Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Mais uma vez nessa manhã nós temos o privilégio de voltar ao nosso estudo de Efésios capítulo 6. Como vocês já sabem se vocês estiverem frequentando a Grace Church, nós somos comprometidos em um tipo de ministério expositivo, desvendando as verdades da Palavra de Deus versículo por versículo. E de vez em quando nós chegamos em certas passagens que são tão profundas, que tem tanta verdade implícita, que nós acabamos tendo um estudo mais teológico, e no final acaba sendo, de certo sentido, mais um estudo por tópicos porque nós mergulhamos profundamente em um pensamento ou em outro.

E esse tem sido o caso com Efésios 6; apesar de estarmos passando por esse texto de forma expositiva, passando pelos textos, não estamos conseguindo passar rapidamente pelos versículos, e até esse momento só temos discutido uma parte da armadura toda semana. E acredite ou não, essa manhã nós vamos ver mais uma, só que nem vamos conseguir terminar; vamos ter que deixar o restante para a próxima vez.

Mas temos tido um tempo tremendo discutindo o livro inteiro de Efésios, e mais recentemente a armadura do cristão. E eu quero, para nossa base nessa manhã ler os versículos 13 ao 17, Efésios 6:13 até o 17. “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”.

Olha que passagem tremenda, nós temos Paulo nos apresentando recursos para ganhar vitória na vida cristã, pelo menos no aspecto da batalha contra Satanás e seus demônios. Nós temos estudado isso por muitas semanas, e eu só quero brevemente introduzir, porque nós introduzimos isso tantas vezes já, e depois eu já vou continuar. Mas eu estava pensando nessa semana como pode parecer estranho para alguns de vocês que tem estudado com a gente, que em uma epístola como Efésios, que nos dá a maior explicação dos privilégios do cristão, nós também temos esse grande problema de conflito cristão.

Em uma epístola que, francamente, durante 5 capítulos nós lidamos com as glórias grandiosas dos céus, e de repente nós estamos lidando com o inferno no capítulo 6. No capítulo 3 nós mais ou menos encontramos a glória do testemunho dos anjos, e no capítulo 6 nós encontramos os demônios. No capítulo 1 nós estávamos vendo a tremenda majestade e poder de Deus enquanto Ele desvendava seu plano eterno, e no capítulo 6 nós encaramos a feiura e monstruosidade de Satanás. E então é um livro de contrastes; começa com as coisas celestiais e termina com o inferno. Começa com os anjos e termina com os demônios; começa com Deus, e o clímax está com resultados antagônicos que é Satanás lutando contra a obra de Deus. Começa com um privilégio alto e santo, e termina com um conflito contra o pecado que busca tirar todos os privilégios.

Então é um livro de contrastes, contrastes definitivos. E eu acho que podemos dizer novamente, quanto maior o privilégio, maio o conflito. Quanto maior a realidade de pertencer ao Reino de Deus, mais óbvio vai ser o ataque de Satanás enquanto ele tenta destronar a Cristo. Privilégios espirituais sempre levam a conflitos com o inimigo, e nós já vimos isso. Então depois de ter dito tudo isso, Paulo fala sobre a posição e a prática do crente, depois de exaltar todas as bênçãos de ser abençoado com bênçãos espirituais, depois de nos dar todos os recursos e todas as funções de um crente lá no final do capítulo 5 e entrando no capítulo 6, ele agora diz, “Se prepara para conflito, porque não vai ser fácil. Você vai ser resistido, desviado, atacado, frustrado em cada ângulo possível onde Satanás pode vencer”.

Lembrem também que a Bíblia fala dos conflitos da vida cristã em três dimensões. Em Gálatas capítulo 5, por exemplo, tem um conflito visto na vida de um crente entre o cristão e o mundo. E na verdade, Paulo não está focando aqui nem no mundo e nem na carne, mas ele está focando no conflito entre o cristão e os demônios.

Não dá para separar eles dos outros dois, porque eles trabalham através do mundo e da carne; mas ele chega ao cerne da questão aqui. Como um cristão vive essa vida em vitória com a tremenda oposição que ele vai receber do que o versículo 11 chama de ciladas do diabo, e o que o versículo 12 chama de principados, potestades, dominadores deste mundo tenebroso, forças espirituais do mal nas regiões celestes. Como nós podemos realmente alcançar a vitória nesse estado de guerra? Se você voltar um pouquinho, posso te dar um pouco de informação básica.

Lá no capítulo 3, versículo 20, nós encontramos uma grande verdade. Esse é o resumo dos primeiros três capítulos. Porque tudo o que Cristo fez por nós, por causa de tudo que é realmente envolvido em estar em Cristo, “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós”. Esse é o resumo da posição do cristão; nós temos o poder, nós temos os recursos necessários. “Rogo-vos”, capítulo 4 versículo 1, “que andeis de modo digno”.

Em outras palavras, nós temos os recursos, e nós devemos andar dignos. A chave para isso, capítulo 5 versículo 18; como você pega o poder para andar dignamente? “E não vos embriagueis com vinho, no qual há asōtia - dissolução, mas enchei-vos do Espírito”. Nós temos os recursos, que nos torna responsáveis para andarmos da maneira certa; nós conseguimos os recursos quando nos enchemos do espírito. “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo”, disse o nosso Senhor, e quando nós pegamos esse poder, seremos vitoriosos.

Quando nós chegamos no capítulo 6, não tem nada a temer, viu? O poder está lá, então o mandamento está lá, e o recurso para poder pegar o poder do Espirito de Deus que está presente na vida de todo cristão. Então nós podemos entrar no exército e ir para a guerra com um senso de realização e vitória. Mas isso não significa que a batalha vai ser fácil, não é? Todos nós teremos lutas, a batalha continua e continua. E eu acho que enquanto você cresce em Cristo, enquanto você se alimenta na Palavra, e enquanto você amadurece, o que acontece é que você começa a ganhar mais do que perder, e a porcentagem de ganhos fica cada vez maior. Mas todo mundo experimenta vitórias, e todos experimentas derrotas nas batalhas.

Eu recebi uma carta essa semana de uma pessoa que escuta a rádio do nosso programa em Boston, e então eu recebi uma carta essa semana de um homem em Boston e eu tenho certeza que quando ele escreveu que seria uma perfeita ilustração para o meu sermão, mas é. Isso é o que ele disse, “Querido John MacArthur, o seu ministério tem sido significante para mim, e eu quero tomar essa oportunidade para te agradecer pessoalmente e para também expressar o meu desejo de te dar apoio financeiro. Que Deus continue te abençoando e multiplicar o seu crescimento espiritual e divulgação em todos os lugares, incluindo aqui na área de Boston onde nós escutamos na W.E.Z.E. Eu sou um jovem de 23 anos e conheci a Jesus Cristo aos 19 anos. Nesse tempo eu tenho crescido na Palavra, cambaleado, caído, fui esmagado, fui convencido por legalistas neuróticos de que eu estava possesso por demônios, fui preso por dirigir enquanto estava embriagado, engravidei uma mulher amiga minha, e finalmente comecei a resgatar os meu juízo espiritual”. Eu diria que este jovem esteve na batalha.

“Como você pode ver, tudo está indo bem”. Depois ele continua no próximo parágrafo; eu gosto dessa parte. “Por favor me mande mais munição. As linhas da batalha estão preparadas, as trincheiras foram cavadas, e eu não vou ser um daqueles que vai ser encontrado envergonhado pelo comandante quando Ele voltar. Quando o registro for revisado, eu quero que esteja escrito lá que o soldado em questão, eu, depois de repetidas vezes desobedecer ordens e desaparecendo durante alertas de batalhas, finalmente colocou sua armadura, se apresentou para o comandante, lutou corajosamente e destemidamente sem piscar um olho, bateu no inimigo com tudo o que ele tinha em mãos, e infligiu muitos danos em áreas estratégicas, tudo para o crédito do paciente comandante que perdoa, Amem”. Eu gosto disso. E então ele fala no final, “Lembre de mim em suas orações por favor; sinceramente, (entre parênteses coberto de pecado) C.T.”.

Ele esteve na batalha, não é? Ele esteve na batalha. Você também e eu também. E sendo vitorioso na batalha é uma questão de vestir a armadura, não é? Vamos voltar para a armadura nos versículos 14 e seguintes, e ver o que o Espirito de Deus diria para nós hoje. E como eu digo, nós começamos aqui fazendo um estudo expositivo. Eu lembro mais ou menos oito anos atrás quando eu ensinei Efésios e nós falamos da armadura de Deus em duas semanas, e agora está levando de oito a dez semanas. Mas nós voltamos nessas últimas semanas para olhar novamente nessas tremendas partes da armadura, e nos encontramos abrindo um tremendo tesouro de verdade que nós olhamos um de cada vez, e nós vamos fazer isso para o quinto hoje e semana que vem.

Mas lembrem, primeiramente, no versículo 14, “Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade”. E nós discutimos que o que o apóstolo Paulo está falando aqui não é muito conteúdo – isso vem na última parte da armadura, a Palavra de Deus. Não é tanto o conteúdo como é a atitude, e ele está usando alētheia no sentido de atitude de verdade, ou compromisso, ou sem hipocrisia. Em outras palavras, você está se cingindo, uma expressão judaica antiga que significa estar pronto, antecipação. Um soldado está pronto para a batalha. Ele fez um compromisso, ele entrou no exército, se cingiu, e ele será um vencedor. E nós vimos como é importante ter compromisso desde o princípio se nós vamos receber a vitória.

Em segundo lugar, nós vimos no versículo 14 a couraça da justiça, e nós dissemos que a outra cosia que deve fazer parte da armadura do cristão é uma pureza de vida, justiça, santidade, justiça prática. Todos nós temos recebido justiça de Cristo; essa é a base para a nossa própria justiça. Mas devemos manter uma vida pura, ou Satanás vai nos atingir em áreas vitais. Nós protegemos nossas áreas vitais com justiça, se não Satanás vai se aproveitar da gente. E depois em terceiro lugar, nós vimos que nós precisamos ter os nossos pés prontos, ou com a preparação do Evangelho da paz. E a ideia aqui é que o Evangelho da paz é a boa nova de que estamos em paz com Deus. Nós éramos inimigos, lutamos contra Deus, estávamos do outro lado, mas o Evangelho é paz com Deus. No entanto, sendo justificado pela fé, teremos paz com Deus, e o calçado que nos permite ficar firme conta Satanás são simplesmente feitos com o fato de que Deus está do nosso lado. Nós podemos resistir qualquer coisa com os recursos disponíveis para nós, e então nós façamos em pé com nosso pés firmes, prontos por causa do fato de que Deus está do nosso lado.

Isso parece ser uma armadura de longo alcance. Em outras palavras isso é o que você usa o tempo todo, e então quando a batalha ficar muito pesada, você pega o resto e o verbo muda no versículo 16 para “embraçando”, e versículo 17 “tomai” o capacete. E um soldado teria sua couraça bem amarrada, o cinto preso, e quando a batalha esquentasse? Ele pegaria seu capacete, e colocaria na cabeça, pegaria sua espada e pegaria seu escudo. E então é como se isso adicionasse esse tipo de preparação imediata para quando as flechas realmente começasses a voar. E então nós fomos para o versículo 16 da última vez, e conversamos, sobre tudo, nós tomaríamos “sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno”. Falamos sobre como Satanás quer atirar suas flechas de tentação, e a única forma que nós podemos apagar elas são com a fé.

Em outras palavras, quando você peca, você tem acreditado nas mentiras do diabo, não é? Você comprou sua conversa; você deixou com que ele te sacaneasse. Mas com tanto que você acredite na Palavra de Deus, você não vai acreditar em Satanás. E então o escudo é a fé. Com tanto que eu creio em Deus, Deus diz, “não faça isso e você será abençoado”. Deus diz, “Faça o que eu te disser e você será abençoado, faça o que eu mandar e você será feliz, faça o que eu falar e tudo vai estar bem com você, faça o que eu te mandar fazer e tudo vai ser satisfação”. Satanás vem e diz, “Faça isso e você vai gostar. Deus não vai ligar, Ele não vai te castigar. Vai, pode ir lá, faça isso; é divertido”. Em quem você acredita? Se você acredita em Satanás, você peca. Se você acredita em Deus, você não peca. É simples assim, o escudo da fé.

Agora nesta manhã eu quero continuar na quinta parte da armadura – uma verdade tremenda, verdade tremenda no versículo 17: “Tomai também o capacete da salvação”. É só isso que diz sobre o capacete, e mesmo assim eu não vou conseguir parar de falar disso essa manhã; vou ter que continuar e falar mais desse assunto semana que vem também. Você diz, “O que tem de mais nisso? O capacete da salvação, é fácil, seja salvo”. Não, não é isso.

Vamos falar sobre um capacete. Um soldado romano não iria para a batalha sem um capacete; quero dizer que ele seria um tolo se fizesse isso. Um soldado romano teria muito cuidado para sempre usar o capacete dele. Um capacete era feito de basicamente dois tipos de material: couro com algumas partes de metal, peças de metal, ou aqueles capacetes inteiros com aquelas plumas, dependendo de que regimento, qual função, qual período de tempo em que o soldado estava envolvido. Mas um capacete era muito importante para proteger a cabeça do que? Bom, provavelmente de flechas que estavam voando pelos ares, essa era uma das coisas, mas a maior coisa era para proteger contra uma espada especial com uma lâmina larga. Não tinha só a

machaira, o pequeno punhal que ele usa no versículo 17, mas tinha no meio da batalha aqueles que carregavam essa espada larga, que tinha um metro de comprimento, maior do que um metro até, e tinha um cabo gigantesco que você segurava com as duas mãos como um taco de baseball.

E você levantava essa espada sobre sua cabeça e saía tentando cortar tudo na sua frente tentando criar personalidades duplas, basicamente. Essa era a ideia. Você estava andando a cavalo e ficava balançando aquela espada nos homens que estavam no chão. E a espada larga era uma arma tremenda, e você queria usar um capacete para desviar as batidas de uma espada larga, acredite em mim, porque aquilo batia com uma força tremenda no crânio. É interessante que recentemente eu estava lendo em um jornal que eles tinham descoberto um esqueleto em algum lugar em alguma escavação que tinha uma rachadura bem no meio do crânio que eles acreditavam ser de uma pessoa que recebeu uma pancada bem no meio do crânio. Então um capacete era extremamente necessário.

O capacete aqui é o capacete da salvação. Isso não se refere a ser salvo. Ele não está falando aqui que depois que você entrou no exército, e está lutando contra Satanás, e agora que você vestiu a couraça da justiça e tem seu calçado da preparação do evangelho da paz, e depois de pegar o escudo da fé agora você tem que ser salvo. Não, não. Isso já aconteceu. Quero dizer aqui que você nem consegue entrar no exército se você não for salvo, não é? Se você está de alguma forma lutando contra Satanás, você está do lado de Deus; se você não está com Ele, você está contra Ele, então se você está na batalha contra Satanás, você já é salvo. Ele não está falando sobre isso.

O capacete da salvação não é ser salvo. Ele não está falando aqui, “Ah, aliás, você precisa ser salvo”. Não, você foi salvo no capítulo 2, não é? “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”. Você já foi salvo; aqui não está falando de ser salvo. Você nem faria parte do exército se você não fosse um crente. Satanás não estaria te atacando se você não fosse um cristão, não é? Ele te deixaria em paz; ele já tem você. Você estaria lutando contra Deus. Então se você está no exército e a Guerra está acontecendo, você já é salvo; isso já aconteceu. O capacete da salvação não está falando que você precisa ser salvo. Você pergunta, “Bom, então o que está falando aqui”? Eu vou te mostrar um pouco de teologia aqui, então fique confortável aí, pegue sua caneta e papel, faça algumas anotações, e vamos ver o que vamos conseguir entender aqui.

Primeiramente, agora você precisa entender isso ou você não vai entender muitas coisas. Pessoas estão confusas sobre a segurança eterna, e elas me perguntam o tempo todo, “Você acredita que uma vez salvo, sempre está salvo? E a minha tia Marta, ela seguiu por tanto tempo e de repente whizz, ela sumiu, ela é ou ela não é”, com histórias parecidas com essa. E pessoas se preocupam com isso, e mesmo em suas próprias vidas elas cometem alguns pecados, elas se sentem culpadas, “Bom, não sei se continuo salvo”. E a outra coisa é jovens; você pergunta para eles, “Você já entregou sua vida a Cristo”? E elas dizem, “Sim, 24 vezes, repetidas vezes só para ter certeza, eu fiz mais uma vez hoje”, e esse tipo de coisa. Como nós realmente conseguimos sentir segurança como um crente? Primeiramente, entendendo o significado da salvação. E nessa manhã e da próxima vez, eu quero que você claramente entenda isso.

Eu vou começar falando o que é um começo bem simples. Existem três aspectos da salvação; três aspectos, passado, presente e futuro, e esses tem sido simplesmente definido dessa forma: o aspecto do passado nos liberta da pena do pecado – o aspecto do passado nos liberta da pena do pecado. Em outras palavras, se você me diz, “Você é um cristão, você já foi salvo”? Eu diria, “Sim”. Quando isso aconteceu? Bom, foi muitos anos atrás, e naquele ponto quando confessei Jesus Cristo, o convidei a entrar em minha vida, então meus pecados foram colocados nele na cruz, como foi, e Ele pagou pelos meus pecados – isso foi no passado. A dívida foi paga. Eu morri. Eu fui crucificado com Cristo, porém vivo”- não é? Eu morri.

Paulo em Romanos 6 está dizendo isso em essência; ele está dizendo que você morreu uma vez – você não precisa morrer de novo. Quando você morreu? Você morreu quando você colocou sua fé em Cristo, você foi crucificado com Ele, a dívida foi paga, já lidou com o pecado, nunca mais vai ter uma dívida a ser paga. Romanos 8:1 diz, “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Deus já lidou com isso. Então o aspecto do passado da salvação é a liberdade da dívida do pecado. Existe um aspecto presente: liberdade do poder do pecado, o pecado não tem mais o que? – domínio sobre você. Como o título de um livro disse uma vez, Não vai mais reinar sobre você. O pecado não tem mais poder governante; o pecado não tem mais domínio – por que? Porque “Ele é fiel para constantemente nos purificar de todo pecado”.

Você sabia que você não consegue colocar nem um pecado sequer na sua ficha? Romanos 8 diz, “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus?” Ninguém; nenhuma condenação; Ele tem te perdoado te todos as tuas ofensas pelo nome dele. Ele continua purificando, continua expiando. É como Jesus disse a Pedro, Você toma um banho uma vez e depois pelo resto de sua vida você só lava os pés. O Senhor te limpa, no momento da salvação, e purifica seus pés diariamente com sua purificação. Então esse é o aspecto presente. Eu fui salvo, eu estou sendo salvo. Se eu fui salvo, Romanos 5 diz, “fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, seremos salvos pela sua vida”.

Em outras palavras, Ele vive sempre para interceder por mim; e então existe essa salvação constante acontecendo. Eu fui salvo da pena. Estou sendo salvo do poder do pecado. Romanos 5:10 e 11: “Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”. Estamos sendo salvos agora continuamente enquanto ele constantemente nos purifica. Então existe esse elemento.

E depois tem a parte future. No passado nós fomos salvos da dívida do pecado, no presente do poder do pecado, no futuro da presença do pecado. Você sabia que está chegando um dia em que não existirá mais pecado? Isso é verdade. Sabe como eu sei disso? Porque no livro de Apocalipse diz que não vai existir mais morte, e o salário do pecado é o que? Morte – sem morte, sem pecado. E seremos como Ele. 1 João 3 diz, “seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é”. E Ele é sem pecado, imaculado, sem falha, sem defeito. Virá um dia onde não terá mais a presença do pecado.

Pessoal, a salvação já aconteceu, está acontecendo e acontecerá. Passado: isso é justificação, Presente: isso é santificação, Futuro: isso é glorificação. E Romanos 8 diz, “e aos que justificou, a esses também glorificou”. Viu? Então quando você pensa na salvação, não pode pensar em termos de algo que aconteceu no passado, e não pode pensar em salvação como algumas seitas pensam, ou até na igreja Romana, como algo que devemos esperar para ter no futuro. É passado, presente e futuro. Se é passado, já aconteceu. Se também é presente, então você não consegue perder não é, porque está acontecendo continuamente. E se é garantido no futuro, então você está absolutamente seguro.

Esse é o coração e a alma do significado de salvação: o aspecto do passado, presente e futuro. Eu vou ilustrar isso olhando para Romanos 8:23, e eu vou te mostrar algumas passagens que eu acho que vão ajudar muito a entender. Em Romanos 8:23 nós lemos isso – bom, vamos voltar para o versículo 22. Paulo está falando aqui sobre a maldição, ele está falando sobre como o pecado afetou a criação e a tornou sujeita a vaidade, mas que ainda existe esperança para algo diferente. O mundo vai melhorar, sabia? Vai melhorar; na verdade o mundo vai ficar perfeito. Vai se tornar perfeito, mas isso só vai acontecer quando Jesus voltar. E não vai ficar perfeito pelo esforço do homem. E então a esperança é uma parte muito importante para a experiência cristã. No versículo 22 ele diz, “Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora”.

Em outras palavras, o mundo inteiro sabe que está fora de sintonia. O mundo inteiro sabe que tem alguma coisa desesperadamente errado. Até a ordem criada está caótica. Agora o versículo 23, “E não somente ela, mas também nós”. Nós sabemos que as coisas não estão certas, sabemos que não foi assim como Deus criou a vida para ser. “Nós que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo”.

Olha, nossas almas foram salvas, estão sendo salvas e um dia nossos corpos, juntamente com essas lamas, serão salvos, aí então teremos santidade absoluta. E isso é o que o versículo 24 significa. “Porque, pela esperança, fomos salvos”. “Na” é uma melhor tradução do que a palavra “pela”. “Porque, na esperança, fomos salvos”. Então sim, fomos salvos, mas não é só isso. Escutem, se alguém falar para mim, “Ah, a salvação você receber, é para sempre. Você tem agora e não tem nada que você possa fazer para ser adicionada a isso”. Eu diria, “agora então eu preciso lutar contra a carne o resto de minha vida e por toda eternidade? Eu preciso lutar contra o diabo dessa forma, e eu preciso viver com a fraqueza humana? Você quer dizer que eu vou ficar em Romanos 7, e de certo modo ficar clamando, ‘Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte’? Quando que vou me aliviar dessa bagunça? Você quer dizer que é assim para sempre?” Eu então diria para você, “salvação é incomplete”. Se a única coisa que o Senhor faz é me ajudar na luta, então nunca vamos dar frutos. Mas não acaba nisso; existe um elemento futuro da salvação que significa que nós vamos alcançar um ponto onde não existirá mais pecado. E sem isso, não existe esperança para o agora.

Seria como corer emu ma corrida sem uma linha de chegada – alguém dizendo, “começa a correr, e corra o resto de sua vida”. “O que? Onde? Não existe linha de chegada”. “Você está certo. E dê o seu melhor durante o percurso todo”. Você só pode estar de brincadeira! Você consegue imaginar Deus falando, “É só isso, então lute para sempre”. Fala sério. Até Apocalipse diz que quando eles morreram eles descansaram de seus labores, não é? Eu ando num ritmo certo por enquanto. Se eu tivesse que andar no mesmo ritmo por toda eternidade, Eu faria quase nada na maior parte do tempo. Mas existe um elemento futuro. Olhem para Galatas 5, Galatas 5: “Porque nós, pelo Espírito” – novamente, estamos falando de cristãos, porque é o Espirito de Deus que cria a habilidade – “Porque nós, pelo Espírito, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé”.

Ele não está falando do elemento passado da salvação nem do presente, mas ele está falando sobre a plenitude dela. Estamos aguardando em esperança, estamos segurando a esperança sabendo que um dia a batalha vai acabar, e um dia não teremos que lutar contra o pecado, a carne, e o diabo, e o mundo, e demônios. Um dia nós conheceremos a esperança da justiça plena. Olhem para 1 Pedro, capítulo 1, versículo 3 e aqui está uma grande bênção. Pedro diz, “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos”. Em outras palavras, ele diz, “Nós fomos salvos para termos esperança” – para uma esperança, para ter esperança em algo. E o que é? – “para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros”. Nossa esperança é o céu. “Sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação”. Que salvação é essa? – a salvação “preparada para revelar-se no último tempo”.

Existe um outro elemento da salvação, um elemento dos últimos tempos que é a consumação da esperança viva, de que quando formos para o céu e recebermos a recompensa e a herança que Ele tem planejado para nós. E por causa disso, nós não ligamos se, versículo 6: “sejais contristados por várias provações”. Viu? Nós não ligamos se precisamos ter um pouco de esforço – tem uma meta para alcançar. Eu corri em muitas partidas no Ensino Médio e na faculdade para saber o que é estar chegando no final e tudo está indo muito bem, e você faz aquela curva final e tenta chegar naquela linha final, e de repente você faz o que eles chamam de bater na parede, e alguma coisa dá errado. Seu cérebro fala “vai”, e suas pernas dizem “não”, e acontece uma grande mudança do que era para acontecer.

Você luta naquela parte final, e o que te leva naquela parte final, o que leva é o seu senso de vitória, e honra, e respeito próprio, e o que você sabe que está te aguardando na linha final. E então Deus não deu comente uma salvação no passado, mas ele nos deu uma tremenda esperança. E por isso que quando Jesus partiu em Atos 1, e os discípulos estavam confusos o suficiente nesse ponto, e agora sem Ele eles precisavam de um pequeno incentivo. Então o que Ele diz a eles é, enviando dois anjos, e falando através deles, “Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”.

Em outras palavras, causo vocês fiquem fracos, e acharem que nunca terá um fim, Ele voltará, Ele voltará. Vai acabar, tem um alvo, tem uma linha de chegada. E é exatamente isso que é o capacete da salvação. Em 1 Tessalonicenses capítulo 5, versículo 8: “Nós, porém, que somos do dia,” – ou seja, nós não somos da noite; que é o domínio de Satanás. Somos do dia; isto é os filhos da luz no Reino de Deus – “Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor” – e agora prestem atenção – “e tomando como capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira”- nós não vamos acabar no julgamento – “mas para alcançar a salvação”. Ainda existe um elemento da salvação para receber; Deus nos destinou para finalmente obter isso, e isso é o capacete da salvação. O escritor de Hebreus diz que essa esperança é a âncora da alma. O que é o capacete então?

Resumindo, o capacete da salvação é a confiança em uma salvação plena, final, total que está por vir; é a confiança de que um dia a batalha vai acabar. Eu não conseguiria lutar se eu não pensasse que tinha uma linha de chegada em algum lugar, você conseguiria? Precisa existir um final. Você pode perguntar, “Bom, como que isso faz parte da nossa armadura”? Prestem atenção: sabe aquela espada larga que o soldado romano tinha que encarar? Sabe qual é a espada larga de Satanás? Tem dois lados. Um lado é o desencorajamento, e o outro lado é a dúvida. Nós vamos falar sobre a dúvida da próxima vez, mas agora vamos falar de desencorajamento. Sabe o que Satanás quer fazer? Ele quer bater bem na sua cabeça com desencorajamento e dúvida, te desencorajar, “olha aí, você está dando tanto e não está recebendo muito em troca. Você está vivendo essa vida cristã, se separando do mundo – você realmente está vivendo nisso, e o que acontece? Você perde o emprego; grande benção não é? Você lê sua Bíblia diariamente, e sua esposa está tão irritada mais do que antes de ler a Bíblia; não teve efeito nenhum sobre ela”.

O que Deus está fazendo em sua vida? Você tem frequentado a igreja por tantos anos, olhe para os teus filhos, eles não te respeitam mais agora do que eles respeitavam antes. E você começa a ficar desencorajado. Você diz, “Eu estou ensinando essa classe há tanto tempo e nem sei se alguém tira algum proveito disso”. E você fica extremamente desencorajado, essa é uma das coisas. A outra coisa que Satanás quer usar para bater na sua cabeça é a dúvida. Como que você sabe se você realmente é um cristão? Você tem certeza de que realmente é salvo? Você não merece isso – olha o que você acabou de fazer. Você acha que isso é uma manifestação de ser um cristão? E pessoas sofrem de dúvida e desencorajamento, e isso é o que ele usa. E o capacete da salvação é uma proteção.

Vamos falar da área de desencorajamento. Vou ilustrar isso fazendo vocês abrirem suas bíblias em 1 Reis capítulo 19, 1 Reis 19, a grande história de Elias. Elias é mais ou menos o Pedro do Antigo Testamento; ele tem muitos altos e baixos. Mas Elias nesse ponto tinha acabado de ter uma grande vitória – uma vitória maior do que qualquer outro profeta de Deus. Ele pegou sua espada e chacinou 450 profetas de Baal. Eu diria que esse era o grande vencedor daquele dia. E você lembra que Deus mandou fogo do céu, queimou o sacrifício, queimou o altar e até lambeu toda a água que eles tinham derramado em volta? E Elias estava ganhando, ele era o maior. “O Senhor é Deus, o Senhor é Deus”. Baal não é. Baal perdeu. Como foi grande a vitória.

No capítulo 19 – ele não deixa muito tempo passar. “Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito e como matara todos os profetas à espada. Então, Jezabel mandou um mensageiro a Elias a dizer-lhe: Façam-me os deuses como lhes aprouver se amanhã a estas horas não fizer eu à tua vida como fizeste a cada um deles”. Ela diz, “Elias, por ter feito isso”, -e só para deixar claro, ela adorava baal – “por ter feito isso, eu vou te matar amanhã ou vou morrer tentando”. Sabem, que se fosse eu, eu diria, “Olha Senhor, eu acabei de te fazer um grande favor, 450 profetas de baal eliminados, me dê um dia de folga, por favor? Você mandou a Jezabel atrás de mim no dia seguinte, porque você não me dá um descanso? ” Não tem tempo de ficar sentado e ser honrado pela sociedade judaica de honra, não tem tempo de ficar sentado recebendo medalhas e troféus. Ele tem que fugir novamente.

Se ele consegue lidar com 450 profetas de Baal, você realmente não deveria estar tão abalado por causa de uma mulher, mas então a história não sustenta esse argumento, porque já existiram muitas pessoas que ficaram abaladas por causa de uma mulher que conseguiria lidar com muitos homens. Mas então, Elias decidiu que só restava fazer uma coisa, correr. Elias estava perto dos 80 anos aqui e Deus nunca quis que profetas de 80 anos de idade saísse correndo para Berseba. Mas ele fugiu, rapidamente pela estrada, levantando a poeira da estrada, correu para salvar sua própria vida, versículo 3 diz - e chegou a Berseba, e ali deixou o seu moço. Dali ele se foi ao deserto, caminho de um dia. Ele literalmente foi correndo – Berseba é uma cidade e de lá ele caminhou ais um dia para dentro do deserto, ele se assentou debaixo de um zimbro e pediu pela morte. Ele disse, “Basta; toma agora, ó SENHOR, a minha vida, eu não aguento mais”.

Isso é o que eu chamo de desencorajamento. Ele quer morrer. “Senhor, me tire daqui. Simplesmente me tira daqui. Basta.” “Deitou-se e dormiu debaixo do zimbro; eis que um anjo o tocou e lhe disse: Levanta-te e come”. O anjo nem deixou ele dormir. Ele o acordou e o alimentou. “Olhou ele e viu, junto à cabeceira, um pão cozido sobre pedras em brasa e uma botija de água”. Ele comeu e bebeu e dormiu de novo. “Voltou segunda vez o anjo do SENHOR, tocou-o e lhe disse: Levanta-te e come, porque o caminho te será sobremodo longo”. Você precisa comer.

Eu não sei o que comida de anjo é, mas seja lá o que for, funciona. No versículo 8, “Levantou-se, pois, comeu e bebeu; e, com a força daquela comida, caminhou quarenta dias e quarenta noites,” – como disse antes, funciona – “caminhou até Horebe, o monte de Deus”. Você sabe por que? Deus disse, “Elias você não tem razão nenhuma para estar desencorajado. Venha para o Monte Horebe. Eu quero ter uma conversa com você”. E então ele subiu no monte, e o Senhor falou com ele com uma voz calma e suave, e Elias fez um pequeno drama sobre como só restava ele, “Eu sou o único, Senhor, é tão estressante e desencorajador, sou o único; sou a única pessoa fiel que você tem”. E o Senhor fala no capítulo 19, versículo 18, “Sim, eu tenho sete mil outros que estão do seu lado. Não é só um, são sete mil e um, Elias. Então volte para lá e comece se ocupe com o que você precisa fazer”. É fácil ficar desencorajado, e você sabe que eu posso assinar embaixo disso. Mesmo no momento de alguns de seus maiores triunfos, você volta para a realidade, e é forte e chocante. Eu posso me identificar com isso. É fácil ficar desencorajado.

Lá em Efésios capítulo 3, versículo 3, na verdade é no versículo 13, Paulo diz, “Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, pois nisso está a vossa glória”. Algumas dessas pessoas conseguem se desencorajar por causa das tribulações dos outros, não necessariamente suas próprias tribulações. Galatás 6:9 diz, “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos”. É tão fácil ficar cansado e desfalecido, e dizer, “Ó Senhor, eu tenho que pregar em outro domingo, eu tenho que pregar mais um sermão, estudar mais um dia. Ó Senhor, eu tenho que ligar pra mais uma pessoa, tenho que me encontrar com essa mesma pessoa para um discipulado. Senhor, eu não posso tirar umas férias de ler a Bíblia? Eu não posso simplesmente ir para aquela classe na escola dominical em outro domingo? Senhor, você realmente acha que eu deveria voltar para conversar com aquele vizinho outra hora? Senhor, você sabe que estou lutando com essa mesma tentação por tanto tempo, estou ficando cansado”. E assim nós ficamos desencorajados tão facilmente.

Arthur Cluff expressou isso com estas palavras: “Não diz que as lutas não são proveitosas, ou que o labor e as palavras são em vão, porque o inimigo não falha e não desfalece e como as coisas tem sido, elas vão continuar da mesma forma”. Em outras palavras, “eu continuo lutando e nada acontece. Eu fico cansado e o inimigo não”, você já percebeu que isso acontece? Você fica muito cansado, e Satanás não para. Matthew Arnold escreveu, “Por que em sangue e na batalha foi a minha juventude, e cheio de sangue e batalha é a minha velhice, e eu vou terminar essa vida na batalha”. Isso não acaba? Nós lutamos contra o inimigo durante a nossa vida inteira. O apóstolo Paulo no final de sua vida, em 2 Timóteo 4:7, e disse, “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”. Em Atos 20, eles disseram para ele, “Paulo, se você for para Jerusalém, você será preso e colocado em correntes”. Ele respondeu, “Está tudo bem. Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus”. Ele não desfalecia, ele não desistia.

Em Apocalipse capítulo 2, o Senhor exaltou a igreja de Éfeso dizendo, “Você foi paciente, você suportou, e não desfaleceu”. Isso é um elogio. Em Levíticos 26, Deus – e Ele fez de novo em Deuteronômio 11 – Deus conversou com Israel e disse, “Tudo bem Israel, se você aguentar por mais um pouco, guardar em estatutos, e obedecer meus mandamentos, e fazer o que eu mandar, eu vou abençoar suas vidas, vou abençoar sua terra, vou fazer a sua semente prosperar, vou te dar toda bênção, e ele continua até o capítulo 26 de Levíticos listando um atrás do outro. Finalmente no versículo 14 Ele diz, “Se você nÃo obedecer meu estatutos, e não obedecer meus mandamentos, vou trazer corrupção sobre vocês, e eu vou trazer dor sobre vocês e eu vou trazer lamento sobre vocês”. Entenderam?

Então o ponto final disso tudo é: aguente firme, seja obediente, seja sensível. Talvez você fica desencorajado porque você tem um marido que não é salvo, e nunca parece mudar; nada acontece, e você simplesmente fica muito desencorajada. Ou talvez você tem um filho que parece ser tão resistente a todos os seus esforços, ou talvez você tem um amigo que você tenta testemunhar para ele, ou talvez você tem feito alguma coisa em algum ministério e você não tem recebido a gratidão que você acha que deveria receber. Ou talvez você tem até algum tipo de enfermidade física, uma doença, algum tipo de deficiência física, e você fica tão cansado de lutar contra essa coisa, e parece te prender, e você perde o foco do fato de que a salvação tem uma terceira dimensão, que ainda está por vir. E eu amo o que diz em Romanos 13:11: “ E digo isto a vós outros que a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos”. Estamos chegando perto da linha final; não desista agora.

Existiam aqueles no livro de Hebreus a quem o escritor se dirige, que chegou a crer em Cristo, eles chegavam a reconhecer que era verdade, e depois eles voltavam. E o escritor diz, “Não, não faça isso. Não seja daqueles que voltam para a perdição”. Ele diz, “vamos ire m direção à perfeição”. Não desista.

Eu penso em Jeremias, o Senhor diz a Jeremias, “Você é o meu profeto Jeremias. Eu quero que você passe sua vida pregando para mim e aqui está a sua mensagem, Jeremias. Pregue com todas as suas forças, pregue até faltar fôlego, e só como uma observação, ninguém vai te escutar. Nunca vão prestar atenção em uma palavra que você falar”. E o velho Jeremias pregou tudo sozinho, escutou tudo sozinho e disse, “Achadas as tuas palavras, logo as comi; as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração”. E então teve Jó, e o Senhor fez com que Jó perdesse tudo mais do que qualquer outro homem já sofreu; Ele tomou tudo que ele possuía, tudo o que pertencia a ele, tudo o que ele amava, e ele ainda dizia, “Embora ele me mate, ainda assim esperarei nele”. E ele aguentou firme, e depois que tudo acabou ele disse, “Ó Deus”, ele disse, “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem. Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.”. Em outras palavras, “Eu ouvia falar de como você era, mas na adversidade enquanto eu fui fiel, eu ti vi”. Aguente firme; não permita que Satanás te alcance com desencorajamento. Jesus o nosso Senhor disse em Lucas 18:1, “temos o dever de orar sempre e nunca esmorecer”. Quando você perceber que está esmorecendo, comece a orar.

Satanás quer me desencorajar em todo momento. Ele trabalha como um doido tentando fazer isso. Eu li essa semana sobre um homem na Inglaterra; o nome dele era Doutor Reverendo William Davie. Ele decidiu nos últimos anos de sua vida, apesar de que ele não sabia que seriam os últimos anos, que ele queria escrever uma teologia sistemática englobando a Bíblia inteira. Ele passou 12 anos firmes fazendo isso. Quando ele acabou tinha 26 volumes. ELe era um pequeno homem desconhecido. Não existe nenhuma cópia que eu conheço de sua teologia. Quando ele acabou, ele não conseguiu achar ninguém, para digitar, então ele mesmo digitou – e isso foi a duzentos anos atrás – e depois ele imprimiu 40 cópias das primeiras 300 páginas, e 14 cópias dos 26 volumes restantes; quatorze cópias de 12 anos de trabalho. Ele morreu pobre e desconhecido. Mas quer saber de uma coisa? Eu tenho certeza que ele morreu com o conhecimento de Deus. Um homenzinho escreveu uma teologia de 26 volumes que provavelmente ninguém nunca leu ou ouviu falar, mas ele buscou o conhecimento de Deus e o conhecimento da Palavra de Deus. Ele aguentou firme.

Tinha uma menininha em Londres. Ela estava em pé na calçada quando um caminhão de carvão passou por lá, e o caminhão jogou muito carvão na frente da porta de casa da menina. E ela pegou uma pequena pá do celeiro, abriu a porta do celeiro – ela só tinha 5 anos. Ela andou e enfiou sua pazinha no carvão, e andou pela calçada, e desceu a escada do celeiro, e jogou no porão, e o vizinho estava em pé e observava a menina. Depois da terceira vez ele disse para ela, “Querida, você nunca vai conseguir levar tudo isso”, e ela alegremente respondeu, “Ó, eu vou sim, senhor, se eu trabalhar o tempo suficiente”. Se eu trabalhar durante o tempo suficiente – eu acho que o teste de caráter para qualquer pessoa é ver qual é o ponto que faz a pessoa parar, não é? Muitas pessoas chegam na primeira linha de defesa e desistem. Muitas pessoas saem de sua posição no primeiro tiro que escutam. Mas depois tem aqueles que fazem uma diferença no mundo, porque eles vão linha após linha após linha da oposição. Você vai conseguir se você ficar nisso pelo tempo suficiente. Não se desencoraje.

Você se lembra do Senhor Jesus? “Ainda não tendes resistido até ao sangue”. Ninguém te crucificou ainda. Aguente firme aí, aguente firme. O problema é não esmorecer, mas persistir; Satanás vai te desencorajar de todas as maneiras possíveis. Ele vai te dizer como você não está conseguindo os resultados depois de todo o seu trabalho, “Ah, ninguém escuta você. Olha, você tem feito isso fielmente, ninguém te dá honras, ninguém diz nada. É tão por trás das cortinas que ninguém vai perceber se você cair em pecado. Não se preocupe com a batalha, relaxa, pare de lutar um pouco”. O capacete da salvação me protege de esmorecer, de desistir, de ficar cansado – por que? Porque eu tenho uma esperança, e a minha esperança este em saber de que existe uma luz no final do túnel, e um dia eu vou entrar naquela luz gloriosa na presença de Jesus Cristo. E como aquele homem que me escreveu uma carta, eu não quero ficar em pé na frente do meu comandante com vergonha no rosto porque eu desisti no meio da batalha, não é? Eu quero estar lá e dizer, “Senhor, eu posso estar ferido e sangrando, mas estou aqui, e eu lutei até o final”.

Meu avô, que Deus o abençoe, morreu de câncer. Tinha comido o seu corpo, e ele olhou para o meu pai e disse, “eu só tenho um pedido Jack – eu só queria pregar mais um sermão”. Viu? Até no momento final. Então meu pai pegou o sermão que ele tinha preparado mas nunca pregou, imprimiu, e passou para todos na igreja, e então assim ele pregou mais um sermão. No momento final. Aguentou firme. Apocalipse 2 e 3 diz, “ao vencedor, ao vencedor, ao vencedor, dar-lhe-ei, dar-lhe-ei, dar-lhe-ei”. Em outras palavras, Deus reserva coisas especiais ao vencedor, grandes coisas.

Lembra de Timóteo? Timóteo falhou, ficou desencorajado. O que desencorajou Timóteo? Muitas coisas. Um, ele era jovem, e ele era tentado pelas cobiças de jovens, e ele se cansou disso. Uma outra coisa, ele era jovem e as pessoas diziam, “AH, você é muito jovem para saber de nada, Timóteo”. Eles estavam desprezando a mocidade dele. Outra coisa, ele estava triste por causa de seu estomago, e Paulo disse, “Você precisa beber um pouco de vinho por causa de seu estomago”. Ele estava abalado. E depois ele estava envergonhado por causa de Paulo, porque Paulo estava sempre na prisão e ele estava triste por causa do fato que todos diziam, “Ah você é um dos discípulos daquele rato de prisão”. “Ele tinha vergonha de mim”, dizia Paulo.

E não somente isso, existiam alguns falsos mestres que vinham até Éfeso ensinando coisas erradas que eram realmente sofisticadas, e Timóteo não sabia se ele conseguiria lidar com isso. E então tinha a filosofia, e discórdias, vãs decepções, e genealogias, e Timóteo estava se afogando num mar de coisas para desencorajar ele. E o Apóstolo Paulo escreve para Ele e diz, “Timóteo, mexa no dom de Deus que está em ti. Deus não nos deus um espírito de medo, mas de poder, de amor, e uma mente sã. Sê forte na graça que está em Cristo Jesus”. Vem Timóteo, volte a fazer o que estava fazendo. Rebobine. Timóteo estava desencorajado.

Pedro diz a mesma coisa aos santos que estavam sendo perseguidos. Ele diz, “Escutem, aguente firme com as coisas boas que estão fazendo, e se você sofrer por causa disso, bem-aventurados e felizes são. E se você sofrer por causa disso, comprometem suas almas ao fiel criador. Sejam fieis”. Você pode pensar, “Mas as vezes eu desfaleço”. Isso é verdade, as vezes nossas pernas se tornam como borrachas quando estamos na reta final. Quando isso acontece comigo, eu muitas vezes penso em uma passage que eu tenho certeza que já passou pela sua cabeça muitas vezes, tenho certeza. É Isaias capítulo 40, e com isso vou começar a concluir nossos pensamentos. Isaias 40:29, “Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor”. Isso não é incrível?

Justo quando você chega no ponto onde você pensa que não aguenta mais, ele te dá força; justamente quando você diz, “Senhor, eu não tenho mais força restante”, é aí quando Ele te carrega com a força dele. “Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam”. Que afirmação maravilhosa. A águia que voa tão mais alto do que qualquer outra ave é uma ilustração do que acontece com um cristão em sua fraqueza e quando ele é inspirado com a força de Deus; ele voa acima de todos os outros.

Não temos razão para estarmos desencorajados, amados. O capacete da salvação diz que está chegando um grande dia, um grande dia vitorioso. Se você for fiel o tempo todo, terá uma maravilhosa recompensa te esperando. Está chegando um dia glorioso. Salvação é passado, sim é presente, sim, é futuro também. E não deixe que Satanás te desencoraje, não permita que ele roube sua antecipação dessa emoção: não deixe que ele tire a esperança que faz com que você seja comprometido. João diz em 1 João 3, “E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança”. Quando você sabe que Jesus está vindo, quando você sabe que aquele dia grandioso está por vir, a salvação será plena, isso purifica sua vida, porque você sabe que você vai ver a Deus face a face. Vamos orar.

Pai, nós estamos bem conscientes de que Satanás e seus demônios são incessantes. Eles nunca desistem; eles nos empurram o tempo todo. Mas nós sabemos também, que nossa salvação está mais perto do que quando nós cremos, e, ó Deus, nós ti agradecemos pela esperança na vitória que nós temos. Escutamos o eco das palavras de Hebreus 6:11 e 12, e nós desejamos que cada um de nós mostramos a mesma diligência dessa mesma certeza na esperança até o final, que não sejamos preguiçosos, mas seguidores daqueles que passam pela fé e paciência e herdam as promessas. Ó Deus, ajuda-nos, como aqueles que eram fieis, aqueles que foram pacientes, aqueles que herdaram a promessa, nos mostra essa mesma diligência até o final, não nos deixe soltar essa esperança até o final, para poder viver sua glória. Pai, que nós possamos estar na lista dos fieis descritos em Hebreus 11, porque nós perseveramos até o final. Nos ajude a não ficar desencorajados. Porque precisamos ficar desencorajados quando tem uma herança incorruptível imaculada esperando por nós que não pode ser descrita com termos humanos, um Reino maravilhoso que está além da revelação expressada. Um relacionamento contigo por toda a eternidade que só consegue ser descrita como sendo como Jesus Cristo. Ó Deus, com isso esperando por nós no futuro, nós não podemos ficar desencorajados no presente, seja o que for. Nos ajude a sermos fieis e usar esse capacete, para Tua glória em nome de Jesus. Amem.

END

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize

Currently Playing

Today's Radio Broadcast

Playlist

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize