Grace to You Resources
Grace to You - Resource

É uma grande alegria novamente nesta manhã ter esse maravilhoso privilégio de estudar o sexto capítulo de Efésios. Eu gostaria de chamar a sua atenção para isso. Pegue a sua Bíblia agora e veja comigo Efésios 6. Eu sinto como que se eu não pudesse nem começar a exaurir as profundezas dessas verdades tremendas que se encontram dentro do ensinamento da armadura do Cristão nos versículo 14 a 17, um ensino que nós estaremos vendo nessa semana e nas próximas semanas. É quase inesgotável. Entra em tamanha profundeza da verdade Cristã que nós teremos que construir a partir do seu conhecimento do passado, e anteciparemos adicionando até mesmo no futuro todos esses pensamentos.

Mas nós temos aprendido muito. Nas últimas semanas, conforme nós chegamos na parte final do Livro de Efésios, temos notado que o crente está envolvido em uma guerra, em uma batalha. Temos visto que essa batalha é contra um inimigo formidável, Satanás e toda a sua legião de demônios. Na verdade, nós temos buscado apontar para vocês que o Cristão comprometido e Satanás estão em um trajeto de colisão. É inevitável que a sua vida intersecte com as forças do Inferno enquanto você vive para Deus. Não há dúvidas sobre isso. É apenas uma questão de como isso se manifesta e o que de específico pode acontecer. A colisão é inevitável e, além disso, ela é bem constante também. O adversário trabalha duro. Ele trabalha efetivamente. Ele trabalha poderosamente contra os filhos de Deus.

Como temos aprendido no Livro de Efésios, o Cristão possui um recurso tremendo. Para começar, recebemos toda as bênçãos espirituais nos céus em Cristo Jesus em Efésios, capítulo 1, versículo 3. O que nós temos recebido, de acordo com Efésios 1, é um lugar com o amado. Recebemos o perdão dos pecados. Fomos feitos filhos de Deus. Recebemos conhecimento, entendimento e prudência. Nós temos feito parte de um mistério incrível que foi planejado antes da fundação do mundo. Recebemos o Espírito Santo que nos sela. Recebemos o poder para fazermos além do que nós podemos imaginar. Recebemos a capacidade de expressar esse poder através da presença final e da sensação do Espírito Santo. Literalmente, nesse mundo, representamos o grandioso poder de Deus. Em nós, existe um poder, o mesmo que ressuscitou Cristo dentre os mortos e O colocou à mão direita do Pai, colocando todos os principados e potestades debaixo dos seus pés.

Temos esse tremendo recurso e somos o povo de Deus. Fomos colocados no mundo para cumprir os propósitos, planos e objetivos que o próprio Deus designou, para cumprir as questões do seu reino. Com tal esforço, nós teremos barreiras, certamente pelo inimigo, o próprio inimigo que buscou barrar Deus em seu céu, o próprio inimigo que barrou o homem e sua inocência no Jardim, o próprio inimigo que buscou barrar o nascimento, a vida, a morte, a ressurreição e a segunda futura vinda de Jesus Cristo, o inimigo que busca destruir a Igreja, aquele que busca impedir o culto feito pelos crentes, o inimigo que buscará um dia fazer a terra ser contra o poder de Cristo enquanto ele vem e toma o seu justo lugar.

Assim, esse inimigo formidável é colocado contra o crente nesta era. Um cristão que não reconhece isso, que não entender alguma coisa de sua significância, um Cristão que não está pronto para a batalha será um Cristão que é vitimizado. Eles não apenas perde a sua própria vida, mas ele perde a sua efetividade que causa a perda daquilo que Deus deseja que ele cumpra. Assim, a glória de Deus, pelo menos em sua vida, é perdida. Portanto, nós precisamos estar prontos para a guerra. Precisamos estar cientes da batalha.

Eu penso que isso é algo sério para qualquer um que realmente estuda a Bíblia. Eu temo que isso não é tão sério como deveria ser para muitos de vocês. Assim, Deus realmente trabalhou no meu próprio coração para reiterar nesta manhã, enquanto olhamos para a primeira peça da armadura; a importância tremenda dessa batalha particular e o que Deus realmente está pedindo de nós.

Agora, para começar, deixe-me fazer uma introdução da seguinte forma. Como o crente e Satanás estão em um curso de colisão absoluta – e é uma colisão constante - nós precisamos entender a respeito de como Satanás nos ataca. Eu mencionei brevemente isso para você na última vez e eu quero fazer mais uma explicação, não muito longa, a respeito de como Satanás se aproxima do crente. Eu quero te dar uma série de formas que não são apenas bíblias mas que eu vi sendo manifesta em minha vida, na igreja e na vida de outros, para termos uma ideia de como Satanás nos ataca. Seria bom você anotar isso porque eu creio que isso ajudará você a se guardar nessas áreas.

Primeiro, eu creio que o inimigo ataca o crente para diminuir o caráter e a credibilidade de Deus, para diminuir o caráter e a credibilidade de Deus. Esse realmente é o centro da questão quando falamos do esforço de Satanás. Ele deseja diminuir a Deus. Ele quer que você duvide de Deus. Esse é o impulso. Ele fez isso no Jardim com Eva. “Deus realmente disse...” e então ele impugnou a motivação de Deus dizendo, “Bom, o motivo porque Deus não quer que você coma é porque Deus sabe que você será como Ele e Deus não gosta de competição”. Em outras palavras, ele queria atribuir a Deus um outro motivo egoísta. “Você não pode realmente acreditar em Deus. Ele pode dizer uma coisa, mas lá dentro aquilo significa outra coisa. Portanto, você não pode crer na Sua Palavra”.

Na verdade, o Novo Testamento diz, “Se você negar a Deus e a sua Palavra, você faz dele um mentiroso”. É isso que Satanás quer fazer. Ele quer que as pessoas pensem que Deus é m mentiroso e que ele diz a verdade. Assim, enquanto Deus nos diz que Ele é a verdade e Satanás um mentiroso, Satanás nos diz que ele é a verdade e que Deus é um mentiroso. “Você não pode confiar em Deus. Você precisa duvidar de Deus. Duvide da sua palavra, duvide do seu poder”. E nós fazemos isso, não é mesmo? Nós somos tentados, em uma situação difícil, a ficar ansiosos, preocupados e perdermos o nosso controle porque nós realmente não acreditamos que Deus possa nos tirar daquilo. Nós questionamos o seu poder.

Nós duvidamos da graça de Deus, as vezes, e da sua misericórdia e do seu perdão. Isso não é nada mais do que a negação de sua promessa e de sua Palavra. Nós também frequentemente duvidamos do amor de Deus e nós pensamos que Deus não nos ama o suficiente para cuidar de nós e, “Como que Deus poderia me amar se ele deixou que isso acontecesse comigo. O meu marido me deixou ou os meus filhos estão crescendo e estão ruins ou algo assim”.

Satanás nos empurra para um lugar onde nós duvidamos do amor de Deus. Ele invariavelmente quer que nós duvidemos do amor de Deus. Ele atacou Pedro uma vez e levou Pedro a duvidar da verdade de Deus. Jesus disse para ele, “Pedro, cuidado. Satanás deseja te peneirar”. Assim, Satanás nos ataca para diminuir o caráter de Deus e a credibilidade de Deus. Assim que você começa a duvidar de Deus em qualquer momento a respeito do se caráter ou credibilidade, considere a fonte.

Segunda coisa, eu estou convencido de que Satanás nos ataca para tornar a vivência da vida cristã difícil, para dificultar viver a vida cristã. Ele não quer que seja fácil. Ele quer que seja bem difícil. Para realmente viver a vida cristã, ele quer que seja difícil e eu acho que ele ataca de três formas para tornar a vida cristã difícil de se viver. Uma seria através da perseguição. Essa seria a forma mais extrema. Apenas viver a vida cristã é difícil porque algumas pessoas são muito antagônicas. Um rapaz estava me dizendo que essa semana ele estava falando a respeito da sua nova fé em Cristo com o seu irmão e ele pegou a sua Bíblia e mostrou para o seu irmão, falando a respeito dela. Naquele momento o irmão pegou a Bíblia e jogou para o outro lado do quarto, em um canto, e disse, “Nunca mais coloque esse livro em mim”. Isso seria uma ilustração de perseguição. Existem muitas outras ilustrações ao longo da história da Igreja, a perseguição daqueles que buscaram viver a vida cristã; pode ser que venha no trabalho; pode vir dos seus amigos e por aí vai.

Em segundo lugar, eu diria que ele torna a vida cristã mais difícil de se viver através de uma perseguição mais suave chamada de pressão das pessoas. Algumas pessoas não querem demonstrar que são de Deus porque elas não querem perder os seus amigos, elas não querer sair do círculo que elas estão. Elas não querem ser vistas como diferentes. Elas não querem ter que mudar o seu relacionamento com as pessoas. Elas estão muito confortáveis com a aceitação que elas têm. Elas gostam de serem aceitas pelos outros e elas não estão prontas para tomar uma postura diferente que possa aliena-las.

Isso era algo que o escritor de Hebreus estava tratando quando ele estava escrevendo àqueles que estavam em cima do muro na comunidade judaica, nunca se comprometendo com Cristo ainda que eles acreditassem que era verdade, por medo do que os seus amigos e família diriam, sendo então banidos. Assim, Satanás torna essa área difícil como também as perseguições externas como as que Paulo se referiu quando ele disse, “tudo que for piedoso nesse mundo presente sofrerá perseguição”.

Existe uma terceira forma pela qual ele torna difícil viver a vida cristã; tornando a vida cristã fácil de se viver, se você me entende. Às vezes eu penso que o lugar mais difícil de viver a vida cristã é no lugar mais fácil de viver a vida cristã. Nós estamos aqui nos Estados unidos. Ser um cristão é algo aceitável, respeitável. Todos são cristãos. Todos estão nascendo de novo. A religião é o que está na moda. Cristianismo é a coisa legal do momento.

É muito fácil, agora que não tem nenhum preço a ser pago e isso é o que faz disso a situação mais difícil de se viver a vida cristã. Me parece que nós conseguimos reagir à pressão dos amigos e nós conseguimos reagir à perseguição. Mas a coisa difícil é reagir à aceitação. Com isso, Satanás entra em cena e trabalha para tornar difícil viver para Cristo e diminuir o caráter e a credibilidade de Deus.

A terceira coisa que Satanás faz quando ele ataca o crente é que ele confunde o crente com falsas doutrinas. Ele confunde o crente com falas doutrinas. Eu converso com Cristãos o tempo todo que não entendem realmente o que a Bíblia quer dizer com uma passagem ou outra. Um rapaz me perguntou ontem, “o que é santificação? Eu estou muito confuso. Eu não entendo o que significa ser santificado”. No entanto, ele é crente há muito tempo. Há confusão entre livros diferentes e professores diferentes. As pessoas dizem, “por que tantas pessoas discordam?” Bom, eu penso que, parcialmente, é o plano de Satanás confundir as pessoas, frustra-las e muitas delas dizem, “Bom, você não pode ser dogmático a respeito da Bíblia. Você precisa aceita-la de forma geral”.

Algumas pessoas dizem para mim, “Você é tão dogmático”, o tempo todo. “Você não pode ser tão dogmático assim com a Bíblia”. Bom, eu penso que se você estudá-la, ela não é tão difícil assim, honestamente pessoal, eu não sou a pessoa mais inteligente não. Eu tenho uma inteligência normal. Eu odeio admitir isso. Alguns de vocês achavam que eu era inteligente todo esse tempo, mas eu não sou. Eu sou apenas uma pessoa que sabe onde a Bíblia está e que sabe como se aprofundar um pouco e entender o que ela significa. Não é tão difícil assim, mas Satanás confunde os crentes de uma forma, apresentando um vasto número de interpretações que deixam todos confusos. Ele também confunde os crentes tendo falsos mestres entrando e semeando todo tipo de doutrina errada. Existem muitos crentes que são jogados de um lado para o outro por todo vento de doutrina. Existem muitos cristãos que são enganados por falsos mestres, que entram com roupa de ovelha mas que são, por dentro, lobos selvagens.

Existe um problema hoje porque as doutrinas dos demônios são excessivas e Satanás confunde a igreja. Existem muitos cristãos enviando milhões de dólares para as causas erradas. Isso é apenas uma confusão a respeito do que é verdade na Bíblia, uma confusão de ensinamentos falsos. Portanto, Satanás tenta diminuir o caráter de Deus. Ele busca tornar a vida cristã difícil de ser vivida. Ele busca confundir os cristãos com falsos mestres e falsas doutrinas.

Em quarto lugar, ele tenta o máximo possível impedir a nossa adoração a Cristo. Ele deseja parar nossa efetivo. Ele deseja parar a Grace Church. Ele deseja parar o meu ministério, o seu ministério e o ministério de qualquer um que está servindo a Jesus Cristo. Ele quer fazer todo o possível para parar e impedir isso, como nós vemos ao longo do Antigo Testamento. Ele buscou impedir aqueles que eram profetas de Deus, como vemos na maneira que ele buscou impedir o Senhor Jesus Cristo.

O apóstolo Paulo diz em 1 Tessalonicenses o que demonstra ser algo maravilhoso nesse problema particular no capítulo 2, versículo 8. Ele diz, “assim,, querendo-vos muito, estávamos prontos a oferecer-vos não somente o evangelho de Deus, mas, igualmente, a própria vida; por isso que vos tornastes muito amados de nós”. Em outras palavras, aos Tessalonicenses ele disse, “Nós queríamos lhes dar não somente a Palavra mas as nossas vidas; por isso nos engajamos no ministério”. Como foi? Ele diz, foi labor e fadiga. “De noite e dia labutando vos proclamando o evangelho de Deus”. Por que? Porque é difícil. É muito resistente. Não é fácil.

Às vezes, os jovens dizem para mim, “Quanto mais você ministra, fica mais fácil?” Não. Não fica mais fácil. Fica diferente e várias vitórias ficam mais maravilhosas e você tem um passado melhor para construir a sua fé para o futuro, mas nunca fica mais fácil porque ele impede o nosso serviço. Barreiras. Assim, Satanás ataca a credibilidade de Deus. Ele ataca o cristão tornado a vida difícil de ser vivida. Ele nos confunde com falsas doutrinas e impede o nosso serviço.

Número cinco, eu acredito que Satanás faz tudo isso para causar uma divisão no corpo. Ele trabalha duro para causar uma divisão no corpo, nos fraturando. É por isso que o nosso Senhor foi tão explícito quando ele disse, como nós lemos na semana passada em Mateus no domingo a noite, que se você tem qualquer coisa contra o seu irmão, vá e reconcilie-se com ele antes de você voltar e adorá-lo. Assim, ele causa divisão.

1 Coríntios 1, 1 Coríntios 2, 1 Coríntios 3 fala a respeito da divisão na igreja. Em Efésios 4, Paulo diz, “Lutem para manter a unidade do Espírito e o vínculo da paz. Façam o possível para manter a unidade”. Paulo nos exorta nisso porque Satanás nos separou, trazendo fricção e facção para o corpo de Cristo.

Em sexto lugar, essa é outra área onde Satanás nos acerta forte. Ele nos incentiva a confiar em nossos próprios recursos. Isso é sutil. 1 Crônicas, capítulo 21, nos conta a história de Davi. Davi queria descobrir o quão forte ele realmente era, então ele contou os seu soldados e Deus disse para ele, “Davi, isso é um pecado terrível e mau. A sua força não depende do número de suas tropas. Ela não depende do número de pessoas que você tem. A sua força depende de Deus”.

É fácil, sabe, até mesmo na área espiritual para o crente contar toda a sua sabedoria. “Eu memorizei esse livro e eu já entendi aquilo, e eu tenho todos esses princípios em mente e veja o que eu sei; eu fui ao seminário e eu tenho toda essa informação em minha mente. Eu realmente estou pronto e eu posso lidar com os problemas”. O que acontece é que sua vida de oração se torna inexistente. A profundidade de sua devoção é perdida e se torna rasa e teológica. Algo muito perigoso.

Essas são as mesmas pessoas que pensam que por irem na igreja o tempo todo, elas estão certas. Nós podemos nos tornar confiantes em nossos recursos. É muito fácil a gente depender do nosso entendimento, depender do nosso conhecimento, sabedoria, insight, erudição e educação. Nós falhamos em nos lançarmos sob o poder de Deus com a ideia que Isaías tinha quando ele disse, “Ai de mim”. Ele sabia que ele não tinha nenhum recurso longe de Deus.

Uma sétima maneira com que Satanás nos ataca e eu acho que isso também é comum, é que ele faz tornar-nos hipócritas, ser hipócritas. Satanás literalmente tem povoado a igreja, incluindo esta, mas ele povoou cada igreja com pessoas que são falsas, não reais. Até os cristãos podem fazer isso. Podemos prosseguir presunçosamente, sorrateiramente com o sorriso, a máscara, a espiritualidade, deixando o mundo inteiro pensar que estamos bem e tudo o que fazemos é poluir a irmandade, e tudo o que fazemos é nos mascarar tão bem que nunca lidamos com o problema real, nunca deixamos ninguém ver o que realmente somos, nunca nos abrimos e dizemos a verdade para que ninguém possa vir e envolver seus braços em torno de nós e ajudar-nos a nos livrar dos problemas você vê.

Nos escondemos atrás da respeitabilidade. Escondemos atrás de nossa espiritualidade hipócrita como Ananias e Safira. Queremos mentir para o Espírito Santo porque Satanás realmente entrou em nossos corações. Satanás veio e jogou algo sobre nós e disse-nos que é melhor ser considerado respeitável do que ser respeitável. É melhor não enfrentar o seu pecado e lidar com ele, é melhor mascará-lo, cobri-lo e fazer de conta. Satanás é tão sutil e enche a igreja de hipocrisia. Ele pode vir. Em primeiro lugar ele trabalha em nós para minar o caráter de Deus, para tornar difícil viver a vida cristã, confundir-nos com a falsa doutrina impedir nosso serviço, causar divisão, insistir conosco de dependermos de nossos próprios recursos e levar-nos a sermos hipócrita.

Só mais dois. Número oito Satanás nos ataca para nos tornar mundanos, para empurrar-nos para o molde formado pelo mundo. Quer dizer, ele é tão bem sucedido nisso, pessoal. A Igreja de hoje é tão mundana, rica, materialista, auto-indulgente, auto-satisfeita, presunçosa, tão parecida com o sistema em torno dela, que é difícil até mesmo separar os dois. E, no entanto, João nos diz, "Não ameis o mundo nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo a concupiscência da carne a concupiscência dos olhos a soberba da vida não vem do Pai mas é do mundo. O mundo passa e a sua concupiscência mas aquele que faz a Vontade de Deus permanece para sempre." Ele está dizendo, "Veja, você não tem nada a ver com o mundo. O mundo está passando e você é eterno. As próprias dimensões da vida são incoerentes, incongruentes e não podem se unir. O que você está fazendo com o mundo?" No entanto, a Igreja se envolveu porque Satanás constantemente nos empurra para o mundo.

E finalmente, eu acho que Satanás quer nos fazer agir em desobediência ao que sabemos ser a Palavra de Deus. Este talvez seja o máximo de tudo. Satanás quer que ajamos imoralmente. Se Deus é moral e Deus estabelece a lei moral, então qualquer ato contra a lei de Deus é imoralidade, seja ela sexual ou social seja ela qual for. Atuar imoralmente é agir contra a lei moral e Deus é quem a estabeleceu. Então ele quer que desobedeçamos a Deus. Isso dá a Satanás uma oportunidade. Isso lhe dá vantagem.

Bom, lá está você, pessoal. Nessas áreas Satanás trabalha minando o caráter de Deus, tornando difícil viver a vida cristã, confundindo-nos com falsas doutrinas, dificultando nosso serviço, causando divisão, forçando-nos a confiar em nossos próprios recursos, tornando-nos hipócritas, tornando-nos mundanos, e agindo em desobediência a Deus. É assim que sempre acontece. É sempre a isso que se chega. É aí que está a batalha.

Agora você diz "Bom, como lidar com isso?" Essa é uma ordem muito grande de ataques. Bom a coisa maravilhosa, pessoal, e isso é por isso que estou tão entusiasmado, é que todas os nove elementos que citei a vocês, podem ser tratados de uma maneira simples. Veja o versículo 13 de Efésios 6. "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis." Como vocês vão resistir a tudo isso com todas suas complexidades, com toda a sutileza de Satanás, com toda a sua inteligência, com as astúcias do diabo e engano, sendo o que é, como você pode lidar com isso? Simplesmente você não se concentra no que ele está fazendo. Você se concentra no que está fazendo. Não importa que você possa categorizar esses ataques. Não importa que você saiba a definição de cada um. Não importa que você soletre cada sutileza do que está fazendo. Você não pode fazer isso. Esse mundo é muito sofisticado, muito remoto, demasiado super-humano para você lidar ou eu também. O que importa é que tenhamos nossa armadura, você vê. Para que quando a batalha começar, seja qual for o ataque, possamos ser defensáveis. Não importa de onde venha o inimigo. Não importa o quão sutil seja seu ataque, em uma guerra se ele chegar lá você está pronto para ele. Isso é tudo. Não importa o quanto Satanás fique em cima. Não importa por que vias ele venha. Não importa se ele está rastejando em sua barriga ou voando sobre a cabeça. Não importa quão sutil seja seu ataque ou quão repentino. Se você estiver pronto quando ele vier, isss é tudo o que importa. O crente, revestido com a sua armadura, ficará firme qualquer que seja o ataque. Assim, tendo dito tudo isso, eu apenas disse para que você saiba de onde ele vem e fique ciente dessas áreas, mas a questão principal não é se ele está vindo ou que que tipo de ataque seja, mas você está pronto? Você está pronto? Porque se você está revestido com a sua armadura, você pode lidar com isso.

Agora esta manhã quero que olhemos para a primeira peça de armadura. É muito simples mas muito, muito importante. A primeira está no versículo 14 "Estai, pois,firmes" e isso nos leva de volta ao versículo anterior. O final do 13 "depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis", no meio do versículo 11 "para poderdes ficar firmes." A idéia é ficar firme contra o ataque de Satanás, ser o primeiro contra seus ataques para se sair vitorioso quando ele vier. Portanto, se você tem que ficar firme contra essas coisas, você deve cingir os seus lombos com alētheia, verdade ou veracidade.

Agora vamos falar sobre isso. A palavra alētheia pode ser traduzida por verdade como conteúdo, a verdade em oposição à falsidade, a verdade definida como a Palavra de Deus, a revelação de Deus, o conteúdo da verdade. Ou pode ser definida como uma atitude de veracidade, ou de não-hipocrisia, ou sinceridade, ou honestidade, ou integridade, ou compromisso. Vamos tomar o primeiro elemento. Digamos que, latente no pensamento aqui, está o conceito de verdade como conteúdo. Se Satanás me atacar cabe a mim primeiro ter o cinturão da verdade. Por quê? Bom, em primeiro lugar, Satanás vai vir com suas astúcias, diz o versículo 11, e astúcia é a mesma palavra traduzida por astúcia ardilosa no capítulo 4 versículo 14. Lá se refere aos ventos da doutrina. A palavra doutrina é ensinar. Agora, ele diz isso então, "Satanás virá e ele soprará com certos ensinamentos que estarão enganando astutamente, que são astúcias ardilosas, doutrinas de demônios. Aqui vem essas falsas verdades. São as ciladas do diabo. A única maneira de resistir à falsidade e às mentiras do diabo é ter a verdade. É por isso que é tão importante para nós ensinar, ensinar e ensinar a Palavra de Deus. Paulo fala sobre as doutrinas de demônios e espíritos sedutores que vêm enganar.

Em 1 Coríntios 10:20 e 21 Paulo olhou para a sociedade de Corinto e ele disse que os coríntios têm essa grande estrutura de adoração e eles vão para seus templos pagãos e adoram seus deuses pagãos e se exercitam em todos os rituais, cerimônias e ritos de adoração, mas ele diz que as coisas que os gentios sacrificam, sacrificam aos demônios e não a Deus. Em outras palavras por trás de todo o seu sistema estão os demônios. Toda a sua adoração é demoníaca. Todo seu sistema de religião é inspirado no demônio. É a doutrina dos demônios e espíritos sedutores. O que estou dizendo é que isso nos dá uma visão de todos os falsos ensinamentos. Eles vêm de Satanás.

Jesus disse em João 8:44 que ele "é mentiroso e pai da mentira." Então basicamente o que Satanás faz é vir com mentiras com inverdades e o crente, se ele está indo para a guerra, deve conhecer a verdade. Agora isso é basicamente é o que está por trás deste conceito aqui em certo sentido. Deixe-me descrever o cinturão para que você tenha um pouco da idéia.

Nos dias de Paulo uma pessoa romana, mesmo um soldado, usava uma túnica. Uma túnica é uma peça grande, quadrada na maioria das vezes. Tinha um buraco para a cabeça e dois buracos para os braços. Era isso. Você simplemente vestia aquilo e era uma espécie de peça toda solta. Mas se você fosse entrar em uma guerra, você não entraria com aquela coisa voando pra todo lado. Na verdade, você nem faria uma viagem nestas condições.

Por exemplo, diz em Êxodo que quando os filhos de Israel foram chamados por Deus para partir para a Terra Prometida no capítulo 12 do Êxodo e no versículo 11 Deus lhes disse, "Cinjam os seus lombos. Estamos deixando o Egito." Assim, aprendemos então que aquela era uma frase comum para uma pessoa que fazia uma viagem.

Em Lucas capítulo 12 nosso Senhor, no versículo 35, está falando sobre Sua segunda vinda e Ele diz, "Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias". Em outras palavras, cingir seus lombos era juntar todo esse material solto para que você pudesse ficar pronto para sair. O que isso significa então é prontidão, prontidão. Essa é a ideia. O cinturão estava preparado. Um soldado romano não iria entrar em uma batalha com seu roupão esvoaçando na brisa. Alguém o puxaria sobre sua cabeça e isso seria o fim dele.

Você não iria entrar numa batalha com essa roupa esvoaçando por todo o lugar. Lembro-me, e você vê isso também na televisão, quando você assiste a jogos de futebol como todos os uniformes ficam apertados porque eles não querem ninguém agarrando nada. Uma coisa que costumava deixar você louco é quando você estava correndo com a ponta da sua camisa pra fora e um sujeito pegasse por ela e puxasse você para trás.

Finalmente inventaram o que chamam de camisas de ruptura. Você as vê hoje em dia nas faculdades e eles simplesmente as arrancam das pessoas e elas continuam a correr sem estarem com a camiseta. Um sujeito terá um punhado da camisetas e é isso. É por isso que eles não querem nada que esteja flutuando no combate. A mesma coisa é ainda mais importante em uma guerra. Você quer certificar-se disso em um combate mão a mão - aquelas batalhas não eram travadas das trincheiras a 200 metros de distância. Eram combates deflagrados mão a mão e você não ia querer algo emaranhado em você e envolvendo-o.

Na verdade em 2 Timóteo capítulo 2 o apóstolo Paulo diz "Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida". O que ele está dizendo é que você não pode lutar se você está todo emaranhado em seu manto, e os assuntos desta vida farão isso. Você tem que cortar o cordão com a vida civil. Você tem que romper com o mundo.

Quando um indivíduo é convocado para um serviço, eles não dizem, "Agora estamos convocando você e com certeza seria muito bom se você podesse juntar-se nos. Seria maravilhoso se você pudesse usar o nosso equipamento, o nosso tipo de roupa, porque então você vai ficar igual a todos os outros. Seria tão bom se você pudesse receber ordens de nós e comer nossa comida e morar em nosso alojamento." Eles não lhe perguntam isso. Você apenas faz isso. Quando você é convocado você se desliga de sua namorada, de sua esposa, de sua casa, de sua família, do seu carro, do seu trabalho. A vida civil se foi e você faz o que eles dizem, e é assim que é se você está entrando em uma guerra. É sério.

Assim era quando um soldado entrava numa guerra - se um homem numa viagem teria de fazer isso, você pode imaginar um soldado faria tambem. Ele pegaria um cinturão. Colocaria em volta da cintura. Poderia ser feito de um material como de uma faixa. Provavelmente o de um soldado seria de couro. Ele apertava o cinto de couro, pegava os quatro cantos da túnica puxava-os para cima através desse cinto, tornando-o em uma espécie de mini túnica. Ele teria mobilidade, flexibilidade, seria capaz de se mover e não lhe atrapalharia. Essa é realmente a imagem que está na mente do apóstolo Paulo.

Agora naquele mesmo cinturão era comum um soldado romano ter uma alça. Ela viria para baixo para conectar-se ao cinto, passaria por cima do ombro e se conectaria na parte de trás. Ele colocaria sua espada nisso, e mais tarde veremos que a Espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, está presa ao Cinturão da Verdade. Em outras palavras a verdade é revelada na Palavra. Você tem a verdade por assim dizer. Você a tira para lutar a batalha, certo, de modo que a Espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, está presa ao Cinturão da Verdade.

Mas sobre este ombro estava esta alça e nesta alça ficavam as medalhas e insígnias de vitórias anteriores. Como decorações. Você vê um soldado ele tem todas essas coisas sobre ele, das batalhas que ele lutou e tudo o que ele fez e suas realizações. Bom, era aí que eles as colocavam em um soldado romano. Todas as medalhas e os prêmios de sua realização eram colocados ali. Conecta-se com o Cinturão da Verdade. Amado, é isso. Quando você usar o Cinturão da Verdade e desebanhar a Espada do Espírito, você vai ganhar a batalha e obter suas medalhas. Entende? É aqui que tudo começa. Tornou-se o emblema da realização na batalha. Uma combinação apropriada. Apenas os que estavam prontos, cingidos, só aqueles com a Espada do Espírito pendurada ao lado eram os que ganhavam as medalhas e entravam em batalha como tendo sido vitoriosos.

Então este é o coração do termo. Agora me escute. Refere-se à verdade. Eu acho que você pode tomar alētheia no sentido de conteúdo, mas esse não é o pensamento principal aqui, porque isso é tratado com respeito à Espada do Espírito. Isso será tratado nessa última peça da armadura. O principal impulso aqui é a idéia de veracidade que a palavra também poderia significar, e lá está falando de atitude não conteúdo. O que ele está dizendo é "Coloque o cinto". Isso mostra uma atitude de prontidão, uma atitude de compromisso, uma atitude que diz, "Estou pronto para a batalha. Estou vestido. Estou alerta. Estou pronto." Vê? Agora essa é a questão que quero compartilhar com você por alguns momentos na conclusão. O que significa é que você luta sem hipocrisia. Significa que você está falando sério.

Você sabe, francamente, a maioria dos cristãos nunca coloca o cinturão. Eles apenas tipo que ficam todos soltos por sua vida soprando na brisa. Há pouco compromisso, nunca prendendo-se a essa veracidade. Nunca se comprometem. Ouça, quando um soldado colocava o cinto, colocava aquela alça, prendia a espada ele estava dizendo, "Estou pronto para lutar." Acho que a maioria dos cristãos perde, porque não se importa tanto. Eles não se importam tanto. Eles logo vão falhar. Eles são como Hebreus 12, "Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta." Certo?

Você pode imaginar um sujeito numa corrida usando um sobretudo e botas de combate? Isso é absolutamente estúpido. Năo faça isso. Esse pessoal usa tão pouco que é embaraçoso. Eles estão correndo por aí com tão pouco. Eles precisam ter mobilidade. Eles querem toda a flexibilidade que existe. No entanto há cristãos tentando correr a corrida cristã com botas de combate e um sobretudo e eles se perguntam por que eles ficam tão cansados. "Rapaz, isso é cansativo. Eu nunca pareço chegar muito longe.” Cinco anos depois estão a três metros da linha de partida. Isso porque não há compromisso.

Acho que o melhor sinônimo de veracidade é compromisso. O que Paulo está dizendo aqui é "Olha você tem que perceber que isso é uma guerra e precisa levar a sério. Você tem que entrar sem hipocrisia, sinceramente, com uma atitude certa, tendo o coração na batalha. Sou um soldado. Suportarei a dureza por causa de Jesus Cristo", como 1 Timóteo 2:3 diz, "Estou disposto a pagar o preço que possa agradar àquele que me escolheu para ser um soldado. Eu tenho o coração na batalha.”

Ouça, o verdadeiro cristão ama a luta e o verdadeiro cristão ama tanto o Senhor que não perderá. Ele não vai desistir. Veja 1 Coríntios capítulo 9. Eu não posso me relacionar com um cristão que está contente em ser derrotado o tempo todo, estando despreparado por toda sua vida caindo em tentação, caindo em todos os pecados que vêm à carne e à mente. Eu não entendo isso como você pode ceder tão facilmente.

Em 1 Coríntios 9 Paulo diz "Não sabeis vós" no verso 24, "que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm." Quando a corrida começa todos corre mas apenas um recebe o prêmio. Então corra para que você possa ganhar. Veja, ele diz, "Se você vai entrar nesse negócio, ganhe. Quem quer perder?" O que Paulo está falando aqui é desejo. O que costumávamos dizer no atletismo, desejo é 90% da questão. É verdade. Se você quiser algo ruim é o que terá.

Nossos treinadores costumavam dizer, "Se você quer que seja ruim o suficiente, é isso que você vai ter. Se você quer uma vitória suficientemente ruim você pode obtê-la." sabe de uma coisa? Esse era um bom pensamento mas nem sempre era verdade. Às vezes eu conseguia atravessar um sujeito que era mais forte do que eu, e eu queria isso ruim. Na verdade eu queria pior o tempo todo mas nada pelo o que eu nunca me esforçasse. Eu estava comendo poeira o dia todo só porque eu não conseguia. Alguns dos maiores esforços foram contra o pior adversário e eu não podia ganhar. Mas você sabe, na causa de Cristo se o desejo está lá a vitória estará lá porque maior é Aquele que está em você do que aquele que está no mundo. Certo? Por isso está sempre disponível.

Assim, Paulo está dizendo que o desejo tem que estar lá. Ele diz que um atleta corre e muita gente corre mas apenas um recebe o prêmio. Então se você está começando neste negócio, ganhe. Ganhe. Oh Deus nos dê pessoas com este compromisso. Deus nos dê pessoas que queiram ganhar na vida cristã não para que possam empilhar suas próprias coroas, mas para que possam dar-se a Jesus Cristo, para que eles possam dizer, "Este é o meu ato de amor. Este é o meu ato de adoração. Este é o meu ato de louvor que ofereci, a minha vida, o meu sacrifício vivo." É isso que ele quer, compromisso.

Ele diz "Todo atleta em tudo se domina" - ele usa o verbo grego athleō, atlético, todo atleta se domina. Em outras palavras ele disciplina sua vida. Ele tem cuidado com o que ele come e como ele treina e ele faz isso para obter uma coroa corruptível mas nós um incorruptível. Ele diz "Se esses sujeitos podem se esforçar tanto para ganhar uma coroa corruptível, não podemos ter o desejo de ser vitoriosos em nossas vidas para a glória de Deus?”

Então ele diz "Eu não corro com uma incerteza. Eu não fico dando cambalhotas em toda a pista, correndo em meia velocidade, três quartos de velocidade, um quarto de velocidade, descansando por algum tempo. Eu corro direto por toda a pista. Eu não luto como alguém que esmurra no ar. Eu não estou apenas saltando no ringue e socando o ar. Eu estou batendo em meu oponente direito em suas costeletas." "Eu estou partindo para a luta" diz ele. "E ao fazê-lo, reduzo meu corpo à escravidão.”

Veja, aqui está a vida disciplinada de um vencedor. Isso é o que Deus quer. Francamente, pessoal, na área espiritual Deus nos deu recursos para ganhar. Em Romanos 12 Paulo diz "Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus" e as misericórdias de Deus são os primeiros 11 capítulos de Romanos. Nos primeiros 11 capítulos de Romanos ele diz que Deus nos separou do mundo mau. Deus nos redimiu em Cristo. Deus nos deu a justiça de Jesus Cristo. Deus nos chamou através de nossa fé no Senhor Jesus Cristo para Sua Sua família e nos adotou como filhos. Deus nos deu amor, alegria e paz. Deus nos concedeu o tremendo poder do Espírito de Deus na vida ressurreta. Deus nos deu todos os recursos que necessitamos e nos separou para um plano eterno que é imutável e inegável, e todas essas maravilhosas misericórdias de Deus lhe foram dadas. Portanto apresentem seu corpo como um sacrifício vivo totalmente aceitável a Deus que é apenas o seu culto espiritual, seu culto racional. É uma grande coisa. É o que você deve fazer.

Então ele diz no versículo seguinte, "E não vos conformeis" com o que "com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." Sua mente é renovada e quando a Palavra está em sua mente e você tem a verdade, então você pode viver com compromisso e fazer um sacrifício de sua vida. Francamente, a maioria de nós não sabe o significado do sacrifício vivo. Não temos a menor idéia do que é sacrificar nossas vidas. Podemos ser queimados em uma estaca e morrer por Jesus. É simplesmente difícil tentar viver toda a nossa vida para Ele sacrificialmente. A maioria de nós não se importaria se eles a tirassem de nós na morte. Nós só queremos enquanto estamos vivos. Que tipo de dicotomia é essa? Devemos estar comprometidos e é isso que a Escritura diz.

Veja Filipenses 1 versículos 9 e 10 apenas um outro pensamento. Ouça o que ele diz. Filipenses 1:9 "E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais". Agora, Paulo não está dizendo que os filipenses não amam, e eu não estou dizendo que vocês não amam. Você ama. Mas eu estou dizendo que oro para que abunde mais e mais em conhecimento e em todo julgamento. Eu quero que você tenha conhecimento. Eu quero que você tenha mais. Que você tenha discernimento. Eu quero que você tenha mais discernimento, com o propósito de que você possa testar coisas que são excelentes. Eu não quero que você fique satisfeito com o que é bom. Eu não quero que você fique satisfeito com o que é melhor. Eu não quero que você fique satisfeito com nada além do que é excelente.

Eu sei que você tem amor e eu quero que você tenha mais. Eu sei que você tem conhecimento. Eu quero que você tenha mais. Eu sei que você tem discernimento mas eu quero que você tenha mais, que você possa provar as coisas que são as mais excelentes e que você seja sincero. Isso significa comprometido, verdadeiro, sem hipocrisia, genuíno, comprometido e portanto, sem ofensa até o dia de Cristo. O resultado de viver uma vida comprometida sincera e verdadeira está no versículo 11. Vocês serão "cheios do fruto de justiça, o qual é mediante Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus.”

Tenho pregado muito sobre o compromisso, porque ele continua aparecendo nas passagens. Você sabe por que eu quero que você se comprometa? Não porque eu tenha alguma ambição pessoal. Não por sua causa. Está ali no versículo 11, para a glória e louvor de Deus e Ele será glorificado quando você estiver cheio de frutos e você estará cheio de frutos quando você aprovar o que é excelente e você aprovará o que é excelente quando você estiver genuinamente comprometido com Jesus Cristo no mais profundo de sua vida.

Assim a chamada da armadura do crente é para o compromisso logo no início. Você não vai vencer Satanás. Ele vai chegar em você com todas essas nove maneiras e algumas outras que eu ainda não descobri. Ele vai chegar a você com todas essas combinações, de modo que você não vai saber o que fazer a menos que você realmente esteja pronto para lutar. Compromisso. Oh amado, só uma coisa importa neste mundo e nesta vida e é a dimensão do espiritual. Todo o resto não importa absolutamente nada.

Estou preocupado com um monte de coisas em nosso mundo mas francamente eu poderia me importar menos com a maioria das coisas. A menos que elas se relacionem com as coisas de Deus eu não estou sequer interessado porque só as coisas espirituais importam, somente que Deus seja glorificado. Precisamos nos concentrar nas coisas certas. Quanto você quer ganhar? Quanto? Você realmente quer ganhar?

Eu estive no atletismo toda a minha vida e eu vi pessoas que não se preocupavam em vencer. Falamos muito disso quando trabalhamos com atletas profissionais, o fato de que você pode perder o desejo. Você esteve lá. Não é tão quente. Você apenas faz os movimentos. Se isso pode acontecer no mundo pode acontecer de ter que usar porque Satanás bombeia em nós o tempo todo.

Você pode se contentar com a mediocridade. Você pode estar satisfeito com a letargia. Você pode se contentar em manter sua vida do jeito que está. Você vem semana após semana volta para casa. Nada muda. Nada é diferente. As atitudes são as mesmas, as reações são as mesmas, sua casa permanece a mesma. Nada acontece, nunca. Você simplesmente vem e vai, vem e vai, em e vai, e o compromisso nunca muda. Deus lhe ajude e me ajude se isso acontecer. Devemos estar empenhados em lutar. Então, o apóstolo diz que a primeira peça do equipamento é o Cinturão da Verdade. É baseado no conteúdo mas é uma atitude que se está atrás.

Deixe-me encerrar com as palavras de John Monsell que escreveu este hino. Escute isto. "Combate o bom combate com todo o teu poder. Cristo é a tua força e Cristo o teu direito. Mantenha a vida e será a sua alegria e coroa eternamente. Corra a corrida certa através da boa graça de Deus, levante seus olhos e busque seu rosto. A vida em seu curso antes de você repousa. Cristo é o caminho e Cristo o prêmio. Seu cuidado ao lado. Incline-se à sua direção. Apoiar-se em Sua misericórdia irá gerar provisão. Apoie-se e a alma confiante provará que Cristo é sua vida e Cristo seu amor." Então ele disse isto, "Não te desanime nem tema. Seu braço está próximo. Ele não muda e tu és querido. Apenas creia e verás que Cristo é tudo em ti e para ti.”

O amor da vitória está lá. É nosso para a glória de Deus não importa quão sofisticado seja Satanás, se tivermos o Cinturão do Compromisso. Eu oro a Deus que seja assim em sua vida.

Pai, obrigado novamente esta manhã quando nos reunimos para adorar o teu santo nome, assim como cantamos os Teus louvores, refletimos em tuas virtudes, como ouvimos as tuas verdades tremendas pela Palavra. Pai sentimos que fomos atraídos para Tua presença. Sentimos que Tu estás aqui e que a mensagem não é minha mensagem não é uma mensagem humana. Não é mais do que simplesmente uma mensagem de papel e tinta. uma mensagem de voz humana, mas é o sopro de Deus.

O chamado ao compromisso não parte de nós, mas de Ti. As conseqüências não devem ser tratadas por nós mas por Ti. Oh Pai, ajuda-nos a ouvir Tua voz, de alguma forma deixar de lado todos os elementos humanos, todos os fatores físicos e podermos saber que Deus falou através de Sua Palavra, chamando-nos ao compromisso. Ó Senhor Jesus, faze-nos o tipo de povo que queres que sejamos, para que Tu sejas glorificado, para que sejamos como luz do farol no meio de uma geração corrompida e perversa, que abraçe a Palavra da Vida, para que assim vivamos a fim de silenciar os críticos, para que não sejamos daqueles que usam Jesus e abusam de Jesus mas daqueles que lhe dão glória. Senhor ajuda-nos a vencer a batalha, porque mais do que qualquer outra coisa queremos vencer, e dependemos do Teu poder para isso. Em obediência oramos por amor de Cristo. Amém.

Fim

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize