Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Aqui estamos novamente esta manhã para o nosso estudo no 5º capítulo de Efésios. Ele está nos tomando um pouco de tempo para atravessar do versículo 18 ao 21 porque é tão carregado com a verdade, e nós não queremos ignorar qualquer uma das coisas maravilhosas que o Espírito de Deus tem para nós nesta passagem muito fundamental. Se você não tem a sua Bíblia com você há uma perto de você no banco, você pode ver aí, e vamos olhar para os versículos 18 a 21 de Efésios 5. E você segue com os olhos enquanto leio para você.

"E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”

Agora em nosso último estudo aprendemos que ser cheio do Espírito, como indica o versículo 18, é viver cada momento como se você estivesse em pé na presença de Jesus Cristo. Quando comparamos Efésios 5:18 com Colossenses 3:16, observamos que deixar a palavra de Cristo habitar ricamente em você, é o mesmo que ser cheio do Espírito. Vimos da ilustração da vida de Pedro, que Pedro quando ele estava ao lado de Jesus Cristo podia fazer milagres, dizer o miraculoso e tinha coragem miraculosa. O mesmo Pedro quando cheio do Espírito de Deus é visto fazendo o miraculoso, ouvia-se dizendo o miraculoso, e tinha coragem milagrosa. Em outras palavras, o paralelo é interessante. Quando ele estava perto de Jesus Cristo na Sua presença e quando ele ficou cheio do Espírito de Deus ele tem o mesmo tipo de resultado. E veja isso é exatamente o que Efésios 5:18 e Colossenses 3:16 estão nos dizendo. Ser cheio do Espírito não é uma experiência extática. Não é ter algum zap sobrenatural. Ser cheio do Espírito é simplesmente viver momento a momento na presença consciente de Jesus Cristo.

Esse é o coração de toda a vida cheia do Espírito. Consciência de Cristo. Tendo seus pensamentos controlados pela consciência de que Jesus Cristo é real e que ele está lá. Que Ele está presente. É uma experiência momento-a-momento-a-momento-a-momento. É um compromisso para agora, não para o futuro. Deus nunca está interessado em compromissos futuros. Você sabe disso, não sabe? Na verdade, você não está muito interessado neles também. Se sua esposa vem a você e diz "Querido, você me ama?" Você não diz "Verifique comigo daqui algumas semanas." Ela não está interessada em algumas semanas. Ela quer saber agora. Bom, Deus não está interessado em seu futuro; Ele está interessado em seu presente. É o momento, é o agora. É se sua vida é controlada pelo Espírito Santo, essa é a questão agora.

E por falar nisso você sabia que você só vai viver agora você nunca vai viver no futuro? Você nunca irá. Você continua olhando para ele mas você nunca chega lá. É sempre o futuro. E você nunca vive no passado. Algumas pessoas se esforçam muito, especialmente em nossa sociedade hoje. O antigo é bom, você sabe. As pessoas querem voltar ao passado, mas você nunca vai fazer isso. Você sempre estará aqui e este é o único momento que importa. E o que o apóstolo Paulo está dizendo é: Esteja sendo mantido continuamente cheio neste momento, controlado pelo Espírito Santo. Essa é a maneira de viver a vida cristã. Não controlado por si mesmo mas pelo Espírito Santo de Deus. Como? Ao preencher a sua vida com a Palavra de Deus para que seus pensamentos sejam pensamentos de Deus, seus caminhos sejam os Seus caminhos tanto quanto é possível. De modo que o próprio Cristo domina seu pensamento e é assim que você é controlado pelo Seu Espírito.

Há um maravilhoso subproduto disto em 2 Coríntios capítulo 3 e versículo 18. Diz lá que, na medida em que você mantém os olhos fixos na glória do Senhor, enquanto você se concentra na consciência de Cristo, você será mudado à Sua imagem pelo Espírito Santo. Em outras palavras a consciência de Cristo leva à semelhança de Cristo, você vê. Essa é a obra do Espírito. Quando você está cheio do Espírito você se torna como Cristo. Assim dizemos então que, o momento-a-momento o compromisso absoluto de ser cheio do Espírito leva ao eventual amadurecimento. Você se torna como Cristo, enquanto você vive no Espírito, enquanto você anda no Espírito, enquanto você está cheio do Espírito.

A vida cristã é realmente um movimento para ser como Cristo. E a única vez que você está se movendo nessa direção é quando você está cheio do Espírito. Quando você está operando em função da carne você se achata e não há progresso. O único progresso em sua vida é durante aqueles momentos em que você está cheio do Espírito de Deus - que é o movimento ascendente. E a maioria dos cristãos, você sabe, eles seguem dessa forma - achatados e caminham um pouco - Deus quer que nos movamos em direção a Cristo. Assim, quando estamos cheios do Espírito, olhando para a glória de Cristo, tornamo-nos como Jesus Cristo. Essa é a chave para a vida cristã. É aí que você obtém a vitória, que é onde você conhece a alegria. Que é onde a alegria vem, a vida frutífera e a utilidade para Deus.

Agora, vimos que havia três coisas neste texto que queríamos observar. Primeiro foi o contraste no versículo 18. Lembra-se disso? O apóstolo Paulo diz, "Não vos embriagueis com vinho em que há dissolução" - ou asōtia, dissolução, deseperança, doença incurável - "mas enchei-vos do Espírito" E esse é o contraste. Em outras palavras nós não somos como os pagãos que se embriagam e induzem uma espécie de falsa noção de que eles estão em comunhão com os deuses através da embriaguez. A nossa comunhão com Deus é através do enchimento do Espírito. Nós não somos como os pagãos que pensam que eles atingem outro nível de vida, ou que recebem uma força maior, ou um poder maior, ou um maior seja o que for, pela embriaguez, alcançamos toda nossa grandeza através do poder do enchimento do Espírito de Deus. Então esse é o contraste. Nós não somos como eles mais. Nossa influência controladora, nossos recursos, nosso poder, nosso recurso para nos elevar à consciência da presença de Deus é a plenitude do Espírito não a embriaguez.

Seguindo o contraste, vimos a ordem, não é? E a ordem está no final do versículo 18 "Estar sendo mantido continuamente cheio do Espírito." É um modo de vida. Não é apenas um zap você começa e é bom para toda a vida, sabe? Não é como aquele desodorante, um spray e eu fico bom o dia todo. Não é nada disso. O Espírito Santo não funciona dessa maneira. É um momento-a-momento-a-momento rendendo-se ao total controle do Espírito. Na verdade, pode ser melhor ilustrado pela metáfora do andar. É andar, e andar é um passo de cada vez. É um tipo de caminhada em que nos rendemos um passo de cada vez ao Espírito de Deus. É tão simples como todas as decisões na vida. A vida é uma questão de decisões. O alarme dispara na parte da manhã você tem sua primeira decisão: Eu me levanto ou fico na cama? Falo que estou doente ou eu digo a verdade? O que eu vou fazer? Você vai para o armário, você tem a sua segunda decisão: Eu vesto a camisa azul ou a camisa marrom? E essa é a maneira que vai por toda a vida. Você vai para a cozinha você tem uma outra decisão: Você vai comer cereal de milho ou cereal a base de fruta? E por aí você vai - o que quer que seja, você sabe, é um processo de decisões. É apenas um após o outro.

E a vida controlada pelo Espírito é aquela que se rende a cada passo ao Espírito de Deus. É uma questão de tomada de decisão uma coisa de cada vez. E quando você se rende ao Espírito de Deus você está apenas constantemente seguindo Sua pista. A única maneira que isso vai acontecer é quando você é controlado pela Palavra de Deus, porque você faz isso todos os dias. Você pode pular o seu cereal se você estiver certo de alimentar-se da Palavra. Então você tem a informação correta e os dados que levam o Espírito de Deus a controlar o seu pensamento.

Agora, caminhar, então é uma boa maneira de olhar para isso porque você simplesmente dá um passo de cada vez. Vejamos Gálatas, um livro antes, no capítulo 5 e ver que isso de fato é a própria ilustração que apóstolo Paulo usa em outro contexto. As pessoas dizem "Bom, você sabe, como é que nós construímos toda uma teologia em Efésios 5:18? Como você tem essa coisa toda com base em que um versículo?" Não se baseia em que um versículo; isso é só uma maneira de olhar para ele. Esta mesma verdade, de uma vida controlada pelo Espírito, está em todo o Novo Testamento. Está em todo lugar no Novo Testamento. Você percorre através de todo o livro de Atos, você percorre por Colossenses, você percorre por Efésios, você o encontra aqui no livro de Gálatas, você encontra no oitavo capítulo de Romanos. Está no Evangelho de João quando Cristo fala sobre a vinda do Espírito. Está em todo lugar.

Mas eu quero que você observe Gálatas capítulo 5 versículo 16 porque este é o lugar onde ele usa o termo "andar" para falar deste ministério do Espírito. Ele diz "Andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne." Agora aqui está a vida controlada pelo Espírito. É uma coisa curta. É um passo de cada vez. É só dar um passo de cada vez no Espírito; isto é, sob o controle do Espírito. Mantenha-se literalmente no grego continuar a caminhar no Espírito. Não se desvie disso. E se você fizer isso você não vai satisfazer a cobiça da carne. Em outras palavras, a maneira de prevalecer sobre seu pecado,a maneira de prevalecer sobre seus maus desejos, a maneira de prevalecer sobre as tentações de Satanás é simplesmente andar no Espírito. Basta continuar andando no Espírito.

Você vê, a coisa positiva cuida da questão negativa. Sabe, as pessoas dizem "Oh, o diabo está atrás de mim e os demônios estão atrás de mim, seria melhor ter alguém para colocar os demônios para fora de mim. Eu não sei como lutar contra os demônios - eu tenho que arranjar alguém que seja um especialista nisso". Basta caminhar no Espírito e você não vai ter problema, vê. É o positivo que resolve o negativo. Então se você andar no Espírito você não vai satisfazer os desejos da carne.

Agora você deve saber que há uma guerra acontecendo em você. Veja o versículo 17, "a carne milita contra o Espírito" Agora, você diz, “O que é a carne?” A melhor maneira de explicar a carne é a carne, é a cabeça de praia do pecado. A carne é onde Satanás pousa com sua tentação. É aquela parte da nossa humanidade que está exposta à capacidade de pecado. Mesmo que eu seja uma criatura resgatada, e em Cristo todas as coisas tornaram-se novas, e há um novo eu que vive em Cristo e Cristo vive em mim, mesmo que eu seja uma nova criação, e apesar de eu ter uma nova natureza, ainda está sobre mim, porque eu sou humano e terreno, existe a possibilidade do pecado, e é essa cabeça de praia que Satanás pousa quando ele quer me seduzir. É esse elemento do homem que se opõe a Deus. É esse elemento do homem que quer fazer o mal. É aquela coisa no apóstolo Paulo em Romanos 7 que mesmo quando ele queria fazer o bem, mantinha-o asfixiado para que ele não fizesse o que ele queria fazer e acabava fazendo o que ele não queria fazer.

E todos nós temos isso, e a maneira de lidar com isso não é ficar combatendo-a mas apenas andar no Espírito. Se você andar controlado pelo Espírito de Deus a cada momento de cada dia consciente de Cristo, porque você está se alimentando na Palavra de Deus, consciente de Cristo, porque você está pensando nele e olhando para ele e consciente Dele, então você não vai ter problema com a carne. Duas coisas não podem ocupar sua mente ao mesmo tempo. Você não pode se concentrar em Jesus Cristo e concentrar-se na tentação, na concupiscência da carne, ao mesmo tempo. Você tem que dissipar um ou o , para um ou o outro aconteçam. Então, ele diz, "Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.”

Agora, se você dá espaço para a carne, o que vai acontecer? Se você apenas seguir o caminho de fácil resistência você não estudar as Escrituras, você não gastar tempo em oração, você não andar no Espírito, não tiver o controle de sua vida, você faz suas próprias coisas, vai resultar no versículo 19: as obras da carne. E as obras da carne são estas: prostituição - alguns textos incluem adultério também, a prostituição abrangeria isso, o pecado sexual; impureza, que é a impureza geral da vida; lascívia, que é a antiga palavra bíblica luxúria - em outras palavras, é um desejo lascivo que nunca fica satisfeito, isso é, todo um tipo de perversão sexual; então você tem a idolatria; feitiçaria, que tem a ver com religiões pagãs - por vezes essa palavra está relacionada com drogas, ele adiciona a isso o ódio; contenda; ciúme; ira; facção; sedições – revoluções, realmente; heresias; invejas; assassinatos; embriaguez; glutonarias; et cetera. Estas são as coisas produzidas pela carne.

E aliás, ele diz que estas são coisas que devem caracterizar aqueles que não herdarão o reino de Deus. "Em outras palavras, essa é a forma como o não-cristão vive. Essa é a coisa mais distante da forma como devemos viver. Mas se você ceder para a carne, se você não andar no Espírito, simplesmente não deixar que o Espírito controle a sua vida, não der um passo de cada vez em Seu poder, isso é o que vai acontecer em sua vida. E a propósito, quando isso acontece você estará sob a punição de Deus. O versículo 18 diz, "Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei." O oposto disso é o seguinte: se você não está andando no Espírito, você estará sob a lei de Deus. O que significa isso? Se você fizer coisas más, a lei de Deus lhe dará a reribuição, certo? Tem que fazer.

Então se você andar no Espírito você vai escapar do castigo de Deus. Mas se você fizer as coisas da carne você vai sofrer a consequência da violação da lei de Deus. Então faça a sua escolha. Você tem o Espírito Santo desejando e a carne militando contra o Espírito, e o que acontece? Você segue a carne, imediatamente você vai ver que tipo de coisa produziu em sua vida, você vai estar sob a lei de Deus, e há consequências. Mas, por outro, lado versículo 22. Vamos dizer que você anda no Espírito. Vamos dizer que você deu a sua vida ao controle do Espírito. Todos os dias você se alimenta da Palavra de Deus. Todos os dias você gasta tempo em oração com o Senhor. Todos os dias você se concentra na presença de Jesus Cristo. Todos os dias, quando vem a próxima decisão e a decisão seguinte desde a manhã até à noite, você se rende ao controle do Espírito de Deus. O que vai acontecer enquanto você anda no Espírito? O fruto do Espírito será produzido e isso vai caracterizar sua vida. O fruto do Espírito é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e domínio próprio e contra essas coisas não há, o quê? nenhuma lei. Faça isso e você nunca vai sofrer as consequências ou condenação de uma lei quebrada, você vê. Não há nenhuma penalidade para esse tipo de vida.

Você quer viver uma vida feliz, você quer viver uma vida significativa, você quer viver uma vida alegre, pacífica, então, aqui está, ande no Espírito. É simples assim. O versículo 25 resume isso: Se já vivemos no Espírito posicionalmente, então vamos andar no Espírito praticamente, certo? Qual é a sensação de viver no Espírito e andar na carne? Não faz sentido de forma alguma. Se você queria Cristo logo no início, você não quer Ele agora? Se você começou no Espírito, você agora se aperfeiçoará na carne? Quer dizer, se você vive no Espírito, então ande no Espírito, cumpra com a capacidade máxima e potencial do seu destino. Então, é realmente a mesma coisa, amados, que Paulo diz em Efésios. Ele está apenas dizendo vivam no Espírito, andem no Espírito, sejam cheios do Espírito, sejam controlados pelo Espírito, deixem que a Palavra de Cristo habite em vocês. A questão toda é que Deus nos quer controlados por Ele, não por nós. Você entendeu?

Muito bem, vamos para o terceiro ponto, e é disto que vamos falar desta vez e da próxima: as consequências. O contraste, a ordem e as consequências. Quais são as consequências? Se você está cheio do Espírito Santo o que acontece em sua vida? Bom, na verdade as consequências se estendem claramente até o fim do livro de Efésios. Todo o resto do que acontece neste livro é conseqüência. Se você está cheio do Espírito Santo todos os tipos de coisas vão acontecer. Mas há três principais que eu quero que você note esta manhã, e vamos terminar da próxima vez, e depois vamos delinear-las especificamente mais tarde em Janeiro depois do Natal.

Três coisas acontecem quando você está cheio do Espírito, em geral. Número um, cantar, versículo 19, cantar; dois, agradecer, versículo 20; três, submeter-se, verso 21. Três coisas cantar, agradecer e submeter-se. Essas são as três coisas. Essas são as categorias gerais. Aliás, a terceira, submeter-se, torna-se, então, a base de tudo no capítulo 5 versículo 22 até o capítulo 6 versículo 9. Essa seção inteira é uma exposição do versículo 21. Essa seção inteira explica o versículo 21. Então, 6:10 e seguintes, a armadura do cristão mostra o que acontece a alguém que vive andando no Espírito. Satanás se mexe para tentar impedi-lo, e assim é como você lida com Satanás ali. Assim, todo o resto da coisa, na verdade, trata desta resposta de ser cheio do Espírito. Este é o locus crucis, este é o Hoehepunkt, este é o ponto alto, esta é a chave, este é o pico da montanha do livro de Efésios este é o lugar onde tudo se concentra. Você está andando no Espírito, controlado pelo Espírito, isto é o que acontece.

Agora vamos lidar com essas três coisas. Em primeiro lugar está o cantar. Isso é pessoal, isto é em realação a mim. O resultado em primeiro lugar de uma vida cheia do Espírito é uma certa coisa que ocorre em mim que produz canção. Certo? Então a primeira coisa é muito pessoal. Isso é muito bonito, a maneira como Paulo faz isso, a forma como o Espírito Santo o inspirou para fazer isso. Que para viver andando no Espírito, ser cheio do Espírito, antes de tudo, tem um resultado em minha vida. Produz algo em mim à parte de qualquer outra pessoa. Em segundo lugar, agradecer. Isso tem a ver com Deus. Em terceiro lugar submeter-se. Isso tem a ver com todo mundo em volta de mim, de modo que toda relação possível é feita pelo enchimento do Espírito. Estou bem comigo, estou bem com Deus, e estou bem com você, vê. Tudo junto.

Não há outra maneira de viver, certo? Para estar bem interiormente, para estar bem com Deus e estar bem com todos os outros essa é a maneira de viver. E quando eu estou bem comigo eu canto. E quando eu estou bem com Deus eu derramo gratidão. E quando estou bem com você, submeto-me. Bonito, a maneira como o Espírito de Deus puxou os três juntos. Todas as relações possíveis estão cobertos nessa área, essas três verdades simples. Mas sempre meio que me espanta que esse primeiro resultado é esta coisa muito pessoal. Quão maravilhoso é de Deus, mais uma vez, considerar como nós respondemos. É como Jesus com as bem-aventuranças começando por dizer bem-aventurados, felizes, abençoados, feliz, abençoado feliz é o homem, feliz é o homem, feliz é o homem. Você vê que é sempre a primeira consideração de Deus por nós como Ele se aproxima de nós é "Isto é para você." Ah, mas há um elemento disso que é para Ele e que toca a todos e todos eles vão juntos.

Mas vamos olhar para o primeiro, que é - nós não vamos sequer passar por isso esta manhã então não se preocupe. Cantar. Agora esta é uma questão muito pessoal. E isso me fascina, literalmente me fascina, por carregar uma verdade teológica tremenda como esta "Enchei-vos do Espírito" e você diz "Oh, rapaz se estivéssemos cheios do Espírito, o que aconteceria?" Você diz, "Oh, poderíamos dizer a esse monte 'seja removido' e isso seria removido." Rapaz, poderíamos fazer coisas maravilhosas. Poderia pregar a Palavra e almas seriam salvas e coisas poderosas aconteceriam. E você sabe o que diz? Enchei-vos do Espírito e você poderá cantar. Você diz "Bom, isso parece pouco eu não sei – falta alguma coisa aí." Isso é - você diz "Eu sou um tom monótono, sabe? Ou seja, isso é para mim?" Não diz que você tem que cantar em sintonia, quero que você saiba disso. Grande alívio. Sequer diz que alguém tem de ouvi-lo. Você vê?

Mas o primeiro produto de uma vida cheia do Espírito é algo que acontece na minha vida que é liberado em uma canção. Você vê? Cantar é a expressão da emoção da alma. E na próxima semana eu vou mostrar a você algumas coisas que são apenas absolutamente fantásticas. Sabe que você pode até assobiar no Espírito? Oh, isso é ótimo. Isso é para a próxima semana. Está certo. A raiz da palavra grega da palavra “falando entre vós” é piar como um pássaro, mas vamos entrar nisso na próxima vez. Alguns de vocês piam melhor do que cantam, francamente. Mas de qualquer maneira esta é uma declaração tremenda do fato de que quando um crente anda no Espírito há uma alegria interior que é liberada na música que vem da alma. Deus colocou música na alma do homem e a libera na sua forma mais bonita, pelo enchimento do Espírito Santo. Rapaz, eu vou te dizer, quando alguém está cheio do Espírito Santo e ele canta, não importa mesmo - não importa se ele canta muito bem. Não importa e não significa necessariamente que ele têm que estar em evidência também.

No último domingo de manhã, tivemos um jovem no culto que surgiu e se apresentou e eu nunca o conheci. Ele disse "Meu nome é Randy Mendenhall" e eu disse "Oh, sim eu sei o seu nome Randy, eu lhe escrevi muitas vezes." E ele disse "Sim." Ele acabou de sair da Soledad em Vacaville. Ele esteve na prisão por quase três anos ou dois, dois anos ou mais. E quando ele chegou pela primeira vez na prisão alguém lhe deu uma fita nossa e ele escreveu pedindo mais algumas fitas, e adquiriu um monte de fitas, ele veio a Cristo e dedicou sua vida a Cristo, e ele tem sido um professor de Bíblia na prisão. É incrível, e ele diz que as nossas fitas estão por todas essas prisões, e homens sentam-se em suas células a cada dia e ouvem as fitas e o Senhor está fazendo um trabalho maravilhoso, mas ele disse "Eu quero que você ouça meu testemunho." Ele disse, "você escreveu e você enviou todas as fitas e eu quero dar-lhe uma fita que eu fiz de meu testemunho." e então eu disse "Ótimo, Randy, eu adoraria tê-la." e eu a levei e coloquei no meu carro, um pequeno leitor de cassete, e estava dirigindo em algum lugar e eu o ouvia e ele começou dizendo "Eu quero cantar em primeiro lugar" disse ele.

Ele está dando o seu testemunho, o seu testemunho de despedida a todos os prisioneiros, quando ele estava saindo há duas semanas. E ele disse "Eu quero cantar em primeiro lugar." Ele disse "Eu sinto que eu tenho que cantar no meu coração." E então ele começou a cantar. E eu quero lhe dizer ele tentou cinco tons diferentes na primeira escala, tentando descobrir onde a coisa começava, você sabe, e tentando encontrar a melodia. E ele cantou aquela canção – não havia piano, nem guitarra, nada. Ele foi - ele devia estar em um edifício de cimento sólido com um piso de concreto sólido porque simplesmente batia em volta e ecoava e ele apenas - ele cantava, e cantava, e cantava e em seguida ele disse, "Eu quero cantar outra música" e ele cantou - ele deve ter cantado por dez ou quinze minutos. E, você sabe, na hora em que ele fazia isso, eu estava rindo no meu coração, eu estava tão cheio de alegria e eu tinha lágrimas nos meus olhos. E, sabe, não importava que não havia uma orquestra, não importava que não havia um grande piano ou um órgão. Não importava porque o homem estava cantando na plenitude do Espírito de Deus. Não importa mesmo que ele não estava em evidência. Ele estava cantando cheio da presença de Cristo, e era óbvio para todos e para mim.

Por outro lado, eu já ouvi coisas com todo o talento, todos os instrumentos, todas as origens e com toda a amplificação e todo de tudo que não me pareceu ter sido realmente gerado pelo Espírito de Deus Isso é o que Paulo está falando. Havia algo no coração de Randy, você vê. Algo em seu coração por causa do que Deus estava fazendo em sua vida. E agora ele estava dedicando sua vida para voltar àquelas prisões e levar Jesus Cristo àqueles homens. Veja, há algo dentro dele que lhe deu uma canção. Era uma nova canção. A canção que só Cristo pode dar. Contraste isso com a música pagã selvagem das orgias que teria havido na cidade de Éfeso, conectada com o mal, a religião demoníaca. Que diferença seria a doce canção nascida do Espírito Santo nos corações daqueles sob Seu controle. E essa é a diferença você vê. Paulo está dizendo "Quando nos reunimos em nossas congregações, cantamos para nós mesmos, e é diferente do que as músicas que costumávamos ouvir."

Amados, se existe alguma coisa que deve ser nova na vida cristã isso deveria ser a música. Se – ouça isto - se a música realmente reflete a linguagem da alma então a nossa deveria ser diferente da do mundo, não deveria? Porque nós somos diferentes. Colossenses 3:16 diz a mesma coisa. Diz que quando você está cheio com a Palavra de Cristo, isto é o que vai acontecer: Vocês falarão uns com os outros com salmos hinos e cânticos espirituais - aqui está ele novamente - cantando com gratidão em vosso coração ao Senhor. Começa sempre com o coração e ele sempre vai para o Senhor, você vê?

Em Tiago capítulo 5 uma bela declaração ali. Diz - versículo 13 - "Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores." As canções são sempre a expressão da alegria do Espírito Santo. E em Romanos nos diz que o reino de Deus é justiça ,paz e alegria no Espírito Santo. E quando o Espírito Santo produz justiça, paz e alegria isso irrompe em uma canção. Isso é algo grandioso. O Espírito de Deus nos deu essa versão. A redenção nos dá uma nova canção, você vê? Um nova canção. E não é nova, neos; isto é, nova na cronologia. É nova kainos, que é uma música que é nova porque nunca houve uma canção como essa antes. Não é de nova na cronologia, é nova em espécie, é nova no caráter, é nova em qualidade. A nossa música deveria ser uma música diferente.

Eu ouvi algumas músicas que supostamente são músicas cristãs e soam-me exatamente como o resto das músicas do mundo. E então eu ouvi, como ouvimos esta manhã, e nada no mundo, soa para mim como isso. É uma nova canção. E a propósito, você tem todas as menções de uma nova canção e eu acho que há nove vezes diferentes que é mencionada nas Escrituras, e cada vez que é mencionada está conectada com a redenção. Está conectada com a salvação. De modo que é a salvação que produz uma nova canção.

Posso ilustrar isso para você tão graficamente levando você a olhar para os Salmos comigo por apenas um momento. No Salmo 33 versículo 1 ele diz; "Exultai, ó justos, no SENHOR!" - estamos regozijando porque Deus nos fez justos - "Aos retos fica bem louvá-lo. Celebrai o SENHOR com harpa, louvai-o com cânticos no saltério de dez cordas. Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo." Por quê? "Porque a palavra do SENHOR é reta, e todo o seu proceder é fiel. Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do SENHOR." Em outras palavras é por causa do que Deus tem feito em tornar-nos justos. É por causa do que Deus tem feito em redimir-nos que cantaremos uma nova canção. No Salmo 40, versículo 3 a mesma coisa. Ele diz no versículo 2 "Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. E me pôs nos lábios um novo cântico." Você vê? Você vai adiante nos Salmos, no Salmo 96, versículo 1 "Cantai ao SENHOR um cântico novo, cantai ao SENHOR, todas as terras. Cantai ao SENHOR, bendizei o seu nome; proclamai a sua salvação." Mais uma vez é a canção de salvação. No versículo 1 ,do capítulo 98, o Salmo 98 "Cantai ao SENHOR um cântico novo." Por quê? Versículo 2 "O SENHOR fez notória a sua salvação.”

Você encontra isso até mesmo no final dos Salmos. Salmo 144 tem no verso 9 "A ti, ó Deus, entoarei novo cântico." Salmo 149 versículo 1 "Cantai ao SENHOR um novo cântico." Sempre, essa canção está conectado com a redenção e essa é toda a essência. E, finalmente eu adoro isso em Apocalipse 5:9 que diz, "e entoavam novo cântico." E qual era o novo cântico? "Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação." É sempre o cântico de redenção. Ouçam, amados, se há algo de novo na vida cristã, é um novo cântico. É a canção da redenção originada da habitação do Espírito de Deus que irrompe em louvor de alegria que está lá quando somos controlados pelo Seu Espírito.

Fomos redimidos e isso nos deu uma canção, e o Espírito de Deus, quando Ele controla a nossa vida, faz com que essa canção irrompa. O cântico de Moisés era um cântico de redenção. Leia-o em Êxodo 15. Deus tinha tirado Israel do Egito. Essa é uma imagem de redenção em certo sentido, não é? Trouxe-os através do mar quando que se dividiu e depois afogou o exército de Faraó, e a primeira coisa que fizeram quando chegaram do outro lado - Êxodo 15 - toda a congregação de Israel se reuniu e eles cantaram o cântico de Moisés. Então houve o momento em que Deus libertou Israel - em Juízes capítulo 5 - pela mão dessas duas pessoas maravilhosas, Débora e Baraque, e você tem o primeiro dueto na Bíblia. Debora e Baraque - Juízes capítulo 5 - fizeram um dueto. Um dueto de redenção, como Deus havia poupado o Seu povo. E assim vai. A canção é a canção dos redimidos, o cântico daqueles a quem Deus maravilhosamente libertou da escravidão, do pecado, da tribulação.

Amado você sabe que Deus simplesmente ama a música? Quer dizer, Ele simplesmente adora. Os anjos cantavam antes da queda, e céu para sempre no final vai estar repleto com cântico. Ele adora música. Sabe, no Antigo Testamento - só para lhe dar algumas informações sobre isso, no Antigo Testamento havia 38.000 pessoas que ministravam no templo - 38.000. Quatro mil deles eram músicos. Isso é quase um em cada nove. Deus amava a música. Você sabe que em Êxodo capítulo 15 versículos 20 e 21 temos o primeiro coro de mulheres? Isso mesmo. Você sabe quem era o regente? Miriam. Ela começou um coro de mulheres. Sabe de uma coisa? Você sabe que o primeiro coro de homens que eu pude encontrar está em 1 Samuel capítulo 10 versículo 5 e era composto pelos profetas. Os profetas todos se reuniam e tinham um coro de homens. Rapaz, eu teria gostado de ouvir isso. Aposto que a teologia em suas canções era em linha reta. Você pode imaginar todo os profetas cantando?

Ouça, eu vou te dizer uma coisa emocionante. Se você quiser ouvir um grupo de homens cantar como nenhum outro homem jamais cantou, ouça um grupo de pregadores cantar. Eu vou para o Conferência de Pastores Moody e ouço mil e duzentos pastores cantarem e, rapaz, é emocionante. Eles tinham um coro de homens. Eles tinham um canto congregacional. Primeiro Crônicas 13, versículo 8 diz "Davi e todo o Israel alegravam-se perante Deus,”, e eu amo isso, “com todo o seu empenho." ele diz. Ouça, a Bíblia diz que Deus gosta disso alto. Deus gosta de música alta. E às vezes eu estou tocando música em casa e minha esposa diz "Abaixe isso." E eu digo "Agora, querida, não seja não-espiritual." Deus gosta dela alta, não estridente, mas os louvores se adequam a Ele e Ele gosta desse jeito.

Em 1 Crônicas 16:4 e 5 Davi instituiu um coro, e Davi era um músico mestre, não era? Você pode imaginar que tipo de coro era. Você sabe que no templo de Salomão em 1 Crônicas 23:5, ele nos diz que Salomão tinha um coro de 4.000 vozes? Que coro deve ter sido. Imagine ouvir 4.000 pessoas treinadas cantando. Quando Esdras falou sobre a reconstrução do templo, sabe, e Zorobabel voltou e eles tinham um bem pequeno, e o país tinha passado pelo terrível cativeiro babilônico, uma das primeiras coisas que eles fizeram - Esdras capítulo 2 - formaram um coral. Ele tinha 200 pessoas mas era coral.

Sabia que os levitas, alguns dos sacerdotes, foram treinados para serem músicos hábeis? Ouça, pessoal, se você tem filhos que tenham qualquer propensão para isso, rapaz, você desafie-os nesse sentido de tornarem-se habilidosos porque ajudam o resto de nós a expressar nosso louvor. Você vê?

Em Neemias capítulo 12, havia o cântico da antifonia, o que aparentemente é um dos tipos favoritos de Deus, onde você pega um coral aqui e outro ali e eles cantam um para o outro. Deus gosta disso e eu vou mostrar-lhe porque em poucos minutos.

Eles tinham instrumentos. Eu não sou um especialista nisso mas eu encontrei esses na Bíblia: instrumentos de cordas, instrumentos de sopro e até mesmo tambores. Alguns de vocês estão dizendo, "Oh, isso está na Bíblia?" Há tambores na Bíblia. Há também - eram membrana - membranofones é como chamam, mas um tipo de tambores de membrana. E alguns deles eram de mão e eles foram batidos dessa forma. Há tamboril e sinos outras coisas que se encaixam na área de percussão. Mas, dos instrumentos de corda havia a asor que era como uma harpa, havia o dulcimer que era como que golpeado em vez de puxado. Havia a própria harpa, havia a sackbut que era uma lira um tipo grande de mão essa coisa. Havia instrumentos de sopro como ouvimos esta manhã uma trombeta, uma coroa ,uma flauta um órgão de tubos. E para as pessoas que não eram boas demais com as notas havia o chifre de carneiro, bastava colocá-lo lá e soprar, vê, havia todos os estes tipos de coisas. Porque louvar ao Senhor era apropriado e música era a maneira que a alma poderia liberar sua expressão, você vê.

E quando você vem para o Novo Testamento é um pouco diferente. Nós vamos ver na próxima vez que o Novo Testamento ensina o uso da música instrumental. Em nosso próximo estudo veremos isso. Mas você sabe, na mesa do Senhor, a última coisa que eles fizeram antes de Jesus sair para ser levado em cativeiro e para ser julgado e crucificado? Diz que a última coisa que eles fizeram depois da Ceia do Senhor, foi cantar um hino. Vê? Os discípulos se reuniam e cantavam. Em Atos capítulo 4 eu acredito que temos um dos primeiros hinos. Acredito que temos um dos primeiros hinos que a igreja cantou. Na verdade eu acho que há também um, como veremos na próxima semana, provavelmente em Filipenses e em outros lugares. Mas em Atos capítulo 4, diz que todos esses crentes se juntaram e - verso 24 - levantaram a voz a Deus em acordo e eles disseram - e então eles decolaram nesta coisa. Bom, como poderia um grupo inteiro de pessoas, todas dizerem a mesma coisa, a menos que conhecessem as palavras, certo? E todos eles cantaram "Senhor nosso Deus que fez o céu e a terra o mar e tudo o que há neles" e assim por diante por toda a extensão. Então, temos até alguns textos, sem dúvida, no Novo Testamento, dos hinos que eles cantavam. O que Paulo e Silas fazeram na prisão? Cantaram, não foi? Cantaram.

Em 1 Coríntios 14 o apóstolo Paulo está tentando corrigir o cântico dos coríntios e ele disse, "Olha, vocês cantam com o espírito, mas vocês também cantam com" - o quê? - "o entendimento" E ele diz que quando se reúnem cada um de vocês tem salmo - que é demais. Você não quer oito pessoas cantando solos todos ao mesmo tempo. Isso é um pouco difícil de lidar. Então você tem que organizar tudo. Mas sempre havia música com o povo de Deus.

Agora, você sabe de uma coisa? Quando Jesus voltar Ele vai estabelecer o reino milenar, certo? Um reinado de 1.000 anos na terra. A maldição será revertida e isso quando os anjos cantarem novamente. E tudo no mundo vai ser maravilhoso e Ele vai reinar como o Príncipe da Paz e você sabe que uma das primeiras coisas que Ele vai fazer é construir um templo no reino milenar. Agora, Ezequiel descreve os detalhes deste templo, em Ezequiel capítulos 40 e seguintes. Ele nos dá uma descrição do templo que o Senhor vai construir para glorificá-Lo no período Milenar. E uma das coisas mais fascinantes sobre o assunto é isto, que nesse templo Deus vai formar uma enorme coral. Você sabia disso? Alguns dos membros do coral eu posso ver, com um grande sorriso em seu rosto. Eles agora têm uma nova alegria de antecipação da vinda do Senhor. Mas, no templo milenar haverá um coral. Ele indica as dimensões, um de um lado outro do outro lado, parece indicar que ele será um coral antifonal. Haverá um elemento aqui e um elemento ali, e a coisa é descrita, e é tão grande que ele poderia abranger facilmente milhares de pessoas em ambas as câmaras cantando para lá e para cá. Agora isso é como Deus se sente sobre a música.

E eu queria ter tempo para entrar nisso, só para que você soubesse que Deus ama a música. Mas Ele ama a música que reflete o novo cântico de redenção, a música que flui de uma vida cheia do Espírito. Isso é o que Ele ama.

Agora, no futuro, nos diz tudo sobre o canto. Se você percorrer até Apocalipse capítulo 14, você encontrará que suas vozes irrompem e este maravilhoso, maravilhoso coro, é o coro, e eu quero que você veja o que coral é. Versículo 1 diz "Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai. Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa. Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra.”Ouça, eles vão ter um coral de cento e quarenta e quatro mil vozes com harpistas celestiais. Rapaz, que cântico. Que música. Capítulo 15 fala sobre outra coisa - mesma coisa - capítulo 15 versículo 3 - novamente, a mesma ideia. Agora, o que estamos dizendo? Estamos dizendo que Deus ama a música. Deus ama a música que reflete a Ele corretamente, tanto no veículo como no conteúdo.

Agora, vamos olhar em Efésios 5. Isso tudo foi só uma espécie de digressão. Mas olhe para Efésios 5. Vou fazer algumas perguntas. Nós vamos ver dua delas talvez esta manhã e, em então, terminar na próxima vez. Agora, quando pessoas cheias do Espírito se reúnem, esta é a maneira como a igreja funciona. Quando as pessoas cheias do Espírito se reúnem, em primeiro lugar, devemos a cantar. Essa é a expressão do que está em nós. Entre quem podemos cantar? Muito bem, no meio de quem? Aqui está a primeira resposta - Eu não quero empurrar a questão, só quero apresentá-la. "Falando entre vós com salmos e hinos." A quem cantamos? Para nós mesmos, entre nós, e, finalmente, versículo 19, no final diz, ao Senhor. Portanto, a nossa música é dirigida entre nós ao Senhor.Agora, eu quero que você perceba isso. Eu realmente sinto que isso é importante, fazer apenas essa menção, que o cântico dos santos é sempre entre si mesmos dirigido a Deus. Isso é verdade através de toda as Escrituras. Você realmente nunca encontra música evangelística como tal. Agora, eu acho que Deus pode usar a música para trazer alguém para Cristo. Acho que Deus pode usar a música para chegar a um coração terno. Mas eu acho que tem que haver uma apresentação do evangelho em algum lugar ao longo da linha, e talvez a música atinja a corda sensível que causa a reação. Eu acredito nisso. Mas a música não é projetada principalmente, por Deus, como uma ferramenta de evangelismo. E ainda assim você sempre encontra pessoas que dizem: "Bem, nós temos um grupo de música evangelística" ou "Nós temos um grupo de cantores que sai e" - bem, eu não tenho certeza que é o evangelismo. Agora, você pode usar sua música para atrair uma multidão, mas mais cedo ou mais tarde é melhor pregar a Cristo, se você deseja obter uma resposta. A música é principalmente a expressão de uma vida cheia do Espírito .

E eu realmente não acho, pessoal, eu realmente não acho que a nossa música é para as pessoas que não foram salvas, cantarem. Eu não acho que devamos usar pessoas que não conhecem o Espírito de Deus, que não conhecem a Cristo, que é a fonte de nossa música, para expressar nossa música. Eu acho que é a nossa música, e vem de nossos corações.

Portanto, temos que ter isso entre nós, dirigido para o Senhor. Esse é o principal uso da música. É para ser usada em nossa adoração, na nossa comunhão corporativa, na celebração da nossa vida juntos, em Cristo, e como um louvor a Ele. Realmente não é a música para o mundo. Eles estão do lado de fora. E eu acho que às vezes é um pouco triste quando queremos tanto cantar nossas músicas ao mundo que pegamos nossas músicas e as colocamos em vernáculo do mundo, e depois pensamos que vai ser evangelística, quando, na verdade, essa não é o objetivo da música na Escritura. Portanto, estamos cantando entre nós.

Você sabe, é uma coisa triste quando uma igreja não canta. Sabia que a Igreja Católica Romana roubou a música da igreja por 1500 anos? Eles levaram a música para longe das pessoas. Completamente. E não foi até a Reforma que a música voltou. Sabia que os reformadores foram alguns dos maiores compositores de hinos que já viveram? Uma das primeiras coisas que os grandes reformadores fizeram foi colocar a música de volta na igreja, música de volta para as pessoas cantarem, porque tinham ficado sem isso. Então, quando chegamos aqui na Grace Church, nós cantamos, não é? Porque é isso que as pessoas cheias do Espírito fazem entre si, elas cantam. Portanto, é para nós o cantar juntos. Isso é entre nós.

Segunda pergunta: De onde? De onde a canção e gerada? Qual é o ponto de origem? Bom, veja no versículo 19 novamente. Ele diz no final do verso, "cantando e louvando", e então você vê a frase, "de coração." Agora, a palavra "de" não existe no grego. Ela está implícita no caso em que o substantivo aparece. Mas há todos os tipos de possibilidades sobre esse caso. Eu escavei o meu texto grego antigo, esta semana, só para pesquisar um pouco sobre isso, descobri que poderia ser uma forma locativa, para vocês estudantes de grego, poderia ser instrumental de meios ou poderia ser instrumental de causa. Na verdade, existe uma utilização muito semelhante no instrumental de causa. Se ele é usado dessa maneira, então ele está dizendo, cantando e louvando causada pelos nossos corações ao Senhor. E esse é realmente o cerne da questão, não é? Nossa música é do nosso coração. Amados, se não está em seu coração, você não pode cantar, pode? Você não pode cantá-la da maneira que Deus quer que seja cantada.

Lembra-se de Israel, Israel capturado, levado para a Babilônia, triste, corações partidos? Como eles reagiram a isso? Salmo 137:1: "Às margens dos rios da Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. Nos salgueiros que lá havia, pendurávamos as nossas harpas, pois aqueles que nos levaram cativos nos pediam canções, e os nossos opressores, que fôssemos alegres, dizendo: Entoai-nos algum dos cânticos de Sião. Como, porém, haveríamos de entoar o canto do SENHOR em terra estranha? ", disseram. Eles penduravam suas harpas no salgueiro. Você vê, quando não havia nenhuma canção em seu coração, não havia nenhuma canção em sua voz. Eles não podiam cantá-la. Eles não podiam entreter os babilônios; não havia ali qualquer coisa. Rapaz, eu tenho que admirar isso, não é? Eles não estavam sendo hipócritas. Eles não estavam indo para uma apresentação. Eles não estavam fazendo um show business. Se não havia qualquer música em seus corações, não havia qualquer música em seus lábios. Se não havia qualquer música para tocar, não havia nenhuma harpa. Eles as penduraram em salgueiros.

Se você não tem uma canção em seu coração, você não pode realmente cantar um com muita credibilidade de seus lábios. Há pessoas cantam por dinheiro. Há pessoas que cantam por fama. Há pessoas que cantam por causa do orgulho. Elas cantarão sem o Espírito. Cantarão sem estar cheias do Espírito. Mas esse não é o cântico que o Senhor quer ouvir, você sabia disso? Se esse é o tipo de música que você canta, não a cante. Se você vir a Grace Church de manhã e você cantar porque todo mundo canta e você está amargurado com Deus e você está com raiva de Deus, por favor não cante. Deus não quer ouvir sua música. Ou se você tem uma oportunidade de se levantar e cantar um solo ou tocar uma música e seu coração não está cheio do Espírito de Deus, não faça isso. Porque você não quer ser hipócrita, porque a nossa música é a canção dos redimidos e a música daqueles que são cheio do Espírito de Deus.

E lembre-se da palavra de Amós, o profeta, que indiciou o povo de Israel, porque eles continuavam a cantar, mesmo que seus corações estando errados. E em Amós capítulo 5 versículo 21, Deus diz ao profeta: "Aborreço, desprezo as vossas festas e com as vossas assembléias solenes não tenho nenhum prazer. E, ainda que me ofereçais holocaustos e vossas ofertas de manjares, não me agradarei deles, nem atentarei para as ofertas pacíficas de vossos animais cevados. Afasta de mim o estrépito dos teus cânticos, porque não ouvirei as melodias das tuas liras. Antes, corra o juízo como as águas; e a justiça, como ribeiro perene." Em outras palavras "até chegar o juízo e a justiça, eu não estou interessado em sua música." Deus quer ouvir a canção dos redimidos e a música que vem de uma vida cheia do Espírito.

Oh, que alta prioridade Deus deu ao cântico. Porque é uma liberação do coração. E, amados, é por isso que a nossa música tem que ser diferente. Porque o Espírito de Deus é tão único, a nossa não pode ser como a do resto do mundo. A nossa não pode ser como é a deles. Não pode ser. Porque Deus não é como o sistema.

Eu nunca vou esquecer, e eu vou fechar com isso, vagando através de uma pequena cidade, no alto dos Andes, na terra Sul-Americana do Equador. Fomos conduzido ao longo de um passeio de quatro rodas com a Schubert e nós tínhamos visto as lhamas pastando por todos os lados das montanhas e índios em todo o estrada, estrada de terra. Chegou a uma pequena aldeia, Ken disse: "Eu quero mostrar-lhe a aldeia", então eu disse: “Muito bem” Então nós saímos e caminhamos através da pequena - todas as pequenas casas eram feitas de barro, pequenos lugares de barro. E no meio, da pequena caminhada - a rua era assim de lama e todo o esgoto corria bem no meio. Era uma espécie de lugar deprimente, muito, muito primitivo. E eles não tinham nada com exceção dos animais, só o que eles podiam criar lá, no alto dos Andes, 4500 metros.

E então nós caminhamos através desta pequena vila e vimos o povo, e eles comem pequenas galinhas-da-índia que estão rastejando em todo lugar. Eles simplesmente as pegam, torcem o pescoço e as jogam na panela e mantém a panela fervendo o tempo todo, e quando você está com fome, você come. E quando chegamos ao fim da pequena aldeia, e não havia nada mais que cabanas de barro, era tudo o que havia, de repente ouvi um canto. E foi incrível, porque eu reconheci a melodia era "Em Jesus Amigo Temos." Mas eu não entendia as palavras muito bem. E nós estávamos chegando cada vez mais perto, e chegamos a um pequenino edifício sem janelas, feita de barro com telhado de palha, e Ken disse: "Venha para a frente." Nós fomos para a frente e havia - ninguém estava sentado. Todo mundo estava de pé, porque essa é a única maneira de todos poderem entrar.

Eles estavam de pé assim, como - assim como em uma lata de sardinha. E eles estavam transbordando pela porta e sentando-se ao redor, e eles estavam cantando, o mais alto que podiam, "Em Jesus amigo temos", em sua própria língua. E eu pensei comigo, sabe, "Que interessante." Porque essa é uma música ocidental, não é uma música nascida dos índios nativos da Cordilheira dos Andes, eles não conhecem essa música. Mas, você sabe, foi incrível para mim, o que tinha acontecido havia algumas pessoas tinham estado lá por anos e anos e anos e nunca acontecia nada, eles nunca tiveram qualquer resultado, nunca nada aconteceu, e, finalmente, o Espírito de Deus irrompeu, e esses índios se tornaram cristãos assim, rapidamente, um revivalmento por atacado estourou, e os índios iam sendo salvos em todo o lugar, e eles apenas - eles construíram uma pequena igreja e, finalmente, eles tinham que ficar na mesma, desse jeito, o tempo todo . E eles ficavam lá e cantavam um hino após outro, depois outro, depois de outro. E eu pensei comigo, você sabe, há uma coisa que os cristãos têm em comum. Todos nós temos uma nova música quando chegamos a Cristo, não é? Essa não era a música que o resto das pessoas na aldeia cantava. Era uma nova canção. Expressava uma nova dimensão de vida.

Bom, isso é uma das primeiras coisas que acontece na vida de um cristão. Algo acontece dentro de mim que me dá uma nova canção. Estou tão feliz que Deus nos deu essa oportunidade de nos expressar. E eu estou tão grato que o Senhor tipo que expressou esse primeiro pensamento lá, que quando estamos cheios do Espírito, o primeiro resultado é para nós. Estou feliz por esse tipo de graciosidade. E da próxima vez, vamos ver como isso afeta a nossa relação com ele, e para todos os outros. Vamos orar.

Obrigado, Pai, outra vez, esta manhã, pela alegria de estarmos juntos, a alegria de cantarmos a canção dos redimidos com os redimidos. Quero agradecer a Ti, especialmente hoje pelos músicos talentosos que Tu nos deste, por Jack Coleman e por Reggie e tantos outros, Mary Jane e Steve e tantos, Pai, que cantam e ministram para nós. Pai, como eles são importantes em Teu plano, quão maravilhosamente eles são importantes, como eles dão direção e eles dão a coordenação e liderança para a música que está em nossos corações. Obrigado por todos aqueles que têm escrito as grandes canções nos últimos anos e até hoje. Obrigado, Senhor, pelos cânticos. Acima de tudo, por Teu Espírito Santo que vive em nós e nos enche enquanto nos submetemos a Ele. Oh, Deus, ajude-nos a caminhar no Espírito para que, não importa o que aconteça na vida, mesmo que sejamos perseguidos, mesmo se tudo desmorone, enquanto caminharmos em Teu Espírito, haverá sempre uma canção a entoar. Nós Te agradecemos em nome de Cristo. Amém

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize