Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Nós viemos nesta manhã para uma breve introdução, uma olhada para a primeira parte, dos versículos 10 ao 13. Deixe-me ler para você. “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis”.

Agora, nós vamos até aqui nesta manhã e nós não iremos falar sobre tudo o que está nesses versículos mas nós voltaremos para eles na próxima verz que nós estudarmos isso e nas próximas sessões. Assim, nós olharemos para isso como um esboço e tomaremos algumas questões chaves; mas deixe-me te lembrar do contexto brevemente antes de começarmos. Paulo tem neste livro apresentado a nós as grandes realidades de sermos de Cristo, o que significa ser um crente, o que significa pertencer a Deus, o que significa ter o espírito de Deus habitando, o que significa se tornar adotivo na família de Deus, o que significa estar com ele, a posição do crente, quem ele é em Cristo, quem ela é em Cristo, onde nós estamos, a nossa identidade, a definição do nosso caráter por causa de Jesus Cristo.

E nós temos visto nos primeiros tr6es capítulos essa grande sessão sobre a verdade da posição, quem nós somos em Cristo. Nós vimos as grandes realidades de que nós somos abençoados com todas as bênçãos espirituais nos céus. Que nós recebemos a adoção, o amor, a predestinação, o perdão, a iluminação, o conhecimento, o entendimento e o poder. Nós fomos tiramos do domínio de Satanás e colocados no reino de Cristo. Nós fomos criados para fazermos boas obras que Deus ordenou de antemão. Nós fomos movidos como se saindo do estilo de vida do mundo e conduzidos para todo um novo domínio, uma união com Deus, uma união com Cristo, uma união com o espírito, uma união com cada crente.

As nossas atitudes mudam. Nós pensamos diferente, nós nos sentimos diferente, nós falamos diferente, nós agimos diferente; todas essas coisas são identificadas como marcas de um crente nos primeiros três capítulos de Efésios, tudo de acordo com o tremendo propósito de Deus no mistério da igreja conforme ele nos fez um em Jesus Cristo e nos preencheu com o poder da ressurreição.

Então, conforme nós chegamos nos capítulos 4, 5 e 6, nós vimos que nossa prática foi discutida, a nossa posição, quem nós somos, a nossa prática, como nós vivemos; e os apóstolos delinearam para nós os padrões de vida que nós devemos ter. A ideia que eu te mostrei poderia ser ilustrada por um carro. Os primeiros três capítulos descrevem o carro. O seu motor, a sua energia, a sua capacidade. Os próximos três capítulos nesse mapa onde o carro deve andar; conforme nós crentes somos definidos como altos indivíduos, os próximos três capítulos nos mostram o que nós devemos fazer com esse poder. A ignição está sendo fortalecida pelo espírito no homem interior, sendo cheio do espírito. Conforme o espírito nos controla, nós ligamos a energia e começamos a caminhar em obediência, seguindo o mapa que Deus nos deu.

E nós vimos nos capítulos 4, 5 e 6 que a forma em que nós vivemos é diferente do mundo. Nós devemos andar de forma digna. É uma caminhada única, uma caminhada de unidade, uma caminhada diferente do mundo, uma caminhada de amor, uma caminhada de luz, uma caminhada de sabedoria, uma caminhada no espírito. Os nossos relacionamentos são diferentes, as nossas canções são diferentes, os nossos casamentos são diferentes, as nossas famílias são diferentes, as nossas situações de trabalho são diferentes. Todas essas coisas de baixo de um padrão, princípios pelos quais o crente deve funcionar no mundo.

Agora, pense da seguinte forma, como um resumo. Você tem todos os recursos; todo o poder. Você tem todos os princípios para viver a vida Cristã. Você só precisa saber de uma coisa. Apesar de todo o poder da ressurreição, apesar de todas as verdades que você precisa saber que estão disponíveis, isso não será fácil. É dessa forma que Paulo deseja terminar a sua carta.

Não menospreze nada. Porque apesar de você sabe como você deve agir no trabalho, isso não significa que você vai conseguir. Por você saber como guiar a si mesmo e a sua família, isso não significa que você vai conseguir. Saber as verdades a respeito da ressurreição e a respeito do poder disponível não significa que você vai praticar isso necessariamente. Por você saber o que Deus ensina a respeito do casamento isso não é uma garantia de que você veja o cumprimento disso.

Mesmo que o poder esteja ali e os princípios estejam ali, existe outra coisa ali, o inimigo, o adversário que deseja bloquear qualquer coisa boa que Deus deseja fazer. O inimiga estará ali para distorcer o propósito divino em sua vida. Assim, quando você define a vida cristã, o melhor termo é simplesmente guerra; guerra. É isso que Paulo usa para falar disso nessa passagem.

Na verdade, no final de sua vida ele disse, “eu lutei o bom combate”. Em seu ministério ele disse, “Eu luto não como alguém que bate no ar”. Para Timóteo ele disse, “seja um soldado que persevera na adversidade”. Repetidamente nas Escrituras, a vida cristã é vista como uma guerra. Quando jesus começou o seu ministério, a ignição inicial do seu ministério foi uma guerra com Satanás, um conflito com Satanás depois de 40 dias em jejum em que Satanás se aproximou dele e o tentou sutilmente três vezes. A forma pela qual o eu ministério terminou foi da mesma forma conforme Satanás começou a cerca-lo no jardim do Getsêmani, começando a suar como que gotas de sangue. Isso nos mostra muitas coisas mas nos mostra uma coisa que eu gostaria de apontar que é o seguinte; estando no começou de sua experiência ou no final, você estará na mesma batalha, e se você acha que as coisas ficarão mais fáceis, você está errado.

Jesus teve um conflito no início mas ele não suou gotas de sangue no deserto. Esse foi o final quando ele estava no jardim. Havia ali uma intensificação dos esforços do inimigo conforme Cristo chegava perto de alcançar os seus objetivos. Eu lembro de quando eu era jovem que alguém me disse, “Você deveria começar a testemunhar porque quanto mais você faz isso, mais fácil fica”. Isso não é verdade. Quanto mais efetivo você se torna, mais duro Satanás trabalha.

As pessoas dizem para mim, “Você tem pregado por tanto tempo que agora deve ser fácil”. Não é nem um pouco mais fácil do que era antes. É a mesma coisa. Na verdade, as vezes, é mais difícil. Você deve ficar surpreso em saber que Satanás deseja me distorcer de qualquer forma da pregação. Eu luto mais agora para conseguir tempo para estudar do que eu já lutei em minha vida. É cedo de manhã, a noite, ou em qualquer momento que você consegue porque existem muitas coisas que Satanás deseja fazer para acabar com a prioridade de ensinar a palavra de Deus.

E então, ele vem pra cima de mim. As vezes eu fico cansado. Eu acordei nesta manhã e eu fiquei olhando para o teto e a primeira coisa que passou pela minha cabeça foi, “Ah não. É Domingo. Eu tenho que pregar de novo”. Essa é a verdade. Eu só queria voltar a dormir. Eu pensei, “Ah, se eu apenas estivesse doente. Não realmente doente, mas doente o suficiente para não pregar mas não doente o suficiente para fazer uma viajem ou ir para algum lugar ou jogar golfe”.

Então, eu tive um pequeno momento de oração e eu disse, “Senhor, esse não é o novo eu. Esse é o pecado que está em mim”. A partir do momento que eu me compus e tive meu café da manhã, eu mal conseguia esperar para sair da porta e vir pra cá; mas não é nem um pouco mais fácil porque é sempre uma guerra. Isso nunca deixa de ser uma guerra e você sempre tem um certo senso de cansaço que acompanha um grande senso de realização porque quanto mais você luta na batalha, maiores são as vitorias; quanto mais vitórias, mais confiança você tem em Deus; quanto mais você sabe que Deus vai fazer você superar, mais animador é você ver o poder de Deus funcionando.

Eu posso entender o que significa em Apocalipse quando os santos morrem e ele diz que eles descansam de todas as suas obras. Eu penso no céu nesses termos as vezes. Mas eu vou te falar, enquanto eu estiver aqui, a batalha estará aqui e eu quero estar no meio da batalha.

O apóstolo Paulo disse em 1 Coríntios, capítulo 16, no versículo 8. Ele disse, “Ficarei, porém, em Éfeso”. Por que? “Porque uma porta grande e oportuna para o trabalho se me abriu; e há muitos adversários”. Ele diz, “eu preciso ficar aqui porque é aqui que a luta está mais dura”. Muitas pessoas da vida cristã dizem, “Eu preciso sair disso. Está ficando difícil. Eu preciso achar um ministério fácil”. Muitos homens no pastoreio, assim que a coisa aperta, precisar ir, entendeu, eles precisar ir embora; e Paulo diz, “Eu preciso ficar aqui. É aqui que a luta está mais intensa. É aqui que a maior vitória é potencializada”. É uma guerra.

Eu gosto do que o tio Bud Robinson disse. Ele olhou para a vida cristã como uma guerra e disse, “Toda a minha vida eu vou morder o diabo e quando eu perder todos os meus dentes, eu vou dar gengivada nele até eu morrer”. É algo incansável. Isso nunca deixa de ser uma guerra. Viver para Cristo não é caminhar por um parque cheio de rosas. É caminhar por um campo de minas com snipers por toda a sua volta, snipers que você não consegue ver e perceber porque eles pertencem a um reino além de sua habilidade de concepção. Isso é guerra e o inimigo está completamente focado na destruição de todo propósito divino. Assim, o crente precisa se ver desta forma. Nós somos filhos, sim, e nós somos servos também. Mas nós também somos soldados.

E Paulo diz em 2 coríntios, capítulo 10, “porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim espirituais” e nós estamos lidando com imaginações e nós estamos lidando com coisas altas, ele diz, “Nós estamos lidando com trazer os nossos pensamentos cativos a obediência de Cristo. Nós estamos lutando uma guerra que não é simplesmente física, não é simplesmente carnal. Ela pode ter esse elemento. A batalha contra o inimigo pode vir através de seres humanos.

Ela pode vir como foi com Jesus, através da perseguição de homens. Ela pode ver na forma de um cuspe. Ela pode vir na forma de zombaria, xingamento e linguagem abusiva. Ela pode vir na forma de um golpe do rosto. Ela pode vir na forma de espinhos e lanças, ela pode vir ao cristão hoje assim como foi com os apóstolos na forma de serem decapitados ou mortos por causa de Cristo. Ela pode vir daquelas formas conforme nós continuamos a pregar a Jesus Cristo de forma fiel em uma sociedade que está cada vez mais sem deus e humanista; isso vai acontecer.

Porém, por detrás do físico, por detrás do ódio e da perseguição que nós vemos das pessoas, existe um domínio de seres espirituais que estão em guerra com o crente. Eles simplesmente usam o mundo físico como um meio para o seu fim. Nem é tanto que os homens odeiam a Cristo, mas que Satanás odeia a Cristo e usa homens como peões. Ele é a força por detrás da guerra. Assim, nós encaramos um inimigo que é tão forte, esperto, enganador e sutil que se nós cumprirmos o nosso potencial de nossa posição, se nós vivermos e praticarmos o que somos, se nós conhecermos a plenitude da vida cristã, nós precisamos ouvir o que Paulo diz no final desse livro.

Nós não podemos ser tolos ao ponto de acharmos que agora que nós temos toda essa informação que nós podemos sair por aí e fazer o que precisa ser feito. Nós vamos lidar com oposição desde o primeiro passo até o fim conforme nós buscamos viver no reino de Deus, dentro dos termos de Deus porque Satanás fará o seu melhor para nos barrar. Assim, conforme nós olhamos para os versículos 10 a 13, deixe-me compartilhar cinco coisas com você, a preparação, a armadura, o inimigo, a batalha e a vitória. E isso é apenas uma introdução nesta manhã. Nós entraremos em detalhe na próxima vez.

Primeiro, a preparação; isso é bem básico. Você não quer que a luta comece com você despreparado. Você não quer estar apenas perambulando por aí e, de repente, você está praticamente derrotado antes mesmo de perceber que está em uma guerra. Assim, a preparação vem primeiro e aqui nós temos a palavra de Paulo no versículo 10. “Finalmente” e ele diz isso porque esse é o último dos seus temas principais no livro, “meus irmãos”, ele usa esse termo porque ele quer se identificar com eles na luta, “sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder”.

“Como um princípio genérico ao viver dependendo da força de Deus”. É isso que ele está dizendo. “Como um estilo de vida, meus irmãos, dependendo da força de Deus”. Você notará duas vezes que ele usa a palavra “em”. No senhor e no poder da sua força. Essa é uma realidade cardinal no livro de Efésios. Nós estamos em Cristo. Nós somos um com ele. A sua vida é nossa vida. O seu poder é o nosso poder. A sua verdade é a nossa verdade. Nós somos um com Cristo nele. Assim, é em Cristo que nós somos fortes. É em Cristo que a Sua força se torna a nossa força.

Além disso, não importa quão forte o nosso inimigo é, e nós veremos em um momento o quão forte ele é, mas a sua força é superior. Eu não consigo parar de pensar na igreja da Filadélfia em Apocalipse, capítulo 3, falando a respeito dessa igreja como uma igreja boa. Na verdade, ela é uma de duas das igrejas que não receberam nenhuma condenação. Essa era uma comunidade de fé justa e o nosso Senhor disse a eles, “vocês terão uma porta aberta diante de vocês”.

Essa era uma igreja que estava disposta, uma igreja que foi abençoada por Deus e no versículo 8 ele diz, “você tem um pouco de força” e você sabe que o que é belo a respeito disso é o fato de que um pouco de força preserva a igreja. Deus é muito mais poderoso do que Satanás, tanto que um pouco de sua força é o suficiente para superar todos os inimigos. Você está vendo?

Mais é ele que está em você do que o que está no mundo. Assim, infinitamente maior do que a menor quantia de poder divino pode superar a mais força do poder do inferno e do inimigo; assim, a força é nossa no Senhor. Em Filipenses 4:13, Paulo diz, “Eu posso todas as coisas através de Cristo que me fortalece”. Novamente, o recurso é nosso.

Amados, eu creio que nós temos aquele recurso. Negar isso para mim é negar uma realidade fundamental básica da vida cristã. Sem dizer nada do pensamento de Paulo em Efésios, capítulo 6. Eu creio que na cruz, Jesus Cristo deu um golpe mortal em Satanás, como está registrado em Hebreus 2:14. Ele destruiu aquele que tinha o poder da morte e eu creio que tudo o que nós precisamos fazer é entrar nessa vitória. Veja. Se Cristo derrotou Satanás na cruz, e eu estava em Cristo, então eu derrotei Satanás naquela mesma cruz e como Satanás está agora sujeito a Cristo, então Satanás está sujeito a mim. Como ele está de baixo dos seus pés como Romanos diz, então ele está debaixo dos meus pés.

Eu creio que ele é um inimigo vencido. Eu creio que ele não pode fazer nenhuma acusação justa a um crente. Romanos 8 diz, “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? “ Pois é Deus que justifica. E se Deus me declarou justo, se Deus ganhou a luta, e se Deus conquistou a vitória em Jesus Cristo, então aquela vitória é minha e Satanás não tem poder para aguentar o recurso da ressurreição que habita na vida de todo crente”.

O ponto é o seguinte. Nós estamos em uma guerra mas não há motivo para perder e não há motivo para ficar com medo. O recurso divino nos pertence. Timóteo, como um jovem no ministério, ficou com medo. Ele tinha ficado tímido. Ele estava sendo rodeado pela cobiça que vem para um jovem; para jovens. Ele foi atacado por pessoas dizendo a ele doutrinas falsas e eles eram bem fortes naquilo que eles estavam fazendo. Ele estava sendo inundado por seu medo a tal ponto que ele ficou literalmente com vergonha do testemunho de Jesus Cristo. Ele ficou com vergonha do seu companheiro no evangelho, o amado apóstolo Paulo, que havia discipulado ele. Em meio a esses terríveis sentimentos de timidez, medo, falta de amor, vergonha, cobiça e todas essas coisas, o apóstolo Paulo chama ele em 2 Timóteo 2:1 e diz, “fortifica-te na raça que está em Cristo Jesus”.

“Timóteo, não há motivo para isso. Você aceita a força que é sua”. No capítulo 1, ele disse, “Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”. O ponto é esse. Não há cristão, em nenhum momento de sua vida que precisa sentir que ele perde a luta contra o inimigo. Deus nos deu em Cristo o recurso para a vitória. “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós”.

Agora, o fato é que nós podemos ganhar. Nós sabemos que nós vamos vencer a guerra no final porque Cristo nos concedeu a vitória. Não há porque perder algumas batalhas ao longo do caminho mas existem algumas coisas que nós devemos saber. Primeiro, nós precisamos ter a nossa força no senhor e em segundo lugar, nós precisamos estar vestidos com a armadura.

Nós ouvimos muito a respeito de problemas com demônios hoje. Os cristãos estão preocupados em saber como que vocês podem se afastar dos demônios. Existe muito do que é conhecido como exorcismo cristão acontecendo por aí, o que é algo totalmente estranho às Escrituras. Não há nenhuma palavra a respeito disse nas Escrituras. Na verdade, não há nenhum incidente em toda a Escritura em que os demônios foram expulsos de um crente em nenhum momento e em nenhum lugar.

Quando Satanás é lidado, ele é lidado em termos de duas coisas. Um, a força do Senhor e, dois, a provisão que Deus fez para cada crente em Cristo. É sempre assim. Rituais e exorcismos são estranhos as Escrituras. Por que? Nós não precisamos disso porque o recurso está aqui. É isso que eu quero explicar para você. Já está aqui.

Em Efésios, capítulo 1, versículo 19, ele fala a respeito do poder a nós que cremos. Que tipo de poder? Um grande poder. Quão forte? O poder que ressuscitou Cristo dos mortos e o colocou do lado direito nos céus, além de todo principado, potestade, força, domínio e todo nome que é nomeado não somente nesta era mas na era vindoura. Que tipo de poder que nós temos? O poder que venceu a morte na cruz. O porque que venceu a morte no túmulo. O poder que exaltou Cristo à mão direita e colocou todo anjo e demônio debaixo dos seus pés.

Esse é o poder que nós temos. Esse é o poder a nós. E com isso eu posso te dizer que todo crente tem o recurso dentro dele com o qual ele ou ela pode lidar com Satanás, não importa o que o diabo possa trazer, em condições. Um é que a sua força está no Senhor, e não nele mesmo. Dois é que ele cumpre as condições da armadura, a provisão que Deus fez.

Portanto, amados, preparação significa que nós reconhecemos que no Senhor o poder está disponível. Colossenses 1:10 diz que você pode viver de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus; sendo fortalecido com todo o poder, segundo a força da sua glória. Nós temos toda a força de acordo com o seu glorioso poder. Cristo, que nos libertou do poder das trevas e nos conduziu para o reino do seu querido filho, nos deu esse poder. Não há crente que não consegue lidar com Satanás nos termos da ressurreição, poder disponível em Cristo.

Recentemente, eu tenho ouvido a respeito de um Cristão que supostamente tem demônio e não tem recurso para se libertar deles; então as pessoas fazem isso para ele. Isso é estranho às Escrituras. Existe dentro de todo crente o recurso no poder de Deus para libertar aquele indivíduo de qualquer envolvimento satânico, não importa o quão simples ou complexo isso pode ser.

Em 1 Coríntios, eu quero que você note a palavra de Paulo no capítulo 10, versículo 12. Ele diz, “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia”. Sabe quando você está vulnerável? Quando você acha que você não está. Quando você pensa, “Eu tenho toda a informação. Eu já sou mestre no livro de Efésios. Eu até memorizei ele. Eu tenho todo o conhecimento doutrinário. Eu estou bem. Eu sei o que fazer. Eu tenho os princípios”. Ou quando você acha que dá conta de lidar com Satanás. “Eu consigo lidar com isso. Eu tenho todo o equipamento necessário”. O ponto é o seguinte, quando você acha que você consegue fazer isso, você não consegue. Por outro lado, quando você está dependente de Deus, não á nada que Satanás possa fazer a você que precise causar que você perca a vitória.

Veja o versículo 13. “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel”. Agora, preste atenção que essa coisa toda é dependente do caráter de Deus. Não apenas o seu poder a sua fidelidade em tornar esse poder disponível. Deus é fiel e não permitirá que você seja tentado acima do que você possa suportar. Deus nunca permitirá que Satanás coloque o seu pé na vida do crente mas do que aquele crente possa suportar. Certo? No entanto, com a tentação também vem um caminho para escapar para que você possa aguentar isso. Nunca haverá um momento nesta guerra em que você precise perder. Nunca haverá um momento em que você não consiga superar algo em Cristo se você depende dele.

Na verdade, o recurso será mais disponível para você quando você estiver mais fraco. Em 2 Coríntios 12:9, Paulo diz, “Quando sou fraco, então, é que sou forte. O seu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Desde o momento em que você acha que você consegue lidar com isso, você não consegue. Quando você sabe que você não consegue e você depende dele, ele pode.

Veja. Se você é um guarda ativo e vamos dizer que você está buscando uma forma de se aproximar do exército inimigo. De repente, o exército inimigo se aproxima do seu forte. O que você faz? Você sai do parapeito onde você está observando tudo e corre com a sua pequena arma e começa a atirar no inimigo? Não se você for inteligente. Os guardas não saem e lutam a guerra. Eles falam ao comandante. E quanto mais cedo você aprender isso na vida Cristã, melhor vai ser. Quando Satanás atacar, não lute, fale para o comandante.

Como Davi disse aos Filisteus, “a batalha é do Senhor”. A batalha é do Senhor. Deixe que ele lute. Ele sabe o que ele está fazendo. Deixe ele ser o que luta a batalha. Nós simplesmente precisamos lidar com a realidade de que o poder está ali. Efésios 6:10 nos diz, “nós podemos ser fortes no senhor e na força do seu poder”. Não há motivo para se sentir derrotado. Não a motivo para pensar que um cristão está tão inundado por Satanás que ele não consiga sair daquilo. Não há escravidão tão grande que não há forma de escapar se ele usa os recursos disponíveis e eles estão, um, confiantes no poder de Deus e então nós podemos ver nas próximas semanas que colocar a armadura é a outra coisa que precisa ser feita.

Assim, a preparação. O Espírito Santo disse para Josafá certa vez, “a batalha não é sua. É de Deus”. Que coisa grandiosa de se saber porque eu não queria entrar em uma guerra com algo que eu nem consigo ver, algo espiritual, algo além de mim. Eu não gostaria de entrar e lutar em poder ver o inimigo ou saber como que ele opera. Eu estou tão feliz em saber que a batalha pertence ao Senhor e que quando a tentação vem, Satanás envia as suas confusões. Então, eu reporto isso para o chefe em comando. Eu peço a ele para purgar a minha vida e me tornar um vaso justo para que nessa justiça eu possa ficar sem medo, protegido por ele.

De lá, nós vamos para a armadura porque essa é a segunda forma que ele lida com o inimigo. Versículo 11, “Revesti-vos de toda a armadura de Deus”. Nós vamos parar aqui. Nós vamos entrar em mais detalhes mas o crente precisa ter a armadura. Não é nada bom se você não colocar a armadura. Você poderia ter pessoas sentadas ao seu redor expulsando demônios de você até que elas se cansassem e isso não seria nada bom até que a sua armadura estivesse colocada. Se a armadura estiver em você, você não precisa de todas essas pessoas fazendo isso.

Porque a dependência do poder de Deus e a obediência de colocar a armadura disponível é o único recurso que o crente precisa. Essa é a única forma que a Bíblia lida com esse problema em termos do indivíduo. A frase “Revesti-vos” no original significa colocar de uma vez por todas. Isso não é o uniforme de um time que você coloca no Sábado na hora do jogo. Você coloca a armadura uma vez e fica com ela para o resto de sua vida. Você nunca tira a armadura até você se encontrar com o Senhor. Você coloca a armadura e fica com ela; se você não está vestido com ela, você se torna vulnerável a qualquer momento.

Assim, Paulo, provavelmente acorrentado a um soldado romano enquanto ele escrevia isso, viu toda o uniforme do soldado romano e toda a armadura que estava com ele como uma ilustração perfeita de como o crente deve estar preparado para lutar com o inimigo. No versículo 14 ele fala dessa armadura. “Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”. Nós vamos entrar em todos esses detalhes nas próximas semanas, mas essa é a necessidade básica do crente. Dependa do Senhor, coloque a armadura e fique com ela.

É por isso que eu estou dizendo pessoal – nós somos muito ingênuos as vezes porque nós achamos que, por termos os fatos, nós estamos certo. Nós precisamos ter a armadura. A armadura vai além dos fatos para a resposta de uma vida justa. Nós vamos ver isso. Se você quer vencer na vida cristã, coloque a armadura, ajuste a sua vida porque ela será uma batalha até o dia da sua morte.

Isso nos leva, em terceiro lugar, para o inimigo. Versículo 11, “para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo”. Em outras palavras, nós sabemos que nós temos o poder do senhor e sua força. Nós colocamos toda a armadura. Nós estamos prontos, obedientes com a nossa armadura, dependendo no poder divino e capazes que ficarmos firmes contra as ciladas do diabo. O crente sempre deve ficar firme porque Satanás irá ataca-lo. Você não precisa ir procurar o diabo.

Eu sempre me preocupo com pessoas que correm para situações e começam a chamar demônios, expulsar demônios, falar com demônios porque você está realmente entrando em uma área onde você não tem nenhuma informação. Você fica por aí que ele vai aparecer. Você não precisa se envolver com eles. Você lida com o poder de Deus e você lida com a armadura que você tem e Deus, através disso, lidará com o inimigo. Você fique firme.

Agora, nós nunca fomos avisados na Bíblia para atacarmos o diabo. Nós recebemos as ordens de que nós devemos resistir a ele e ele fugirá. Fique firme. Fique em seu lugar. É isso que ele diz aqui. Quem é o inimigo? Fácil de ver. O diabo. As pessoas dizem, “ah, não existe diabo. O diabo é apenas uma fantasia de Halloween, com um rabo pontudo, dois chifres e um forcado”.

Não é isso que a Bíblia diz. A Bíblia nos diz que existe um verdadeiro diabo, que ele não é nada mais do que Lúcifer, o maior anjo. Leia Isaías 14 e Ezequiel 28; eles falam a respeito desse anjo, esse querubim ungido, aquele que brilhava com todas as joias do céu, a maior ser que Deus já criou. Esse ser angelical e ungido queria ser como Deus e, com o pecado do orgulho, ele foi lançado para fora do céu. Apocalipse 12 diz, “como um grande dragão ele caiu e com sua calda ele levou um terço dos anjos com ele”. Assim, Lúcifer, o anjo caído, o maior dos anjos guia um terço de todos os anjos que Deus já criou e há literalmente milhões deles; então, eles se tornam o inimigo demoníaco. Esse é o diabo.

Jesus cria nele. Ele falou com ele em Mateus 4. Ele falou sobre ele em João 14, João 16 e em outros lugares. Os apóstolos criam nele. Paulo falou a respeito dele, Pedro falou a respeito dele, Tiago falou a respeito dele. Se você olhar para a história, você sabe que existe um diabo. Ele tentou Eva em Gênesis 3. Ele tentou a Cristo em Mateus 4. Ele perverteu a palavra de Deus em Mateus 4 e ele se opôs a obra de Deus em Zacarias 3. Ele impediu o servo de Deus em 1 Tessalonicenses 2 e ele impede o evangelho em 2 Coríntios 4. Ele amarra o iníquo em 1 Timóteo 3; ele deseja as nações em Apocalipse 16. Ele é um anjo de luz em 2 Coríntios 11. Ele luta com Miguel em Judas. Ele trouxe o pecado para o mundo em Gênesis 3. Ele agora tem esse mundo todo sob o seu comando em 1 João 5. Ele tem estado por toda a história.

Ele tem títulos pessoais. A Bíblia o chama em Ezequiel 28 de querubim ungido. Em João 16, o príncipe desse mundo. Em Efésios 2, o príncipe da potestade do ar. Em 2 Coríntios, capítulo 4, ele é chamado de o deus dessa era e em Lucas 11:15, o príncipe dos demônios. 52 vezes ele é chamado de Satanás, que significa adversário. Esse é o seu título mais comum. 35 vezes ele é chamado de diabo, diabolôs, que significa difamador. Ele é chamado de a antiga serpente, o grande dragão, o leão que ruge, o mal, Abaddon, Apolion, o tentador, o acusador, o espírito que agora atua nos filhos da desobediência.

Ele é descrito pelo nosso Senhor em João 8:44 como um assassino e um mentiroso. Ele trabalha incansavelmente com as doutrinas dos diabos e com espíritos que seduzem. Ele é um pecador em 1 João 3:8. Ele é o intimidador em 2 Coríntios 11:13-15. Ele é um inimigo formidável. Lúcifer, caído do céu, o governante de uma grande legião de demônios que tem estado aqui por séculos e por milhares de anos desde quando eles caíram e foram criados. Eles têm estado aqui por um longo tempo. Eles são astutos, espertos, sutis, ardilosos, invisíveis, super-humanos e eles são nossos inimigos.

E ele diz no versículo 11 que eles agem baseados na astúcia do diabo, methodeia, métodos e a palavra é usada em Efésios 4:14 traduzido como astúcia pelo qual eles esperam para nos enganar. Sobre o que? Como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina. A ênfase é que as astúcias do diabo são mentiras, doutrina falsa, religião falsa e ensino falso.

Ele é um mentiroso e o pai da mentira. Ele é um enganador. Todo o seu sistema engana de forma sutil, sobrenatural, esperta e poderosamente. Ele tem enganado a raça humana inúmeras vezes com sistemas religiosos falsos. É incrível como eles aparecem de forma sofisticada. Você consegue acreditar que no Antigo Testamento, Satanás enganou Israel para ele adorarem ídolos e darem as costas para o Deus verdadeiro? Você consegue se lembrar que no Novo Testamento, Satanás enganou Israel para eles assassinarem o seu próprio Messias? Você acredita que no futuro ele irá enganar Israel para eles acharem que o anti-Cristo é Cristo?

Ele é um enganador. Ele é sutil. A sua área são mentiras, heresias e doutrinas falsas. Ele mentirá a respeito de tudo, seja algo simples ou sofisticado. E se eu as vezes ficar irritado com doutrinas falsas, seitas falsas e ensinos falsos é porque eu creio que toda essas coisas, seja a negação da verdade da palavra de Deus ou outra coisa, seja uma nova libertação que nega a ordem de Deus para a família, seja a homossexualidade sendo a nova moralidade, seja as seitas, ismos, quismos, e tudo isso, ou até mesmo as velhas religiões do mundo.

Se eu fico animado com isso é porque essas coisas deveriam ser atacadas com a mesma força de sua origem infernal. Isso porque elas vêm de Satanás. Elas são as astúcias do diabo; e ele é esperto. Ele se move no mundo e impede que a palavra chegue nos corações dos homens. Ele rouba a palavra em Lucas 8. Ele distorce e deturpa ela. Ele tem homens que ficam nos púlpitos, que negam a autoridade das Escrituras, que negam a divindade de Cristo, que negam a salvação pela graça, que negam a segunda vinda, que negam o julgamento, que negam o pecado e que negam tudo.

Ele ensina um estilo de vida que amaldiçoa. Ele se envolve na política, nos governos e nas nações assim como também nas vidas individuais. Aos cristãos, ele vem e cria dúvida em suas mentes como ele fez com Eva e como ele fez ao longo da história do povo de Deus. Ele cria perseguições contra eles. Ele impede o seu serviço. Ele se infiltra na igreja com seus terrores. Ele nos tenta com auto confiança, com dúvida, com mentira, com imoralidade, com mundanismo, com orgulho, com desencorajamento; tudo muito, muito sutil.

As pessoas acham que quanto mais tempo você é um cristão, e quanto mais maduro você fica, mais fácil fica. Não, porque quando mais você sabe, mais sutis as tentações precisam ser. Assim, ele é um inimigo formidável, mas não é apenas o diabo. Veja o versículo 12. Pois nós não lutamos contra carne e sangue. Lembrem-se disso pessoal. O nosso inimigo não é o sistema, o mundo como nós o vemos. Eles podem nos perseguir e talvez um dia eles podem fazer a mesma coisa que eles fizeram com Jesus. João 15 diz, “Não fiquem surpresos se eles te perseguirem, te matarem e te odiarem. Eles me odiaram. Eles me perseguiram. Eles me mataram. Você não esperaria que eles tratariam os servos diferentemente da forma que eles trataram o seu Senhor. Não fique surpreso”.

Porém, o verdadeiro inimigo não é a carne e o sangue. As verdadeiras armas de nossa guerra não são carnais mas principados, poderes, governantes das trevas neste mundo. A maldade espiritual nos céus. Esses são os termos para descrever os demônios. É um império de demônio que é o inimigo real com o qual nós lutamos.

A palavra luta não está falando a respeito de um simples jogo de atletismo. Nos tempos romanos, quando os lutadores entravam no ringue para lugar, a ideia era segurar o outro com as duas mãos no pescoço e e segura-lo no chão pressionando não somente os seus ombros mas também a sua cabeça no chão; se sua cabeça ficasse por um certo tempo no chão, ele morreria. Se apenas os seus ombros tocassem e não a cabeça, ele viveria para lugar novamente. Satanás luta conosco através dos seus demônios e nós com ele em uma situação de vida ou morte.

Eles lêem a Bíblia. Eles sabem como a coisa vai caminhar. Eles sabem que existe um abismo sem fundo. Eles sabem que existe um lugar eterno criado para eles, e eles faram de tudo para enforcar as coisas de Deus, para mudar isso. Assim, essa é uma guerra em um nível desumano não sendo nem um pouco um esporte. Na verdade, os seres humanos são enganados em uma guerra espiritual. Eles são enganados para lutar pelas causas de Satanás. Assim, o nosso inimigo é um inimigo sutil.

Quando eu começo a pensar em qual esperto ele é e depois você vê as pessoas que você conhece entrarem nesse negócio de demônios; olha, você não sabe no que você está se metendo. John Walden, um amigo meu que fez muita pesquisa a respeito de seitas é provavelmente o pesquisador mais prolífico de seitas hoje, e ele me mandou uma pesquisa na qual ele discute algo dessa questão.

O que ele é o seguinte. “Deus não nos fez para que nós pudéssemos funcionar de forma segura e efetiva em um ambiente demoníaco. Mesmo se for neutro, que claramente não é, quem sabe o que demônios podem fazer em seu próprio ambiente, quais são as relações internas que existem, ou que podem ser criadas entre o seu mundo e o nosso. Nós não fomos feitos para voar por aí em reinos astrais. Dada a existência do demônio, alguém está brincando com um ambiente astral ceio de maldade e hostilidade. Nós não fomos feitos com as capacidades intelectuais para separar o bom do mal, a verdade da mentira em um reino oculto.

Por exemplo, o profeta Daniel foi um homem de Deus brilhante. No entanto, ele mesmo teve que receber uma sabedoria especial de Deus de uma forma especial para ter um discernimento a respeito de coisas ocultas. Assim, o envolvimento em algo assim sempre produzirá conclusões falsas porque o homem, como criatura caída, não tem as ferramentas necessárias ou habilidades para lidar com questões demoníacas”.

Ele está certo. Reportar ao comandante é tudo o que você precisa fazer. Coloque a armadura. Não mexa com um domínio que você não pode compreender. Assim, aqui você vê um inimigo pelo qual nós precisamos colocar a armadura, pelo qual nós precisamos de preparação. Entender a batalha é importante, pessoal. Não será fácil para você viver a vida cristã. Não é fácil para mim também.

Porém, eu vou te dizer uma coisa. A única coisa que se importa na vida, as únicas coisas que são doces na vida são as coisas que você trabalhar duro para conseguir, não é? As coisas onde você vê uma vitória real. A maior alegria diária é saber que eu superei Satanás. Preste atenção, Satanás está rodeando. Os seus demônios estão por todos os lugares. Eles me conhecem. Eu te falei a respeito disso.

Eu andei em um quarto uma vez onde uma pessoa estava cheia de demônios e os demônios começaram a gritar comigo, “tire ele daqui!” Eles sabem quem eu sou. Eles me conhecem. Mas quer saber de algo, essa foi a única vez que eu tive uma conversa com eles, uma em dez anos. Eu nem brinco com eles. Você sabe por que? Porque a Bíblia não me fala para fazer isso. Eu não sei o que eles estão fazendo. Eu não sei que tipo de jogos que eles brincam. Esse é um meio que eu não entro. Eu não falo com eles. Eu não presto atenção neles. Eu acabei de colocar minha armadura, e eu reporto ao comandante. E você quer saber de algo? Em dez anos, Deus continua a abençoar o ministério aqui e nós não temos prestado atenção em nada disso.

Preste atenção. Eles sabem que nós estamos aqui mas eu não me importo quantas vezes eles me atacam – 1.000, 10.000, 100.000, um milhão. Eu não me importo se eles se ajuntarem. Eu não me importo se o próprio Satanás se levantar contra mim. Você quer saber de algo? Maior é aquele que está em mim do que aquele que está no mundo. Eu tenho um recurso em Cristo para lidar com esse meio.

Preste atenção. Eu estou convencido de que para os últimos 10 anos, eles têm buscado parar o que Deus está fazendo aqui mas eles não conseguem vencer. Eles não conseguem obter sucesso desde que nós sejamos fieis. Colocar a força onde ela pertence em Deus e humildade para saber que nós não temos força própria e mantemos a nossa armadura, vivendo uma vida justa. Eu não me importo o que o inferno planeje para nós, ele é impotente. Mesmo que nós tivéssemos um pouco de força como a igreja na Filadélfia.

Assim, a história termina nessa manhã com a vitória no versículo 13. Da preparação, para a armadura, para o inimigo, para a batalha, para a vitória. “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis”.

O que eu gosto é que você consegue se manter firme, você pode se manter firme. Existe vitória. Se você está vestido com a armadura e você está com a confiança no Senhor. Não seja pego sema armadura. Você diz, “quando que vai ser o dia mau?” Você quer saber quando que vai ser o dia mau? Hoje, ontem, amanhã, qualquer dia. O dia mau é o dia em que o mau reina no mundo e isso vai ser assim enquanto Satanás for o príncipe da potestade do ar. Reporte ao comandante, a vitória é sua. Resista ao diabo, e ele fugirá de você.

O escritor de hino disse, “eu sou um soldado da cruz? “ mas essa foi a pergunta errada. Sim, todos nós somos soldados da cruz. A questão é que tipo de soldado que eu sou? Eu ganho? Eu perco? Não há motivo para saber nada a não ser a vitória, e com a vitória vem alegria, felicidade, contentamento e paz. Agora, é dessa forma que Deus intencionou isso; é dessa forma que ele te quer.

Vamos orar. Pai, nós te agradecemos por esta manhã; pela confiança que nós temos corajosamente de ficarmos firmes diante do inimigo no poder de Deus, de continuarmos dependendo de você, vestindo a armadura e permitindo que você lute a guerra. Ó Deus, que nós nesta igreja, como indivíduos, cada pessoa sentada aqui, seja dependente de sua força, vestindo a armadura, sabendo que é uma guerra, mas sabendo que mesmo a guerra é uma alegria porque a vitória é nossa todos os dias; em todos os momentos nós podemos contar contigo.

Que nós possamos saber que o inimigo não pode fazer nada desde que a nossa força esteja em você e que nós estamos vestidos com a armadura. Deus, em semanas, venha nos ajudar a ver o que isso significa de forma prática; a sermos equipados para a batalha em que temos estado o tempo todo, mas que está ficando cada vez mais intensa nesses dias em que nós vivemos conforme nos aproximamos da vinda de Cristo. Pai, ministre para cada vida aqui em nome de Cristo. Amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

< !--Study Guide -->

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize