quero esclarecer algumas coisas para começar. Número um, não é falta de amor falar sobre este assunto. Receio que algumas pessoas pensem que a qualquer momento em que você fala sobre algo que é um problema você está deliberadamente sendo desamoroso. Mas eu confio e oro para que você não pense isso de mim porque minha intenção não é absolutamente ser desamoroso. Eu acho que a coisa mais amorosa que você poderia fazer é defender a verdade e a veracidade da Escritura, porque esse é o ato definitivo de amor para com Deus para defender Sua verdade e Sua Palavra.

Além disso, acho que é a coisa mais amorosa a se ensinar, a Sua Palavra, porque quando você ensina Sua Palavra às pessoas então as pessoas que recebem Sua Palavra encontram-se em um lugar de obediência à verdade, e esse é o lugar da bênção. Portanto é tudo menos falta de amor ensinar a verdade. Não é porque somos antagônicos com outras igrejas ou grupos em nossa área. Não é porque temos um grupo de pessoas em nossa igreja que se misturam no movimento carismático. Não é por nenhuma dessas razões que fazemos isso, mas é simplesmente porque devemos ensinar a verdade. E como o apóstolo Paulo disse, "o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo". E o movimento carismático, como o conhecemos hoje, é de tal alcance e de tal amplitude, e é uma força tão poderosa e tão dominante no cristianismo, que não nos cabe colocar a cabeça na areia, mas lidar com ela realisticamente, bíblica e teologicamente, nos seus fundamentos. E é exatamente isso que queremos fazer.

E estou convencido de que haverá alguma reação negativa. Já houve. Eu fui acusado nas últimas duas semanas de ser desamoroso, divisivo e assim por diante. Essa não é minha intenção, de forma alguma. Francamente eu estava ouvindo um orador na outra noite que estava dizendo - eu não sei. Ele estava dizendo a mesma coisa. É estranho para ele e é para mim porque quando já há uma divisão e você simplesmente fala sobre a divisão e tenta resolvê-la com a verdade você é acusado de ser divisivo. Já há uma fenda na igreja. Já existe uma divisão muito ampla nesta questão. Eu não estou fazendo uma divisão. Eu estou tentando esclarecer a questão com a verdade e eu não estou tendo ilusões sobre se eu sei a verdade e todo mundo está errado. Eu simplesmente vou tentar lidar com isso como eu entendo as Escrituras.

Então eu quero que você receba isso no espírito correto. E como eu lhe disse da última vez eu não quero que você pegue essas fitas e vá correndo como o fantasma verde e deixando cair em envelopes marrons nas caixas de correio dos carismáticos, e assim por diante. Essa não é a intenção. Nosso espírito de amor é tão importante quanto manter a verdade e assim queremos manter um equilíbrio.

Dito isto como apenas uma preliminar, queremos falar de 20 elementos diferentes no movimento carismático que são suspeitos quando trazidos à luz da Escritura. Estaremos fazendo isso nas próximas semanas, mas quando olhamos para o movimento em geral algumas coisas surpreendentes estão acontecendo entre os cristãos nesse movimento. Se você tem uma televisão ou um rádio, ou você visita uma livraria cristã em algum lugar, ou você vai a um concerto cristão, ou uma reunião, ou outra igreja, ou outro culto, ou qualquer grupo ou reunião de cristãos você fica muito consciente do que está acontecendo em termos das reivindicações que estão sendo feitas hoje em relação ao movimento carismático, como é conhecido.

As declarações surpreendentes de que Deus está fazendo sinais e Ele está fazendo maravilhas e milagres estão sendo transmitidos de boca em boca pela página impressa, pela televisão, pelo rádio, e a um ritmo tão prolífico que nem sequer podem ser catalogados, muito menos ser verificado. Encontros fantásticos com Jesus Cristo. As pessoas me disseram pessoalmente que tiveram encontros com Jesus Cristo em uma forma física que é muito, muito fantástico. O Espírito Santo encontrando pessoas em circunstâncias únicas e estranhas. Curas de todos os tipos, algumas incríveis e outras não tão surpreendentes, são relatadas na mídia cristã.

Deus está ocupado corrigindo lesões na coluna, alongando as pernas, curando o câncer e corrigindo os corações e assim por diante. Você liga sua televisão em várias canais carismáticos, e é interessante que não há estação de televisão - tanto quanto eu sei, isso era verdade há dois anos. Eu não acho que tenha havido qualquer mudança - não há estação de televisão nos Estados Unidos que seja de propriedade de cristãos que não são carismáticos. Então eles capturaram a mídia cristã, e se você está ciente disso, e você olha para isso, você sabe que existem apresentadores, aparentemente oniscientes, nesses programas de televisão carismáticos, que discernem milagres e curas e vários tipos de coisas que estão acontecendo bem quand eles estão sentados ali. E você os ouve dizer, "Alguém em algum lugar está sendo curado disso" e "Alguém em algum lugar está sendo curado disso e eu sinto que em algum lugar alguém está sendo curado daquilo".

A outra abordagem que você ouve, e eu ouvi isso em várias ocasiões é, "Hoje à noite há 15 curas de câncer disponíveis para as primeiras 15 pessoas que as reivindicarem, e há 5 curas para a enxaqueca disponível para as primeiras 5 que crerem em Deus para reivindicar essas curas" e assim por diante. Curas simplesmente parecem estar flutuando no ar para quem quer vomitar uma rede e pegar um. Alguns dos milagres são bizarros. Já ouvi falar de cachorros criados a partir dos mortos, máquinas de lavar curadas, e eu ouvi falar disso em duas ou três ocasiões. Tanques de gás vazios ficaram cheios pelo Espírito Santo, banheiros entupidos funcionaram novamente pelo poder milagroso. As pessoas são derrubadas por Deus, e isso é chamado de morto no Espírito. Há pessoas que têm visões e sonhos e revelações e assim por diante. Uma senhora relatou ter recebido um novo umbigo. Um homem chamado Marvin Ford testemunhou que ele tinha ido realmente para o céu e voltado para informar a todos como o céu era.

Experiências incríveis como essas estão lutando pelo horário nobre. Você tem a idéia de que Deus é hipercinético, que Ele está executando uma performance sobrenatural, rivalizada apenas com a criação de seis dias e as pragas egípcias. Ele nunca foi tão ativo em séculos. É incrível que Ele possa acompanhar a si mesmo na velocidade em que essas coisas estão sendo reivindicadas.

Um ponto focal de tudo isso, é claro, parece ser o ensinamento carismático de que todos os cristãos precisam experimentar o sentimento ou o batismo do espírito acompanhado de falar em línguagens ou línguas. Isso também é conhecido como a Segunda Bênção. Às vezes é chamado de entre aspas "Algo Mais". Há até um livro com esse título, Algo Mais. Supõe-se que seja essencial que todo cristão deseje conhecer a plenitude do poder milagroso divino em sua vida.

Eu estava ouvindo um pregador carismático bem conhecido esta semana que estava dizendo que para receber o Espírito de Deus você deve receber, você deve receber línguas. E ele estava dizendo, "Não é como você estivesse procurando línguas. É que você está buscando esta plenitude do Espírito e as línguas vem com ele." E ele disse, "O caminho para ilustrar isso" e foi interessante, porque ele realmente não usou a Escritura mas ele disse, “é auando você vai a uma loja de sapatos e olha pela janela você não diz, ‘Eu gostaria de comprar essas línguas.’ Você só quer comprar esses sapatos e as línguas vêm com eles. Ele estava dizendo que "O que você realmente quer é comprar ou adquirir ou receber o poder do Espírito de Deus, seus sapatos espirituais, e as línguas vêm junto com eles".

Bom, eu mesmo, eu sempre compro mocassim. De qualquer maneira muitos cristãos, muitos cristãos estão expostos a isso e infelizmente vocês se lembram quando estudamos o livro de Colossenses, ficamos muito conscientes do fato de que é muito possível que os cristãos se intimidem com tudo disto. Eu acredito que muitos cristãos são intimidados no próprio movimento, porque ficam receosos que estarem ficando de fora do que Deus está fazendo. E é uma coisa muito difícil e francamente eles olham em volta, talvez com muita honestidade e objetividade, tentando encontrar respostas, e eles não acham. E espero que, se o Senhor quiser, pelo poder do Espírito, nós seremos capazes de sugerir algumas respostas que podem ajudar.

Mas se você é como eu sou, a pergunta natural que vem à minha mente é que eu sou um cristão e eu sinto que eu me esforço para viver a vida cristã agradando ao Senhor. Eu nem sempre tenho sucesso, mas sei quais são meus motivos e que eu estou no ministério, e que eu conheço a Palavra de Deus, e que eu amo o Senhor, e por que Ele não enche meu tanque de gasolina? E por que Ele não cura minha máquina de lavar? E por que não recebo milagres especiais? E por que não subi ao mais alto nível de bem-aventurança espiritual? E por que eu não recebi meus sapatos de caminhada espiritual, se esta é a norma para quem chega ao lugar de utilidade espiritual?

Bem o que acontece nesta coisa toda é que você divide a igreja nos ricos espirituais e nos pobres espirituais. E esta é a tragédia da coisa; os ricos não podem deixar de ter um sentimento de superioridade sobre os que não têm. É tipo um negócio embutido. E mesmo que eles possam resistir e lutar contra isso, e alguns podem ter sucesso, a grande maioria das pessoas não pode deixar de sentir que está faltando algo em todo mundo que não lhes falta. Eu acho que eu teria que dizer que eu estou entre os que não têm, e mesmo de vez em quando eu fico um pouco intimidado sobre isso. Mas eu me perguntei se a intimidação nem sequer chegaria direto às fileiras carismáticas. Receio que talvez alguns deles estejam intimidados. Alguns deles talvez sejam tentados a exagerar, ou dramatizar, ou fabricar milagres por causa da pressão de seus companheiros, ou o desejo de também pertencer no grupo que está compartilhando coisas estranhas e bizarras.

Agora essa intimidação espiritual é muito poderosa, mas não é nova. Tem acontecido há muito tempo. Como vimos em nosso estudo de Colossenses, e eu chamaria sua atenção para o Livro de Colossenses no segundo capítulo, e eu quero mostrar-lhe algumas coisas naquela porção particular da Escritura que irá ajudá-lo a reforçar em sua mente o que nós estamos dizendo. Colossenses capítulo 2 é uma declaração tremenda sobre o fato de que você precisa de Cristo e nada mais; que Jesus Cristo é suficiente e nada adicional é necessário. Você se lembrará de que o capítulo 2 versículo 10 diz isto, "Também, nele, estais aperfeiçoados. Também, nele, estais aperfeiçoados" e essa é a tese de toda esta seção de Colossenses; que um cristão tem Cristo e Ele tem tudo. Ele é a cabeça de todo o principado e poder e você está completo Nele, e ele continua a definir algo dessa plenitude nos versículos 11 a 13. Mas os hereges que tinham se introduzido entre os Colossenses estavam dizendo aos Colossenses que eles não eram completos que a salvação e o cumprimento da vida cristã, maturidade, espiritualidade e tudo isso era Cristo mais alguma coisa. Não Cristo e nada mais, mas Cristo mais alguma coisa.

O que eles estavam dizendo era que você precisa de Cristo mais a filosofia humana, versículo 8. E assim Paulo diz "Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas." Vocês não precisam disso. E assim eles estavam dizendo, "É Cristo mais o legalismo" e Paulo diz no versículo 16, "Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados". E outros diziam, "É Cristo mais experiências sobrenaturais". E Paulo responde a isso no versículo 18, "Ninguém se faça árbitro contra vós outros, pretextando humildade e culto dos anjos, baseando-se em visões." Em outras palavras, experiências místicas e visões e nós entramos nisso em detalhes em toda a terminologia grega ali. Você não precisa de misticismo. Você não precisa de conversas sobrenaturais com anjos para completar seu cristianismo. Você não precisa de experiências estranhas e bizarras.

E assim não é Cristo mais a filosofia. Não é Cristo mais o legalismo. Não é Cristo e o misticismo sobrenatural. Paulo está dizendo "Não seja ameaçado por nada disso. Não se intimide." E é claro, os Colossenses ficaram tão intimidados, que estavam prestes a abandonar todo o seu compromisso com a integridade de Cristo e a aceitar esta heresia. E ele diz, "Não façam isso. Vocês não precisam de conversas com anjos. Vocês não precisam de experiências secretas. Vocês não precisam de experiências mais profundas. Vocês não precisam de visões especiais. Não se intimidem.”

Eu ouvi esta semana, e eu tenho escutado um monte de coisas na preparação para isso e lido um monte de coisas. Mas ouvi um cavalheiro que disse "Se você está perdendo em sua vida cristã se sua vida cristã é atingida por problemas, é porque você negou a Deus a via de operação através do dom de línguas". Muito intimidador dizer às pessoas que a razão pela qual sua vida cristã é uma bagunça é porque eles não estão falando em línguas.

Agora essa intimidação não é, você vê, nada de novo. Remonta ao livro de Colossenses e não é só de Colossenses até aqui. Já aconteceu antes. Imagine-se sentado em uma sala, e a sala está cheia de adoradores muito intensos. O cântico zeloso é pontuado por gritos de louvor e fervorosa oração. De repente, alguém que está perto de você começa a falar em sílabas rápidas, completamente estranhas a qualquer língua que você já ouviu. E então alguém mais se levanta, e eles falam. E alguém mais se levanta, e eles falam. Então alguém se levanta e com uma voz alta e dramática diz "Assim diz o Senhor. Arrependa-se" e sai em uma profecia e várias pessoas caem no chão e parecem desmaiar.

Onde está voce? Bom, possivelmente você reconhece a cena. Você diz, "Bem, eu sei onde isso está John. É uma comunhão de oração carismática, porque eu fui a uma muito semelhante." É típico de muitas reuniões carismáticas de hoje. Bom, por mais familiar que possa parecer isso não é um encontro moderno dos carismáticos. O que foi descrito para você, foi uma reunião de um grupo chamado Montanistas, no segundo século. Eles fiziam exatamente a mesma coisa. Seguindo seu líder Montano eles acreditavam que todo crente era um meio de revelação especial, que Deus falava especialmente por meio de cada crente. Como prova, eles exerciam dons dramáticos do Espírito Santo, incluindo profecias e línguas, alegando que tinham sido restaurados porque eram os últimos dias. A mesma alegação que está sendo feita hoje. Montano ensinava uma progressão da revelação. Ele dizia, "Deus começou a se revelar nos profetas do Antigo Testamento. Ele se revelou através dos discípulos do Senhor, e Ele continua revelando a si mesmo e a Sua Palavra na nova era do Espírito." Foi assim que ele chamou isso, a nova era do Espírito. E na nova era do Espírito, que começou no segundo século, o Espírito Santo estava falando através da boca de Montano e de suas profetisas e profetas. E ele teve um tremendo impacto na igreja naquela época e intimidou a igreja. Ele disse, "A igreja está agora repleta de dois tipos de pessoas, cristãos espirituais" que seguiam seus ensinamentos e alegavam a revelação direta de Deus, "e os cristãos carnais que tinham apenas" esta é uma citação "a letra morta do Bíblia."

Havia os ricos e os pobres em Colossos, e as pessoas ficaram intimidadas com as pessoas que diziam serem ricas. No segundo século, vocês tem os que têm e os que não têm, os cristãos espirituais, que ainda estavam recebendo revelações, e os carnais; e eles eram carnais porque tinham somente a letra morta da Bíblia. Você diz "O que aconteceu com os Montanistas?" Bem eles eram excluídos da igreja. Eles eram marcados como hereges. O Concílio de Constantinopla em 381 d.C. decidiu que mesmo quando os Montanistas se arrependessem e quisessem voltar à igreja, seriam trazidos de volta à irmandade com muito cuidado, com longos períodos de treinamento e exame, por causa de uma heresia tão séria. E o movimento carismático moderno, e estou dizendo isso honesta e objetivamente, e do ponto de vista da história, é neo-montanismo. É um novo Montanismo. Não é o Cristianismo histórico. E qualquer que seja o nome, é um problema para a igreja e temos que olhar para este movimento objetiva e honestamente. Acredite, eu não tenho nenhum machado para moer. Quero saber o que a Palavra de Deus ensina. Quero o que Deus planejou para mim e para você. E não é com nenhum motivo ulterior que eu compartilho isso além do fato de que estou fazendo o melhor que posso para entender a Palavra de Deus em sua pureza e em sua intenção. E assim eu quero que olhemos para este assunto.

Agora, eu quero estabelecer algumas regras básicas, e isso é muito da introdução, então fique aí. Quero estabelecer algumas regras básicas. Número um, este não é um estudo exaustivo. Minha intenção não é examinar e explicar cada milagre e a experiência de todos, mas inevitavelmente é isso que acontece. Alguém vem até mim e diz, "Bom, eu conheço uma senhora que fez isso. Bem, eu conheço um homem e é isso que aconteceu." Veja, depois que terminarmos com esta fase do estudo, então a minha resposta simples para essa pergunta vai ser, "Veja, você leva essa informação para eles, ou você filtra isso em sua mente e depois explica o que aconteceu." Porque se não se encaixa com a Palavra de Deus então há outra explicação para ela fora da Palavra de Deus e essas poderiam ser uma miríade. Não há nenhuma maneira que eu possa saber de todas as situações e por que aconteceu e como isso aconteceu, se foi Deus, e assim por diante. Mas a única coisa que eu quero fazer é estabelecer para você uma base de verdade e que pode tornar-se a base sobre a qual tomamos uma decisão.

Agora, Frederick Bruner, em seu excelente livro chamado Teologia do Espírito Santo, disse, "O teste de qualquer coisa que se chame cristão não é o significado do seu sucesso ou do seu poder, embora estes tornem o teste mais imperativo. O teste é a verdade" fechar aspas. Ele tem razão. Assim, essa é a primeira regra básica. Isso não vai ser um estudo exaustivo tentando dizer como eu explico tudo o que acontece.

Em segundo lugar, percebo que nem todos os irmãos carismáticos cairão em todas as categorias que descrevo. Alguém vai me dizer, "Bom, você sabe eu tenho alguns amigos carismáticos e eles não fazem o que você disse." Eu reconheço isso, e há muita variação. Um dos problemas que vamos ter no movimento é que eles não têm teologia. E porque eles não têm teologia você pode ser qualquer coisa de um católico romano para a outra extremidade do pólo e qualquer coisa ai no meio que você queira, ser e ainda ser carismático, porque não há nenhuma teologia. E é por isso que uma mulher ou qualquer pessoa que queira, um homem ou uma criança nessa questão, pode levantar-se em um culto e falar qualquer coisa que queira e ninguém pode realmente dizer se é bom, ruim ou indiferente, porque ninguém tem regras em termos de uma teologia sistematizada.

Então eu reconheço que nem todo mundo vai cair nas categorias que eu falo, mas eu vou tentar lidar com as categorias gerais. Eu percebo que há muita diferença, muita variação. Mas quero que olhemos e é isso que eu quero que você faça quero que olhemos para a face do movimento como ele é visto pelo mundo e pela igreja em geral. O que estamos vendo? Claro, haverá exceções, mas esta é a face geral deste movimento como aparece no mundo.

Em terceiro lugar, esta é a terceira regra fundamental. Alguns vão criticar-me porque eu não tive a experiência. Isso já aconteceu. Howard Irvin, que é um pastor batista, que entrou nesse movimento e escreveu um livro sobre ele, disse isso, "A tentativa de interpretar as manifestações carismáticas do Espírito Santo sem uma experiência carismática é tão estúpida quanto a aplicação da ética cristã desassociada de uma dinâmica regenerada. O Espírito Santo não revela segredos espirituais para o não comprometido" fechar aspas. Agora, é assim que ele cobre suas pistas, eliminando qualquer um que argumente contra ele que não teve a experiência, sabendo que qualquer pessoa que tenha tido a experiência não vai argumentar contra ele, mas eu discordo. A questão não é a experiência. Nunca é experiência. É o que? É a Palavra de Deus. Não importa se eu tive a experiência ou não. Se o Espírito de Deus é um professor de verdade residente, e a Palavra de Deus está na minha mão, tenho o mesmo direito de interpretar este Livro como qualquer outra pessoa. E aliás ele está absolutamente errado sobre a experiência só acontecendo com o não comprometido.

"Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor não fizemos isto em teu nome e fizemos isto em teu nome e fizemos isto em teu nome e tivemos todas estas experiências?" E Ele disse, “Apartai-vos de mim” Eu o quê? "Eu nunca os conheci." Eles eram os não comprometidos, eles tinham algumas experiências. Minha oração é que ouviremos a Palavra de Deus, isso é tudo. E que seremos como os Bereanos ,esses nobres Bereanos em Atos 17:11, "examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.”

Agora eu quero começar com o primeiro de todos estes 20 pontos, esta manhã e nós não vamos conseguir até mesmo atravessar este; mas o resto será mais rápido. Este é o básico. Eu sinto que a primeira questão que o movimento carismático tem que enfrentar, e eles têm que olhar para isso muito de perto, e com muito cuidado, é a questão da revelação. Revelação. Esse é o número um. Revelação. E com isso quero dizer que Deus ainda está revelando Sua Palavra hoje? Você pode chamar isso de, onde termina a Bíblia? Deus ainda está nos dando as Escrituras? Todas essas visões e todas essas experiências e todas essas coisas que estão acontecendo. "Deus me falou, e Jesus me falou e o Espírito Santo disse, e o Senhor me falou e Deus me disse." Você ouve isto o tempo todo. Deus ainda está falando? Ele ainda está falando? Ele ainda está dando a Verdade absolutamente compelidora? Ele ainda está apresentando Sua Palavra, ou a Bíblia está completa e terminada? O problema da revelação.

Eu li um livro esta semana intitulado Deus Está Falando Para Você, subtítulo, Como Reconhecer a Voz de Deus. O que o livro está dizendo é que Deus ainda está falando, e aqui está como você pode chegar em uma posição para tê-Lo falando com você, e como você pode dizer que é Ele. Este é apenas um de uma multidão de livros que afirmam que Deus está dando revelação hoje e eu ouço as pessoas dizerem isso o tempo todo. "O Senhor falou comigo. Deus me disse. O Espírito Santo me disse". Um homem me disse não há muito tempo atrás. Ele disse, "Jesus entrou no meu banheiro enquanto eu estava me barbeando, no outro dia, e colocou seu braço em volta de mim e me tocou no ombro e fez minha bursite se sentir melhor, e tivemos uma conversa maravilhosa e o Senhor revelou algumas coisas para mim."

Você vê, isso é muito intimidador para mim, porque eu estou nisso há muito tempo e isso nunca acontece comigo. Eu lhe disse há algum tempo atrás, sobre uma carta que foi escrita para Bill Gaither que é compositor. E eu só quero mencioná-la porque eu acho que aqui serve como uma ilustração útil. Bill Gaither escreveu muita música maravilhosa que nós amamos e apreciamos. E não pretendo implicá-lo no movimento carismático, de qualquer maneira, mas eu só quero usá-lo como uma ilustração para mostrar esse tipo de coisa. Uma carta foi escrita a Gaither para pedir-lhe para esclarecer, se pudesse, a posição teológica da canção "The King Is Coming." Agora todos sabemos "O Rei Está Voltando." "O mercado está vazio dah dah dah". E todos ficamos entusiasmados com essa música porque é sobre a Segunda Vinda de Cristo e assim por diante. Mas a teologia é um pouco confusa se você estudá-la e claro, eu, eu tenho que fazer uma exegese em canções bem como em versículos da Bíblia. Então eu estou sentado lá pensando. "Agora essa coisa teológica não está bem. É um pouco confuso.”

Então alguns outros sentiram da mesma maneira, e, aparentemente, eles receberam tantas cartas sobre isso, que eles tinham uma carta padrão que eles enviavam em resposta às perguntas sobre a teologia de "O Rei Está Voltando." Bom, aconteceu de eu receber uma dessas, porque alguém escreveu perguntando sobre isso, e isso era o que a carta dizia. "Em relação a" isto é uma citação "a respeito da interpretação da canção 'O Rei Está Voltando' de todas as músicas, essa canção foi um presente de Deus. Bill e Gloria não professam ser teólogos. A canção veio rapidamente para eles e eles não se preocupam em discutir a teologia da mesma. Na verdade, eles sentem que dissecar a música seria adulterar a inspiração do Espírito Santo que inspirou a canção." fechar aspas.

Agora em muitos aspectos essa é uma resposta surpreendente. A idéia de que a música abre aspas "veio rapidamente". A idéia de que ela é inspirada pelo Espírito Santo, poderia facilmente levar à conclusão de que os Gaithers receberam a revelação divina de um tipo sobrenatural e essa canção é realmente Apocalipse 23 e deveria ser adicionado no fim da Bíblia. A idéia de que discutir a teologia da música seria adulteração da obra do Espírito está perto de reivindicar algum tipo de infalibilidade para a música. E o fato é, amados, que a canção não a torna biblica. Não é biblicamente sã. Você diz "Bom, eles pretendem reivindicar isso?" Eu duvido e por favor eu não quero desonrá-los ou diminuir a maravilhosa contribuição que eles fizeram. Mas é só que eles estão sendo varridos em uma mentalidade de hoje que está usando a terminologia que está permitindo a perda da singularidade e o absoluto da autoridade da Palavra de Deus.

Temos agora todos os que estão mais interessados ​​em receber uma mensagem direta de Deus do que estarem se voltando para Sua Palavra para ver o que Ele revelou lá. Eles não receberam essa canção através da revelação divina. Essa música não é inerrante, infalível e autoritativa. Isso não é a Escritura, e no entanto eles usam todos aqueles termos que nos permitem pensar que isso é realmente o que isto.

Você vê, é apenas uma clara ilustração da confusão de hoje quando o livre uso da revelação e inspiração é jogado por aí. Assim nos perguntamos, "Os cristãos ainda recebem inspiração do Espírito Santo? Ainda estamos recebendo revelação de Deus quando escrevemos nossos livros, quando pregamos? Meus sermões são inspirados?" Eu poderia dizer a você, "Oh, o Espírito de Deus me inspirou e eu vou - Eu tenho uma mensagem de Deus", sabe. E se eu disser isso muitas vezes você pode ficar um pouco confuso sobre onde a Palavra de Deus terminou e John MacArthur começou. A única vez que tenho uma mensagem de Deus é quando eu sou biblicamente preciso. O resto do tempo, é um monte de abobrinha e eu estou ciente disso. Eu edito isso na segunda-feira. O pessoal das fitas pegam o matrial puro.

Deus ainda está falando? Bom, o pessoal carismático diz, "Sim." E vejam, para mim esta é uma questão vital. Por exemplo Rodman Williams que é o presidente da Escola Melodyland de Teologia, e que tem um crescimento muito rápido, tornando-se rapidamente o mais significativo seminário carismático do país. Ele é o presidente de lá e é um ávido carismático. Esta é uma citação de seu livro A Era do Espírito. Ele diz o seguinte, "A Bíblia realmente se tornou um testemunho da atividade presente de Deus." Agora você ouviu isso? A Bíblia é apenas mais um testemunho da atividade presente de Deus.

Além disso, ele diz, "Se alguém hoje tem uma visão de Deus, de Cristo, é bom saber que isso já aconteceu antes. Se alguém tem uma revelação de Deus saiba que para os primeiros cristãos a revelação também ocorria na comunidade. Se alguém fala um 'Assim diz o Senhor' mesmo indo além da Escritura isso estava acontecendo há muito tempo. O Espírito, como o Deus Vivo, se move" ouça isso "além dos registros do testemunho do passado, por mais valiosos que sejam esses registros, como modelo para o que acontece hoje." Você sabe o que é a Bíblia então? Uma citação final.

A Bíblia é uma das muitas testemunhas da atividade de Deus. Ele diz que a Bíblia não é a fonte final da revelação de Deus mas é simplesmente uma citação, "testemunho de uma revelação adicional de que Ele está dando hoje." Isso aconteceu antes, e ainda está acontecendo hoje. Podemos acrescentar à Bíblia. A Bíblia é apenas uma citação, "modelo", para o tipo de revelação que o Espírito está fazendo hoje.

Agora, amigos, para mim isso é uma coisa terrível de se dizer. Isso é tão terrível, é basicamente rasgar os fundamentos da autoridade absoluta da Palavra de Deus. É melhor parar e olhar para o significado da inspiração. Veja 2 Timóteo 3:16. Em 2 Timóteo 3:16 diz, "Toda a Escritura é inspirada por Deus." Agora, o termo lá "inspiração". Precisamos olhar para isso. Bill Gaither diz que sua canção é inspirada. Rodman Williams diz que as pessoas na congregação são inspiradas. Toda a Escritura é é inspirada. A palavra grega é theopneustos, vem de duas palavras gregas theos, Deus. E pneustos, que realmente significa respiração, expirar. O que diz é que a Escritura é o próprio sopro de Deus. A Escritura é a própria respiração de Deus. É Deus falando.

Para Moisés na sarça ardente, Deus disse, "Vai, e eu estarei com a tua boca e te ensinar o que falarás." A Jeremias Deus disse "Tudo o que eu te mandar, falarás. Eis que pus as minhas palavras na tua boca." Ezequiel disse, "Filho do homem envio-te aos filhos de Israel. Todas as minhas palavras que eu te falar receba em teu coração, ouve com os teus ouvidos e vai falar-lhes." E em toda a Escritura 3808 vezes a afirmação é feita de que a Escritura é a própria Palavra de Deus. E ser inspirado no sentido bíblico significa estar pronunciando as próprias palavras da boca de Deus.

Agora, isso é um clamor distante, amados, do que está acontecendo hoje. Deus já escreveu Sua Escritura. Em 2 Pedro, novamente, você encontra em 1:21, outra indicação sobre este conceito de inspiração. "porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana." Ele está falando sobre a Escritura aqui. No versículo 20 ele chama isso de “profecia da Escritura”. "porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo."

Você já jogou uma vara em um córrego e ficou vendo ele ir? Bom, é assim que é. Levado, carregado, movido. Eles estavam escrevendo porque o Espírito de Deus os estava tomando. Eles estavam escrevendo porque as Palavras de Deus estavam entrando em sua boca. Toda a Escritura. Você diz "Bom, como você sabe que não está acontecendo hoje? Deus ainda está carregando homens santos de Deus. Deus ainda está respirando." Eu vou lhe mostrar. Olhe para Judas versículo 3 uma pequena epístola bem antes do Livro de Apocalipse. Diz isto em Judas 3, "Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação" ouçam isto agora, “exortando-vos a batalhardes, diligentemente” e aqui está a maneira como diz no grego "foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos." Veja as palavras "exortando a batalhardes." É a palavra no grego Epagōnizō. A palavra raiz é agōnizō e isso significa esforçar-se, agonizar e lutar. E você adiciona uma preposição na frente dela ep. Significa lutar com intensidade, defender vigorosamente, derramar seu sangue se necessário, como Jesus suou em agonia grandes gotas de sangue. É lutar pela pureza da revelação de Deus, e o que é isso? pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.

Agora deixe-me fazer uma pergunta simples. Quantas vezes foi entregue? Uma vez. O conteúdo total da Escritura é a fé. O termo "a fé" é usado em Gálatas 1:23, em 1 Timóteo 4:1. E ali fala da fé objetiva, da verdade do conteúdo da revelação da Palavra inspirada de Deus. E é uma vez por todas hapax no grego. Refere-se a algo feito de uma vez para sempre, com resultados duradouros, nunca precisando de repetição e nunca precisando de adição. A fé foi de uma vez por todas, nunca deve ser feita novamente, entregue aos santos.

Agora esse versículo diz que Deus expirou a Escritura e a deu através de homens santos, diz Pedro; e então Ele a colocou em um corpo, e Ele a entregou uma vez por todas, para sempre, e para todos os santos, para nunca, nada mais ser adicionado. Foi, de uma vez por todas, entregue à fé dos santos. Amados, começa no começo, e termina no final, e é isso. Você pode imaginar o caos absoluto, total, sem esperança, se permitirmos todos os tipos de revelações através de toda a história? Nem sequer saberemos onde estamos. Quem está certo? Quem está errado?

Esse livro de que te falei sobre Como Reonhecer a Voz de Deus, o último capítulo é intitulado "Como Diferenciar entre a Voz de Deus, Satanás e de Você Mesmo". E ele gasta dez páginas, e quando ele termina, ele diz, "Eu realmente não sei mas apenas tenha cuidado." Está certo. Apenas tenha cuidado? Isso não ajuda. Quais são os critérios? Se é o Livro de Mórmon ou a Ciência e Saúde e a Chave para a Escritura, ou revelações carismáticas, ou o que quer que seja, quando começamos a adicionar coisas à Bíblia então ficamos confusos. Quem está certo? Quem está errado? Foi entregue. Isso é um particípio passivo aoristo. Aconteceu uma vez. É um ato passado sem elemento contínuo. Isso é o que significa um aoristo passivo. A Escritura é o corpo final completo do ensino de Deus. Não pode ser adicionado nada a ela. Nada pode ser diminuído.

Que confusão e caos quando todo mundo continua recebendo revelações de Deus. O que fazemos com essas reivindicações modernas? Como se relacionam com a autoridade final da Palavra de Deus? Está "O Rei Está Voltando" em pé de igualdade com as Escrituras? A visão de alguém na igreja está de acordo com a Escritura? Rapaz, isso é uma coisa confusa.

Dewey Beagle é um teólogo moderno, e ele é um neo-ortodoxo. Ou seja ele não é um evangélico e um crente fundamental na inspiração bíblica. Ele diz que acredita em inspiração e revelação contínuas. Que a coisa simplesmente continua. Ele é neo-ortodoxo, e as pessoas neo-ortodoxas acreditam dessa maneira. Eles negam as questões da realidade histórica. Eles negam a história da Bíblia. Eles querem negar a realidade de certos milagres na Bíblia. Eles negam a infalibilidade. Eles negam a inerrância. Eles negam a inspiração verbal. Eles negam a inspiração plenária. Eles dizem "Bom, quando esta Bíblia fala com você, ela é inspirada. Algo tipo que vem a você. "

Ele afirma, por exemplo, Beagle afirma que certos escritores de hinos e seus hinos são mais inspirados do que escritores da Bíblia. Ele diz, "Por exemplo, se Isaac Watts estivesse por ali na mesma época que Salomão, os hinos de Isaac Watts estariam na Bíblia e não ‘Cantares de Salomão’ de autoria de Salomão. É mais inspirado." Agora isso é heresia. Isso para mim é pura heresia, e o que é mais assustador é que suas opiniões, as opiniões de Dewey Beagle, são idênticas às opiniões de Rodman Williams que é o presidente do Seminário Carismático Melodyland. E na verdade, a razão pela qual os dois podem se dar tão bem, a razão pela qual a organização carismática poderia ter esse tipo de presidente, é porque na verdade ambos têm a mesma visão. É realmente a mesma visão.

Os carismáticos têm miríades de afirmações de que Deus fala com eles e os neo-ortodoxos dizem a mesma coisa. Alguém me disse, um pastor me disse isso, que Deus lhe tinha dado uma visão do futuro de sua igreja. Deus lhe disse, "Você vai ter essa área aqui." Então ele pegou um avião voou, fotografou. Voou sobre ela, fotografou a área, colocou-a em uma tábua e disse, "Isto é reivindicado para Deus." Agora, eu disse, "Como você sabe disso?" Ele diz "Deus me deu isso através de uma revelação ". Isto continua o tempo todo. Todos recebendo revelações de Deus.

Agora, Rodman Williams é carismático. Ele também, aliás, é um neo-ortodoxo confesso e declarado. Ele tornou isso público. Dewey Beagle, está lado a lado com ele, porque ambos estão discutindo a continuidade da revelação. Ouça isso. Este é Rodman Williams, o carismático. "Agora vamos falar mais sobre o elemento surpreendente na profecia. Ou seja, que nela, a Palavra de Deus é diretamente falada." Isso é contemporâneo. Deus está dando Sua Palavra ainda. "Na profecia Deus fala. É tão simples, profundo e surpreendente como isso. O que acontece na comunhão é que a Palavra pode, de repente, ser falada por qualquer um presente, e assim várias vezes um 'assim diz o Senhor' brota na comunhão. É geralmente na primeira pessoa, embora nem sempre, como ‘Eu estou com você para abençoá-lo’ e tem a franqueza de um encontro Eu / tu. Não vem na linguagem celestial mas na língua nativa da pessoa que fala, e com suas inflexões, cadências e costumes habituais. Na verdade a mensagem pode até ser grosseira e não gramatical. Pode ser uma mistura de King James e o moderno. Ele pode vacilar bem como o fluxo. Realmente não importa, pois em profecia Deus usa o que encontra, e através de frágeis instrumentos humanos o Espírito fala a Palavra do Senhor".

Ele diz ainda "O que é distintivo na profecia é que as palavras não emanam da reflexão humana ou da premeditação. Na verdade pode ter sido muito tempo dado à oração, estudo da Escritura, esperando em Deus. Mas quando a Palavra de Deus sai é a operação do Espírito sobre e dentro da mente humana, de modo que a mensagem falada enquanto na linguagem do homem é a pronúncia direta de Deus." Agora, pessoal, isto é assustador. Deus ainda está falando. "O profeta realmente não sabe o que Ele vai dizer antes de dizê-lo, nem pode ter certeza apenas quando o momento vier, ou mesmo se ele vier; mas ele fala quando e como Deus quer. Assim na comunhão, não há agendamento de profecia. Simplesmente acontece.”

Isso é ridículo à luz de 1 Coríntios 14 que diz que, "Os espíritos dos profetas estão sujeitos aos próprios profetas." Totalmente contrário a isso. Além disso ele diz, "Tudo isso, para repetir, é bastante surpreendente e alarmante. A maioria de nós, é claro, estava familiarizada com as declarações proféticas registradas na Bíblia e dispostas a aceitá-la como a Palavra de Deus. Isaías ou Jeremias ‘Assim diz o Senhor’ nós estávamos acostumados. Mas ouvir João ou Maria hoje no século XX falarem da mesma maneira; muitos de nós também nos convencemos de que a profecia terminou com o Novo Testamento até que de repente através do impulso dinâmico do Espírito Santo a profecia ganha vida novamente. Agora, nos perguntamos como poderíamos ter interpretado mal o Novo Testamento por tanto tempo".

Agora, isso é claramente uma alegação de que os exemplos atuais de profecias e revelações carismáticas são inspiração divina iguais às Escrituras. Quando João e Maria se levantam, é tão bom quanto Isaías e Jeremias se levantaram. E isso do homem que é a cabeça do principal seminário carismático. Você sabe o que isso vai fazer? Isso vai minar a credibilidade da Escritura nas mentes de seus alunos. Você diz, "Mas nós ainda cremos na Palavra de Deus". Sim mas como Francis Shaeffer diz, "Espere até que a próxima geração venha e não tenha a posse que temos de autoridade bíblica. Isso vai miná-la". E eu acredito que se o movimento carismático permanecer por muito tempo e mantiver esse tipo de visão da Escritura, eles vão entrar em uma heresia muito além de qualquer coisa que já vimos até agora.

Eu estava onde a Reforma ocorreu, quando os reformadores vieram e disseram "Sola scriptura" e eles disseram "Se você vai além da santidade da Escritura você está em apuros. Você puxou o tapete da autoridade bíblica." Uma vez que você começar a ver que a Escritura é inferior à autoridade final para fé e prática você abriu a porta para a heresia. Você abriu a porta para o caos. Você abriu a porta à confusão. Você abriu a porta para Satanás.

Melvin Hodges é pastor na Assembléia de Deus. Ele escreveu um livro chamado Dons Espirituais que eu comprei em Seattle uma vez e eu li. Era um livro muito interessante. E meu coração inclinou-se para este homem querido porque ele está no movimento, e ele está muito confuso quando ele escreve o livro, porque ele tem essas pessoas pulando e dando revelações de Deus. E ele está dizendo, de fato, que de alguma forma neste movimento, ele está chamando outros pastores, e ele está dizendo "De alguma forma neste movimento, senhores, temos que ter esse caos resolvido porque nós...", ele diz, ele fez essa declaração, "quando alguém se levanta em sua igreja e dá uma palavra de Deus, de duas uma. Ou é ou não é." Imagine essa confusão, e ele diz, "É o caos total."

Bom, você pode imaginar a situação. Vamos dizer que você está tentando decidir sobre um pastor. A congregação está se reunindo para decidir sobre este pastor e alguém se levanta e diz "Assim diz o Senhor 'Este não é o homem. Ai de vocês se vocês o escolherem.’” Você sabe se é de Deus ou não? Como você sabe? Essa é a sua agonia. Essa é a luta dele. Ele não sabe como você sabe. Nem os homens que escreveram o livro no capítulo da diferenciação. Ele também não sabia, então disse "Tenha cuidado."

Vou lhe dizer uma coisa. Os escritores das Escrituras sabiam quando Deus falava. Eles sabiam disso. Eles sabiam disso. Equacionar o chamado enunciado profético moderno com revelação produz uma confusão sem esperança. Quem está certo? Por que eu tive pessoas dizendo, "bom, você sabe aquele versículo? Ah, Deus falou comigo, e Ele me disse que o versículo significa isto e isto e isto" e não significa nada disso de forma alguma. Mas então alguém vai chegar lá e dizer, "Ah, como é maravilhoso." Eu vou dizer "Onde está a sua integridade? Você não tem nenhuma orientação?”

Ouça, Deus nos deu uma revelação. Quer ouvir algo interessante? Deus nos deu uma revelação, certo? E quando terminou a primeira parte, o Antigo Testamento, você percebe que houve 400 anos de silêncio, e Deus nunca falou? E Deus estava montando um modelo para nós, uma analogia. Há um tempo para a revelação, e então há um fim para a revelação, e Deus ficou em silêncio. E Ele ficou em silêncio por 400 anos, e não havia profeta em Israel, diz o Antigo Testamento. E ao fim dos 400 anos, Deus quebrou o silêncio com um profeta. Quem foi? João Batista. E Deus, de João Batista até 96 d.C., com João o apóstolo, nos deu o Novo Testamento e então Deus ficou em silêncio. E o silêncio de Deus será quebrado novamente em Apocalipse capítulo 11, quando no tempo do fim aparecem dois profetas, e eles começam a falar novamente a mensagem de Deus. Mas estamos no tempo do silêncio. A Escritura foi entregue de uma vez por todas.

Ouça Hebreus 1:1 "Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas". Esse é o Antigo Testamento. "nestes últimos dias, nos falou pelo Filho". Esse é o Novo Testamento. E essas são as duas vezes que Deus falou, essas duas vezes e em 96 d.C. ficou em silêncio.

Amados a Bíblia é suficiente. É suficiente e receio que nossos amados amigos carismáticos com suas revelações contínuas não apenas destroem a autoridade e o caráter absoluto da Escritura mas estão se abrindo até para o erro, um atrás do outro em termos de interpretação, e em termos de julgamento prático, fazendo coisas que podem não ser a escolha de Deus para eles. Ouça isso. "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja -" o quê? "- perfeito." O que você precisa para ser perfeito? Toda o que? Escritura. Precisa de mais alguma coisa? Precisa da visão de alguém? A revelação de alguémo? As línguas de alguém? A experiência de alguém? A interpretação de alguém? Não, você não precisa.

Eu vou lhe dizer, eu tenho bastante dificuldade em tentar aprender a Palavra de Deus, sem tentar correr ao redor do mundo e descobrir todas as outras coisas que Deus pode ter dito que é válido, e tentar descobrir como isso se aplica. Ouça isso. Eu vou dizer de novo. Toda a Escritura é inspirada por Deus...a fim de que o homem de Deus seja, o quê? Perfeito. Isso é tudo que você precisa. É suficiente, amados. E as pessoas que procuram algo mais, eu tenho tanto medo de conseguir algo mais, mas o algo mais que recebem não é o algo mais que eles esperavam.

Versículo 15 de 2 Timóteo 3 diz isto, "e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação." Sábio para a salvação, perfeito na maturidade, tudo a partir da Escritura. Não creio que as pessoas carismáticas pretendam minar a Escritura. Você as ouve falar sobre o quanto elas amam a Palavra. Eu não acho que elas queiram fazer isso; mas quando permitem a continuação da revelação progressiva, elas estão indo além da Bíblia. Agora me escute. Eu vou dizer algo significativo e então eu vou parar. Eles estão fazendo exatamente o que a Igreja Católica Romana tem feito através dos tempos. Eles estão inventando uma tradição extra-bíblica. Eles estão construindo o que equivale a uma tradição carismática, que é tão vinculativa para os crentes quanto a Palavra de Deus.

Agora, alguns carismáticos vão dizer que estou indevidamente alarmado, que entendo mal. Nenhum esforço está sendo feito para mudar a Escritura apenas esclarecê-la, personalizá-la. Pessoal, esses são jogos de palavras. Esses são apenas jogos de palavras. Você não pode sustentar o absoluto bíblico, você não pode sustentar a autoridade bíblica, e permitir um monte de outras revelações.

Agora eu quero insistir no púlpito em defesa do fato de que o Espírito Santo opera maravilhosamente no crente. Eu acho que Ele vivifica as Escrituras. Eu acho que Ele opera em mim quando eu prego, ensino, escrevo, falo, testemunho, penso e vivo, e em você também, e aaah isto é ótimo. E Ele é maravilhoso, Ele é miraculoso, Ele é divino. Mas chamar isso de revelação e chamar de inspiração e dizer, "Deus me falou e Jesus me disse" confunde a verdade e joga bem nas mãos do erro que nega a singularidade e a autoridade da Escritura, e faz simplesmente o que Roma fez. Você tem Escritura e tradição e ambos são vinculativos.

Todos os sistemas falsos que já foram gerados pelo cristianismo, todos eles, cada um, e eu vou listá-los para você na próxima semana e mostrar-lhe como - todos os que foram gerados fora do cristianismo, que são falsos sistemas, são baseados nisto: a Bíblia mais uma revelação extra. Todos eles. Muito perigoso. Amados vamos tentar ajudar nossos amigos nesse movimento, veja que isso é suficiente, ok?

Pai obrigado por por apenas termos dado a partida esta manhã. Ajuda-nos a ser cuidadosos, e ajuda-nos a lutar arduamente, a lutar pela fé que uma vez foi entregue aos santos. Satanás quer obscurecer a imagem. Ajuda-nos a mantê-la clara. Em nome de Jesus para Sua glória. Amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize