Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Esta manhã está em meu coração continuar a compartilhar com você do meu coração. Algumas semanas atrás eu senti a necessidade de apenas falar sobre as coisas que eu acredito que são importantes para a nossa igreja. E eu confesso a você que isso é algo que o Espírito de Deus tem impresso em minha mente não tanto como um sermão mas como uma paixão. E, como eu disse, quando começamos, eu não não tenho sempre certeza de como dizer isso, como vai sair, como o Espírito de Deus pode dirigir meu pensamento para moldá-la. Mas eu realmente acredito que é necessário que falemos sobre os ingredientes essenciai,s os elementos essenciais em uma igreja que honra ao Senhor Jesus Cristo.

Deus tem abençoado esta igreja. Existem razões pelas quais ele tem feito isto. Sua soberania é uma das razões. Mas outra é porque a Grace Community Church tem estado comprometida, creio eu, ao longo dos anos, da sua existência para as coisas certas. E com isso, quero dizer, para com as coisas da Palavra de Deus. E nós estamos tomando algumas semanas para apenas reafirmar essas coisas. Eu sei que para aqueles de nós que podem ter esquecido ou para aqueles de nós que são novos, podemos, tipo que restabelecer onde encontramos a nossa força e nossa bênção.

E eu intitulei esta breve série "A Anatomia de uma Igreja" "A Anatomia de uma Igreja". Nós pedimos emprestado a analogia bíblica de um corpo e dissemos que basicamente poderíamos reduzir o corpo a quatro elementos. Isso não é clínico. Isto é apenas por uma questão de analogia. Um corpo é esqueleto, sistemas internos, músculos, e carne e assim é uma igreja que é o corpo de Cristo.

Deve haver o esqueleto, e conversamos sobre isso em nosso primeiro estudo juntos, e dissemos que há algumas coisas que enquadram e formam a igreja sem a qual seria uma bolha disforme. Há algumas coisas de fundo, algumas não negociáveis, algumas mínimas irredutíveis, algumas fundações, algumas coisas de estrutura, algumas realidades de forma e substância que devem estar no centro de nossa vida como igreja. E eu sugeri cinco delas.

A primeira é uma visão elevada de Deus. Uma igreja para ser o que Deus quer que seja deve ter como seu foco o próprio Deus. E há muitos outros focos possíveis se você quiser, mas há apenas um foco apropriado e esse é em Deus. Em outras palavras quando nos concentramos em Deus tudo encontra seu próprio lugar. Não pode haver transigência quando Deus é tudo em todos, e tudo o que fazemos é para Sua glória consumada.

Agora, esse é essencialmente o significado de tudo o que você faz seja comer ou beber, faça tudo para a glória de Deus. Esse é o foco de tudo. E então sugerimos, em segundo lugar, a prioridade absoluta das Escrituras, porque não podemos nos concentrar em Deus a menos que saibamos quem Ele é, e não sabemos quem Ele é a menos que entendamos Sua revelação que é a Palavra de Deus. Assim começamos com uma visão elevada de Deus e afirmamos a prioridade absoluta da Escritura que revela Deus.

Em terceiro lugar, estamos comprometidos com a clareza doutrinária olhando para Deus através da Sua Palavra, tirando a verdade da Sua Palavra. E então, em quarto lugar, à santidade pessoal aplicando essa verdade à vida, e depois em quinto lugar, à autoridade espiritual, responsabilizando as pessoas pela sobrevivência dessa verdade.

Agora, estas são as coisas estruturais: alta visão de Deus, o que significa que estamos absolutamente comprometidos com a revelação que Ele deu de Si mesmo, o que significa que devemos esclarecer isso e dar ao povo, de uma forma prática, compreensível para que eles possam aplicá-la na questão da santidade pessoal, e em seguida trazer tudo isso sob autoridade espiritual.

Essas são verdades estruturais. Portanto elas devem ser pregadas. Elas devem ser ensinadas. Elas devem ser modeladas e padronizadas. E elas continuamente precisam ser reafirmadas e é por isso que voltamos para essas coisas. Sabe, quando nos encontramos no Dia do Senhor, e quando temos aulas, estudos bíblicos e grupos de comunhão e assim por diante uma das características muito essenciais disso é uma reafirmação contínua de nossos valores básicos. Reunimo-nos para reafirmar as coisas a que estamos empenhados.

E quando nos reunimos no Dia do Senhor o que fazemos? Bom, antes de mais nada adoramos em cântico oração e na Escritura que oferece louvor a Deus e é por isso que eu sempre leio os Salmos, ou quase sempre. E então o coral canta grandes verdades sobre o nosso Deus glorioso e os instrumentos tocam para Seu louvor como se diz no Salmo 150. E tudo isso é cultivar em nossos corações e reafirmar uma visão elevada de um Deus santo.

E então, na sequência vem a Palavra de Deus, porque priorizamos a Palavra e assim ensinamos a Escritura. E enquanto ensinamos a Escritura extraímos dela verdade ou clareza doutrinária. E então na mensagem, quando ela chega a uma conclusão, aplicamos isso ao coração onde a santidade pessoal pode ser a resposta.

E quando vocês saem deste lugar esperamos que vocês tomem esse quarto passo, a santidade pessoal, com vocês e vocês saiam para vivê-la. E então seguimos atrás com o pastoreio que é a autoridade espiritual, que dá supervisão ao rebanho. Então, o que fazemos não é apenas um acumulo de atividades. É entrar em linha coerente com essas realidades irredutíveis que afirmamos.

Agora, em segundo lugar, e em nossa última mensagem, começamos a olhar isto, e vamos para várias mensagens, porque há várias delas que eu quero enfatizar. Conversamos sobre sistemas internos. Um corpo tem que ter sistemas internos. Você não pode apenas ter um esqueleto, músculos e carne. Você não teria vida. Tem de haver um fluxo de todos os sistemas do corpo e eu acredito que é verdade na igreja.

Você não pode apenas afirmar fundamentos doutrinários sólidos. Tem que haver um fluxo de vida. E eu acredito que o fluxo de vida são atitudes apropriadas, atitudes apropriadas. É uma batalha pela mente, pessoal. Realmente é. É uma batalha para a mente porque "como um homem -" o quê? "- pensa em seu coração assim é ele." É uma batalha para a mente.

E assim, o que estamos tentando fazer no ministério é fazer com que você tenha atitudes espirituais apropriadas, cultivar em você o tipo certo de pensamento, para que você possa ser - para colocar em termos paulinos - "renovado no espírito de sua mente." Para que vocês possam, como Paulo disse aos Filipenses, "pensar nestas coisas". Para que tenham uma mente renovada. Que você possa ter a mente de Cristo. Que você possa ser inclinado para as coisas espirituais. Todas essas são frases bíblicas. Em outras palavras queremos que você pense direito.

Para ser honesto com você, não é uma questão de tentar controlar seu comportamento. É uma questão de tentar obter uma alça sobre o seu pensamento que irá produzir o comportamento certo. Você pode ser forçado a fazer coisas certas com pensamentos errados, motivos, razões, atitudes e todas as suas coisas certas não são nada mais do que hipocrisia. Isso tudo é apenas hipocrisia. E assim, nós não o forçamos a conformar-se externamente mas em criar dentro de seu pensamento atitudes espirituais certas.

E quando você pensa direito você age direito. Então não estamos apenas interessados em programas. Não estamos apenas interessados em atividades. Não estamos apenas interessados em conformidade com algum tipo de código externo, mas sim cultivando atitudes internas que honrem a Deus. Assim o fluxo através do corpo dos sistemas é o que deveria ser, e o corpo é inteiramente saudável e produtivo, dinâmico e justamente representativo de sua cabeça o Senhor Jesus Cristo.

Agora, deixe-me apenas rever o que dissemos em nosso último estudo juntos. A primeira e mais importante atitude que precisa ser cultivada, é a atitude de obediência, de obediência. Essa é a sine qua non de todas as atitudes. É a atitude onipresente. É a atitude que diz "Eu obedecerei a Deus a qualquer custo." É a atitude de nenhuma transigência. É a atitude que diz "Se Deus diz isso então está dito. Eu vou fazer isso.”

É a atitude que não negocia com Deus, que não justifica o pecado, mas busca sempre e somente fazer a vontade do Senhor. É melhor do que sacrifício. Isto é, é melhor do que qualquer ato externo de adoração. É obediência interna, e todas as atitudes espirituais corretas começam aí. Se você não está disposto a obedecer a Deus para começar, nada virá além de dificuldade, provações e circunstância negativa.

A segunda atitude de que falamos foi humildade, humildade. Obediência e humildade, e que basicamente é a atitude que pensa que as outras pessoas são mais importantes do que eu. Você é mais importante do que eu. Suas necessidades são mais importantes do que minhas necessidades. Seus desejos são mais importantes do que os meus desejos. Sua felicidade é mais importante do que a minha felicidade. Sua alegria é mais importante do que a minha alegria. Seu lugar é mais importante do que o meu lugar. Sua reputação é mais importante do que a minha. Todas essas coisas. É a abnegação do Senhor Jesus Cristo que se humilhou, Filipenses capítulo 2. Essa é uma atitude essencial porque o orgulho é uma coisa devastadora.

Em terceiro lugar falamos sobre a atitude de amor e o amor é a humildade em ação. O amor é simplesmente humildade fazendo coisas. Humildade e amor são inseparáveis, porque somente pessoas humildes podem amar. Não posso me entregar a você a menos que me importe mais com você do que comigo. Não posso abandonar-me às suas necessidades a menos que eu seja humilde e assim a humildade dá uma base para o amor. Se a humildade é altruísmo então o amor é um serviço abnegado uma dádiva altruísta.

E depois, em quarto lugar, falamos sobre unidade. Quando você tem pessoas comprometidas com a obediência e você tem pessoas comprometidas com o amor, porque têm corações humildes, você verá o resultado que será a unidade. A humildade leva ao amor e o amor leva à unidade, porque onde as pessoas se entregam aos outros há uma unidade maravilhosa. Vocês satisfazem minhas necessidades eu satisfarei suas necessidades e isso vai e vem, e esse tipo de intercâmbio é o que constrói a unidade verdadeira de um só coração de uma só alma, e de uma só alma da qual a Bíblia fala. Mas brota da humildade. Isso é um assunto tão crítico.

Assim, falamos sobre esses primeiros elementos, e quero ler uma carta que alguém enviou em resposta a essas primeiras e eu acho que é muito reconfortante e encorajador para todos nós. Escute isto.

"Os seus últimos dois sermões sobre, 'A Anatomia de uma Igreja' têm sido convincente. Estou orando para que Deus use esta série para fazer uma grande obra nos corações do rebanho da Grace. Esta manhã você falou sobre humildade. Gostaria de compartilhar com vocês como o Senhor está trabalhando na minha vida a respeito desta questão.

"No início do verão li um livro de Andrew Murray sobre a humildade e comecei a orar para que Deus me ensinasse a ser humilde. Bom, você sabe o que acontece quando oramos de acordo com Sua vontade. Algumas semanas atrás Ele me deu a oportunidade de exercer todo o conhecimento das Escrituras que eu estava aprendendo aqui na Grace. Eu me ofereci para ir com outras quatro pessoas da Grace aos lixões no México para ministrar às pessoas que moram lá. Foi uma experiência que nunca vou esquecer.

“Além das pobres condições de vida, a sujeira era suficiente para deixá-lo doente. Meu trabalho, uma vez que chegamos lá, era lavar as cabeças das crianças que tinham piolhos. Isso era algo que eu nunca tinha feito antes. Você pode imaginar 25 crianças em uma fila diante de você todos com vários graus de piolhos? Sem mencionar que não tínhamos água corrente apenas banheiras de água que foram utilizadas mais e mais para todas as crianças.

"Nós ficamos do lado de fora no sol e estava mais de 38 graus. Enquanto eu estava lá lavando cabeça após cabeça, meus pensamentos foram de desgosto para alegria. Um menino tinha piolhos tão ruim que tinha feridas na cabeça. Bom, devo admitir que no início eu não estava muito afoito sobre como tocar essas feridas. No entanto comecei a pensar em como Jesus tinha lavado os pés dos discípulos e fui humilhado diante de Deus percebendo que a necessidade dessa criança era muito maior que o meu conforto.

"Aprendi algumas grandes lições naquele dia sobre o sacrifício e em considerar outros mais importantes do que eu, e oro para que Deus continue a trabalhar na minha vida para me ensinar as coisas que lhe trarão glória".

Bom, essa é uma carta maravilhosa. E essa é a expressão de um coração humilde. Essa é a expressão de um coração amoroso. Fazer sacrifícios para atender às necessidades dos outros. Essas são atitudes para as quais não há substituto, e se deve haver vida fluindo através da igreja, deve haver obediência, humildade, amor, sentido de unidade.

Agora deixe-me falar sobre algumas dessas atitudes. Vamos chamar a quinta disposição de servir, a disposição de servir, porque flui diretamente do que acabamos de dizer sobre o amor, a humildade e assim por diante e realmente é outra maneira de dizer a mesma coisa. Disposição para servir.

Alguém me disse outro dia, "Você sabe, nós não vamos mais à sua igreja. Nós fomos a uma pequena igreja onde eles precisam de nós." As pessoas dizem isso para mim muitas vezes, e eu realmente não - tudo bem. Talvez o Espírito de Deus as tenha guiado. Que Deus as abençoe. São pessoas queridas e tenho certeza de que o Senhor as guiou até lá. Mas não é que não precisamos de você.

Quer dizer, olhe para todas essas pessoas. Você acha que eles não têm necessidades? Não é que quanto mais pessoas você tem menos necessidade você tem. O que as pessoas parecem querer dizer é que elas têm programas lá e elas não têm ninguém para executá-los, eles precisam de pessoal para ajudá-los com o programa, e isso pode estar certo. Mas o ministério não está necessariamente relacionado com programas concebidos pela igreja. Pegou isso? Não está.

Quer dizer, você poderia vir aqui e dizer "Bom, vamos para a igreja mas não fazemos nada. Não cantamos no coral, nem ensinamos numa classe, não varremos o chão, nem fazemos nada. Nós não fazemos nada. Nós vamos lá e nós simplesmente não sabemos se há uma necessidade." Dê uma olhada ao seu redor. Todos os tipos de pessoas com necessidade em todo o lugar. Tudo depende da sua perspectiva, vê?

Vá para 1 Coríntios, por um minuto, capítulo 4, e eu quero mostrar algumas Escrituras para você e então fazer uma conclusão. 1 Coríntios 4 e Paulo diz isso. "Assim, pois, importa que os homens nos considerem..." Em outras palavras, quando se trata de fazer um julgamento sobre mim e dos que comigo estão, quando se trata de dizer, "Bom, quem era esse sujeito?" Quando se trata de escrever em meu epitáfio, se você quiser, quando se trata de mencionar o meu elogio, quando se trata de recitar a contribuição que eu fiz, quando se trata de meu tempo para ser elogiado, você poderia dizer isto, 'Ele era um servo de Cristo.'?”

Eu gosto disso. Eu posso lembrar de pelo menos meia dúzia de palavras na língua grega para "servo" de que ele usa, a mais baixa é a palavra hupéretés. Huper significa "sob"; Etes, da palavra "remar." Um remador debaixo. Eles tinham grandes navios de madeira. Tinham no casco desses navios três camadas. Elas eram chamadas de "trirremes" três fileiras de escravos acorrentados a seus remos e eles puxavam aquelas massas escarpadas através dos mares. O pessoal no fundo eram os remadores inferiores.

Paulo diz, "Vejam. Quando chegar a hora de avaliar o apóstolo Paulo, não mencione catedrais edificadas por ele. Nem sequer nomeie uma cidade em Minnesota com meu nome" diz ele. "Não dê nome a uma escola com meu nme. Não me dê um doutorado honorário. Basta dizer, 'Ele era um escravo de galera do terceiro nível, e graças ao seu coração, ele puxou seu remo.'" Servo. Muitas pessoas querem ser a sensação. Deus quer pessoas que puxem o remo.

No versículo 2 ele diz que a chave para esta coisa toda é "que cada um deles seja encontrado..." o quê? "fiel." Fiel. Você não quer um remador inteligente que tem uma nova maneira de fazê-lo e enquanto isso corta os remos de todos os outros no processo. Você quer um remador fiel. É isso aí. Alguém que vê a si mesmo como servo. No versículo 3 ele diz "Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós ou por tribunal humano".

O que você está dizendo? "Eu não estou neste negócio para ter sua opinião. Eu não estou fazendo isso para obter elogios. Eu não estou servindo ao Senhor Jesus Cristo para ser julgado por você. Eu não posso aceitar o seu julgamento." E eu entendo o que ele está dizendo. Eu realmente entendo. Você vê as pessoas nem sempre sabem o que está acontecendo lá dentro. Elas podem elogiá-lo e você pode ter motivos corruptos. Elas podem amaldiçoá-lo e você pode ter os motivos mais puros do mundo, e você está lutando para obter isso através de sua própria humanidade.

Quer dizer, você realmente não - às vezes você prega do seu coração e você sabe que foi terrível. Você perdeu isso. Você estragou isso. E eu tive esses momentos com lágrimas, porque eu apenas eu não fiz o que eu pensei que deveria honrar a Deus. E você vai embora e uma alma querida vai dizer, "Maravilhoso o maior sermão que você já pregou." E você sorri e aperta a mão e diz, "Obrigado." E você sabe que eles não sabem. E outras vezes, rapaz, você está voando como uma águia e você vai para baixo e alguém diz "Você não está se sentindo bem hoje, está?" E você diz 'O quê? Eu nunca me senti melhor.' Não, você não parecia ser você mesmo, você tipo que divagava". Então as pessoas criticam você e avaliam, elogiam, culpam, abençoam e amaldiçoam você.

Paulo diz "Eu não vou entrar nesse jogo. Eu só quero puxar meu remo. Isso é tudo. E eu realmente não estou interessado no que as pessoas dizem." Ele diz, "Eles não conhecem os fatos." E eu gosto disto no final do versículo 3. "nem eu tampouco julgo a mim mesmo." Você sabia disso? "Eu não posso nem confiar em meu próprio julgamento. Eu sou tão parcial em meu próprio favor."

Ele diz no versículo 4, "Porque de nada me argúi a consciência; contudo, nem por isso me dou por justificado". Talvez eu não esteja descobrindo todas as pedras em minha vida. Posso pensar que estou indo bem. Isso não me justifica. Aquele que me julga é..." quem? "o Senhor." O Senhor. E assim eu não vou "julgar nada antes daquele dia quando Ele vier e manifestar as atitudes do coração" os motivos do coração. E quando Ele vê lá o coração de um servo é isso que eu quero.

Assim, ele nos chamou para sermos escravos de galera de terceiro nível, para puxar nosso remo, sermos fiéis, não tentar construir uma reputação, nem mesmo avaliar a nós mesmos favoravelmente, apenas puxar nosso remo e deixar que o Senhor julgue. É por isso que em Atos 20 ele diz "Servindo ao Senhor com toda a humildade da mente." Estamos de volta àquela humildade.

Essas coisas estão inextricavelmente entrelaçadas. Na verdade, você poderia apenas tomar qualquer uma dessas atitudes, e se você cultivou essa atitude em sua vida, o resultado seria que cada uma dessas outras atitudes teriam de ocorrer. Você não poderia ter amor sem humildade. Você não poderia ter humildade sem amor. Você não poderia ter verdadeira unidade na comunidade sem amor e humildade. Você não pode verdadeiramente servir com coração de servo sem amor, e você não pode ser um servo com coração de servo sem humildade. Está tudo entrelaçado. É como se o Senhor estivesse chegando à mesma questão sob todos os ângulos diferentes, e se Ele pudesse simplesmente nos fazer agarrar a um deles, travar nele, e concentrar-se nisso, tudo o mais iria encontrar o seu devido lugar.

Você diz, "Bom, o que você quer dizer com 'uma disposição para servir?'" Eu simplesmente quero dizer isso. Eu não estou falando sobre programas da igreja. Vá comigo para Romanos capítulo 12 por um momento. Falamos sobre motivos. Agora vamos falar sobre a função. Em Romanos 12:4 retomamos essa analogia corporal e diz, "Porque assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros, tendo, porém, diferentes dons segundo a graça que nos foi dada" Você pode parar por aí.

Então, temos esse corpo certo? E o corpo tem todos os membros diferentes como um corpo humano, e a igreja é da mesma maneira, e cada um de nós tem dons diferentes. Então ele exige de nós que se você tem dons de "profetizar então profetize; do ministério então vamos ministrar; Ensino, então ensinar; Exortação então exortar; Doar então dê; Governo, faça-o com diligência; Mostrar misericórdia, faça-o com alegria." Em outras palavras ele diz, "Continue com isso, rapaz. Você não precisa de um programa." Se você é um crente você tem uma habilidade dada por Deus para ministrar e ela precisa fluir de sua vida.

Pode estar dentro de uma estrutura. Graças a Deus, esse é um caminho maravilhoso. Pode ser muito, muito pessoalmente. Mas um crente que não está ministrando é uma contradição, em termos, porque um crente é alguém habitado pelo Espírito de Deus, capacitado pelo Espírito de Deus para o serviço, e não servir é criar em algum lugar um gargalo. E chegar numa igreja e dizer, "Bom, eu vim para cá, mas eles têm todas essas pessoas e eu realmente não sei onde eu poderia servir." Ouça, meu caro, se você está cheio do Espírito de Deus, Ele quer cultivar, através de você, um ministério que é absolutamente essencial.

Agora diz aqui a palavra "profecia" e depois fala de "ministério". Esses são termos muito amplos. Ensinamento muito amplo. Exortar, dar, governar, mostrar misericórdia, muito amplo. Essas não são realmente apenas coisas estreitas, pequenas, pequenas isoladas, mas são categorias. Dentro da categoria de doar há todos os tipos de maneiras de doar. Dentro da categoria de mostrar misericórdia, uma multidão de maneiras de mostrar misericórdia. Na categoria de pregação e ensino uma miríade de maneiras de pregar e ensinar e estilos, e assim por diante, e assim por diante.

A questão é a seguinte. Essas são categorias de superdotação e, na sua vida e na minha, o Senhor misturou entre essas várias categorias uma mistura perfeita e nos deu um dom que é só nosso, que é a combinação perfeita dessas categorias de superdotação. Há outros listados em 1 Coríntios 12 também. Então, eu os vejo como categorias e dentre elas o Senhor escolhe uma dimensão e mistura-a com outra e outra e outra.

Olho para a minha própria vida e digo "Obviamente Deus me chamou para pregar, ensinar, liderar, exortar e demonstrar o dom do conhecimento talvez". Isso e isto e Ele o mistura para que cada um de nós se torne um floco de neve espiritual, não há dois iguais. E se você não funcionar, se você não servir, de qualquer maneira simples que você possa, não é a atitude que Deus teria.

E é tão fácil gerar uma espécie de espectador da coisa. Não é isso. Esta igreja nunca se contentou com isso. Lembro-me de anos atrás quando a revista Moody Monthly veio e queria fazer um artigo sobre a nossa igreja. Nós ainda estávamos na capela, mas tínhamos pessoas espalhadas por todo lugar, e eles queriam fazer algo comigo e eu realmente não os conhecia naquela época. Já fazia muito tempo que eu escrevia livros para a Moody Press e coisas assim.

Eles vieram e Lowell Saunders ??? fez um artigo sobre a nossa igreja. E depois de estudá-la, perquisar sobre ela e entrevistar pessoas, o título que ele deu ao artigo foi "A Igreja com 900 Ministros" porque tínhamos 900 pessoas naquela época, e ele disse "Todos estão servindo". Tínhamos menos programas naquela época do que temos agora, em termos de programação formal, mas todo mundo estava atuando. Eles estavam fazendo isso. Eles estavam apenas fazendo isso, ministrando seus dons.

As pessoas estavam ligando e dizendo, "Há alguém no hospital que eu poderia ir ver? Posso ajudar na creche? Posso ir até lá e ajudar aquelas queridas senhoras que estão correndo atrás daquelas pessoinhas por todo o tapete? Posso colocar cadeiras? Posso limpar os banheiros? Posso lavar janelas? Eu só quero usar o dom que ajuda. Existe um lugar onde você poderia usar alguém que que quer ensinar? Eu adoraria aprender se você me treinasse. Existe um lugar onde você poderia colocar alguém que quer alcançar as pessoas com o Evangelho? Nós gostaríamos de ajudar." Ou então nós ouvíamos, "Ei, temos um ministério caminhando por aqui e é maravilhoso, e Deus está abençoando isso. Estamos usando nossos dons. Glória ao Seu nome e tudo isso."

É assim que deve ser na igreja. Talvez quando ela fica grande, todo mundo pensa que alguém vai fazer isso, mas quanto maior ela fica, maior a necessidade é, e nós só precisamos de mais pessoas envolvidas. Mas não é só isso. Não é que precisamos fazer algo para edificar a "igreja" ou para realizar alguma meta do programa.

Se você é um cristão e você está no corpo de Cristo você tem que estar fazendo a sua parte, se você quer conhecer a alegria, se você quer conhecer a bênção, se você quer ser obediente. Tantas necessidades, basta começar a usar seus dons. Não importa. Você não precisa analisar seu dom. Você pode nunca saber qual seja - eu não sei qual é o meu dom a nao ser que eu prego, eu ensino, eu faço algumas coisas. Eu não preciso catalogar a coisa. Você não precisa de um de computador para isso. Você poderia informar alguns dados a eles. E eles vão enviar uma cópia do computador sobre o qual é o seu dom. Sim, mas isso é ridículo. O computador não sabe.

Eu tenho observado a mim mesmo por um longo tempo e não tenho certeza de que eu sei a maneira como Deus misturou tudo isso. Eu basicamente sei o que eu não faço bem, provavelmente melhor do que eu sei o que eu faço bem. Mas a maneira que eu entendo meu dom é quando eu começo a ministrar e eu apenas me viro e olho para trás e dio, "Então é isso que eu faço." E quando você entrar no fluxo do ministério e do poder do Espírito de Deu, você verá o que Deus fará através de você.

Sabe, não há fim para a necessidade. Acabei de ouvir outro dia que 70 por cento das pessoas com mais de 18 anos no Vale de San Fernando são solteiras. Isso é incrível! Um monte de lares estão simplesmente se desfazendo, não estão? Setenta por cento. Esta é a era dos playboys, dos divorciados, dos pais solteiros. Fale sobre necessidades. Pessoal, temos necessidades. Necessidades em todos os lugares. Necessidades em toda a nossa comunidade.

Vou dizer outra coisa sobre pessoas solteiras enquanto eu estou falando sobre isso. Acho que às vezes, as pessoas solteiras pensam que a única coisa na vida para elas é se casar. Deixe-me dizer-lhe. Você tem uma alternativa uma coisa melhor do que isso. Leia 1 Coríntios 7. Paulo diz que somente se case se você tiver que se casar, ou seja, se você não tiver que se casar, caia fora disso. E se você não tem o dom de ser solteiro, e você vive abrasado, então tem que se casar. Mas, olha só, se você pode ficar solteiro fique solteiro.

Eu acredito que em nossa igreja, as pessoas solteiras, fornecem provavelmente o maior recurso para o ministério espiritual porque elas não estão sobrecarregadas. Diz em 1 Coríntios 7:35-36 a partir de 32, as pessoas solteiras cuidam das coisas do Senhor. As pessoas casadas cuidam da família, suas esposas, seu cônjuge, e todas as coisas necessárias para cuidar. Isso não é errado. É apenas que, se você pode ficar solteiro, desfrute disso, e pense em todas as pessoas solteiras que precisamos alcançar. Ouça, há uma miríade de coisas. Apenas cultive qualquer ministério que Deus colocou em seu coração, e Deus lhe deu um dom.

Quero apenas apresentar-lhe a duas pessoas, minhas favoritas, que são um pouco obscuras. Colossenses 4:12. Colossenses 4:12. O nome deste homem é Epafras. Epafras. Escute isso. Eu gosto muito disso. Ele diz "Epafras, que é dentre vós." Isso não é bom? Quem é ele? Ph.D. D.D. L.L.D. M.D. graduado no seminário, Phi Beta Kappa? Não, não, não, não. Ordenado? Não, não. "Epafras, que é dentre vós." Pessoal, veja isso. "servo de..." quem? "Cristo".

Isso não é bonito? Quer dizer, pensei nesses anos atrás. Eu pensava que seria uma coisa maravilhosa colocar sobre a lápide de alguém que ele fora apenas um cristão amado, maravilhoso. Basta dizer seu nome, um de nós, um servo de Cristo, apenas um de nós. É um chamado muito alto. "Ele te saúda." Qual era o seu ministério? Grande pregador? Grande orador? Não, não, não. Qual era o seu ministério? Ah. Ele está "sempre trabalhando até o ponto de exaustão fervorosamente por vocês em oração". Isso não é bom? Deus nos dá alguns Epafras. "Ele é apenas um de vocês" ele diz aos Colossenses. "Apenas um de seus rapazes e ele sempre ora fervorosamente." Então, pelo que ele está orando? Ele está orando "para que vocês possam permanecer perfeitos e completos em toda a vontade de Deus".

Aqui está um sujeito que carrega em seu coração o fardo do desenvolvimento espiritual de todos. Creio que este é o dom da fé. O dom da fé está ligado à oração. Aqui está um sujeito com o dom da fé, e eu não sei que outros dons foram misturados, mas, rapaz, ele o exerceu ao máximo. Ele não precisava de um programa organizado. Ele ficava de joelhos e ficava lá. Orava. Orava.

Há outro personagem em Filipenses 2:25 o nome é muito parecido. "Epafrodito...meu irmão, cooperador e companheiro de lutas; e, por outro, vosso mensageiro." Em outras palavras, "Vocês o enviaram para mim." E o que dizer sobre ele? O que ele faz? Ah. "Ele ministrou em minha necessidade." O que ele era? Ele era um companheiro. Sabe o quão valioso é ter um companheiro? Você sabe o que significa apenas ter alguém quando você está na batalha? Apenas para ser um amigo amado? Alguém para pegar a espada e lutar com você? Muitas pessoas precisam disso.

“E vosso auxiliar nas minhas necessidades; visto que ele tinha saudade de todos vós e estava angustiado porque ouvistes que adoeceu." Ou seja, isso é inacreditável. O sujeito está chateado. Ele está com um coração pesado. Por quê? Porque ele sabe que sua igreja descobriu que ele está doente. Ele acha que eles vão ficar tristes com isso e ele está tão triste que eles estão tristes por ele estar doente. Ele não está triste por ele estar doente. Ele está triste por eles estarem tristes por ele estar doente. Que rapaz! Ele não está voltando do campo e dizendo, "Ore por mim. Eu quebrei a unha." Sabe? Ele está triste porque eles estão tristes por ele estar doente. Que relação amorosa essas pessoas devem ter tido, hein? E ele estava doente. Ele estava tão doente que quase morreu. Ele ficou doente e quase morreu.

Você diz, "Bom, como ele ficou doente?" ah, versículo 30, "visto que, por causa da obra de Cristo, chegou ele às portas da morte e se dispôs a dar a própria vida, para suprir a vossa carência de socorro para comigo." Eu não sei, eu acho que quando chegarmos ao céu pessoas assim vão ficar fora. Nós vamos ter que olhar firme para encontrar alguns dos que conhecemos melhor. Abençoado seja. Assim, no versículo 29 ele diz, "Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse." Oh o que ele fez? Ele era um companheiro. Ele era um ajudador.

Você vê, pessoal, é uma questão de espontaneidade. É uma questão de o que está dentro. Se você tem uma vontade de servir, isso simplesmente vai sair. Quer dizer, se você está sempre de pé dizendo "Bom, eu não quero me envolver nesse negócio. Eu não sei se eles vão me aceitar." Ou "Eu não sei se eu gosto de trabalhar com eles." Você poderia jogar com isso do jeito que quisesse. Ou você poderia apenas servir, apenas servir.

Deixe-me dar-lhe outra, alegria, alegria. Essa é a sexta atitude espiritual interna. Em nossas reuniões de tenda nas últimas noites Ken Poor ??? estava falando sobre esse assunto de alegria. Tivemos um tempo maravilhoso pensando nisso falando sobre isso e nós desfrutamos muito, eu acho, também. O que queremos dizer com alegria? Bem a alegria é uma espécie de exuberância externa. É a resposta do coração, da alma, da mente, do corpo, de toda a pessoa à relação com Jesus Cristo, e uma das coisas que nos esforçamos para cultivar nesta igreja é a alegria.

Há uma seriedade na Palavra de Deus. Ah, sim. Há uma seriedade em lidar com o Deus infinitamente santo e todo sábio, o Deus soberano com quem temos de lidar. Há uma grande seriedade em lutar pelas terríveis pressões e ansiedades da vida e morte e tudo o que a humanidade traz sobre nós. Há muitas coisas que nos causam dor, mas ao mesmo tempo estamos cheios de alegria e isso é um profundo entusiasmo da alma, que tudo está bem e finalmente tudo será glorioso.

Creio que a alegria vem da Palavra de Deus. Creio que enquanto estudamos a Palavra de Deus, quando obedecemos à Palavra de Deus, a alegria é nossa. "Estas coisas eu vos escrevo -" 1 João 1:4 diz, "- para que a nossa alegria seja..." o quê? "completa" "E o Reino de Deus - diz em Romanos - é justiça paz e alegria no Espírito Santo." Jesus disse que Ele veio para nos dar alegria. Paulo diz "Alegrai-vos sempre mais uma vez digo alegrai-vos".

E estou convencido de que a alegria está ligada a toda essa questão de disposição para servir. Vejo pessoas envolvidas nas coisas do Senhor, fazendo coisas e usando seus dons e há alegria. Por quê? Porque a alegria vem em se entregar. Pessoas que são introspectivas, bem, estão tentando coletar tudo e suprir suas próprias necessidades, resolver os seus próprios problemas e satisfazer todas as suas próprias necessidades, tornam-se interiormente encravadas, auto-contemplativas, seres humanos miseráveis.

As pessoas que botam para fora suas vidas, são as que estão cheias de alegria. E queremos uma igreja cheia de alegria. Quer dizer, eu fico empolgado com as coisas, e eu, eu não deixo as coisas roubarem minha alegria. Eu luto para manter minha alegria. Algumas pessoas tentam tirar minha alegria. Elas tentam. Elas vêm e dizem, "John, temos um problema real aqui muito sério, muito sério." Eu digo, "Bom, e o que é?" E eles me dizem uma coisinha, você sabe, nada de nada. E eu, eu apenas digo "Bom, veremos apenas se o Senhor não resolverá esse problema. Faremos o que pudermos".

E às vezes eles vêm e têm um problema que é um problemão. É um grande problema. E eu simplesmente cultivei no meu próprio coração, apenas uma coisa cultivada que, sempre que tenho um grande problema, eu instantaneamente reajo dizendo, "Isso é realmente emocionante. Rapaz, isso é ótimo. Muito obrigado. Estou tão animado com esse problema." Alguns de vocês que já estiveram perto de mim, sabem que é o que eu tenho dito. "Rapaz, eu estou tão feliz em saber disso. Que problema terrível".

Eles olham para mim, você sabe, espantados. Mas veja se eu sei qual é o problema estou à frente do jogo certo? Porque eu conheço o solucionador de problemas. Mas se eu não sei quais são os problemas então eu estou realmente em apuros. Eu não tenho nenhum problema se eu sei onde estão os problemas. Tenho alegria porque conheço aquele que resolve os problemas.

Você pode perder sua alegria. Você pode começar a procurar a pilha de estrume em cada prado se quiser. Você pode viver a vida assim. Quero dizer, você pode apenas - é uma escolha. É uma escolha que você faz. Eu escolhi ser alegre. Eu escolhi ser feliz. Eu escolho ser entusiasmado. Eu escolho estar entusiasmado com o que Deus está fazendo. E não me importa o que você me diga, você não vai afetar isso se eu puder ajudar com a força do Espírito de Deus. Porque, eu acredito que a Bíblia me ordena a me alegrar sempre e novamente eu digo "Alegrai-vos".

E assim eu digo ao meu espírito "Alegrai-vos MacArthur regozijai-vos. Alegra-te no Deus que te redimiu e te ama apesar de ti mesmo. Alegra-te que algum dia você irá para o céu. Claro que você tem problemas mas algum dia você vai chegar ao céu. Você vai ter toda uma congregação de pessoas perfeitas. Elas terão um pregador perfeito e nem precisarão uns dos outros, então você pode demitir a igreja e todos irem para casa."

Ouça, não deixe ninguém tomar a sua alegria, e se você não tem a alegria do Senhor é porque você está olhando para o material errado. A alegria está disponível. Podemos nos alegrar em qualquer coisa. Vamos conversar sobre isso hoje à noite. Todas as coisas cooperam para o bem portanto tudo o que vier é uma fonte de alegria. Eu nunca vi as pessoas mais felizes do que quando elas sabem que resolveram um problema. Você não pode ficar feliz se você não tem um para começar.

Deixe-me falar sobre uma sexta atitude, paz, paz. É uma bela palavra não é? Paz. "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe..." o quê? "o vosso coração, nem se atemorize." Jesus nos deu Sua paz. 1 Coríntios 7:15 diz "Deus nos chamou à paz". A paz de Deus governa em seus corações, Filipenses 4 diz. "Vivam em paz" 2 Coríntios 13:11. "Estais em paz entre vós mesmos" 1 Tessalonicenses 5:13. Paz.

Se a alegria é a exuberância externa, a paz é a satisfação interior. E quando você vê pessoas que vêm ao Senhor, elas falam de alegria e paz, não é mesmo? A alegria do Senhor e sua paz profunda e estabelecida. Paz. Em outras palavras esse é o contentamento interior que diz "Tudo está sob controle. Tudo está sob controle".

Agora, isso não é verdade se há pecado em sua vida. Mas onde você está lidando com o pecado, e você está andando no Espírito, não importa o que aconteça, há paz. Nunca devemos permitir que alguém tome a nossa paz. Através dos anos de ministério aqui, tentamos cultivar no coração uma atitude de paz, uma atitude de descanso, uma atitude de confiança em Deus. Estive derramando minha alma por semanas, agora em Romanos capítulo 8, tentando mostrar-lhes que vocês estão seguros em Jesus Cristo e o subproduto desse tipo de segurança é um profundo, profundo sentimento de descanso. Paz. Paz de alma.

Nenhuma razão para ser incomodado. Nenhuma razão para estar ansioso. É por isso que Paulo diz "Não andeis ansiosos" do quê? "de coisa alguma..." Deixe a paz de Deus governar sua alma. Todos nós somos testados nesse ponto, com certeza, e nós não vivemos perfeitamente em paz, mas essa é uma atitude que devemos ter. Uma atitude de paz.

Deixe-me dar-lhe um corolário e é isso que eu realmente quero enfatizar. Poderíamos falar muito sobre a própria paz. Em Mateus capítulo 5 nosso Senhor disse "Bem-aventurados os pacificadores" por quê? "porque serão chamados filhos de Deus." Os cristãos devem ser pacificadores. Amado, você não poderia fazer nada mais maravilhoso para o reino de Deus, a igreja de Jesus Cristo, do que ser um pacificador. Que coisa maravilhosa.

A natureza humana tende para o conflito não é mesmo? Assim como Jó diz, "O homem nasce em confusão como as faíscas voam para cima." Quer dizer, a vida apenas centelha, enquanto as pessoas esfregam umas contra as outras. Conflitos, acontecem. Acontecem nas personalidades. Acontecem continuamente. E a única coisa que poderíamos fazer, que seria maravilhosa, é sermos pacificadores. Não fomente a ansiedade. Acalme-a.

Quer dizer, eu ouço coisas. Alguém vai dizer, "Bom, você sabe, algo está errado na Grace Church, rapaz" e então eles fazem essa pequena coisa aqui. E outra pessoa ouve outra pessoa. E de repente esta onda de maré vem, você sabe, em cima de mim. E eu digo, "Espere, eu acho que isso é um pouco fora de proporção, pessoal." E em vez de alguém na fila ser um pacificador, temos esse tipo de empilhamento de pessoas que ao invés de fazer a paz, causam problemas. E eu também fiz parte disso às vezes. Todos nós caímos nisso.

Em algum lugar de nossos corações deve haver esse compromisso com essa atitude que diz, "Estou em paz. Tudo está bem. Deus está no controle. Ele ainda está no Seu trono. Eu serei um pacificador. "Ah, que coisa linda. Seja um pacificador. Seja um pacificador. Toda vez que você tiver a oportunidade de entrar em um conflito faça a paz. Junte duas partes para que elas possam se abraçar. Seja um pacificador.

Não tome partido aqui contra esta pessoa aqui. Tente encontrar o que é bom sobre essa pessoa, bom sobre essa pessoa. Elimine as coisas que são ruins com base no que você pode ver que é certo sobre essa coisa, cultive relacionamentos adequados e seja um pacificador. Comece na sua própria família.

Sabe há algumas coisas, homens, que vocês podem dizer que vão colocar suas esposas em órbita e você sabe disso. Não diga essas coisas. Por que você faria isso? Você sabe, há algumas vezes em nossa família quando eu estou certo. Minha esposa acha que estou errado às vezes, mas estou certo. Às vezes eu estou errado, mas às vezes eu estou certo. E há algumas vezes em que ela pensa que estou errado, e estou certo, e Deus e eu podemos ser os únicos que sabem, mas estou certo. Mas eu não vou afirmar isso porque isso não traz a paz. Não vou comprometer a convicção, mas certamente não vou defender os meus direitos se eles não fizerem a paz, porque a paz é mais importante para mim do que a minha própria vontade e o meu próprio caminho.

Não é mais importante para mim do que o caminho de Deus, e é por isso que eu travo algumas batalhas continuamente contra aqueles que negam a verdade de Deus, mas faça as pazes com aqueles que estão família de Deus. Devemos ser pacificadores. Ah, se, se você pudesse entender essas coisas como a vida poderia se tornar simples.

Mais uma, gratidão. E estas são tão óbvias e isso é apenas uma revisão simples, são apenas coisas básicas. "Em tudo dai graças", 1 Tessalonicenses 5:18. Em tudo dai graças. "Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco". As pessoas tropeçam tentando encontrar a vontade de Deus, procurando a vontade de Deus. Elas pensam que Deus é um coelhinho da Páscoa universal que se escondeu nos arbustos e Ele está dizendo "Você está ficando mais quente. Você está ficando mais quente" como se cutucassem em torno da vontade de Deus.

Acabei de ler um livro de 425 páginas sobre como encontrar a vontade de Deus. Encontrei a vontade de Deus em 1 Tessalonicenses 5:18 "Em tudo dai graças." Quatro palavras: apenas agradeça. Apenas seja grato. As pessoas dizem "Ah, se eu tivesse um emprego melhor, se eu tivesse uma esposa melhor, tivesse um marido melhor, tivesse uma família melhor, estivesse numa situação melhor, um carro melho, melhor isso melhor aquilo, não teria todos esses problemas." Seja grato. O Dia de Ação de Graças é a coisa mais poderosa, estou lhe dizendo, em sua vida. Se você pudesse cultivar um coração agradecido, você poderia resolver tantos problemas. Tudo que você tem a fazer é apenas continuar oferecendo a Deus graças e louvor, e isso eliminará todos os seus problemas. Você simplesmente não os vê mais.

Ou seja, foi isso que o salmista fez. Ele tinha um problema. Ele estava se escondendo em algum lugar sob uma rocha porque tinha medo que Absalão o matasse. Quer dizer, este é Davi, certo? Ele não tem ninguém para defendê-lo. Ele está sozinho no deserto. Absalão está tentando tirar o trono dele. Ele o está perseguindo no deserto, e ele está sentado debaixo de uma rocha e está clamando "Oh Deus, oh Deus, por que os ímpios prosperam? E por que Tu estás fazendo isso? Por quanto tempo, oh Senhor, eu vou estar aqui? Por que Tu não entras lá e os destrói?" E assim por diante.

E então, finalmente, ele começará a pensar no que Deus fez e começará a recitar tudo. "Deus Oh Senhor Tu fizeste isto. Oh Senhor Tu fizeste isso. Oh, Tu és tão exaltado. Oh, Tu és tão poderoso. Oh,Tu és tão glorioso. Oh, eu Te agradeço por isso. Eu Te agradeço por isso." E então quando você chega ao final do Salmo "Oh Senhor." Ele é fantástico. Ele está completamente liberto. Ele está sob a mesma rocha, Absalão está fazendo a mesma ameaça. Ele apenas cultivou uma perspectiva totalmente diferente.

E se você tem problemas e você está resmungando e se retorcendo o tempo todo, não tem nada a ver com suas circunstâncias. Tem a ver com sua incapacidade de ser grato pelas coisas que Deus está fazendo, que são positivas. Cultive a gratidão. Deixe seus lábios serem cheios de louvor. No Salmo 30:4 diz que devemos "dar graças ao seu santo nome". No Salmo 106:1 devemos ser gratos pela bondade e misericórdia que Ele nos dá.

Em 2 Coríntios 9:15 devemos estar agradecidos pelo dom de Cristo. Em Apocalipse 11:17 devemos ser gratos pelo poder de Cristo e pelo reino vindouro. Em 1 Tessalonicenses 2:13 devemos ser gratos pela recepção e efetiva operação da Palavra de Deus. Em Romanos 7:23-25 devemos estar agradecidos pelo fato de que Cristo nos livrou do poder do pecado que habita em nós. Em 1 Coríntios 15:57 devemos estar cheios de ação de graças, que nos foi prometida vitória sobre a morte e ressurreição.

Em Daniel 2:23 Daniel estava agradecido pela "sabedoria e força". Em 2 Coríntios 2:14 devemos ser gratos pelo triunfo do evangelho. Em Romanos 6:17 devemos ser gratos pela conversão de outras pessoas. Em Romanos 1:8 devemos ser gratos pela fé exibida pelos outros, como Paulo foi. E em 2 Tessalonicenses 1:3 ele estava agradecido pelo amor que ele viu em outros crentes, pelo seu trabalho árduo por causa do reino. Em 1 Coríntios 1:4 ele estava agradecido pela graça concedida aos outros. Ele estava grato em 2 Coríntios 8:16 pelo zelo por Cristo que viu na vida dos outros.

Ou seja, você apenas cultiva e cultiva gratidão em vez de andar por aí gemendo sobre como as coisas são ruins. Você diz "Bom, eu não sou grato, senão nas minhas circunstâncias." Não, não são suas circunstâncias. Veja, a razão pela qual você não é grato é muito simples. A razão pela qual você não é grato é que você não acha que está recebendo o que merece. É isso. E se você tivesse o que merece estaria no inferno, então elimine isso. Você não quer o que você merece. Você nem quer o que quer a menos que saiba que Deus quer isso para você. Seja grato - e muito - cultive agradecimentos. Isso vai varrer toda a acidez de sua vida.

São coisas simples não são? Gratidão, paz, alegria, disposição de servir, unidade, amor, humildade obediência. Ouça com atenção. O que eu vou dizer pode parecer heresia, mas não é. Aqui estão oito coisas que eu lhe dei. Agora ouça. Você poderia tomar qualquer uma delas, qualquer uma delas e se essa coisa estiver reinando suprema em sua vida, todo o resto estará lá também.

Basta ter obediência. Você tem uma atitude de obediência, isso cuida de tudo. Tome a humildade. Se você é humilde, verdadeiramente humilde, altruísta, então você vai amar, e então você vai encontrar a unidade. E se você amar assim, você vai servir, e desse serviço virá a alegria, e desse serviço e do amor, um profundo sentimento de paz, e quando você tiver um profundo senso de paz e um profundo sentimento de alegria e sua vida estiver cheia de um serviço significativo você vai oferecer a Deus o quê? Graças.

Tome o amor. Se sua vida é totalmente dominada pelo amor o que vai acontecer? Bom, em primeiro lugar, "Se você Me ama você guarda os meus -" o quê? "- mandamentos". Então se você simplesmente ama a Deus você obedecerá tudo, e se você simplesmente amar a Deus você vai ser humilde e você vai encontrar a unidade, e desse grande amor virá o serviço, a alegria, a paz e a ação de graças, porque você vai agradecer a quem ama. Não é verdade? E você vai ser alegre, você vai ter uma paz no seu coração naquele relacionamento de amor contente que você tem.

Ou você poderia apenas, você poderia tomar a unidade. Quer dizer, se vocês realmente procuraram ser um coração, uma alma unida, com cada um dos outros crentes - rapaz, eu vou lhe dizer - para fazer isso você teria que expressar amor, humildade e obediência. É isso - não importa. Ou seja, é quase como se o Senhor estivesse dizendo "Olhe eu estou lhe dando cerca de 8.000 maneiras de abordar este negócio. Basta escolher qualquer uma." É como quando Gálatas 5 diz, "Mas o fruto do Espírito..." não frutos, mas fruto " - é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio." Você tem tudo ou nada. Você não pode dizer "Bom, minha vida está cheia de amor, amor verdadeiro de Deus, amor gerado pelo Espírito Santo. Só que eu sou miserável, miserável. Não tenho alegria em minha vida." Não, não. A vida cheia de amor será de alegria, paz, mansidão e bondade. Ou seja, tudo vem junto, vê? Ou digamos que você apenas decidiu que vai ser feliz. Você só vai cultivar alegria. De sua alegria vai vir agradecimento, paz e serviço. Quer dizer, você vê o que estou dizendo? Não importa para onde você vá.

Bom, eu acredito que entendemos a exortação. Deixe-me falar uma palavra de elogio. Eu louvo a Deus continuamente que você é obediente e eu não estou dizendo que você não é, e você é humilde e amoroso e você tem uma bela unidade, uma vontade de servir, alegria, paz. A ação de graças está definitivamente em suas vidas. Eu vejo isso. Eu louvo a Deus por isso. Eu os recomendo, mas eu apenas recordo a vocês, para reforçar, no caso de essas coisas poderem ter deslizado um pouco.

Não é que não temos essas coisas. Nós as temos. Precisamos de mais coisas boas do que as que temos, certo? E precisamos mais, pessoal, viver isso ao máximo. Eu quero concluir com uma carta que eu acho que é uma bênção maravilhosa. E você também. Ouça.

"Hoje é o aniversário de um ano da nossa família na Grace Community Church. Nós deixamos, pela fé, nossa casa em Fort Lauderdale, Flórida. Vir para o oeste, para frequentar a Grace Church, foi o ano mais emocionante da vida cristã de nossa família. É como se mudar para a Califórnia para a Corrida do Ouro só que não é ouro corruptível que estamos buscando mas uma riqueza incorruptível na Palavra de Deus que tão livremente está disponível na Grace Church. Embora estivéssemos verdadeiramente crescendo na Palavra de Deus por meio de seu abençoado ministério de rádio, sentimos que era tempo de dar de nós mesmos em um ministério de serviço para ajudar o corpo de Cristo a crescer na Grace Church." Isso não é maravilhoso?

“Meu marido e eu estamos envolvidos no ministério dos rebanhos, na Missão de Resgate da União, bem como na recepção, como você sabe, e é realmente uma alegria fazer parte da igreja que Cristo está construindo. Servido e saindo com" o quê? "alegria. Estou também transbordante com o modo como as pessoas, assim como a equipe da igreja nos ajudaram a crescer no Senhor ao suprir nossas diversas necessidades como comida e vestuário, e ajudar-nos a encontrar uma casa quando chegamos pela primeira vez aqui.

"Eu não me senti sozinho durante nossas provações porque os santos fiéis na Grace realmente carregaram nossos fardos quando estávamos em necessidade. E o Salmo 34 tornou-se muito especial para toda a nossa família. Quando estávamos em necessidade clamamos ao Senhor e Ele nos ouviu e nos livrou de todos os nossos problemas através dos santos amados na Grace Church. E temos provado e visto que o Senhor é bom e estamos verdadeiramente felizes porque todos nós depositamos nossa confiança Nele.

"Nós não temos nada a fazer senaão louvar ao Senhor pela maneira como a Grace Church tem ministrado a nós através de seus santos tanto financeiramente como espiritualmente. Muito obrigado por amar o seu povo o suficiente para ensinar-lhes a Palavra de Deus e ensiná-los a aplicar as Escrituras às suas vidas diariamente. Lembramo-nos sem cessar a vossa obra de fé e trabalho de amor e paciência de esperança em nosso Senhor Jesus Cristo aos olhos de Deus e de nosso Pai".

Que tipo de igreja pode causar esse tipo de impacto? Que tipo de igreja é preciso para tocar uma família como essa? Isso é apenas um dos muitos casos. Uma igreja que tem as atitudes certas, as atitudes corretas do coração, amor, humildade, serviço, alegria, paz, gratidão, todas essas coisas. Essas são as coisas que mudam uma igreja, e uma igreja como essa é a coisa que muda o mundo. Bom, vamos orar.

Pai, nós viemos esta manhã com os corações cheios de expectativa de que nos encontraria. Nós Te adoramos. Nós exaltamos Teu nome em nossas canções e louvores, e em nossos corações. Nós olhamos para a Tua Palavra e O ouvimos falar, e nossas almas foram tomadas de convicção. Queremos cada vez mais conformar-nos, querido Senhor, ao homem perfeito que está na plenitude da estatura de Cristo.

Encha nossos corações, Pai, com as coisas boas. Que sejamos aqueles que são gratos, agradecidos por tudo, tudo. Alegres, calmos, dispostos a servir, usando nossos dons onde quer que seja necessário. E que haja um tal desejo de obediência que literalmente transbordemos com o amor e a humildade que marca as pessoas verdadeiramente comprometidas.

E Senhor, sabemos também que onde te representarmos no mundo, o teu Reino prosseguirá adiante, e o teu povo será abençoado. Com este objetivo oramos em nome de Cristo. Amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize