Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Mateus 5:4 diz, “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”. Em um dos grandes Salmos de Davi, ele recita as profundezas da dor que o coração conhece nas frustrações e mágoas da vida. E então – isso está em Salmos 55 – ele clama e diz, “Então, disse eu: quem me dera asas como de pomba! Voaria e acharia pouso. Eis que fugiria para longe e ficaria no deserto. Dar-me-ia pressa em abrigar-me do vendaval e da procela”.

Bom, Davi ecoa um clamor que todo homem já fez alguma vez ou outra. Quando eles se deparam com mágoas, frustrações, tragédia, quando se deparam com desânimo, eles falam como Davi, “Ó se eu pudesse escapar, se eu pudesse simplesmente voar e descansar”. Davia ecoa o clamor da humanidade caída, um clamor por liberdade, um clamor par ter vida com asas, para voar longe e ser removido da dor e das mágoas, da angústia.

Qualquer pessoa que já passou por esse tipo de coisa sabe o que é ansiar por conforto numa vida de dor, ou numa vida cheia de mágoas, ou desânimo, ou amargura. Todos nós já tivemos vontade de fugir, olhar para o outro lado, fugir da mágoa para o lugar de conforto que sempre está tão escondido e elusivo. E quanto mais profunda a mágoa, e quanto mais profundo o desânimo, e mais profunda a dor, mais difícil de encontrar um lugar de conforto. E eu acho que esse é o paradoxo dessa bem aventurança, porque diz, “felizes são os tristes”. Nós nunca pensamos que isso é verdade. Os que choram são confortados. Isso é contrário a tudo o que nós conhecemos.

A estrutura inteira de nossas vidas, a loucura por prazer, a mentalidade de parque de diversões, mania por entretenimento, a constante busca por emoção, o dinheiro, e a energia, e o tempo, e o entusiasmo gasto em viver isso é a expressão do desejo do mundo para evitar o luto, evitar a mágoa, e evitar a dor. Mas Jesus disse, “Felizes são os tristes. Felizes são os que choram”.

Aliás, Jesus também disse em Lucas 6:25, “Ai de vós, os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar”. Isso é diferente. “Ai dos que rides porque irão chorar?” “Felizes são os que choram porque serão consolados?” É o oposto da filosofia do mundo. Uma nova abordagem para a vida. E isso é exatamente o que Jesus está fazendo, não é, no Sermão do Monte? Ele está oferecendo uma nova abordagem para a vida. Condena as risadas e alegria aparente do mundo. Pronuncia bênçãos, paz, e conforto para aqueles que choram.

Você pode até dizer, “Bom John, o que isso significa?” Vamos responder essa pergunta primeiro. E depois nós vamos falar de mais quatro perguntas nessa noite e dar respostas a elas, eu espero. Primeiramente, o que significa “bem-aventurados ou felizes, makarios, são os que choram”? Em que sentido isso é verdade? Vamos falar sobre isso.

Existe na língua grega nova diferentes verbos usados no Novo Testamento que falam de luto. Esse é o mais forte dos nove. É o mais severo. Mas o simples fato de existir nove diferentes verbos em uma lingual para expressar o conceito de luto é uma boa indicação de que faz parte da vida, é uma parte e parcela de simplesmente viver. A, aliás, a história do homem como um todo é uma história de lágrimas, e é uma história de mágoa, e, a propósito, nós temos tido muito disso mas nós não temos tido nada comparado com o que ainda está por vir.

Em Mateus 24:4 “ E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares”.

Agora, e você sabe alguma coisa de Mateus 24, você sabe que Jesus estava falando sobre um tempo no fim dos tempos. E ele segue nesse assunto no próximo versículo dizendo, “porém tudo isto é o princípio das dores”. Você não viu nada ainda. A história do homem é uma história de dores. É uma história de lágrimas. É uma história de dor e luto. E o homem só viu o começo disso.

Agora pense em que tipo de luto Jesus está falando aqui? O que ele quer dizer quando ele diz, “Bem aventurado os que choram”? Que tipo de bem-aventurança está disponível para que tipo de choro? Bom, a Bíblia fala sobre todos os tipos diferentes de choro. Existem diversos tipos diferentes de choro. Eu vou falar se só alguns com vocês.

Primeiro, tem o que você pode chamar de mágoa geral, simplesmente a mágoa da vida, um tipo de mágoa apropriado, se podemos falar dessa forma. Um tipo de mágoa que é aceitável, que é muito normal. Chorar e lamentar nesse sentido faz parte da vida humana. Na verdade, é um dom de Deus. Você sabia disso? Você sabia que a capacidade de chorar é um dom de Deus? A dor e a ansiedade que você guarda para si seria um veneno para todo o seu sistema emocional se não pudesse ser solo em lágrimas, se não pudesse ser solto na mágoa.

Chorar e lamentar é como se fosse uma válvula de pressão sendo solta que solta tudo aquilo de dentro de seu ser para que não pudesse envenenar todo o seu caráter emocional. É um dom de Deus. Solta a dor. Permite um processo de cura. E quando a dor é mantida dentro, e quando o remorso é mantido dento, e quando a mágoa e o lamento são mantidos dentro, elas envenenam as emoções. É muito natural lamentar. É muito natural fazer isso. Abraão chorou quando sua esposa morreu. Ele tinha todo direto em fazer isso. Foi assim como ele lidou com seu luto. Saiu em lágrimas e lamento.

Em Salmos 42:1-3, nós ouvimos o Salmista lamentando e é isso o que ele diz. “Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei e me verei perante a face de Deus? As minhas lágrimas têm sido o meu alimento dia e noite, enquanto me dizem continuamente: O teu Deus, onde está”?

Em outras palavras, a mágoa e o luto por causa da ausência de Deus foi liberto no coração do salmista através das lágrimas que escorriam sobre sua face. E você vê que ele estava sofrendo com solidão, e solidão é razão o suficiente para chorar. É razão o suficiente para ter algumas lágrimas. E até para um filho de Deus que pode, em algum ponto de sua vida, se sentir só e distante de Deus, lágrimas são uma forma muito normal de lidar com esse tipo de mágoa.

Em 2 Timóteo 1:3-4, Paulo diz a Timóteo, “Dou graças a Deus, a quem, desde os meus antepassados, sirvo com consciência pura, porque, sem cessar, me lembro de ti nas minhas orações, noite e dia”. Prestem atenção no que segue. “Lembrado das tuas lágrimas, estou ansioso por ver-te”. Timóteo estava chorando por causa do grande desânimo e derrota. Eu já deixei algumas lágrimas rolar às vezes por causa de solidão, às vezes por causa de desânimo e derrota. Isso é normal.

No capítulo 9 de Jeremias, o profeta que foi chamado por Deus para pregar para Isreal sobre um julgamento que vinha, ele foi e pregou com lágrimas. Isso é o que está escrito em Jeremias 9:1. Simplesmente escutam. “Prouvera a Deus a minha cabeça se tornasse em águas, e os meus olhos, em fonte de lágrimas! Então, choraria de dia e de noite os mortos da filha do meu povo”. O salmista chorou porque ele estava só. Timóteo chorou porque ele estava desanimado. Jeremias chorou porque ele viu o julgamento de Deus prestes a cair sobre o povo que ele amava. Ele estava frustrado, frustrado, tragicamente frustrado, e ele tinha tido tanto disso dentro dele que ele desejava que sua cabeça inteira fosse como um rio para que pudesse sair de dentro dele.

Em Atos capítulo 20, o apóstolo Paulo encontra com os presbíteros de Éfeso e ele fala sobre suas lágrimas no versículo 31. “Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar, com lágrimas, a cada um”. O salmista tinha lágrimas de solidão. Timóteo tinha lágrimas de desânimo. Jeremias tinha lágrimas de frustração. Paulo tinha lágrimas de preocupação, lágrimas de carinho, lágrimas de ansiedade.

Em Marcos capítulo 9, um pai trouxe de filho posseso por um demônio até Jesus e as lágrimas escorriam sobre a face daquele ai enquanto ele dizia, “Se podes! Tudo é possível ao que crê. E imediatamente o pai do menino exclamou [com lágrimas]: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé”! Você pode perguntar, “que tipo de lágrimas foram aquelas”? Elas eram as lágrimas de amor cuidadoso por um filho e que queria ver um filho liberto de um demônio.

Alguma coisa, eu suponho, como Salmo 126:5. “Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes”. Amor cuidadoso, e em Salmos 126 é o amor cuidadoso pelos perdidos que te faz chorar.

Em Lucas 7:37, uma mulher entra na casa do Fariseu onde Jesus estava deitado descansando, e ela trouxe uma caixa de alabastro – você lembra dessa história. Lucas relata que a mulher ficou aos seus pés chorando, e ela chorou sobre seus pés, e então ela secou os seus pés com o próprio cabelo. E quando o Fariseu questionou, “Por que, Jesus, você deixaria uma mulher pecadora fazer isso com você?” e Jesus deu uma pequena lição sobre como pessoas que tem sido perdoadas são muito agradecidas. Que tipo de lágrimas eram aquelas? Elas eram lágrimas de devoção. Eram lágrimas de louvor. Eram lágrimas de uma gratidão sincera.

Às vezes as pessoas choram quando estão agradecidas. Às vezes elas choram por causa de amor verdadeiro. Às vezes é por causa de preocupação. Às vezes por causa de decepção, às vezes por causa de desânimo, às vezes por causa de solidão, e às vezes por causa de amor. Amor faz as pessoas chorar.

Nosso Senhor chorou no túmulo de Lázaro porque ele o amava e ele tinha compaixão. Ele chorou pela cidade de Jerusalém porque ele os amava e tinha compaixão. Maria Madalena chorou porque Jesus estava morto e aquelas lágrimas eram de mágoa pela morte, e isso é muito normal, e essa é uma forma dada por Deus de soltar aquela dor terrível que está em seu coração. Não tem nada de errado com isso.

E então faz sentido lamentar de uma forma bem normal e humana e isso pode ser uma benção porque você solta aqueles tipos de coisa. É como se lágrimas fossem uma dádiva de Deus para libertar toda dor, e tem um tempo para isso. Eclesiastes 3, “há tempo de nascer e tempo de morrer,tempo de chorar e tempo de rir”.

Mas além disso tem um outro tipo de choro humano que é diferente. E não é correto. É impróprio. É ilícito. Isso é quando um homem chora porque não consegue satisfazer sua cobiça. É quando Lee tem lágrimas por causa de um desejo ruim não comprido. É a lágrima de Amnom. Você lembra que Amnom em 2 Samuel 13 chorou e lamentou até ficar doente querendo difamar sua própria irmã, Tamar, sexualmente.

Acabe também lamentou. Ele queria a vinha de Nabote. Ele cobiçou tanto que diz lá em 2 Reis 21:4, “ E deitou-se na sua cama, voltou o rosto e não comeu pão”. Ele ficou lamentando porque ele queria o que não era dele. Isso é um tipo de lamento ilícito e errado.

E então às vezes tem lamento, o lamento estendido de pessoas que não conseguem lidar com a morte de alguém. Sabe, é muito comum quando alguém morre uma outra pessoa literalmente fica enlouquecida. Acontece até entre cristãos. Recentemente eu ouvi falar de certo indivíduo que – em nossos termos – perdeu a cabeça por causa da perda do cônjuge que foi estar com Jesus Cristo. É egoísmo puro. O lamento depressivo de alguém que é tão egoísta que não consegue se regozijar com a exaltação de quem ele ama tanto.

Tem também outro tipo de tristeza ilícita que é a tristeza exagerada por causa de culpa. Você sabe que existem algumas pessoas que ficam muito culpadas e extremamente chorosas como uma forma de expiar seus próprios pecados. Uma boa ilustração bíblica disso é Davi. Absalão, se você lembra, tentou destronar seu pai. Você pode lê em 2 Samuel nos capítulos 15 a 20 e entender a história toda, mas eu vou contar rapidamente aqui.

Absalão tentou destronar seu pai. Absalão era orgulhoso. Ele era egoísta. Ele particularmente gostava muito de seu próprio cabelo. E Absalão conspirou contra Davi, ele conspirou para tirar ele do trono, e ele fez com que Davi fugisse da cidade, fez com que Davi saísse de Jerusalém. Ele tomou posse do palácio e ele planejou um golpe que iria acabar com as forças de Davi. E então a batalha aconteceu. E infelizmente para Absalão, o lado dele perdeu e ele foi morto.

Davi tinha dito a seus soldados em 2 Samuel 18:5, “Tratai com brandura o jovem Absalão, por amor de mim”. Vai com cuidado com Absalão. Você pode até pensar, “Tratar com brandura esse homem mau, vil, pecador e rebelde?” “”Ir com cuidado?” E quando Davi ficou sabendo que ele estava morto ele disse, “Meu filho Absalão, meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera que eu morrera por ti, Absalão, meu filho, meu filho!”

O amor dele é admirável, sua idéia é estúpida. Quem quer que Absalão governe sobre Israel? A nação precisava de Davi, não Absalão pecador, orgulhoso e egoísta. Porque Davi ficou tão triste daquela forma? Porque Davi estava cheio de culpa porque ele foi um pai terrível, e sua tristeza foi algo como uma purificação para lavar sua própria alma de suas falhas óbvias. Não tem dúvida nenhuma em minha mente de que a morte de Absalão foi parte do pagamento pelo pecado com Bateseba.

Lembra, se você voltar para Samuel 12, Deus disse a Davi, “Tão certo como vive o SENHOR, o homem que fez isso deve ser morto, E restituirá quatro vezes, porque fez tal coisa...”. Quatro grandes tragédias aconteceram com Davi: o bebê nascido de Bateseba morreu, sua filha Tamar foi pecaminosamente violada, seu filho Amnon foi morto e Absalão foi massacrado.

E o luto por Absalão foi um tipo de expiação. E 2 Samuel 19 nos diz que os soldados ficaram envergonhados por terem vencido porque Davi estava tão triste. E Joabe diz, “porque entendo, agora, que, se Absalão vivesse e todos nós, hoje, fôssemos mortos, então, estarias contente”. Viu que então, existe um tipo de luto que é errado.

Algumas pessoas dizem, “Bom, no geral, essa bem aventurança é verdade, sabe, quando você chora muito você geralmente se sente melhor. Tristeza tem uma forma de te fazer crescer e te fortalecer e, sabe, que eles até escrevem poemas sobre sso”. Você lembra daquela antiga poesia? “Eu caminhei uma milha com Prazer; Ela conversou o caminho inteiro; Mas não me deixou mais sábio com o que ela tinha para dizer. Caminhei uma milha com Tristeza; e ela não disse nenhuma palavra; Mas, ó! Quanto eu aprendi com ela, quando a Tristeza caminhou comigo”.

É um poema muito legal. Os Árabes diziam, “Todo raio de sol produz deserto”. Tristeza nos ensina muito. É um sentimento bom, mas não é disso que esse texto está falando. Não está falando sobre a tristeza do mundo, sendo lícito ou não. Não está nem perto disso. Está falando da tristeza Segundo Deus que é muito diferente.

Eu quero que você abra sua Bíblia em 2 Corítnios 7 e veja a diferença. Em 2 Coríntios 7:10, o apóstolo Paulo nos ajuda a entender isso. Ele diz o seguinte. “Porque a tristeza segundo Deus –“não é a tristeza do mundo, “- produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte”.

Escutem, você pode chorar amargamente sobre seus problemas e você pode chorar o tanto que você quiser sobre sua solidão, e por causa de amor verdadeiro, e você pode chorar muito por causa de todas essas coisas, e você pode até chorar por causa de cobiças não realizadas, e quando você finalmente parar, todo esse tipo de tristeza mundana não vai te dar vida.

Só tem um tipo de tristeza que leva a vida, e essa é a tristeza segundo Deus, que te leva a o que? Arrependimento. Então nós concluímos que é tristeza por causa de que? Por causa do pecado e essa é a questão. Isso é tristeza segundo Deus, tristeza por causa do pecado. A tristeza do mundo é inútil. Traz morte onde a tristeza segundo Deus traz o arrependimento, que traz salvação , traz conforto. Essa é a idéia principal. Essa é a chave. Tristeza Segundo Deus está ligada com o arrependimento, e o arrependimento está ligada com o pecado.

A questão, amados, voltem lá pro texto,Mateus 5:4, a questão aqui não está em ficar triste porque você está sozinho, ou desanimado, ou frustrado ou porque você tem um amor verdadeiro, ou porque alguém morreu. Não é ficar triste porque você não recebeu o que você quer. Não é ficar triste porque você se sente tão culpado. É estar triste porque você é um pecador. Essa é a questão.

Você não está lamentando aqui por causa das circunstâncias, circunstâncias humanas. Você está lamentando por causa do pecado. Lembra no versículo três, onde as bem-aventuranças começaram? “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”. O que significa ser humilde de espírito? Eu disse antes. Tem um sentido de estar espiritualmente falido. É o que nos faz falar, “em minha carna não há nada de bom”. É isso.

E isso é a parte intelectual, e no versículo 4 tem a parte emocional. Porque sua mente está convencida de que você está espiritualmente falido, sua emoção assume a liderança e você lamenta essa falência. O povo do reino é assim. Humildes em espírito é um reconhecimento de que não temos nada, e que nós somos nada, e que podemos fazer nada, e isso é o resultado de sermos mendigos agachados e encolhido, sem capacidade de ajudarmos a nós mesmos.

E o que ele está falando – o que o nosso Senhor está falando – no versículo 3 é “Feliz é o homem que está totalmente desamparado espiritualmente, que não é nada mais que um mendigo que tem que implorar por misericórdia e graça”. Porque é esse tipo de homem que entra no reino de Deus, o reino dos céus.

Então o que nós estamos falando aqui pessoal? Prestem atenção. A entrada para o Reino dele começa com um sentimento avassalador e de desamparo de pobreza espiritual. Começa com um senso de falência de espírito. E se você é uma criança do reino, você nunca vai perder esse senso. Mas sua carne continuamente permanece em nada bom. E enquanto vivemos, nós temos o mesmo senso de pobreza espiritual. E se não estava ali no começo, você não é um Cristão. Se não está aí agora, é questionável você ser um Cristão, porque isso faz parte do reino.

George McDonald se refere a esse princípio em sua exposição do Sermão do Monte. Ele diz o seguinte. “O humilde, os mendigos em espírito, o homens humildes de coração, os pouco ambiciosos, os altruístas, aqueles que nunca desprezam os homens e nunca buscam louvores, os modestos que não buscam nada para admirar em si mesmos, portanto, não buscam ser admirados por outros, os homens que se dão, esses são os homens livres do reino. Esses são os cidadãos da Nova Jerusalém, os homens que estão conscientes de sua própria pobreza em essência, não os homens que são pobres de amigos, ou pobres de influência, ou pobres em requerimentos, ou pobres de dinheiro, mas aqueles que são pobres em espírito que se sentem como se fossem criaturas pobres que não sabem de nada que pode fazer com que se sintam bem consigo mesmos e não desejam que nada faça isso, que sabem que eles precisam de muito para fazer com que suas vidas sejam dignas de serem vividas, fazer com que sua existência seja uma coisa boa, fazer com que sejam aptos para viver. Essas pessoas humildes são as que Deus chama de abençoados. McDonald diz, “Quando um homem diz, ‘Sou pequeno e sem valor,’aí então a porta do reino começa a se abrir para ele”.

Tanta humildade de espírito, amados, no versículo 3 vai levar ao choro no versículo 4, um lamento verdadeiro por causa do pecado. Somente o pobre pode dizer, “ai de mim! Estou perdido!” Somente o pobre de espírito pode dizer, “ Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador”. Olhem para Davi. Depois de seu terrível pecado com Bateseba, depois que ele conseguiu er certeza de que Urias, o marido dela, foi morto, ele não só viu como ele era pobre, ele não só viu como ele não tinha esperança, e que em pecado a mãe dele tinha concebido ele em Salmos 51, mas ele lamentou tão profundamente que arrancou o mais profundo de sua alma.

Olhem para Jó. Jó tinha tudo. Você sabe como Jó era rico?Jó era tão rico que em 29:6 diz que ele lavava a entrada da porta com manteiga. Isso é ser rico. Também faz sua porta de entrada ser escorregadia. Mas o homem nunca foi feito homem até ele se esclarecer no capítulo 42 depois de Deus ter amassado ele, até ele perceber que não era nada. E ele diz, “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem”. E sua resposta foi, “ Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza”. Qualquer pessoa que receber uma imagem verdadeira de quem é em relação a Deus tem essa mesma reação. É a única entrada pro reino. Você tem que engatinhar.

A palavra “chorar” aqui nesse versículo é a mais forte de todas as palavras gregas. Está reservada para o lamento e choro pela morte. O lamento impetuoso por alguém muito amado que você perdeu. Na Septuaginta, é usada com o luto de Jacó quando ele acreditava ter perdido José, seu filho, que estava morto, em Genesis 37. É usada nos evangelhos, em Marcos, por exemplo, em 16:10, “E, partindo ela,” e isso, lógicamente depois da morte de Cristo, “foi anunciá-lo àqueles que, tendo sido companheiros de Jesus, se achavam tristes e choravam”. É a mesma palavra. É a palavra mais forte que você usa quando alguém está lamentando a morte de alguém querido. Você encontra essa mesma palavra em Apocalipse 18, enquanto o sistema mau lamenta a morte de seu comércio na grande destruição da Babilônia no tempo da tribulação.

Agora me permita falar outra coisa sobre esse conceito dessa palavra em si. A palavra transmite uma idéia de agonia interna profunda, não simplesmente um choro externo. Tem outra palavra grega que tem essa conotação de simplesmente chorar e gritar. Aqui é uma dor interna profunda. Nós vemos isso com Davi se você voltar para Salmos 32. Vou ler alguns versículos.

Salmos 32:3, “Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia.” Sabe, quando Davi não estava confessando seu pecado a Deus, rasgou ele por dentro. Isso comia ele de dentro pra fora. “Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor” ou todos os líquidos internos que temo, o sangue e a saliva e todo o resto dos nossos órgãos internos, “se tornou em sequidão de estio”. Seu ser completo estava esgotado. E então ele diz, “Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado”.

Em Salmos 51, pensando nesse mesmo pecado com Bateseba ele diz, “Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamente da minha iniqüidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim”. Não consigo tirar isso da minha visão. Não consigo tirar isso da minha cabeça.

Versículo 10, “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário”. Escutem. Quando ele chorou pelo seu pecado e confessou seu pecado, ele foi limpo. Foi uma atitude totalmente diferente.

And you know what he said in Psalm 32 when he got it all out? He said, “Blessed, happy. Happy is the man who mourns, because happy is the one whose transgression is forgiven, whose sin is covered. Happy is the man unto whom the Lord does not impute iniquity.” You know why mourners are happy? Because mourners over sin who are the only ones who are – what? - forgiven. The rest of the world has to live with that guilt endlessly with no relief.

Amados, deixa eu falar o seguinte. Essa alegria não vem no lamentar. Vem no que Deus faz em resposta a isso. Você pode até tentar, como um cristão, manter o pecado em sua vida dentro de uma garrafa fechada e você vai ver como isso vai trazer ruína. Você confessa e vê a liberdade e a alegria que vem com o perdão.

Escutem. Davi tinha experimentado as lágrimas da solidão. Davi já tinha experimentado as lágrimas da rejeição. Ele experimentou as lágrimas de frustração, as lágrimas de desânimo e decepção. Ele até experimentou as lágrimas de derrota. Ele até experimentou lágrimas ilícitas de sua própria culpa onde ele tentou expiar por seus próprios pecados, mas nada nunca quebrantou o coração de Davi em lágrimas como seu próprio pecado. E então Deus consolou ele, e ele disse, “Bem-aventurado o homem cujas transgressões foram perdoadas”.

Felizes são os tristes. Você sabe o que o mundo diz? “Guarde as suas tribulaçoes emu ma mala velha e sorria, sorria, sorria”. E a Bíblia diz, “chore, chore, chore”.

Olhe para Tiago capítulo 4. Não tem o suficiente disso. Pessoas em nossas vidas, não tem o suficiente. Tiago 4:8 diz o seguinte. E eu quero que você preste atenção. “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração”. Agora prestem atenção no versículo 9. “Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará”.

Escutem. Não tem palavra melhor que eu consiga lembrar para o cristianismo de hoje do que essa de começar a chorar ao invés de rir. Aflige muito o meu coração ver essa frivolidade e a tolice e as bobagens que acontece no nome de cristianismo. Eu tenho uma palavra para essas pessoas. Minha palavra para essas pessoas é a seguinte. “Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza”.

Prestem atenção. Ninguém nunca entrou no reio de Deus que não chorou por causa de sua própria pecaminosidade. E você não pode verificar para mim ou para qualquer outra pessoa que você é um verdadeiro cristão a não ser que durante sua vida inteira tem o mesmo senso de lamento por causa do pecado em sua própria vida.

Eu não ligo ficar feliz porque eu fui perdoado, mas eu não consigo aproveitar essa alegria até eu lidar com o pecado. Um filho de Deus é constantemente quebrantado por causa do pecado. É difícil eu ficar feliz constantemente. Realmente é. Eu costumava ser muito mais feliz do que eu era antes. Eu sei demais para ficar feliz.

Ezequiel diz isso – Ezequiel 21. “uma espada , a espada está polida e afiada. Devemos então nos alegrar”? Ele disse,”Nós devemos estar dinso e fazendo piadas? A espada está afiada e polida”. Em outras palavras, Deus está pronto para aplicar um julgamento eterno. Porque estamos rindo? Não é piada.

Em Isaias 22:12, nós vemos uma palavra mais profunda, mas nesse mesmo sentido. “O Senhor, o SENHOR dos Exércitos, vos convida naquele dia para chorar, prantear, rapar a cabeça e cingir o cilício”. Ele estava dando um vislumbre de como seria o julgamento sobre Jerusalém. Ele disse que devemos estar pranteando. E no versículo 13, o que ele viu? “Porém é só gozo e alegria que se vêem; matam-se bois, degolam-se ovelhas”, Em outras palavras, só tinha festa, um grande banquete, bebendo vinho. “‘Comamos e bebamos pois amanhã morreremos’. Mas o SENHOR dos Exércitos se declara aos meus ouvidos, dizendo: Certamente, esta maldade não será perdoada, até que morrais, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos”.

Por que? Porque enquanto você rip or causa disso, você nunca vai saber que é purificador. Viu? Você ri quando enxerga o mal? Você ri quando o mal é retratado em suas televisões? Você ri quando você escuta algo sobre alguém fazendo alguma coisa ruim? Você ri de piadas que falam sobre a impiedade? Essas coisas são coisas que te fazem rir?

Provérbios 2:14 diz que alguns “que se alegram de fazer o mal”. 2 Tessalonicenses 2:12 usa a pequena frase “deleitaram-se com a injustiça”. Você sabia disso? Eu realmente acredito, pessoal, que a igreja hoje tem um senso de pecado defeituoso. Tem uma doutrina do pecado defeituosa. Nós pensamos - tantas pessoas penam dessa forma – que a vida cristã é uma piada, que a igreja é uma coisa que você pode fazer piadas a respeito, você pode rir dela.

E existem pessoas que tem se colocado como críticos da igreja que fazem sátiras sobre a igreja como se fosse uma piada, como se fosse algo que você pudesse rir a respeito. Eles gastam todo o seu tempo pensando em formas engraçadas que podem comentar sobre o cristianismo. Torna-se um cristianismo frívolo. Eu não sou contra se divertir, vocês sabem disso. Eu acho que o Antigo Testamento é bem claro quando diz, “o coração alegre é bom remédio”. Mas, você sabe, nós estamos tão desequilibrados que nós perdemos esse senso, não é verdade?

Alguns dizem, “Ah, esse movimento carismático é o melhor avivamento que eu já v”. Prestem atenção. Eu nunca vi tanta frivolidade e tolice em minha vida, e isso está muito longe de lamento. Convicção de peado deve preceder a conversão e deve também seguir ela. Esse é o caminho da bem-aventurança.

Sabe, é incrível. Alguns cristãos vão gastar toda a vida tentando encontrar a alegria e eles vão procurar aconselhamento e vão ler livros sobre isso, O Segredo Cristão de ter uma Vida Feliz, e eles buscam todas essas coisas. E o que eles realmente precisam fazer é lamentar porque esse é o caminho para a felicidade.

Agora, quando você está falido espiritualmente e quando você é um picador você pode responder de diversas formas. Primeiro, você pode negar como os Fariseus fizeram e simplesmente colocar uma fachada falsa e viver uma vida inteira de decepção e fazer todo mundo pensar que você é perfeito. Ou, quando você se depara com sua falência espiritual, você pode admitir isso e depois você mesmo pode tentar mudar isso dizendo, “Eu vou pear firma aqui. Eu vou arregaçar as mangas e me tornar uma pessoa melhor”. Um re-armamento. Ou, você pode admitir isso e se desesperar tanto que você comete suicídio como Judas. Você simplesmente não agüenta. Você é um pecador e você não agüenta isso.

Um jovem em nossa igreja, ele estava aqui desde quando eu cheguei na igreja, dois dias atrás – não, ontem – pegou uma arma e se matou, encontraram o corpo dele. Ele sabia que era um pecador, claro, ele não conseguiu agüentar isso. O desespero tomou conta de sua vida então ele tomou sua própria vida. Então você pode negar, colocar uma fachada falsa, você pode admitir e tentar mudar, você pode admitir e cair em desespero, ou você pode admitir e se voltar para Deus buscando graça e misericórdia. A última escolha é a escolha correta.

O que o filho pródigo fez, lá naquele lugar distante comendo a comida dos porcos? Ele negou sua circunstância? Eu estou bem. Isso não é tã ruim assim. Eu vou conseguir. Ou ele admitiu e disse, “Eu vou acabar crescendo aqui na fazenda? Eu vou mostrar a eles o que eu posso fazer”. Ou, ele admitiu e entrou em desespero e tentou se afogar ali naquela lama? Não. Ele fez a coisa certa. Ele admitiu e depois voltou ao pai onde a fonte da graça e misericórdia se encontrava. Ele lamentou.

Salvação vem pelo arrependimento, vem através do lamento, e Deus demanda isso. Eu realmente sinto, pessoal, que existe um grande número e pessoas nesse mundo que pensam que são cristãos mas elas não vieram a Cristo com um espírito falido lamentando pelo pecado e essa é a única forma de entrada. E se isso não é verdade em sua vida agora, eu questiono se sua salvação realmente acontecer.

Sabe, é incrível quando alguém diz para outra pessoa em grupos cristãos, “você é cristão?” e eles dizem, “Sim”. “Bom, como você pode saber”? e na maioria das vezes eles vão dizer, “bom, eu lembro quando eu fui pra frente da igreja”. Ou, “eu lembro quando eu falei –“ em outras palavras, toda a base que eles tem para assegurar que eles são cristãos é baseado no passado. Não. O Novo Testamento nunca lida com isso.

O Novo Testamento nunca fala sobre uma decisão. O Novo Testamento nunca fala sobre ir pro altar, nunca fala sobre assinar um cartão, nunca fala sobre um conselheiro falar para você que você é um cristão. Só fala que uma pessoa é cristã quando existem provas disso, viu. Essa é sempre a questão.

E em 2 Coríntios 12:21, “Receio que, indo outra vez, o meu Deus me humilhe no meio de vós, e eu venha a chorar por muitos que, outrora, pecaram e não se arrependeram da impureza, prostituição e lascívia que cometeram”. Querido Paulo nos diz, “se você não vai chorar por isso, então tudo o que resta é eu chorar por isso”.

Deus demanda arrependimento. Ele demanda a percepção do pecado. Eu não estou falando sobre uma auto-piedade desesperadora. Eu estou falando sobre um arrependimento genuíno e se você não conhece a diferença você tem um problema.

Aliás, em 1 Coríntios 2:7 diz que nós não devemos permitir que alguém seja engolido por muito lamento. Tem muito disso. E também isso faz com que a pessoa tenha um senso de superioridade espiritual, um senso de ser mais santo do que os outros. Sabe, como a menininha que viu o burro com um rosto cumprido e disse que ele deva ser um cristão muito espiritual. A alegria vem com o lamento verdadeiro. “coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus”, Salmos 51.

Eu posso continuar? Eu creio nisso. Que nós temos lamentado em pobreza espiritual por causa do nosso pecado quando entramos no reino e que vamos continuar fazendo isso pro resto da vida. Romanos capítulo 7 – e eu dei um vislumbre disso hoje de manhã e eu quero que você veja – Romanos 7. Pessoas pensam que isso foi o que aconteceu com Paulo em sua vida e depois que ele chegou em Romanos 8 ele nunca teve esse problema de novo. Isso não é verdade.

Em Romanos 7:15 ele diz, “ não faço o que prefiro, e sim o que detesto”, e ele diz no versículo 17, “quem faz isto já não sou eu, mas o pecado que habita em mim”, e ele continua falando sobre isso. “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum”, versículo 18, e “pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo”. E ele continua no versículo 20, “o pecado que habita em mim”, e ele diz, “encontro a lei de que o mal reside em mim. Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros”.

Em outras palavras, integridade e o pecado estão brigando. “Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?” Em outras palavras, esse é um estilo de vida para ele. Isso não é uma ação solitária que ele conseguiu barganhar. Bom, lá diz no versículo 25, “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor”. E alguns dizem, “Aí está, a vitória”. Mas elas não lêem o resto do versículo. “De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado”. Só porque ele sabia onde encontrar a vitória, não significa que foi de uma vez por todas. Ele lutou todo dia de sua vida até ele se encontrar com Jesus face a face. É um estilo de vida lidar com o pecado. Nunca muda.

Prestem atenção. Olhe no 8:23. Ele diz, “ E não somente ela, a criação que geme, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo”. Escutem. Não é simplesmente a criação que geme. Eu estou cansado dessa luta sozinho. Eu estou cansado do pecado. Eu quero alívio.

Não é de adimirar que ele disse, “tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor”. E também não é de adimirar que ele disse em 2 Coríntios 5, “E, por isso, neste tabernáculo, gememos, aspirando por sermos revestidos da nossa habitação celestial”. Escutem amados, você é salvo depois de estar falido em seu espírito e lamentando por causa de seu pecado e é assim que deve ser por toda a sua vida. Você deve ficar verdadeiramente triste por causa do seu pecado.

Sabe João, em 1 João, ele nos dá evidências de um cristão e uma delas é o seguinte: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados”. E o que isso realmente significa em contexto é o seguinte. Se nós somos os que continuamente estamos confessando nossos pecados, nós damos evidências de que somos os que estão sendo perdoados. Em outras palavras, os perdoados, os súditos do reino, os filhos de rei, os filhos de Deus, são caracterizados pelo constante confessar de pecados.

Eu lembro que um homem falou para mim uma vez, “Nossa como fuilibertado”. Um estudante do UCLA, como fui libertado. “Alguém acabou de reinterpretar 1 João 1:9, e eu sei agora que eu não preciso confessar meus pecados. Tem sido ótimo isso”. Eu respondi, “quando que você descobriu isso?” “Ah, foi alguns meses atrás”. “Ótimo”. Eu disse, “Eu quero te fazer uma pergunta. Você confessa os pecados?” Ele respondeu, “Eu acabei de falar para você – eu não preciso mais fazer isso”.

Eu disse, “Eu sei que você falou isso. Você confessa seus pecados”? Ele disse, “Sim. E isso é o que me irrita.” Eu disse, “É uma coisa boa.” Eu disse, “esse ensinamento pequeno que você aprendeu, é anulado pela sua própria natureza, que é característica de qualquer crente: Ele vai confessar o pecado”.

Aliás, voltando para Mateus capítulo 5, o verbo aqui está no presente, penthountes, é uma ação contínua, “os que continuamente choram serão continuamente consolados”. Lutero em suas 95 teses disse que nossa vida inteira é um ato contínuo de arrependimento e contrição. Davi clamou, Salmos 38, “ Pois já se elevam acima de minha cabeça as minhas iniqüidades; como fardos pesados, excedem as minhas forças”. Era um estilo de vida. Ele só encarou seu pecado como uma realidade por toda sua vida.

Sabe de uma coisa? Em todo o Novo Testamento nós encontramos tanto sobre Jesus, mas uma coisa nós nunca vemos Jesus fazer em todo o Novo Testamento é rir. Ele nunca deu risada. Ó, eu não sei se ele riu ou não, mas isso não está relatado. É difícil eu imaginar que ele tinha muita razão para rir. Ele teve fome. Ele ficou bravo. Ele teve sede, mas nunca relata que ele riu, e isso é uma grande parte da emoção humana. Mas lá diz que ele chorou. Ele era um homem de tristezas familiarizado com o sofrimento.

Eu acho que nós nos distanciamos disso. Nós temos sido atraídos para um mundo de entretenimento, buscando emoção, desesperado por prazer de tolos e bobos e comediantes, alguns deles tentam até colocar seus negócios na igreja. Você sabia que foi introduzido uma noite dessa em um canal cristão um homem conhecido por ser o maior cristão comediante? Quem precisa disso? Esse é o significado disso. Você entende agora o que significa chorar pelos seus pecados?

Qual é o resultado disso? Segunda pergunta. Essas próximas vão ser mais curtas. E eu nem falei tudo o que eu tinha para falar sobre isso. Você percebe que semana após semana nós chegamos só na pontinha do iceberg. Vivendo com a frustração é muito difícil. Qual é o resultado do lamento? Você diz, “então o que isso vai fazer para mim? Eu lamento, fico triste, desolado pelo pecado, o que eu recebo?” Conforto, conforto. Aliás, como eu já disse antes, pranteadores não são abençoados porque eles lamentam, eles são abençoados porque eles confortam. Se você não chorar, você não será consolado. Você só tenta esconder a sua culpa e isso te come por dentro. Não existe alegria na tristeza do mundo porque não pode ser consolada.

E aliás, eles usam o pronome enfático autoi aqui, que significa “bem-aventurado são aqueles que choram continuamente porque somente eles serão consolados”. Só os que choram conhecem o consolo de Deus. Só os que choram pelo pecado sabem o que é ter suas lágrimas enxugadas pela mão amorosa de Jesus Cristo. Eles serão consolados, parakaleō de onde também vemos a palavra

paraclēte, o que é chamado para ajudar, aquele que Jesus se referiu e chamou de, o consolador.

Aliás, a Bíblia nos diz que Deus é um consolador, Salmos 30:5, Salmos 50:15, Isaias 55:6-7, Miquéias 7:18-20, e repetidamente nos fala sobre o consolo que Deus nos dá. Ele nos ajuda, nos socorre, ouve o nosso clamor, atende a nossa necessidade, ele está sempre lá suplicando, admoestando e consolando e simpatizando, encorajando, fortalecendo, e perdoando, e restaurando, e isso se adiciona ao consolo.

Enquanto nosso luto sobe ao trono de Deus, Seu conforto inigualável e incomparável desce Dele por Cristo para nós. "Deus é um Deus de toda consolação", diz a Bíblia. E você sabia quem era o consolador? O primeiro consolador foi Jesus, porque ele disse: "Quando eu for embora, eu vou enviar outro -" o quê? "- Consolador". Ele foi o primeiro. Deus, o Deus de toda a consolação, Cristo, o primeiro Paráclito, chamado para o lado para ajudar, e do Espírito Santo acompanhou o trabalho. Deus é um Deus de consolo. Cristo é um Cristo de consolo. O Espírito Santo é um Espírito de consolo.

E, amados, eu não acredito que isto é completamente uma coisa que só vai acontecer no futuro. Eu não acredito em apenas dizer: "Bom, chore muito pessoal, porque no reino você vai ter consolo." Eu não acho que isso é o que ele disse. Quando eu penso na conexão aqui - e você pode fazer algum estudo no próprio versículo em detalhe no grego e a implicação aqui - é que o consolo anda do lado de luto. Contanto que você vai continue a chorar, você vai continuar sendo consolado. É o conceito de aqui e agora.

Há também um aspecto final. Claro, há um aspecto final quando todos nós formos para o reino eterno em Apocalipse 21:4 que diz: " E lhes enxugará dos olhos toda-" o quê? "- lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." Mas isso é no futuro.

Mas existe um senso de presente. O Espírito é o Consolador. Quando Cristo estava na terra, ele era o consolador. Aliás, a palavra de Deus é consoladora. Você sabia disso? A Bíblia é um consolador. Está escrito em Romanos 15:4. " Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência-" e prestem atenção nesta frase. "- e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança". Por que foi escrito? Para nos consolar. Porque ela nos fala do amor de Deus e ela nos fala sobre seu perdão, e ela nos fala sobre a sua ajuda, e ela nos fala sobre o seu encorajamento e sua presença e todas essas coisas.

Por isso, diria que a obra subjetiva do Espírito Santo nos consola e a Escritura nos consola. E eu vou te dizer outra coisa nós consolamos uns aos outros, não é? Gosto de ouvir o apóstolo Paulo quando ele diz: "Eu fui consolado com a vinda de fulano." Enquanto lidamos com o nosso pecado, Deus nos consola com o trabalho interior do Espírito, pelo trabalho da Palavra, pelo ministério de outros crentes.

E quando somos consolados, então estamos felizes. A felicidade vem para pessoas tristes, não porque estão tristes, mas porque a sua tristeza leva ao consolo. Eu amo o que Jesus disse em Mateus 11:28: " Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei." Sabe de uma coisa? Você não vai procurar descanso a não ser que você saiba que você está carregando um peso, não é? A não ser que você tenha um fardo pesado, a não ser que você sinta o seu pecado, a não ser que esse peso estiver te dobrando para trás e pesando para baixo, aí então você vem e você encontrará descanso. Ele tira o seu fardo pesado e te entrega o jugo dele, que é suave, e o fardo dele, que é leve.

Escutem. Carregar nas minhas costas os padrões de Deus e os mandamentos de Cristo é um fardo leve em comparação com carregar o peso do meu pecado. Consolo. Consolo enquanto estamos de luto, enquanto confessamos o pecado. Amados, tudo se resume a isso. Ouça agora. Enquanto você confessar seu pecado dia após dia, dia após dia diante do Senhor, ele vai te consolar, ele vai te consolar. E nesse consolo vem a felicidade e, em seguida, você pode sorrir, e então você pode rir, e se alegrar.

Você diz: "Bem, eu agora sei o que é, é preciso lamentar sobre o pecado. Eu já sei o resultado. Vou ser consolado e no consolo vem a felicidade”. Me permita fazer uma terceira pergunta. Como posso me tornar um pranteador? Como você pode se tornar um pranteador? E este é o nosso fechamento com duas perguntas, e eu quero que você pense bem nelas. Como você pode se tornar um pranteador? Primeiro é preciso eliminar os

Você pode até dizer, "John, o que você quer dizer?", Quero dizer que a maioria de nós tem obstáculos que nos impedem de realmente perceber o pecado. Você diz: "Bem, essas são as coisas que fazem o nosso coração duro. Estas são as coisas que nos fazem esquecer o sentimento. Estas são as coisas que nos fazem resistir o Espírito, que nos tornam insensíveis. Um coração de pedra simplesmente não chora. É desprovido de graça.O arado de Deus não pode quebrar um coração assim. Ele só acumula ira para o dia da ira". Acabar com os obstáculos. Você tem que se livrar dessa parte de pedra. Você diz: "Bem, o que são essas coisas que fazem um coração ser de pedra?" Eu vou te passar uma lista de coisas rapidamente.

Aqui estão os obstáculos para o lamento. Estas são as coisas que fazem um coração ser de pedra. Um: O amor do pecado. Prestem atenção. Se você ama seu pecado, você vai congelar seu coração em impenitência. Você vai petrificar seu coração se você ama o pecado. Segundo: Desespero. Você sabe o que o desespero diz? Deus não pode perdoar isso. Ele subestima o poder de Deus. Ele minimiza o sangue de Cristo. Desvaloriza a graça de Deus. Ele está desenhando Deus menor do que Ele realmente é.

Jeremias 18:12, “Mas eles dizem: Não há esperança, porque andaremos consoante os nossos projetos, e cada um fará segundo a dureza do seu coração maligno.” Em outras palavras, Deus não pode fazer nada sobre nós, de qualquer maneira. Estamos além da esperança então vamos ir para lá. Essa é a linguagem de desespero e desespero se esconde por trás misericórdia ignorância. Ela esconde a graça por trás dúvida. Ouço. Eu não me importo o quão ruim é. Não me importa quão mau você é. A graça de Deus é capaz de alcançá-lo, mudá-lo. Um dos obstáculos para o lamento é o amor do pecado, e o outro é o desespero que quer esconder a misericórdia de Deus por trás da nuvem de morte.

Terceiro: A presunção. Outro obstáculo para o lamento é a vaidade. E tem pessoas que pensam da seguinte forma, "Bem, eu não sou tão ruim assim. Você não me conhece, se você acha que eu deveria ficar triste com o que eu sou. Estou bem. Na verdade, eu sou muito bom”. Pensar assim é igual um médico tolo que trata uma doença séria como se fosse um resfriado. Prestem atenção. Se Jesus Cristo teve que derramar seu sangue e morrer na cruz por causa dos seus pecados, você é mau, você é muito ruim. Eu também sou.

Aliás, se você acha que não é mau, você é pior do que todo mundo, porque isso é o pior de todos os pecados. Assim, o amor pelo pecado, desespero e arrogância são obstáculos. A presunção, que é o quarto obstáculo, também é. Você sabe o que é presunção? Isso é graça barata.

Bem, você sabe, eu uma vez disse que queria Jesus em meu coração e eu fui com o negócio e desci até o altar e fui batizado. Porque eu preciso me preocupar? Eu só vou fazer o que eu quiser e vai dar tudo certo. Eu não preciso confessar meu pecado. Eu fico chateado com isso e como aquele cara que mencionei esta manhã e o que ele disse no outro dia, ele disse: "Eles não tem que mudar nada em sua vida apenas aceita Jesus e você vai ficar bem." Ele vai limpar tudo.

Isaías 55: 7 diz: " Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar”. Nunca se atreva. Não existe graça barata. Nenhuma licença. Nenhum amor pelo pecado, desespero, vaidade, presunção.

Número cinco: Outra coisa que dificulta ser uma pessoa que chora é a procrastinação. Bem, eu vou ter que voltar e fazer isso outra hora. Um dia desses eu vou ter que dar uma boa olhada no meu pecado e realmente pôr a minha vida em ordem. Quer saber de uma coisa? Pode ser tarde demais. Tiago 4:14 diz: " Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa."

E antes de você começar a falar sobre o amanhã, é melhor você perceber que não haverá um amanhã. Não seja um tolo. Presta atenção. Quanto mais cedo a doença for tratada, mais cedo o consolo vem, e com ela a bem-aventurança. E se você não lidar com isso a tempo, você vai passar uma eternidade sem Deus. Não pode adiar isso.

Bom, quais são os obstáculos? Amor ao pecado, desespero, vaidade, presunção, procrastinação. Vou acrescentar mais um: o riso, o riso. Você diz: "O que você quer dizer com isso?" Quero dizer que há algumas pessoas que simplesmente não querem lidar realisticamente com a vida. Elas só querem rir o tempo todo. É apenas uma grande festa e enquanto elas podem continuar na festa, elas nunca vão ter que enfrentar o problema.

Escute isso. Amos 6: 5. Ele fala sobre essas pessoas injustas, ele diz - é realmente um ai - "Ai daqueles que cantais à toa ao som da lira e inventais, como Davi, instrumentos músicos para vós mesmos que bebeis vinho em taças -" em outras palavras, um copo não é suficiente. Eles têm que ter uma taça grande "-  e vos ungis com o mais excelente óleo, mas não vos afligis com a ruína de José. Portanto, agora, ireis em cativeiro entre os primeiros que forem levados cativos”. Tolos que riem quando não há nenhum motivo para o riso. Não há lugar para o riso, não há razão para isso. Eles devem estar lamentando.

Em Jó 30:31, mais uma vez, este obstáculo é mencionado. " Por isso, a minha harpa se me tornou em prantos de luto, e a minha flauta, em voz dos que choram”. Em outras palavras, você sabe, o nosso mundo está louco por festas e música. Você sabia que uma das primeiras coisas que Deus vai fazer quando a tribulação vier é desligar todas as músicas. Você sabia que em Apocalipse 18, toda a música só vai parar? As pessoas vão ter que enfrentar a realidade. Desligue o rádio de vez em quando. Isso vai te ajudar a perceber o que está realmente acontecendo dentro de você.

Bom, o amor ao pecado, desespero, vaidade, presunção, procrastinação, riso. Estes são os obstáculos. Você diz: "John, como você pode se livrar desses obstáculos?" Olha, uma maneira é olhar para a cruz. Se você estiver brincando com todas essas modinhas e você não entende o significado da cruz, você não entende o que Cristo fez. Cristo morreu por você e se isso não quebrantar o seu coração de pedra, eu não sei o que vai.

Christina Rossetti escreveu isso. "Sou uma pedra e não uma ovelha porque eu fico de pé, ó Cristo, sob Tua cruz, enumerando gota por gota de sua perda lenta de sangue e mesmo assim não chorar? Não como aquelas mulheres que tanto amaram e que com extrema tristeza lamentou por Ti; Não como Pedro que quebrantado chorou amargamente; Não como o ladrão que foi comovido; Não como o Sol e a Lua que escondiam seus rostos em um céu sem estrelas, o horror de grandes trevas ao meio-dia - eu, somente eu. Não desista, mas procure a tua ovelha, verdadeiro Pastor do rebanho; Maior do que Moisés, volte e procure mais uma vez e fira uma rocha".

Prestem atenção. Se você tem obstáculos no caminho, dê uma olhada para a cruz, uma boa olhada e veja o quanto você precisa de Jesus Cristo, o quanto você precisa enfrentar seu pecado. Olha o tanto que custou. Então, primeiro remova os obstáculos. Em segundo lugar, estude sobre o pecado nas Escrituras. Estude. David disse: "Meu pecado está sempre diante de mim." Estude de David. Estude Isaías, que disse: "O ai de mim, pois eu sou um homem impuro. Eu habito no meio de um povo de lábios impuros”. Estude Jeremias, que chorou por causa do pecado. Estude Pedro que disse: "Afasta de mim que eu sou um homem pecador." Estude Paulo, que disse: "Eu sou o chefe dos pecadores." E preste atenção no que eles falam sobre seus pecados. E então, quando você se comparar com os melhores homens que já viveram, tentar se convencer de que você não é um pecador.

O pecado pisoteia as leis de Deus. O pecado despreza seu amor. Ele entristece o espírito. Ele despreza a Sua benção. O pecado nos afeta drasticamente. Nos deixa nu. Nos deixa impuro. Ele rouba o nosso manto e nossa coroa. Estraga a nossa glória. Nos deixa em trapos sujos e roupas sujas. Feitos à imagem de Deus, tornamo-nos como animais que perecem. Elimine o obstáculo e estude pecado.

Em terceiro lugar, ore por um coração contrito. Afinal, só Deus pode fazer isso e ele não vai recusar isso a quem pedir sinceramente. Então, o que isso significa? Isso significa que devemos lamentar por causa do pecado. Quais são os resultados? Consolo e felicidade. Como posso ser um lamentador? Retire os obstáculos, estude a Bíblia e ore.

Em conclusão, como posso saber se estou um lamentador? Como posso saber quando eu chegar lá? Muito simples. Você está pronto? Pergunte a si mesmo se você é sensível ao pecado. Você está? Como você reage ao pecado? Você ri dele? Você deixa passar? Você tem prazer nele? Alguns de vocês estão fazendo isso. Alguns de vocês estão vivendo nele, todos os tipos de pecado, e você nunca lida com ele. Talvez seja um pecado em uma área imoral. Talvez seja um pecado em sua empresa. Talvez seja a desonestidade. Talvez seja falta de oração. Talvez seja uma falta de bons pensamentos, uma falta de ser amoroso. Talvez seja qualquer outra coisa? Como você reage a isso?

Você chora por causa do seu pecado? Me permita ir mais longe. Eu acredito que se você é um verdadeiro lamentador, você não só vai chorar por causa do seu pecado, mas você vai lamentar pelos pecados do mundo. Sabe, eu vejo Jeremias, Jeremias chorou e disse: " Prouvera a Deus a minha cabeça se tornasse em águas, e os meus olhos, em fonte de lágrimas”! Você diz: "Jeremias, por que você quer chorar?" "Eu quero chorar por causa dessas pessoas. Essas pessoas são pecadoras e elas estão condenadas. Essas pessoas vão ser julgadas." Você se sente dessa maneira sobre o pecado de outras pessoas?

Jesus está no topo da montanha e olha para baixo para Jerusalém e lá diz que ele chorou. E ele disse: " Jerusalém, Jerusalém, Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes”. Ele não estava chorando por causa de si mesmo, ele estava chorando por causa deles. Você vê Ezequiel, tenho certeza que você viu Ezequiel chorando no Capítulo 9, os capítulos 9 e 10 inteiros, você pode abrir lá, mas em 9:4 está escrito, " e o Senhor lhe disse: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio Del”. Procure os aflitos. Você vai encontrar as pessoas que choram por seus irmãos e irmãs.

No grande Salmo 119, aquele longo salmo no versículo 136, "Torrentes de água nascem dos meus olhos, porque os homens não guardam a tua lei.", diz o salmista. Você chora assim? O seu coração literalmente se quebra quando o coração de Deus se quebra? Você diz como Davi disse, no Salmo 69, " Pois o zelo da tua casa me consumiu, e as injúrias dos que te ultrajam caem sobre mim." Eu choro quando você chora.

Lamentações 1:16. Jeremias diz: " Por estas coisas, choro eu; os meus olhos, os meus olhos se desfazem em águas; porque se afastou de mim o consolador”. Quero dizer, você realmente chora por causa dos seus pecados e dos pecados das pessoas ao seu redor? Se você é um lamentador, você faz isso. E eu não estou falando de desfigurar seu rosto como os fariseus falsos em Mateus 6 faziam que fingem no exterior e não choram por dentro.

Eu não estou falando sobre o luto falso de Saul em 1 Samuel 15, que diz: "Eu pequei", e então ele sussurra para Samuel ", mas honra-me diante do povo para que eu não estrague a minha reputação." Eu não estou falando disso.

Você é sensível ao pecado? E a segunda maneira de saber se você é um lamentador é se você tem uma noção do perdão de Deus? Você tem alegria em sua vida? Você conhece a verdadeira paz, a verdadeira felicidade, o consolo real que chega na vida de quem é perdoado e purificado? Eu espero que você chore porque eu quero que você seja consolado, porque eu quero que você seja feliz. E Deus também quer isso. Vamos orar.

Pai, nós simplesmente queremos te agradecer tanto por um tempo maravilhoso em Tua Palavra esta noite. Quão rico, quão profundo, cumprir estas grandes verdades. Abençoe cada vida aqui. Senhor, ajuda-me a ser um dos que choram. Eu quero ser o tipo de pessoa que você quer que eu seja. Eu quero sentir dor quando o Senhor sente dor. Eu quero ser sensível ao meu próprio pecado. E, ó Deus, eu quero ter o seu coração para o pecado que está ao redor do mundo, os pecados entre os irmãos, e até os pecados daqueles que não proclamam o seu nome. Que eu possa sempre me sentir enlutado por causa do pecado.

Nunca me deixe ficar frio. Nunca me deixe ficar calejado para que eu não fique mais sensível. Ajuda-me a lutar por sua honra com grande zelo para defender o seu padrão de justiça. E quando eu quebrá-lo ou qualquer outra pessoa quebrar, que meu coração fique angustiado, porque só depois disso eu vou conhecer o grande consolo e a alegria que o Senhor quer dar.

E Senhor, se há alguém aqui esta noite que nunca foi quebrantado por causa do pecado, que nunca chegou à falência espiritual nas questões de lamento, nós oramos para que esta noite possa ser aquela noite, e em assim, chorando, elas possam vir para o único que pode consolar, o Senhor Jesus Cristo, que morreu para pagar o preço do pecado.

E para nós que somos cristãos, Pai, que talvez nos esquecemos de como devemos agir com o pecado, nós temos nos tornado um pouco insensíveis e do mundo tem nos sugado para seus próprios padrões e nós esquecemos quão mau ele realmente é, e nós não somos afetados mais por causa do pecado, Deus, renova um espírito justo em nós, para que possamos sentir o que o Senhor sente.

Satisfaça todas as necessidades, Pai, quaisquer que sejam. E seja qual for o nível de relacionamento que temos contigo, traga-nos para onde o Senhor quer que estejamos. Em nome de Cristo oramos. Amem.

FIM

This sermon series includes the following messages:

< !--Study Guide -->

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

Donation:
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize