Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Temos estudado a grande verdade neste texto relacionada com a batalha dos crentes com as forças do inferno como Paulo delineou para nós no livro de Efésios, o tremendo poder e recursos do cristão. Ele não quer que estejamos por demais confiantes. Ele não quer que sejamos tomados por qualquer ilusão de que por causa de nossos recursos será fácil, porque fomos abençoados com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais, porque somos capazes de fazer abundantemente além de tudo que pedimos ou pensamos, porque podemos ser cheios com o Espírito de Deus, porque podemos permitir que o Espírito encha-nos com seu poder, porque todos esses recursos são nossos, e porque nós temos a verdade de Deus em nossas mãos, e porque é o projeto supremo soberano de Deus produzir boas obras, não significa que será fácil viver a vida cristã. Então, tendo dito tudo isso, ele ainda tem que dizer isso no versículo 10. "Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus."Agora, nesta passagem como temos visto há várias semanas, o apóstolo Paulo descreve para nós a estratégia, o plano, o inimigo, toda a área da guerra dos crentes, e a soma de tudo é que devemos, como diz no versículo 11, "vestir toda a armadura," repete-se no versículo 13, "tomai toda a armadura" se quisermos ser vitoriosos. Esta, então, é uma passagem de carácter crítico na vida de um cristão. Não importa quão adepta sua teologia seja, não importa quão sólida a base da nossa compreensão, não importa o quanto você sabe sobre a Escritura, quanto você tem de informações sobre a verdade de Deus, você ainda potencialmente é um perdedor, porque esta é uma guerra que é vencida e deflagrada muito no dia-a-dia. Então, todos os recursos que você tem intelectualmente, além disso todos os recursos que você tem espiritualmente, e o poder e a presença do Espírito de Deus, podem ser postos de lado mesmo por um crente até o ponto onde começamos a perder a batalha. E então é que Paulo nos lembra que devemos estar muito cientes de que a vida cristã é uma guerra e quanto mais cedo aprendemos, mais cedo experimentaremos a vitória que Deus tem para nós. Em Lucas, lembro-me de um versículo que está relacionado em outro contexto, mas talvez nos dará algumas pistas de reflexão. Lucas 14:31 diz: "o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil?" Agora, apenas esse pensamento, que rei nunca entrou em uma batalha sem um exame cuidadoso de seus recursos e um desenvolvimento de sua estratégia? Em essência, é exatamente o que estamos fazendo em Efésios capítulo 6. Tendo assegurado que estamos em guerra, nós também devemos adicionar ao conhecimento que se trata de guerra, uma avaliação cuidadosa da estratégia, o plano, o inimigo e os recursos à nossa disposição para vencer a guerra, e nada menos do que o compromisso total irá fazer isso.Agora, vimos a última vez que se você voltar ao versículo 14, a primeira peça da armadura. Paulo diz como ele visualiza um soldado romano em seus trajes de batalha completo, "Estai pois firmes, tendo seus lombos cingidos com alētheia." E principalmente o que dissemos que ele tem em mente aqui, veracidade ou uma atitude de prontidão, compromisso, sem hipocrisia. O termo aqui, "tendo seus lombos cingidos," está associado no pensamento Hebraico com a ideia de prontidão ou preparação. Um povo judeu por literalmente séculos indicava uma prontidão para sair com a frase "cingi os vossos lombos." Quando saíram da terra do Egito, na época da Páscoa, eles foram instruídos para cingirem seus lombos. Esta é uma frase muito comum no pensamento judaico. O apóstolo Paulo está pedindo a mesma coisa em um sentido espiritual. Pedro diz, por exemplo, em 1 Pedro 1:13, "cingindo o vosso entendimento." Em outras palavras, prepare sua mente para as coisas de Deus, que é o que Paulo está dizendo. Um judeu se preparando para uma viagem não iria na viagem com suas vestes soltas na brisa. Ele cingia seus lombos com um cinto, puxava suas roupas através dele de modo que ele era puxado junto, ficando pronto para o movimento, para o movimento. O mesmo é verdade de um soldado romano. Ele levaria sua túnica, puxava-a através deste cinto que estava amarrado firmemente para que suas vestes não ficassem no caminho dele quando fosse para a batalha. Então o que o apóstolo Paulo está nos dizendo é que devemos ter uma prontidão para a batalha. Devemos estar preparados e comprometidos com isso. Então, sugerimos a você que a ideia aqui é compromisso. Você sabe, uma das coisas que acontecem - e discutimos isso como anciãos nos últimos dois dias - quando uma igreja começa a crescer como a nossa, as pessoas começam a ser adicionadas em uma periferia cada vez mais longe, cada vez mais longe, à medida em que a igreja fica maior e maior e maior. Parece que há, como regra geral, uma diminuição do compromisso nas extremidades porque essas pessoas não se sentem parte do núcleo e se tornam uma espécie de espectadores. O nível de compromisso começa a diminuir, e é nossa responsabilidade, constantemente, desafiar as pessoas para o compromisso, porque quanto mais a graça cresce, quanto maior o impacto potencial, maior a resistência do inimigo, mais desesperadamente o compromisso é necessário, você vê?Jerry Mitchell deu-me um privilégio esta semana de almoçar com ele e o amigo dele, o General Zonich Shaham, que falou à classe Construtores, acho que, no domingo passado, e ele é um general israelense que tem uma sequência de créditos de batalha tão longa quanto seu braço e é um grande homem - não um homem cristão, uma orientação muito sionista, que acredita na soberania do estado de Israel , e que tem muito respeito pela grande tradição na história desse grande povo. E tive o privilégio de almoçar com ele, e para dizer o mínimo, ele é realmente uma pessoa fascinante. Fiz a ele várias perguntas sobre muitas coisas, e então ele me disse, ele disse, "Eu apreciei o seu sermão. Eu entrei e lhe ouvi pregar no domingo passado." Ele disse, "Eu aprecio o que você disse sobre o compromisso, porque," ele diz, "o compromisso tem tudo a ver conosco." Ele disse, "as pessoas pensam que somos um super povo, ou que temos super intelecto, ou super força, e é por isso que nós ganhamos. Mas é realmente o compromisso." E então ele acrescentou, "e a propósito," ele disse, "o que você disse sobre preparando seus lombos significa o compromisso, a prontidão e preparação, está exatamente correto. Nós ainda usamos essa frase." Ele disse, "Deixe-me dar-lhe uma ilustração disto." Ele disse, "Eu tenho um amigo em San Fernando Valley, que é um judeu, e teve um filho, e seu filho desejava vir para Israel para morar lá. E então ele veio para morar, eu acho que, em um kibbutz." E ele disse, "Depois de vários anos lá, acho que dois anos ou algo assim, ele atingiu a idade onde ele teria que entrar para o exército ou retornar para os Estados Unidos." E ele disse, "francamente, sentindo como outros americanos, ele escolheria a vida de facilidades e retornaria para os Estados Unidos ao invés de entrar para o exército israelense." Ele disse, "Fiquei surpreso ao descobrir que ele entrou para o exército. Bom, outra coisa que eu soube, eu recebi uma carta dele pedindo uma consulta em particular comigo porque eu o conhecia, e eu conclui que como qualquer jovem americano ele diria: 'Olha, General, você me conhece e eu o conheço. Vamos tornar isso o mais fácil possível. Encontre-me um emprego de secretário, pra que eu coloque meus pés sobre a mesa,' e assim por diante, e ele veio me pedir um favor. Bem, ele o fez."

Ele disse, "ele apareceu no escritório e este foi o pedido dele. Ele disse, 'General', ele disse, 'minha missão no exército é muito fácil. Ele disse, 'Não é o que eu quero'. Ele disse, 'Eu quero estar no melhor, mais estratégico, diligente, difícil regimento do exército israelense. Qual é e como chego nele?'" E o general informou-lhe sobre o fato de que era um regimento de primeira linha de para-quedistas que têm o dever mais precário e são a primeira linha, caindo em qualquer que seja a batalha estará lá primeiro que qualquer outro.

Ele disse, "Esse é o grupo". Mas ele disse, "o que é preciso para estar nesse grupo, é incrível." Ele disse, "Fecha-se finalmente com quatro dias de marcha incansável durante todo o dia, subindo o monte que leva a Masada no meio do deserto carregando um equipamento completo. Esse é o objetivo de tudo". Ele disse "Isso é o que eu quero." Ele assinou a autorização, e não muito tempo depois disso, ele completou o treinamento, deitado de barriga incapaz de mover seu corpo, sem um músculo funcionando, mas ele fez isso. O General Shaham me disse, "é por isso que nós ganhamos. Nós ganhamos porque pessoas assim são comprometidas."

E isso é essencialmente o que o apóstolo Paulo está dizendo para nós em todo este conceito do cinto de veracidade. Pessoal, isso é guerra. O mundo engana-nos com a vida boa, mas estamos no meio de uma batalha espiritual, e vamos ganhar quando você levar a sério a batalha. A Grace Church está no limiar de se tornar um potencial que é sonhado nessa cidade, e neste país e no mundo. Acredito que não há nenhum limite para o que Deus pode fazer além de nossa própria falta de compromisso. Acho que realmente é aqui que tudo vai começar, como Paulo tem apontado.

Você verá novamente no versículo 14, que diz que um soldado romano também terá um peitoral, e Paulo chama de a "couraça da justiça". Nenhum soldado romano no seu perfeito juízo iria para uma batalha sem seu peitoral. Mesmo que ele pudesse lutar contra o inimigo pessoal com que ele estivesse lutando, ele poderia ser alvejado por uma seta vindo de outras forças e acertá-lo em uma área vulnerável. Então ele sempre usava um colete. E certamente em um combate corpo a corpo de qualquer forma ele estaria vulnerável aqui, e haveria alguns golpes que seriam defendidos, se ele estivesse protegido.

E assim Paulo olha para um soldado romano indo para a batalha e ele diz que ele não está comprometido e tem seus lombos cingidos, o cinto está colocado, e ele leva a sério a questão de se movimentar, ele vai entrar nesta coisa para ganhar. Mas ele também tem sua área vital protegida. Agora, soldados romanos tinham diferentes tipos de couraças. Algumas eram feitas de linho, um linho muito pesado que pendia muito para baixo, com a qual tinha que se cobrir – eles pegavam os cascos de um animal e os cortavam em fatias bastante finas, e então eles os penduravam, encaixando-os juntos, de modo que era quase como um chifre, usando um tipo de materialcomo o de um chifre do animal; ou de casco ou de chifre.

Além disso, às vezes usavam um tipo de malha de correntes. Às vezes eles usavam linho e penduravam pequenos pedaços de metal sobre ele. E então, claro, o mais familiar que sabemos era o grande metal moldado, quase uma placa no peito que vai desde a base do pescoço, até parte superior das coxas, cobrindo a área vital, e podemos associá-lo com o soldado romano. Isto era, claro, para proteger esta área muito vital.

Agora francamente, tenho tentado ao longo dos anos, enquanto examinava a armadura do cristão, ver se há alguma hierarquia de prioridade, se há alguma mais importante do que a outra, e isso é muito difícil de fazer, quase impossível, porque você tem que colocar toda a armadura, certo? Toda a armadura. Cada peça é especificamente orientada para se obter algum fator certo e absolutamente essencial. Portanto não podemos dizer que uma vem especificamente em primeiro lugar, outra em segundo e outra em terceiro. E no entanto, parece-me que a chave para tudo isto é a couraça da justiça.

Se não há justiça em sua vida, as chances são de que você não vai ter compromisso. Se não houver uma justiça genuína em sua vida você não vai ter o escudo da fé os calçados da paz. Você não vai ter o capacete da salvação e você não vai usar a espada, a menos que você esteja comprometido com a justiça em sua vida. E justiça é apenas uma maneira de dizer "um relacionamento correto com Deus." A menos que as coisas estejam bem entre você e Deus isso parece-me ser a linha de fundo. O compromisso realmente nasce disso. É quando você anda direito com Deus que o compromisso tem lugar.

Agora deixe-me apenas falar sobre este conceito da couraça de justiça por minuto. Obviamente você sabe que em uma batalha a área que você tem que proteger está aqui. O capacete protegeria a área da cabeça e no tipo de batalha que eles iriam lutar - mão a mão - eles estavam usando uma espada curta e não seria o tipo com que você poderia cortar a cabeça de alguém, então esta era a área vital aqui. O que eles estavam se esforçando para proteger era a área do coração aqui em cima, e então a área inferior que o povo judeu costumava chamar de "intestinos". Significava a seção do meio onde todos os outros órgãos estão, os órgãos funcionais do corpo. Assim a couraça cobria duas áreas vitais: O coração e a área do intestino.

Agora, para o judeu isso tinha um grande significado. Simbolicamente, o coração representava a mente, a Bíblia diz, "Como um homem pensa no seu -" o quê? "- coração assim ele é." Do coração procedem os pensamentos maus. O coração é o aspecto pensante da vida. O coração em termos ou símbolos hebraicos significa a mente. "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto." O pensamento está associado com o coração.

As entranhas são associadas com sentimentos e emoções. Fala sobre as entranhas da compaixão, ou fechar as entranhas do amor e não amar alguém corretamente. E isso é porque as emoções nos dão sentimentos no estômago, não é mesmo? As emoções nos atingem no estômago. Dói em nosso estômago quando certas emoções são sentidas. E assim para o hebraico esta é uma boa maneira de demonstrá-lo. O coração significa então o processo de pensamento e as entranhas se refere às emoções.

E se pudermos esboçar isso em nossa imaginação em termos da armadura, é isso que estamos dizendo. Satanás quer atacar um crente em duas áreas principalmente. Um, em seu pensamento; Dois, em suas emoções. Um, na maneira como ele pensa e sente, outro na maneira como ele responde emocionalmente. E o crente deve ser protegido porque é aí que Satanás faz seu ataque. Ele alimenta seus processos de pensamento com informações falsas. Ele alimenta suas emoções com informações falsas. Ele quer nublar sua mente com falsas doutrinas, mentiras, inverdades religiosas, qualquer coisa que ele possa, e ele quer apelar para as partes erradas de suas emoções. Ele quer ilicitar respostas emocionais malignas. Ele quer torcer e perverter suas afeições.

E assim o resumo disto é o seguinte, pessoal. Ouça. Se você proteger seu pensamento e seu sentimento dos ataques de Satanás, você será inexpugnável. Ele tentará confundir sua mente com a falsa doutrina, ou tentará confundir suas emoções que fazem você desejar, ansiar, sentir e ser atraído pelas coisas erradas.

Agora, se você apenas tomar a mente e as emoções juntas, eles abrangem tudo o que nos leva a agir. Eles abrangem o conceito do conhecimento. Essa é a primeira chave para responder. Você tem que ter uma certa quantidade de conhecimento. Compreensão, consciência, vontade, desejos, impulsos, afeições, sentimentos, emoções todas essas coisas que nos fazem agir, são protegidas pelo peitoral da retidão.

Satanás se move em sua vida e ele tem algumas coisas que ele quer fazer. Ele quer arrebatar a Palavra de Deus de sua mente e enchê-la de mentiras, certo? Encha-a com perversão, enche sua mente com lixo, enche sua mente com uma moralidade que não é de Deus, enche sua mente com uma teologia que não é de Deus, enche sua mente com todos os tipos de mentira e meia-verdade. Então, ele ataca a mente. Ele quer que você entenda mal as coisas. Ele não quer que você interprete as coisas corretamente. Ele quer que você diga sobre o pecado, "Ah não é tão ruim", assim, literalmente, afoga você em um mar disso. então você se torna muito tolerante com isso, e ele entretém você com isso para que você não pense que tão mau quanto realmente é.

Então ele tem você rindo do pecado em sua televisão ou nos filmes. Ele tem você ouvindo isso colocado em belas canções e músicas, de modo que nubla e confunde o pensamento claro de sua mente. De lá ele se move para destruir sua consciência, para levar você a fazer coisas que você não deve fazer, cauterizar uma consciência que uma vez advertiu você, e que em breve não vai avisá-lo mais. Ele quer debilitar a sua vontade, quebrar sua vontade. Ele quer confundir suas emoções fazendo com que você se sinta injustamente em relação às coisas. Ele quer corromper seus desejos. Ele quer atrair suas afeições para as coisas erradas. E todo esse ataque vem por Satanás naquela área vital e simplesmente o apóstolo Paulo diz que está protegido pela justiça, pela justiça.

Eu observei recentemente lendo o jornal que a polícia da cidade de Nova Iorque tem um fundo para comprar coletes à prova de balas para todos seus oficiais. Podemos entender isso. Essa é a área vital. Era assim com o soldado romano. Essa é a área vital. É dessa maneira com o crente. Essa também é a área vital. Proteja seu pensamento e seu sentimento e você será inexpugnável contra Satanás.

Agora, qual é a justiça de que Paulo fala? Do que ele está realmente falando? Há apenas três coisas possíveis a considerar. Um, seria justiça própria, dois, seria justiça imputada e três, seria justiça prática. Ou ele está falando sobre nossa própria justiça, ou ele está falando sobre a justiça de Cristo que nos foi dada, ou ele está falando sobre viver a justiça de Cristo que nos foi dada. Vamos ver qual é o caso.

Vejamos primeiro o conceito de nossa própria justiça. Há algumas pessoas que acham que estão bem só porque são boas pessoas, sabe? Por quê? O que Satanás finalmente quer fazer a alguém? Pense nisso. Qual é o objetivo final de Satanás com os indivíduos? Bom, eu vou lhe dizer qual é. O objetivo final de Satanás é atrair os homens para o inferno com ele, para impedi-los de se chegarem a Deus. Ele não quer povoar o reino de Deus. Ele não quer que as pessoas se curvem a Jesus Cristo. Ele não quer cidadãos do céu. Ele quer povoar o inferno. E assim o objetivo final de Satanás é destruir e lançar no inferno. Agora isso é o que Satanás fará.

Mas há algumas pessoas que dizem, "Bom, a minha própria justiça será suficiente para impedir isso." Satanás quer estragar a sua vida ao longo do caminho e há algumas pessoas que pensam que são boas o suficiente para lidar com isso. Na época da Bíblia os fariseus eram assim. Eles achavam que eram bons o suficiente. Eles pensavam que poderiam fazê-lo e é por isso que em Mateus 5:20 Jesus diz, "Se a tua justiça exceder a dos escribas e dos fariseus nunca entrarás no reino." Eles estavam errados. Eles não eram bons o suficiente. "Porque pela graça sois salvos mediante fé e isso não vem de vós é dom de Deus não por - "o quê? "obras." Você não pode fazê-lo. E no entanto eles pensavam que podiam.

Em Lucas capítulo 18 encontramos a atitude típica de um fariseu, um legalista, alguém que acha que pode fazê-lo por sua própria bondade. Hoje temos pessoas assim. De fato, todo sistema religioso no mundo com exceção do cristianismo é baseado no fato de que o homem pode fazê-lo sozinho, que pode ser bom o suficiente por conta própria. Assim em Lucas 18:10 numa parábola o Senhor diz, "Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano." Em outras palavras, estou tão feliz por ser tão bom. Estou tăo feliz comigo, năo é mesmo? Eu fiz isso sozinho. Cheguei lá. Eu sou dono da verdade.

“Jejuo duas vezes por semana,” E você só tinha que jejuar várias vezes por ano, mas ele estava realmente indo além disso “e dou o dízimo de tudo quanto ganho. O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador!.” Jesus disse, “Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado.”

Outras palavras para "justificado" são "feitas justas". Quem era realmente justo? O homem que pensou que poderia fazê-lo sozinho ou o homem que sabia que não podia? Jesus disse que o homem que sabia que não podia. Você poderia chamar a história de "Um bom homem que foi para o inferno e um homem mau que foi para o céu.”

Enquanto você acha que pode fazê-lo por conta própria, você está preso em sua auto justiça, você não tem um peitoral. Você nunca se defenderá contra Satanás. Ele vai lançá-lo no inferno para sempre. Mesmo que Deus tenha o direito supremo de fazer isso, Satanás é aquele que seduz. O melhor que você pode fazer não o faz. Isaías 64:6 diz "Todas as nossas justiças são como trapos imundos." Isso é o melhor que temos. Se você espera pela sua bondade para chegar ao céu você é a pessoa mais iludida de todas.

Em Romanos 3:10 lemos essas palavras muito provocadoras. "Não há justo, nem um sequer". Se tivesse simpkesmente dito, "Não há justo" alguém teria dito, "Exceto eu". Então a Bíblia diz, "Não nem mesmo você. Não há ninguém." "não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer". A palavra "inúteis" significa "tornar-se azedo como o leite ". Toda a raça humana ficou azeda. Não há ninguém justo ninguém bom na coisa toda. Como resultado diz no final do versículo 19, "que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus". Por quê? Versículo 23, "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.”

A justiça própria não é a couraça da justiça. Você será uma vítima das forças do inferno, com certeza, se você está tentando cobrir-se em sua própria justiça. Acho que talvez a melhor ilustração disso é ter você se voltando para Filipenses 3:4, e eu quero que você veja como Paulo lida com isso.

Paulo começa a olhar para a visão da auto-justiça e ele diz no versículo 4, "Bem que eu poderia confiar também na carne". Agora em outras palavras se a justiça própria fosse possível, se eu pudesse entrar no reino de Deus por ser bom o suficiente, se eu pudesse fazê-lo, então eu de todas as pessoas teria o direito de dar-lhe um bom tiro. Eu poderia ter confiança na carne. Eu poderia dizer, "Eu fui um sujeito muito bom." "Se qualquer outro homem -" ele diz "- acha que tem razão para que ele possa confiar na carne, eu tenho mais.”

Em outras palavras, se você está for olhar para isso em termos de justiça humana, eu provavelmente posso ultrapassar a maioria das outras pessoas. Provavelmente sou melhor que os bons. Por quê? Versículo 5, "Fui circuncidado no oitavo dia, da linhagem de Israel." Em outras palavras eu era um verdadeiro israelita, e rapaz, até mesmo da circuncisão, tudo aconteceu dieito, começando com isso no dia certo, no oitavo dia. "Eu sou da tribo de Benjamim -" e, aliás, não havia mais tribo judaica senão a tribo de Benjamim. Você estuda Benjamin no Antigo Testamento, você verá como eles representam tudo no plano de Deus, e lidando com essa nação como uma tribo muito especial.

Benjamim, por exemplo, de acordo com Gênesis 35, não era apenas um filho de Israel, mas o filho da esposa mais querida de Israel Raquel. Dos dois filhos favoritos, Benjamim e José, foi Benjamim quem com Judá formou o Israel reconstituído em 1 Reis capítulo 12. Foi Benjamim quem restaurou Israel após o cativeiro, Esdras 4:1. Foi Benjamim quem foi o principal agente de Deus na libertação de Israel na época de Ester da iniqüidade de Hamã. Agora, Benjamin é uma tribo muito especial, uma tribo muito especial. Então ele disse, "Eu tenho um pedigree real. Eu sou um hebreu dos hebreus - " se você já viu um judeu, eu sou um. Sou um. Ele diz isso. "- quanto à lei eu sou um fariseu -" Não sou apenas um hebreu, um hebreu real, um da tribo de Benjamim, mas pertenço à seita mais rigorosa, mais religiosa e legalista do todo sistema. Eu sou um fariseu. "Com respeito ao zelo -" você nunca encontrou um judeu mais zeloso. Eu "persegui a igreja; no tocante à justiça que está na lei, irrepreensível.”

Isso é incrível. Ele diz, "Se você for levar em conta a auto-justiça, olhe para o sujeito que tem mais do que qualquer outra pessoa. Se a justiça própria fosse o caminho eu realmente reclamaria." O versículo 7 começa com uma palavra-chave, Filipenses 3:7. O que é isso? "Mas". "Mas o que, para mim, era lucro humanamente -" por mim mesmo "isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda", tudo isso não significa nada, é inútil "por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo", agora aqui está a chave, no versículo 9, "e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé.”

Em outras palavras, Paulo diz, "Minha própria justiça é inútil. Eu devo ter a justiça de Deus que é pela fé em Cristo." E quando você se torna um crente, quando você se torna um cristão, você estende a mão da fé, pega a mão de Deus através de Jesus Cristo. Naquele momento a justiça de Cristo é imputada a você. Deus lhe veste com a justiça de Cristo. Deus põe sobre você, por assim dizer, um dossel da santidade absoluta de Jesus Cristo.

E desde aquele momento até as eternas eternidades quando Deus olha para você ele vê a justiça de Jesus Cristo. Aquele que não conheceu pecado tornou-se pecado por nós para que fôssemos feitos a justiça de Deus nele. Deus põe um véu sobre você e toda vez que ele o vê, ele o vê como justo em Cristo. Isso é "justiça imputada" os teólogos assim a chamavam. A sua própria é inútil. Paulo diz, "Deus põe um véu sobre você e toda vez que ele o vê, ele o vê como justo em Cristo. Isso é "justiça imputada" os teólogos assim a chamavam. A sua própria é inútil. Paulo diz, "as considero como refugo.”

Augustus Toplady escreveu, "O devedor da misericórdia somente, da misericórdia da aliança eu canto, sem temor com a tua justiça sobre a minha pessoa e uma oferta para trazer, os terrores da lei e de Deus comigo não podem nada fazer, a obediência e sangue do meu Salvador oculta todas as minhas transgressões à vista." Deus não as vê quando estamos vestidos na justiça de Cristo.

Mas há também uma outra etapa. Sabe de uma coisa? Você não pode ser coberto e protegido pela justiça de sua própria vida. E quer ouvir mais? Mesmo a justiça de Deus concedida a você na salvação é apenas a base do seu peitoral. Você deve levá-la para uma etapa adiante. Estamos em Filipenses 3. Veja o versículo 10. Paulo reconhece que ele tem uma justiça imputada, que a Justiça de Deus em Cristo é dele, mas não termina aí.

Ele então diz, "Para que eu possa conhecê-lo", é uma cláusula de propósito a fim de que eu possa conhecê-lo "e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte". Versículo 12, "Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição." Versíclo 13, "não julgo havê-lo alcançado" "Prossigo -" versículo 14 "para o alvo". O que estou dizendo, resumindo, é isso. Ele diz "Eu tenho a justiça imputada de Cristo, mas eu ainda pressiono. Eu ainda aprendo. Eu ainda avanço. Eu ainda tenho fome depois de tudo.

E o que ele está realmente dizendo é isso. A justiça imputada é somente aquilo que torna possível a justiça prática, não necessariamente uma realidade. Agora estamos pegando a coisa, pessoal. Espero que você esteja atento.

Ouça. Quando você foi salvo você recebeu a justiça de Jesus Cristo. Essa justiça lhe cobrirá por toda a eternidade. Mas para que você possa viver o tipo de vida que ganha a batalha contra Satanás, você deve aplicar os princípios justos disponíveis para você em sua justiça em sua vida diária. Há cristãos, você sabe, que pensam que porque eles têm a justiça imputada de Cristo não importa o que eles façam.

Nunca esquecerei de ouvir meu pai contar uma história sobre um homem que estava no ministério, e ele estava com ele uma vez e ele proferiu uma série de palavras injuriosas. E ele lhe disse, em estado de choque, "O que te possuía para dizer isso?" Ele disse "Ah, não importa. Estou coberto pela justiça de Cristo. Essa é a minha antiga natureza. O que você vai fazer com sua velha natureza de qualquer maneira?”

Em outra ocasião, o homem disse que ele decidiu que gostaria de visitar um bar de nudismo, ao que alguém em sua companhia respondeu, "O que você quer dizer? O que quer dizer, você quer fazer isso?" "Bom" ele disse "Na verdade, não importa. Você vê, eu estou coberto pela justiça de Cristo. Essa é apenas minha antiga natureza.”

Você não pode dicotomizar isso. Você não pode separar isso. Porque estamos cobertos pela justiça de Jesus Cristo não garante que vivamos cada momento como devemos. Só garante que podemos, certo? Que podemos. É a diferença entre posição e prática. Sua posição está segura para sempre, mas sua prática nem sempre corresponde. Essa é a verdadeira questão. E assim Paulo diz, "Com certeza. Eu recebi a justiça de Deus mas isso não significa que eu a alcancei. Isso não significa que eu a tenha apreendido. Isso não significa que eu cheguei lá. Agora devo", como ele diz no capítulo 2, "trabalhar essa salvação para que eu possa realizar o que Deus quer fazer em minha vida.”

Agora, pessoal, é quando você pega o peitoral. O peitoral está vestido quando estamos vivendo uma vida santa e justa. Certamente o fundamento é de Cristo absolutamente. O conde Zinzendorf escreveu aquele grande hino traduzido por John Wesley. Amo cantá-lo, e vocês cantam também. É assim "Jesus, teu sangue e justiça, a minha beleza é o meu vestido glorioso. 'No meio de mundos flamejantes nestes dispostos, com alegria vou levantar a minha cabeça. Corajoso ficarei no grande dia. Pois quem me acusar, por meio de ti absolvido sou do pecado, do temor, da culpa e da vergonha. Oh que os mortos agora ouçam a tua voz. Agora alegra os teus exilados. Sua beleza esta, suas vestes gloriosas, Jesus teu sangue e justiça.”

Ele tem razão. O padrão é a sua justiça. Aquilo que nos cobre é a sua justiça. A justiça de Cristo é imputada a nós. Romanos 3 prossegue sobre nenhum justo, nenhum justo, nenhum justo; e no versículo 22 diz, "Mas a justiça de Cristo nos é dada". A perfeição de Cristo se tornou nossa e nossa posição diante de Deus é perfeita.

Nós nunca podemos alcançar o padrão de justiça de Deus por nós mesmos, assim ela vem como um presente de Jesus Cristo. Oh, que pensamento fantástico é este. Mas não é justiça imputada que Paulo está indicando aqui. Esse não é o pensamento principal aqui. É o que os antigos puritanos costumavam chamar de "justiça transmitida". Você tem que colocá-la em uso.

Você pode viver uma vida de retidão. É uma questão de escolha diária momento a momento. A justiça prática coloca a armadura. Paulo está dizendo "Oh quanto eu quero isso" Filipenses 3:10. "Oh, eu quero ver isso. Quero alcançar o prêmio." E o prêmio é a semelhança de Cristo. Eu quero a minha - veja isto - justiça prática para corresponder à minha justiça posicional.

A vida santa é o peitoral, amados. Sabe em que eu creio? Eu creio que em algum lugar ao longo da linha este é um bem esquecido na igreja. Você sabe, este é o problema da linha de fundo. Se você não vive uma vida santa você perde. Você diz "Bom, o que você perde?" Número um, você vai perder a sua alegria. Prometo isso a você. Se você não vive uma vida de retidão Deus retém de você sua bênção. Primeira João diz "Estas coisas, pois, vos escrevemos para que a nossa alegria seja completa". Mas a idéia é que estão escritas para que ao obedecê-las sua alegria seja plena. Sem obediência, sem alegria.

Eu direi a você a razão pela qual os cristãos estão tristes com tanta frequência e a razão pela qual eles têm tristeza em suas vidas não é porque eles precisam de aconselhamento psicológico, porque eles têm algum tipo de problema relacional, é apenas falta de santidade pessoal. Eu realmente acho que esta é a linha inferior. E a igreja hoje muito bem ignorou isso e nós substituímos por programas, seminários, aconselhamento. Ouça se você tiver problemas em sua vida o primeiro lugar a olhar é a sua própria santidade. Se você tem problemas em seu casamento esse é o primeiro lugar para se olhar. E eu garanto agora mesmo se você não estiver vivendo uma vida santa você terá problemas porque Deus retém suas bênçãos.

Davi sabia disso. Quando Davi estava em pecado ele disse ao Senhor "Restaura-me o gozo da tua salvação." Eu tenho a minha salvação mas perdi a alegria. Eu apenas perdi a alegria. E é uma questão de vida justa. Como vejo isso no cristianismo, estamos correndo por aí amarrando-nos em uma armadura de papel. Sabe, quando você vai ao restaurante e você leva seus filhos pequenos e eles vêm e colocam esse babador em volta do pescoço? Eu vejo isso como o típico peitoral cristão moderno. Absolutamente inútil. É composto de um sistema, um método ou um programa. Você sabe, minha vida está tendo problemas, nossa família está com problemas. Bom, o que você precisa é de cerca de 10 ou 12 sessões com um conselheiro. E assim eles colocam o peitoral de papel. Não é disso que você precisa. O que você precisa é de cerca de 10 ou 12 horas na presença de Deus até você listar as características de impiedade em sua vida e lidar com isso. É isso que você precisa.

E é por isso que oro pela Grace Church. Ouça, pessoal. Năo precisamos de mais programas por aqui. Não precisamos de mais métodos. O que precisamos é santidade em nossas vidas. Essa é a linha de fundo. E somos uma sociedade afogada em um mar de imoralidade, materialismo e humanismo que nos está engolindo até o ponto em que somos tão vitimados por ela que facilmente ultrapassamos a área da santidade pessoal, e mesmo em nome de Jesus Cristo, sob a bandeira de ministérios, substituímos a armadura de papel: programas, técnicas, métodos. Eu chamo isso de "coisas cristãs" apenas coisas que não têm nenhum efeito final sobre a verdadeira questão.

Olhe para a sua própria vida. Você tem problemas em sua família? Verifique sua própria santidade. Você é fiel na leitura da Palavra de Deus? Sua vida de oração é o que deveria ser? Você está amando sua família da maneira que deveria? Você está falando de Jesus Cristo sem ficar envergonhado em sua sociedade e sua cultura, onde quer que você esteja? Você está dando ao Senhor o que você deve dar sacrificialmente e cuidando da administração de todo o resto que você guarda? Você está vivendo uma vida justa em todas as áreas como você delineou e como Deus tem em sua Palavra?

Porque se você não está, por que você esperaria que sua vida fosse melhor? Se está, então Deus derrotaria os propósitos dele, certo? É por aí que precisamos ir. Mas, você sabe, as pessoas querem encontrar uma resposta no extremo. Elas preferem usar um peitoral de papel do que lidar com os problemas reais. Se houver desobediência em sua vida, se houver pecado em sua vida, e não confessar, não se arrepender e você continuar fazendo isso, se você tem atitudes erradas, se você tem ressentimentos e há problemas e você nunca os endireita, se você tem pensamentos errados que você cultiva, se o que você diz não é o que deveria ser, se suas ações não são o que deveriam ser e você apenas continuar vivendo assim, eu prometo a você que você vai ter problemas. Você vai perder a sua alegria.

Outra coisa que vai acontecer é que você perderá a sua capacidade de dar frutos. Você vai se tornar improdutivo. Você vai murchar, por assim dizer, como um ramo na videira. E ainda mais uma terceira coisa. Você vai perder a sua recompensa também. João diz "Acautelai-vos, para não perderdes aquilo que temos realizado com esforço, mas para receberdes completo galardão." Alguns de vocês vão diminuir a capacidade de servir a Deus durante toda a eternidade no céu.

E vou acrescentar mais uma coisa. Você vai trazer vergonha sobre a glória de Deus. Por que você viveria assim? Você é tão ingrato a Deus que vive uma vida pecaminosa, uma vida injusta e perde a alegria que ele quer dar? Você diria "não" aos seus presentes? Você é tão ingrato ao potencial de Deus em você que você viveria uma vida injusta e diria "não" àquilo que ele quer produzir através de sua vida? Você diria "não" a Deus em termos do que ele quer que você desfrute durante toda a eternidade em Seu reino celestial, restringindo-se a si mesmo? Você diria "não" a Deus, que busca a glória no meio dos homens, vivendo uma vida iníqua que reduz seu nome?

Vê como isso é tolice? E é tudo uma afronta para ele. Deus, por assim dizer, está no fim do céu, na extremidade do céu. Suas mãos estão cheias de bênçãos. Essas bênçãos incluem alegria, vida frutífera, recompensas finais e glória para si mesmo. E você iria virar as costas e perseguir a sua própria pecaminosidade? Ouça pessoal. Como eu disse mais cedo, sequer começamos a ver o que Deus poderia fazer com esta igreja, neste lugar, neste país, e em todo o mundo, se começarmos realmente a ter nossas vidas em harmonia com os princípios justos da Palavra de Deus. E eu estou falando para mim tanto quanto para qualquer outra pessoa.

Essa é a linha de fundo. Se você tem problemas, eles são problemas diretamente relacionados a essa área de sua vida. Vou lhe dizer o seguinte, se as coisas estão certas em sua vida e você é justo diante de Deus, você provavelmente não vai ter sequer muitas provações, porque não há muito para refinar. Assim Deus nos propôs simplicidade em sua Palavra. É incrível para mim como os cristãos sempre querem ignorar a simplicidade da linha de chegada e substituir por uma resposta superficial uma solução bíblica muito clara.

Bom, o que estou tentando dizer é colocque sua armadura, pessoal. Isto é guerra e nunca ficarei satisfeito. Eu vou descer, dar meu último suspiro dizendo, "Senhor quero ganhar esta última batalha". Eu creio que Deus quer que façamos tudo o que podemos com o potencial que Ele nos deu, e eu acho que isso envolve cada um de nós assumindo este compromisso.

Ouça, eu quero que você pense comigo por mais um minuto ou dois. Em 1 Pedro 2:11 Pedro diz isso. "Amados, exorto-vos," agora está de joelhos implorando a eles "como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma.”

Agora, Pedro está dizendo, "Isto é guerra e se você não se comprometer com a justiça" e com isso eu não quero dizer que você nunca irá pecar. O que eu quero dizer é que haverá um um decrescimento frequente, e quando você peca, você confessa, você se arrepende e você segue noutra direção. Você lida com isso diante de Deus. Você é honesto o suficiente para avaliar sua vida. Ele está dizendo, "Exorto a vocês, abstenham-se das concupiscências carnais porque elas estão guerreando contra a sua alma." Quando você cede a elas você perde, e lá se vai a alegria, lá se vai a vida frutifera, lá se vai a recompensa, lá se vai, em última análise, a honra de Deus diante do mundo.

Esse é o lado negativo. "Abstende-vos das concupiscências carnais". O positivo está no versículo 12. "mantendo exemplar o vosso procedimento no meio dos gentios". Esteja comprometido. Viva uma vida de retidão. Viva uma vida acima da censura. Ouça, em Hebreus 11:13 diz que eles confessaram que eram "estrangeiros e peregrinos sobre a terra." Ei nós somos. Somos estrangeiros e peregrinos na terra e não entendemos isso o suficiente. Sabe, nós temos nos fixado tanto nesta terra, estamos cimentados como concreto aqui. Nos envolvemos com os caprichos da terra e as coisas do mundo, e todos nos envolvemos em amar o mundo e as coisas do mundo como disse João. Em vez disso as pessoas no livro de Hebreus, diz que eles, "aguardavam a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador." Paulo diz aos filipenses que "a nossa cidadania está no céu." Jesus diz que "não pertencemos ao mundo. O mundo nos odeia. Nós não somos do mundo. Nós não temos nenhuma parte no mundo." E contudo nós nos entrincheramos e perdemos nossa perspectiva. Não nos vemos vivendo nos lugares celestiais, lutando numa guerra espiritual, perseguindo uma vida justa com toda a nossa energia dependendo de seus recursos.

Ouça, o fim absoluto da estupidez para um cristão é tornar-se engolfado no sistema mundial. Em 2 Timóteo 2:3 Paulo diz, "Participa dos meus sofrimentos como bom soldado..." assuma isso quando for difícil. O versículo 4 diz então, ouça isto, "Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida". O que ele está dizendo é isto. Você não pode estar no exército e ser um civil. Você não pode ser ambos, e se você veio para lutar pelo comandante, e servir ao Senhor, então saia do sistema.

Há recursos suficientes nesta igreja espiritualmente, intelectualmente, em termos de dons espirituais, em termos de ações de comunhão e ministério, em termos de finanças para fazer além do que nós poderíamos até mesmo conceber - além do que poderíamos até mesmo conceber - se tivermos o compromisso, e se formos justos. Eu não quero que você faça as coisas porque você se sente pressionado a fazê-las. Eu quero que você os faça porque elas fluem de uma vida santa, você vê? Sabe o que eu digo? Se os crentes primeiro, têm o cinturão sobre si e são comprometidos a todo custo e, segundo, estão vivendo uma vida santa, você não tem que dizer muito de nada porque a partir dessa santidade virão todas as respostas que são inspirados pelo Espírito de Deus. É por isso que resisto a todas as táticas de alta pressão usadas no cristianismo. Elas estão ignorando a verdadeira questão que é o compromisso genuíno e a verdadeira santidade.

Portanto, devemos apresentar nossos corpos como sacrifícios vivos santos e aceitáveis a Deus. Santos. Devemos, como disse Paulo em Colossenses 3, colocar nossas afeições nas coisas de cima e não nas coisas da terra. Temos que ter o peitoral, pessoal. Temos que fazer o que Paulo diz em 1 Coríntios 15:34. Ele diz "Tornai-vos à sobriedade, como é justo, e não pequeis.”

E você sabe, apenas a coisa mais pequena pode fazer isso. Quando um comandante começa a lutar uma batalha com outro exército a primeira coisa que ele faz é enviar um grupo avançado e eles estabelecem uma cabeça de praia e então, da cabeça de praia, a infiltração ocorre. O que Satanás quer encontrar em sua vida é apenas uma pequena fenda na represa e isso é tudo o que ele precisa para estourar toda a barragem. São as pequenas raposas que estragam as vinhas. Esteja ciente e lembre-se disso também que no final você vai ganhar. No final você vai ser vitorioso. Não faz sentido em perder todas as grandes coisas que Deus tem para você agora.

Oro para que você esteja repleto de alegria. Eu oro para que esta igreja seja cheia de alegria. Oro para que esta igreja seja cheia de frutos. Oro para que esta igreja seja repleta de um ministério produtivo e recompensada em glória. Oro para que Deus seja exaltado, e eu sei que isso acontecerá quando estivermos comprometidos com a verdadeira justiça. Porque o recurso está lá na justiça de Jesus Cristo.

Para encerrar, as palavras de John Newton. Isto é o que ele escreveu. "Embora muitos inimigos lhe cerquem, e fraco seja o seu braço a sua vida está escondida com Cristo em Deus além do reino do mal. Fraco como você é, você não deve desvanecer-se, ou o desmaio não morrerá. Jesus, a força de cada santo, lhe ajudará do alto. Embora não percebida pelo senso mortal a fé o vê sempre perto. Um guia, uma glória, uma defesa, então o que você tem a temer. Tão certo como ele venceu, e triunfou uma vez por você. Assim certamente você que ama o seu nome triunfará nele também." Vamos orar.

Pai, temos essa confiança absoluta de que triunfaremos. Mas sabemos que até mesmo essa confiança final não pode nos proteger agora se formos santos. Portanto pedimos que nos cinja, que nos cubra com a couraça da justiça que procede de corações obedientes. Ó Deus faze-nos obedientes à Tua Palavra, para que possamos viver de modo santo, justo, irrepreensivel no meio de um mundo sinuoso e perverso. E Te agradeceremos por esse privilégio em nome de Cristo, amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize