Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Estamos olhando para 1 Pedro capítulo 1. Estamos considerando os dois primeiros versículos. Ele começa esta epístola maravilhosa com as palavras "Pedro apóstolo de Jesus Cristo aos eleitos que são forasteiros da dispersão no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia eleitos segundo a presciência de Deus Pai em santificação do Espírito para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo Graça e paz vos sejam multiplicadas."

Parece que num começo tão pequeno não nos encontraríamos tão profundamente enraizados na teologia. Mas assim que Pedro diz "eleitos segundo a presciência de Deus Pai em santificação do Espírito para a obediência e a asperção do sangue de Jesus Cristo" ele nos introduz em uma profunda Arena do pensamento - a questão da eleição. Eleição.

A razão pela qual ele o menciona no início é por causa de sua capacidade de confortar os cristãos perseguidos. Como você sabe esses estrangeiros esses estranhos no mundo que realmente eram cidadãos do céu estavam espalhados por todo lado. Eles foram considerados pela sociedade em que viviam de muitas maneiras exilados. Eles estavam sofrendo cada vez mais perseguição o que realmente começou com eles sendo culpados pela incêndio de Roma. Era importante para eles entenderem que embora não fossem estimados no mundo eram escolhidos por Deus. E é por isso que Pedro introduz esta epístola da maneira que ele faz. Ele os conforta com a realidade de que eles podem ser rejeitados e podem ser perseguidos pelo mundo mas eles são escolhidos por Deus.

Agora vemos nesses dois versículos várias coisas sobre a eleição. Primeiramente percebemos da última vez a natureza da eleição. Da nossa eleição. A natureza de nossa eleição. No final do versículo 1 "Nós somos escolhidos" e falamos sobre o fato de que Deus nos escolheu soberanamente por sua vontade divina estritamente inalterada com base em sua graça soberana e livre. Ele predeterminou definir seu amor por certas pessoas em todo o mundo e eles são os eleitos. Essa é a natureza da nossa eleição.

Assim discutimos a condição de nossa eleição. Porque somos eleitos estamos residindo como estrangeiros. Ou seja somos estranhos. Somos estrangeiros. Somos uma raça pária. Estamos temporariamente vivendo na terra mas somos cidadãos do céu. Somos uma sociedade dentro de uma sociedade. Somos uma cultura sobrenatural na cultura terrena. Somos governados por Deus. Somos governados por Deus através da sua Palavra. Somos habitados pelo Espírito Santo. Temos convicções crenças e idéias credos e éticas hábitos e emoções padrões de vida princípios e pensamentos atividades e prazeres totalmente alheios aos do mundo. Nós não nos encaixamos. Somos completamente distintos.

Nós não amamos o mundo diz João em 1 João. Não estamos preocupados com o mundo diz Tiago para que possamos ser chamados de amigos do mundo. Somos inimigos do mundo. Somos estrangeiros do mundo por condição porque somos os eleitos. Na verdade não somos escolhidos apenas para existir como diferentes somos escolhidos para testemunhar ao mundo aonde somos estranhos. E testemunhamos não só pelo que dizemos mas testemunhamos pelo que somos. A plataforma para o que dizemos é o que somos.

Somos embaixadores de Cristo Paulo diz em 2 Coríntios capítulo 5. E foi-nos confiado o ministério da reconciliação isto é que devemos dizer aos homens que podem ser reconciliados com Deus através de Cristo. Somos enviados ao mundo como testemunhas. Jesus disse "Vocês são minhas testemunhas em Jerusalém na Judeia em Samaria e nas partes mais remotas da terra".

Então aqui estamos nós esta sociedade estrangeira dentro de uma sociedade essa cultura sobrenatural dentro de uma cultura. Nós somos este grupo de pessoas desprovidas que vivem por um padrão totalmente distinto. Não podemos ser amigos do mundo. Nós não amamos o mundo. Somos inimigos do mundo. Devemos falar ao mundo. E devemos viver de tal forma que eles sejam atraídos para ouvir o que temos a dizer. Isso é um desafio.

Não é fácil ser eficaz em testemunhar ao mundo. Em certo sentido tendemos a recuar para nossa própria pequena sociedade não é mesmo? E você pode imaginar que em um ambiente perseguido como os leitores desta grande epístola a tendência seria retrair mais e mais para dentro por causa de proteção apoio amor companheirismo proteção - naturalmente levando tudo.

E portanto Pedro naturalmente através desta epístola lembrará aos crentes perseguidos que eles não devem se tornar inseridos porque essa é a tendência. Nós nos amamos muito. Temos muito em comum uns com os outros. Uma das grandes ameaças ao cristianismo é que quanto mais tempo você é um cristão menos você mesmo troca sua vida com pessoas incrédulas. Ficamos tão envolvidos em nossa própria cultura cristã, sociedade cristã.

Alexander MacLaren disse "A semente em uma cesta não está no lugar certo mas semeada sobre o campo estará acenando trigo em um mês ou dois." E temos de resistir à tentação por causa de nossa condição de nos tornar inseridos de modo que nos tornemos uma sociedade de pessoas falando conosco mesmos ao invés de evangelizar um mundo perdido. Deus ajudou o processo um pouco. Toda vez que ele vem contra a igreja para perseguir e espalhar os crentes começando em Atos 8 a igreja cresceu. Toda vez que a semente é esvaziada do cesto e jogada sobre o campo resulta no trigo ondulado. Portanto devemos nos lembrar mesmo quando pensamos sobre nossa condição de estrangeiros que não estamos simplesmente aqui para existir mas estamos aqui para alcançar o mundo.

É por isso que não pertencemos a mosteiros. É por isso que não ficamos em cavernas em algum lugar. É por isso que não pertencemos a torres educacionais de marfim durante toda a vida. Temos de ser dispersos. Somos embaixadores forasteiros de Cristo. Temos de levar a mensagem redentora ao mundo e resistir à constante atração para dentro onde nos tornamos involtos em nós mesmos. Então essa é a condição de nossa eleição os estrangeiros no mundo. Não esperamos ser tratados como os mundanos. Não esperamos que os nativos nos tratem da maneira como tratam os outros nativos. Estamos no mundo. Nós não somos do mundo. E desejamos um lugar muito melhor um lugar que é o nosso verdadeiro lar.

Falando de Abraão em Hebreus capítulo 11 diz que ele estava "procurando a cidade que tem fundações cujo arquiteto e construtor é Deus". Essa é a nossa cidade. Essa é realmente a nossa pátria. William Barclay chamou os cristãos de "os exilados da eternidade".

Há uma descrição cristã famosa - realmente uma descrição dos cristãos não escrita por um cristão. Mas nos tempos antigos algum escritor escreveu os cristãos ou descreveu os cristãos dessa maneira muito interessante. Ouça. "Os cristãos não são marcados do resto da humanidade pelo seu país nem pelo seu discurso nem pelos seus costumes. Eles habitam em cidades tanto gregas como bárbaras cada um como sua sorte é lançada. Eles seguem os costumes da região em roupas e em alimentos e nas coisas exteriores da vida em geral. No entanto eles manifestam o caráter maravilhoso e abertamente paradoxal de seu próprio estado.

"Eles habitam as terras de seu nascimento mas como residentes temporários. Eles tomam a sua parte de todas as responsabilidades como cidadãos e suportam todas as deficiências como estrangeiros. Toda terra estrangeira é sua terra natal e toda terra nativa uma terra estrangeira. Eles passam seus dias na terra mas sua cidadania está no céu. "E é isso. Somos nós. Isso está precisamente descrito.

Eu me lembro de ter crescido cantando em grupos de jovens "Este mundo não é minha casa. Eu sou apenas de passgem. Meu tesouro está colocado em algum lugar além do azul." Então essa é a condição de nossa eleição.

Em terceiro lugar precisamos falar sobre a fonte de nossa eleição e isso nos leva a um pensamento muito importante. Versículo 2. Aqui está a fonte de nossa eleição. Agora sabemos que fomos escolhidos por Deus e por isso entramos numa família que nos torna estrangeiros neste mundo. A fonte da escolha de Deus diz no versículo 2 é "segundo a presciência de Deus Pai." Foi por causa da presciência de Deus que Ele nos escolheu.

Agora já aprendemos que Deus o Pai é o que faz a escolha. É Deus o Pai que fez a escolha. E se eu precisar lembrá-lo de forma tão breve sobre isso gostaria de chamar sua atenção para Romanos 11:5. "Assim pois, também agora no tempo de hoje" diz Paulo "sobrevive um remanescente segundo a eleição da Graça.”

E Efésios capítulo 1 "Bendito Deus e Pai nosso Senhor Jesus Cristo." Versículo 4 "Assim nos escolheu nele." Ele nos escolheu. Assim foi Deus quem nos escolheu para sermos salvos. Ele fez a escolha. Ele escolheu. E a propósito Deus o faz independentemente de qualquer pessoa. Ele faz isso de forma independente - você está pronto para isso? - independente de qualquer circunstância. Agora você precisa entender isso. Não há ninguém que se mova sobre a vontade de Deus para ajudá-lo a fazer a escolha. Não há nenhuma circunstância que de alguma forma precipite na escolha de Deus.

Em Daniel 4:35 lemos "Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada e segundo a sua vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra não há quem lhe possa deter a mão nem lhe dizer 'Que fazes?' "Ninguém pode questioná-lo. Ninguém está envolvido no processo de qualquer forma. Deus identificou alguns em sua própria mente tanto entre os anjos os anjos santos e eleitos como eles são chamados em 1 Timóteo 5:21 e entre os homens. E ele os escolheu para a vida eterna e para a bem-aventurança. Antes de criá-los ele decidiu seu destino.

Eu poderia colocar desta forma. O povo escolhido é constituído pelo povo escolhido. O povo escolhido é constituído pelo povo escolhido. Mas qual foi a fonte da escolha de Deus? Versículo 2. Agora siga. "De acordo com a presciência de Deus". Agora algumas pessoas dizem "Você vê? É isso aí. Somos escolhidos porque Deus sabia antes o que faríamos. "Você já ouviu isso? Esse é o tipo mais comum de explicação tradicional da eleição. Eles dizem "Bem veja 'presciência' significa 'previsão'. Ou significa que -" e eu ouvi isso explicado muitas vezes "- Deus olhou para baixo através dos eons da história e viu por sua onisciência futura o que você faria e o que eu faria e quando ele viu que nós creríamos ele nos escolheu. E quando vimos que não creríamos ele não nos escolheu."

Algumas pessoas pensam que isso é o que significa que Deus em sua onisciência sabia o que você faria sabia o que todos fariam então de alguma maneira sobrenatural ele observou a história antes de ser escrita e por sua observação elegeu aqueles que previu iriam crer. Os homens amam essa doutrina. Eles adoram isso. Eles querem acreditar nisso. Algo em mim quer acreditar nisso. Algo em você quer acreditar nisso. Sim isso soa melhor.

Sabe por que quer acreditar nisso? Número um, porque em sua queda você quer desesperadamente alguma responsabilidade pela sua salvação. E em segundo lugar em sua queda o outro soa como se fosse - o quê? - Injusto. Mas uma vez que nossas mentes estão poluídas pelo pecado não estamos em posição de exaltar nosso próprio orgulho e chamá-lo de virtude ou de derrubar a justiça de Deus e chamá-la de algo menos do que isso. Isso não é o que significa pré-conhecimento.

Você sabe o que há de errado com essa visão? Eu vou lhe dizer. Vou lhe dar algumas pequenas razões. Você pode anotá-las. A primeira coisa se você fosse traduzir a idéia aqui conhecimento prévio preciência como "saber antes" e assumir que Deus apenas olhou para baixo a história viu o que você faria e o escreveu para baixo porque Ele viu que você ia fazê-lo. A primeira coisa que faz é tornar o homem soberano. Certo? Somos soberanos. Nós estamos fazendo isso e Deus está dizendo "Eu vejo. Vou escrever isso. Ele ia fazer isso." Então o homem é soberano.

Agora você vai ter um problema com isso em João 15:16 onde Jesus disse "Não fostes vós que me escolhestes a mim pelo contrário -" o quê? "- Eu vos escolhi a vós outros." Agora quem é soberano? O homem é soberano? Você é soberano e eu sou soberano e todo mundo é soberano? Todo mundo pode escolher o que quiser e Deus está lá em cima tentando manter tudo na linha e obter o sujeito certo no lado direito da razão? Não. Veja se você acredita nisso então você tornou o homem soberano.

Em segundo lugar essa visão também dá ao homem o crédito por sua salvação de alguma forma e permite que ele compartilhe a glória. E como eu disse o homem ama isso. Ouvi uma pessoa dar um testemunho na outra noite e ela disse "Estou tão feliz que tive o senso de receber a Cristo." E eu queria me levantar e dizer "Não. Você não o fez e eu nem se quer conheço você mas sei que você não tem o senso de receber a Cristo porque ninguém tem o senso de receber a Cristo ". Isso não é um ato de sentido humano. "Estou tão feliz que tive o senso de dar a minha vida a Cristo." Não. Você não teve. Mas queremos um pouco dessa glória.

Deus nos escolheu. 1 Coríntios 12:9 diz que ninguém deve se vangloriar diante de Deus. "Não de obras para que ninguém se glorie". Efésios 2:9 diz a mesma coisa.

Então se você vai tomar a preciência e com isso dizer que Deus sabia com antecedência o que você estava por fazer então você acabou de tornar o homem soberano e em segundo lugar você pode dar crédito ao homem por ser inteligente o suficiente para vir a Cristo e portanto Ele participa da glória devida pelo dom da salvação.

O terceiro problema com isso pressupõe que o homem pode buscar a Deus. Pressupõe que o homem em seu estado decaído pode classificar através dos dados disponíveis e buscar a Deus. Romanos 3:11 diz "Não há quem busque a Deus". A razão pela qual você está salvo não é porque buscou a Deus mas porque Deus - o quê? - buscou você. E você nunca respondeu a essa busca até que Deus o procurou primeiro e moveu o seu coração para ele.

Em quarto lugar essa visão torna a salvação um resultado de um trabalho humano. E o que é esse trabalho? Crer. Se você pode crer estritamente com base em sua própria habilidade humana então você se apropriou da salvação por um esforço humano. Você diz "Bom, agora espere um minuto. Você não tem que crer para ser salvo? "Sim. Mas a sua fé para ser salvo também foi um dom de Deus. Deus lhe concedeu a fé. Se Deus está sentado na eternidade olhando para a estrada e apenas esperando para ver o que você faz então a fé que você exerce é a sua fé não a dele é portanto uma obra humana. Faz da salvação uma obra humana uma obra de fé mas ainda uma obra humana a fé humana.

E em quinto lugar essa perspectiva torna Deus uma vítima da escolha do homem. Torna Deus uma vítima da escolha do homem. Deus está sentado no céu dizendo "Hmm. Isso vai fazer a diferença no meu plano. Rapaz se esse sujeito tivesse dito sim então eu poderia ter feito isso e eu poderia ter trabalhado isso mas agora não vai dar certo." Isso é quase uma visão blasfema de Deus. Deus faz todas as coisas pelo conselho da sua própria vontade. Deus faz todo o seu bom prazer. Deus nunca é de forma alguma frustrado por qualquer coisa a qualquer tempo por alguém. Isso é muito importante para nós entendermos.

Isaías 46:9. "Eu sou Deus. E não há outro. Eu sou Deus e não há outro semelhante a mim que desde o princípio anuncio o que ha de acontecer e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam - "ouçam isto" – que digo 'O meu concelho permanecerá de pé. Farei toda a minha vontade." "Deus não é uma vítima.

Agora se você considerar que Deus olha para o caminho e vê quem vai crer você tornou o homem soberano. Você dá ao homem o crédito por uma parte de sua salvação então ele recebe um pouco da glória. Vocês assumem que o homem por conta própria vai buscar a Deus não induzido pelo próprio Deus. Você fez da salvação uma obra humana de fé. E você acaba de fazer de Deus uma vítima do que os homens fazem. Isso não é o que essa palavra significa.

Agora essas são razões teológicas por isso não pode ser verdade. Deixe-me ir ao texto e dar-lhe uma razão que é inerente à própria Palavra. A palavra aqui - por favor note - "presciência" é a palavra prognósis. Você já ouviu essa palavra? Prognóstico. É uma palavra muito importante. O versículo 19 termina com a palavra "Cristo". Então diz de Cristo "Porque ele foi conhecido antes da fundação do mundo". A mesma palavra. Forma de proginōskō mesma palavra.

Significa previsão lá? Significa que Deus estava no céu olhando pela estrada e disse "Oh eu vejo o que Cristo vai fazer? Oh eu vejo. Entendi"? É Deus olhando pelo caminho da história para ver o que Cristo fará? Não dificilmente. Bom o que quer que prognósis signifique no versículo 2 isso significa no versículo 20. Pedro certamente não vai tentar nos confundir. E se Cristo foi conhecido antes da fundação do mundo e eu fui conhecido antes da fundação do mundo então eu fui antecipado da mesma maneira que Cristo foi conhecido certo?

Como vou entender isso? Veja Atos capítulo 2. Atos 2:23 falando de Cristo Pedro pregando aqui. Ele gosta dessa palavra. Este é Pedro no dia de Pentecostes. Ele fala sobre Jesus de Nazaré. E ele diz em Atos 2:23 "Sendo este entregue -" ouça isto "- pelo determinado desígnio e -" o quê? "- vós o matastes cruscificando por mãos de iníquos ao qual porém Deus ressucitou rompendo os grilhões da morte." Agora espere um minuto. Cristo foi entregue para morrer pelo plano predeterminado e presciência de Deus.

Amado você entendeu? A preciência está ligado ao plano predeterminado. A preciência é escolha deliberada. Escolha deliberada. É uma relação predeterminada uma relação predeterminada no conhecimento de Deus. Isso não significa que ele tenha observado antes isso significa que ele planejou antes. É conhecer não no sentido de observação mas é conhecer no sentido de trazer à realidade.

Por exemplo - deixe-me dar-lhe algumas ilustrações para que você não vai ser confuso. Jeremias 1:5. Deus diz de Jeremias "Antes que eu te formasse no ventre materno -" o quê? - Eu te conheci. Esse é o tipo de conhecimento. O que você quer dizer? Eu predeterminei um relacionamento com você. Isso é o que significa. Eu predeterminei um relacionamento com você.

Amós 3:2. "De todas as famílias da Terra somente a vós. A vós outros vos escolhi." O que ele quer dizer? Israel é a única pessoa que conheço? Eles são os únicos que eu estou observando? Não. Eles são os únicos com quem eu tenho um relacionamento intimamente predeterminado.

Estou pensando em Isaías. Quero que você entenda isso completamente porque confunde muitas pessoas. Isaías 49:1. "Ouvi-me terras do mar e vós povos de longe escutai. O Senhor me chamou desde o meu nascimento desde o ventre de minha mãe fez menção do meu nome fez a minha boca como uma espada aguda." Este é o profeta Isaías dizendo que tudo isso aconteceu antes que ele nascesse antes que ele nascesse. Deus tinha tudo planejado. "O Senhor me conheceu." O que você quer dizer? Ele sabia quem ele era? Não. Ele predeterminou uma relação única de intimidade com aquele profeta.

Em Êxodo 33 a escritura diz "Conheço-te pelo teu nome e também achaste graça aos meus olhos" falando Deus a Moisés. O Senhor falou a Moisés versículo 17 "Farei também isso que dissestes porque achaste graça aos meus olhos. E eu te conheço pelo teu nome". Em outras palavras ligado a este conhecimento está o vínculo predeterminado de Deus o relacionamento predeterminado de Deus.

Você vê a mesma coisa em Mateus 7. Você se lembra do que ele diz lá? "Muitos naquele dia hão de dizer 'Senhor Senhor' então lhes direi explicitamente -" versículo 23 "'- Nunca -" o quê? "- vos conheci." "Eu não sabia quem vocês eram? Não. Ele sabia quem eram. Eu nunca tive um relacionamento predeterminado com vocês.

João 10:14. "Eu sou o bom pastor conheço as minhas ovelhas." Vêem? Eu tenho um laço com eles. Mais do que isso eu sei quem eles são eu tenho um relacionamento com eles ligado por uma escolha predeterminada.

Bem essa é a idéia. Vamos voltar então para Pedro entender completamente o que ele está dizendo. Quando ele diz "Escolhido de acordo com a presciência de Deus o Pai" ele quer dizer a relação predeterminada que Deus estabeleceu em sua própria mente no plano predeterminado. Isso é exatamente o que ele quer dizer. A fonte da escolha soberana então é o ato previamente determinado de Deus de estabelecer um relacionamento conosco. Isso era tudo uma parte de seu plano. Não é Deus olhando para baixo através da história e dizendo "Eu vou ter que reagir ao que eles fazem." Deus sabia porque ele ordenou.

Quer ouvir uma coisa? Pegue isso. Você pode? Cada coisa que existe no universo existe porque Deus permitiu quis isso pensou na existência. Você conseguiu? Você diz "E quanto ao pecado?" Ele não fez isso mas ele permitiu. Não há nada que aconteça aconteceu ou acontecerá isso não esteja acontecendo tenha acontecido ou acontecerá porque Deus sabia que isso aconteceria. Percebeu? Você diz "Como o pecado se encaixa?" Eu não sei. Mas ele permitiu e ele tem um propósito para isso. Se nada mais ele permitisse a existir a fim de destruí-lo para sempre então isso não seria mais potencial para arruinar o seu reino santo.

Isso não é uma coisa fácil de entender. Mas o que você deve entender é que Deus predeterminou em seu plano para definir seu amor sobre certas pessoas. Isso é presciência. Ele já o conhecia. Cristo certamente é um bom modelo. Cristo 1 Pedro 2 6 era a pedra escolhida preciosa. Assim como ele elegeu Cristo através da presciência ele nos elege através da presciência. Tremenda verdade.

Assim a natureza da eleição escolhidos por Deus. A condição da eleição estrangeiros no mundo. A fonte da eleição veio de um relacionamento predeterminado com Deus que ele ordenou como parte de seu plano. Em quarto lugar, ao considerar a eleição aqui, tantas outras coisas para dizer, mas vamos ao quarto pensamento. A esfera de nossa eleição. A esfera de nossa eleição.

Versículo 2. Isto é tão maravilhoso. Agora observe isso. "Em santificação do Espírito". “Em santificação do Espírito". Agora ouça por favor. Ser eleito e ser salvo são duas coisas diferentes. Você está acompanhando? Duas coisas diferentes. Você está pronto para isso? Você pode ser eleito e não ser salvo.

O que você quer dizer com isso? Todos nós fomos eleitos e não salvos em algum momento não é verdade? Não está dizendo "Bem eu sou eleito. Eu acho que não preciso ser salvo. "Não. A esfera em que a eleição passa de ser um plano para uma realidade é a salvação. A realidade da eleição chega aos eleitos através da obra santificadora do Espírito. É assim que o decreto divino e eterno se torna um fato da história.

Há quanto tempo os eleitos foram eleitos? Você lembra? Há quanto tempo você é eleito? Desde sempre. Quanto tempo você foi salvo? Alguns anos. Você foi eleito há muito tempo antes de ser salvo. Você foi eleito quando estava vivo e perdido. Há uma diferença. A eleição o plano de Deus torna-se realidade na vida dos eleitos na esfera da obra santificadora do Espírito Santo.

Este é um pensamento maravilhoso pois aqui você tem o termo "santificador" usado para se referir a todo o que os teólogos chamariam de "obra salvífica" a obra de salvação. E creio que o que Pedro tem em mente pela obra santificadora do Espírito seja o novo nascimento Salvação regeneração fé arrependimento tudo o que o Espírito produz.

Esta obra santificadora hagiasmos da palavra da qual nos tornamos "santos" significa "separar-se separar santificar consagrar santificar". E o genitivo subjetivo aqui parece indicar que o Espírito produz esta santificação. O Espírito vem torna-o santo o que significa que você se torna separado separa você santifica-o consagra-o a Deus na obra da salvação.

Você foi eleito e eu também desde toda a eternidade mas todos nós em um ponto no tempo faziamos parte da massa da humanidade não redimida. Estávamos rondando em condições não redimidas até que o Espírito Santo veio e nos separou nos salvou. "Santificado" significa "separado". E pode referir-se à salvação e tudo o que sai dela. O Espírito Santo faz essa obra maravilhosa.

1 Pedro 2:9. Olhe por um momento. "Vós porém sois raça eleita sacerdócio real nação santa povo de propriedade exclusiva de Deus afim de proclamardes as virtudes daquele que -" e aqui está a sua obra santificadora "- vos chamou -" o quê? "- das trevas para a sua -" o quê? "- maravilhosa luz."

Essa é a sua separação. Essa é a sua consagração. Esse é o seu santificar. E então no versículo 10. "Vós sim que antes não eras povo -" ainda que fossem eleitos "- mas agora sois povo de Deus." Em um tempo implícito "- que não tinhas alcançado misericórdia agora alcançastes misericórdia.”

E assim ele está dizendo, "Você foi escolhido desde o princípio mas você só foi salvo desde que a obra santificadora do Espírito aconteceu quando ele o separou do pecado para Deus o separou das trevas para a luz separou-os da incredulidade para a fé separou-os do amor a iniqüidade ao arrependimento ". Essa é toda a obra santificadora do Espírito.

Atos 15:7. Ouça isto. Muito debate no Conselho de Jerusalém. Pedro levantou-se e disse-lhes "Irmãos vós sabeis que desde ha muito Deus me escolheu dentre vós para que por meu intermédio ouvissem os gentios a Palavra do evangelho e cressem". Deus escolheu. Ele escolheu Pedro para pregar. "E Deus que conhece o coração deu testemunho deles -" Ora, Deus que conhece os corações lhes deu testemunho. Que são os gentios " - concedendo o Espírito Santo a eles como também a nós nos concedera e não estabeleceu distinção alguma entre nós e eles -" e veja essa linha “- purificando-lhes pela fé o coração".

Quem fez isso? O Espírito Santo. Limpou seus corações pela fé. Deus envia seu Espírito Santo. É por isso que a Bíblia diz "você deve nascer do Espírito". Nascido do Espírito. É o Espírito que vem e nos separa do pecado e da incredulidade para a fé e a santidade. Nós nascemos do Espírito. É a obra do Espírito.

Em Tito - você se lembra disso - nós vamos para este versículo muitas vezes porque é um versículo tão tremendo. Ouça. "Não por obras de justiça -" Tito 3:5 "- praticadas por nós." Ele não olhou para baixo para a história e disse "Oh sim é o que eles iriam fazer então farei isso. Não. Ele nos salvou sem levar em conta o que fizemos mas segundo a sua misericórdia. E aqui está como ele nos salvou. "Pela lavagem da regeneração e da renovação pelo Espírito Santo." Deus planejou a salvação. Cristo comprou a salvação. O Espírito Santo aplica a salvação. Ele faz o trabalho de regeneração.

Em 1 Tessalonicenses 1:4 ele diz "Reconhecendo irmãos amados de Deus a vossa eleição -" Eu sei que Deus os escolheu "- porque o nosso evangelho não chegou até a vós tão somente em palavras mas sobre tudo em poder no Santo Espírito". Como você sabe que somos eleitos? Porque vimos o Espírito vir com poder e mudar sua vida. Essa é a única maneira que você pode saber. Isso é quando a eleição torna-se uma realidade.

Em 2 Tessalonicenses 2 - de volta a esse versículo olhamos para ele da última vez - diz - agora ouçam isto "Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação". Como? 2 Tessalonicenses 2:13. "Pela santificação do Espírito e da fé na verdade." O Espírito produz mudança limpeza separação. Ah que grande verdade. Deus planejou isso. Cristo efetuou isto. O Espírito faz dela uma realidade.

Em Romanos 15:16 Paulo disse que era "ministro de Cristo Jesus entre os gentios no sagrado encargo de anunciar o evangelho de Deus de modo que a oferta deles seja aceitável uma vez santificada pelo Espírito Santo". Mesma frase usada para se referir à salvação. A obra santificadora do Espírito é que ele separa as pessoas de Deus.

O que Deus diz aos Coríntios? 6:11. “Eis alguns de vocês - que costumavam ser impuros idólatras adúlteros efeminados homossexuais ladrões cobiçosos bêbados e tudo isso" - mas vós vos lavastes mas fostes santificados". Assim muitas vezes pensamos da santificação eu acho como algo que acontece depois que você é um cristão. Ela abraça tudo. Isso significa que você está separado do pecado para Deus. É um sinônimo aqui para a salvação em 1 Pedro. E é a obra crítica do Espírito Santo na conversão. Ele nos separa. É por isso que devemos lembrar que somos nascidos do Espírito.

Agora ouça. Uma vez que você está separado ele continua a santificá-lo e consagrar você e torná-lo mais santo e esse é o processo de santificação. E continua por toda a nossa vida. Salvação é uma obra do Espírito. Você nasceu do Espírito. Você nasceu do Espírito. Esse é o trabalho dele. O Espírito concede a você fé. A fé é um dom do Espírito. O Espírito abre seu coração para que você creia. O Espírito transforma você para compreender a mensagem do evangelho.

2 Timóteo 2:25 diz que o Espírito concede arrependimento. O Espírito desvia você do pecado, e faz com que você se volte para Deus. Por quê? Porque ele está trabalhando a realidade do propósito eletivo de Deus. Tremenda verdade. Tremenda. O Espírito Santo nos torna santos. Efésios 1:4 diz que somos escolhidos para sermos santos. Hebreus 12:14 diz, "Buscai a santificação sem a qual ninguém verá o Senhor".

Agora isso não significa perfeição. Significa separação. Eu sou santo. Você sabia disso? Você é santo se você é um cristão. Eu não sou tão santo como deveria ser e você não é tão santo como deveria ser. Eu não sou tão santo como eu vou ser. Você não é tão santo como você vai ser mas eu não era antes santo de forma alguma. Eu não estava separado do pecado da incredulidade da escuridão. Agora eu sou. E agora estou crescendo mais e mais para ser como Cristo. À medida que cresço espiritualmente a freqüência decrescente do pecado é a crescente realidade da santidade. Esse é um processo mas começa com o ato salvífico do Espírito Santo. Esta é realmente a nova aliança de uma maneira excelente.

Na verdade deixe-me apenas tomar uma nota de rodapé aqui por um minuto. Seria uma contradição dizer - e eu preciso fazer este ponto por isso é bom que pensei em fazer isto. Seria uma contradição dizer que Deus escolheu um homem para estar em Cristo mas não o tornou santo. Percebeu? Total contradição. Total contradição.

Se você foi tirado das trevas e colocado na luz se você foi tirado da morte e colocado na vida se você foi tirado da incredulidade e lidado fé se você tiver sido separado do pecado você é santo. Você não é tão santo como deveria ser mas você é santo. Seria absolutamente impossível para Deus escolher um homem para estar em Cristo enviar o Espírito Santo para fazer a obra e não separar esse homem de algum modo. Quer dizer para simplificar tome as palavras de Paulo em Romanos 6:22 "Agora porém libertados do pecado transformados em servo de Deus tendes o nosso fruto para a santificação". É claro. É claro.

Então alguém diz "Bem eu sou um cristão mas nunca houve uma mudança em minha vida." espere um minuto. O que isso significa? O que você está dizendo com isso? Se o Espírito Santo o separou da incredulidade para a fé ele separou você do amor do pecado ao ódio do pecado se ele o separou de todos os modos da morte para a vida e das trevas para a luz você é santo. E isso se mostrará pela maneira como você vive.

A falta de compreensão é que criou algum mal-entendido diabólico do evangelho. Você não pode me dizer que há pessoas que foram santificadas pelo Espírito Santo separadas do pecado para Deus mas você não pode dizer isso de si. Espere um minuto. Tem que haver uma diferença. Tem que haver. Vocês costumavam ser escravos do pecado agora vocês são servos da justiça. É uma mudança total em sua natureza.

Eu estava pensando em Gálatas 4:6. "E porque vós sois filhos enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho." Ai meu Deus. Essa é outra coisa que o Espírito Santo faz vem viver em nossos corações. Você acha que isso faz de você uma pessoa diferente? Espero que você diga que sim. Como pode alguém dizer que uma pessoa pode ser salva pela obra santificadora do Espírito Santo e como alguns estão dizendo hoje não crer e não ser separado? Certamente foge em face do que as escrituras ensinam.

Bom a esfera da eleição o que é isso? O ambiente de sua realização é a salvação. Ela ocorre na salvação. A obra santificadora do Espírito Santo que torna uma pessoa ímpia em santa. 2 Pedro 1:3. Vamos olhar para ele. A saudação nesta carta versículo 2 é semelhante. "Graça e paz -" e assim por diante. Fala de Jesus nosso Senhor "visto como pelo seu divino poder nos tem sido doada -" olhe isto "- todas as coisas que conduzem à vida e à piedade".

Rapaz, como é que conseguimos isso? Através do verdadeiro conhecimento dele. Quando você chega a conhecer verdadeiramente a Cristo você recebe tudo o que pertence à vida e à piedade. Você diz "O que é isso?" O arrependimento tem que ser parte disso. Certamente o arrependimento pertence à vida espiritual e à piedade. Fé virtude justiça amor a Deus prazer na obra do Espírito está tudo lá.

Bom a natureza da eleição Deus nos escolheu independentemente de qualquer influência externa. Você diz "Por quê?" Não respondemos a essas perguntas. Ele sim. Isso é tudo.

A condição de nossa eleição? Nós somos estrangeiros residentes em um lugar estrangeiro. Nós nos amamos. Vivemos por um padrão de vida completamente diferente e temos de resistir à tentação de nos encravarmos tanto que perdemos o propósito de estar aqui que é ser sal e luz espalhar a semente.

A fonte de nossa eleição? Ela veio de um plano predeterminado no qual Deus antes do mundo começar nos conhecia não nos conhecendo não só no sentido de observação. Ele conhecia ele sabia tudo no sentido da observação. Conhecendo-nos no sentido de uma relação predeterminada. Essa é a fonte. Estava em sua própria mente. Ele sabia disso na realidade. Ele sabia disso antes que acontecesse.

E qual é a esfera onde a eleição se torna realidade? A esfera da salvação. Teoricamente se você morresse sem nunca abraçar a Cristo você vai para o inferno mesmo que teoricamente você fosse eleito. Agora que é uma impossibilidade mas você entende o que estou dizendo. A eleição é inválida até que seja confirmada pela obra santificadora do Espírito. E essa é a esfera em que ocorre.

Eu tenho que lhe dar uma prévia. O número cinco é o objetivo de nossa eleição. Você está pronto para isso? Qual é o objetivo de nossa eleição? Quer dizer isso é tão simples. Para que você possa fazer - o quê? - obedecer a Jesus Cristo. Esse é o objetivo de nossa eleição. Ele o salvou para que você possa obedecer a Jesus Cristo. Isso é tão básico. Isso não é um desejo. É um fato. Efésios 2:10. "Pois somos feitura dele criados em Cristo Jesus -" para o quê? "- boas obras as quais Deus de antemão preparou para que andassemos nela." Isso não é um desejo isso é um fato.

Nós vamos falar sobre o fato da obediência e então vamos falar sobre o que significa ser aspergido com seu sangue. Só essa verdade é uma das mais convincentes que eu já encontrei no Novo Testamento. Mas eu quero segurar isso porque ele tem que ser totalmente desenvolvido. Então vamos esperar até a próxima vez.

Ouça. Não se desligue de mim. Não feche sua mente. A doutrina da eleição é tão prática. É tão poderosa. Quando entendo isso literalmente muda a vida inteira para entender esta doutrina. Quando você entende que você é eleito as ramificações práticas disso mudarão a maneira como você vive todos os dias.

A doutrina da eleição tratará do seu orgulho. Isso mesmo. Tratará da questão da adoração em seu coração. Tratará da questão da alegria. A doutrina da eleição lhe dirá tudo o que precisa saber sobre benefícios e privilégios espirituais. A doutrina da eleição compelirá a certos tipos de comportamento como nenhuma outra doutrina jamais o compelirá. A doutrina da eleição produzirá poder em sua vida de maneiras que talvez você nunca seria capaz de entender se você não entendesse esta doutrina. Você não pode ignorá-la. Você absolutamente não pode ignorá-la.

Ouça o que Spurgeon disse e eu vou terminar. "Antes que a salvação viesse a este mundo a eleição marchou na linha da frente. E tinha como sua obra o alojamento da salvação. A eleição atravessou o mundo e marcou as casas onde a salvação deveria vir e os corações nos quais o tesouro deveria ser depositado. A eleição olhou através de toda a raça humana desde Adão até o fim e marcou como selo sagrado aqueles para quem a salvação foi projetada. Ele precisava passar por Samaria disse a eleição e a salvação deveria ir para lá.

“Então veio a predestinação. A predestinação não apenas marcou a casa mas também a estrada na qual a salvação deveria viajar para aquela casa. A predestinação ordenou cada passo do grande exército de salvação. A predestinação ordenou o tempo em que o pecador deve ser trazido a Cristo a maneira como ele deve ser salvo os meios que devem ser empregados. Ela marcou a hora e o momento exatos em que Deus o Espírito deveria vivificar os mortos no pecado e quando a paz e o perdão deveriam ser pronunciados pelo sangue de Jesus. A predestinação marcou o caminho tão completamente para a casa que a salvação nunca ultrapassaria os limites e nunca se perderia na estrada. No decreto eterno do Deus soberano todos os passos de misericórdia foram ordenados".

Imagens bonitas não é mesmo? A eleição marcou a casa. A predestinação estabeleceu o caminho e o tempo. E a salvação seguiu esse caminho. Um presente de Deus. Vamos nos curvar juntos em oração.

Confessamos Pai que estamos sobrecarregados. Repletos por pensar sobre Tua graça infinita para conosco. Nós não entendemos. Por que Tu nos escolheste? Mas sempre nos alegraremos. Ó Deus obrigado. Obrigado. Nós Te bendizemos.

Senhor como nossas vidas devem refletir a nossa gratidão. Ajuda-nos Senhor a lembrar sempre que somos estrangeiros aqui. Fomos escolhidos por Ti para outro lugar um lugar perfeito. Não nos deixe ficar aqui. Mantenha-nos com um foco claro em nossa verdadeira casa nosso destino eterno. Encha nossos corações com tal gratidão pela graça que sejamos compelidos à dedicação generosidade serviço incansável investimento de tempo talento e dinheiro na exaltação de Teu nome abençoado.

Salva-nos Senhor de nos enganar com este mundo desvanecido com o qual não temos parentesco. Obrigado, ó Deus, por separar-nos. Impulsiona-nos no caminho da santificação para nos tornarmos cada dia mais semelhantes a Cristo pois sabemos que essa é a obra contínua do Espírito.

E Senhor oramos para que haja alguns cuja eleição se torne realidade mesmo nesta instante que sendo escolhidos de Deus são agora os destinatários da misericórdia e da graça salvadora aos quais é concedido arrependimento e fé e separados do pecado para Ti. Faça essa obra Senhor para a Tua glória. Amém.

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize