Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Continuamos nossa série esta noite sobre o tema das origens: criação ou evolução. Eu sei que há alguns que são novos conosco hoje à noite e alguns que perderam algumas das mensagens anteriores. Então deixe-me dar uma breve revisão, e eu vou tentar torná-la breve e concisa porque eu tenho tanta coisa que eu quero dizer e eu estou feliz que tenha uma hora de dizê-lo esta noite. Mas eu quero começar por dizer isso, e eu acho que isso tipo que estabelece a premissa de tudo o que digo: Evolução é impossível. Se você se lembra disso você vai entender que não ficamos com outra alternativa senão a criação. A evolução não pode ocorrer.

E temos analisado isso nas últimas mensagens. Temos discutido a impossibilidade da evolução particularmente do ponto de vista da teoria da informação. E tenho lhe dito que todo ser vivo tem um código de DNA todo organismo vivo tem um código genético programado com a informação exata para produzir preservar e reparar essa coisa viva. Não tem menos nem mais do que as informações necessárias. Os genes em cada organismo limitam esse organismo ao que é. Ele não pode ser menor do que é e não pode ser mais do que é. Não há informação genética para transformá-lo em algo que não seja o que é. A Bíblia fala sobre tipos de seres vivos que podem se reproduzir de acordo com a sua própria espécie. E isso é essencialmente dizer a mesma coisa. Pode haver variações dentro de um tipo mas não qualquer coisa além disso.

A ciência tem tentado nos dizer que a evolução é um processo chamado mutação que os organismos vivos têm a capacidade de mutar, simplesmente mudar. Mas você precisa entender isso: As mutações não mudam a natureza ou o tipo de qualquer organismo vivo. Elas não as tornam algo diferente do que é. O que as mutações envolvem, e isso é importante, é sempre uma perda de informações existentes. Nunca há um ganho de informação. Mutações nunca adicionam nova informação genética. As mutações, portanto, não funcionam em direção a um processo evolutivo acima. As mutações não são um mecanismo de processo evolutivo para cima. O Dr. Werner Gitt, diretor e professor do Instituto Federal Alemão de Física e Tecnologia, respondeu a esta pergunta: Podem novas informações se originarem de um organismo vivo através de mutações? E esta é a sua resposta, abre aspas "As mutações só podem causar alterações na informação existente. Não pode haver aumento da informação, e em geral o resultado das mutações é prejudicial. Novos modelos para novas funções ou novos órgãos não podem surgir.. as mutações não pode ser a fonte de novas informações" fechar aspas.

Os cientistas honestos devem admitir que toda a vida teve que ser projetada individualmente por uma mente imensa, inteligente que programou tudo. Agora quando você pensa sobre a complexidade disto é absolutamente impressionante. Basta pensar sobre o cérebro humano, por um momento. O cérebro humano é mais complexo do que um 747 por exemplo. Um 747 compõe-se de seis milhões de componentes. Você consegue imaginar um 747 evoluindo a partir de uma pilha de sucata de metal? É absolutamente ridículo. Quanto mais a ciência olha para a vida mais complexo se torna. O corpo por exemplo é constituído por trilhões de células. Em apenas uma dessas células, uma em trilhões, a quantidade de informação, a quantidade de informação genética numa dessas células foi estimada para preencher pelo menos mil livros de 500 páginas. Isso é para fazer funcionar uma célula em trilhões, em um corpo humano. E a maioria dos cientistas pensam que é uma subestimação da complexidade. De onde é que toda esta informação vem? Melhor, de quem toda esta informação vem?

Dizer que a evolução é a resposta, é ridículo. Tornar o acaso em energia também é ridículo, tão ridículo como para qualificar alguém para uma viagem à instituição mental. Por que então os cientistas continuam a defender essa teoria ridícula de evolução motivada pelo acaso? Por que eles fazem aquilo? Bom, o motivo fundamental é que eles fazem isso para evitar Deus. Eles fazem isso para empurrar Deus para fora de suas vidas, para evitar a Sua lei, para evitar Seus padrões, para evitar a Sua vontade, a fim de evitar a Sua Palavra e para evitar o Seu julgamento sobre suas vidas. Evolução não é nada mais do que aquilo que Henry Morris tão apropriadamente chamou de "A longa guerra contra Deus".

A evolução é a expressão contemporânea da longa guerra contra Deus. O Antigo Testamento diz que o néscio disse em seu coração que Deus não existe. Isso é tolice. Não é racional rejeitar um Criador. Não é racional capacitar o acaso. Não é racional supor que um tipo de organismo vivo pode se tornar outro. Não é sábio rejeitar a lei de Deus, a Palavra de Deus, o evangelho de Deus. Se não é racional nem sábio então por que os homens fazem isso? E a resposta é que os homens fazem isso porque amam o pecado e eles amam as trevas, porque as suas obras são más. Eles se amam e amam seu pecado e eles se recusam a adorar a Deus ou submeter-se à Sua Palavra ou a Sua lei. Eles não vão reconhecer a Escritura. E aliás, a Escritura nos mostra que o que está no mundo de Deus está na Palavra de Deus. Tudo o que sabemos sobre a criação do nada é o que o Criador nos disse e o único lugar em que Ele nos disse foi na Escritura. A evolução é uma guerra contra Deus. É o tipo de luta contemporânea, o ataque moderno e contemporâneo a longo prazo, da guerra que Satanás tem levado a cabo contra Deus.

Em 1989 o cientista Henry Morris escreveu um excelente livro chamado, A Longa Guerra Contra Deus. E nesse livro ele mostra o impacto da teoria da evolução no mundo. E ele revela o fato irrefutável de que a crença quase universam na evolução que permeia todas as áreas do pensamento humano, tem afetado todas as áreas da vida humana. Não apenas a forma como vemos o mundo físico, e não apenas a forma como vemos as ciências biológicas, isso afetou as ciências sociais, afetou as ciências do comportamento, isso afetou a psicologia, afetou as ciências humanas, isso afetou as artes liberais, afetou a filosofia e inclusive tem afetado a religião. Citando Henry Morris ele diz o seguinte, "A mentira da evolução permeia e domina o pensamento moderno em todos os campos. Sendo assim, segue-se inevitavelmente que, o pensamento evolucionário é, basicamente, responsável pelos desenvolvimentos políticos letalmente ameaçadores e pelas caóticas desintegrações morais e sociais que têm se acelerado em toda parte" fechar aspas. Ele continua em seu livro para mostrar como tudo, desde o genocídio à prostituição, à homossexualidade, ao aborto a todas as questões da destruição da dignidade humana sem ver o homem como feito à imagem de Deus, ao crime, às drogas e todo o resto, é tudo uma parte do resultado de um universo materialista humanista sem Deus. Assim, diz Morris, a evolução é nada mais do que a versão moderna generalizada do conflito dos séculos a longa guerra contra Deus.

A evolução é uma filosofia vazia. É vã sutileza. Foi projetada para atacar o Criador e Sua glória. Ela nega Sua gloriosa revelação nas Escrituras. Ela nega a Sua autoridade sobre o universo do homem. Ela nega a dignidade do homem. Ela nega a imagem de Deus no homem. É uma fábula engenhosamente concebido. É prostituição religiosa. É a mais recente abominação da terra gerado pelo pai da mentira, Satanás. Agora se eu pudesse ter dito isso de maneira mais forte eu diria. Você vê, o mundo sempre acreditou no enganador. O mundo sempre acreditou que no mentiroso Satanás, e se juntou a ele em sua longa guerra contra Deus.

A história da história das nações do mundo, a história cíclica de como o mundo repete seu mesmo fim, nos é dada em Romanos capítulo 1. Eu quero que você veja isso. Este é um capítulo muito familiar. Eu sei que e eu não vou ficar aqui muito tempo. Mas eu preciso lembrá-lo que este capítulo, o capítulo 1 de Romanos, versículos 18 e seguintes, explica como o cenário da longa guerra contra Deus é representado mais e mais e mais. E o que você tem aqui é a história, a história cíclica do que acontece nas nações do mundo ao longo da história do mundo. O versículo 18 diz, "A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça." Agora, a verdade é óbvia. A verdade sobre um Criador é óbvia. A verdade sobre um Deus que é uma pessoa, porque somos pessoas, é óbvia. A verdade sobre um Deus que é moral porque temos um sentido moral e uma consciência moral, é óbvia. A verdade sobre um Deus que criou o certo e o errado, é óbvia porque está no tecido da nossa vida. A verdade que existe um Criador, a primeira causa para este efeito maciço chamado o universo, é óbvio, porque a racionalidade é construída sobre causa e efeito e leva você de volta finalmente para a primeira causa. Os homens suprimem a verdade.

O versículo 19 diz "porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou." E Ele fez isso dando-lhes razão, e razão é, a razão é basicamente uma seqüência de padrões de causa e efeito. Sempre que você faz uma pesquisa você trabalha na causa e no efeito. Toda vez que você chega a entender um princípio você entende isso porque existe uma relação de causa e efeito, há uma seqüência de coisas que constrói uma conclusão. Isso é racionalidade. A razão é a capacidade de ligar as coisas em conjunto para chegarem a conclusões corretas. E Deus colocou na mente do homem a racionalidade para que ele possa racionalmente voltar para o fato de que tinha de haver uma causa primeira. Isso o leva de volta a Deus.

E então Deus é derramado no coração do homem, como Romanos 2 diz, a lei, a lei moral escrita por Deus no coração. E assim o versículo 19 diz que "o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles" que Deus é, de acordo com o versículo 20, o Criador do mundo. Você pode olhar para a criação do mundo e ver seus atributos invisíveis. Você pode olhar para a criação e você sabe que Deus é poderoso. Você pode olhar para a criação e você sabe que Deus é inteligente além da compreensão. Você pode olhar para a criação e saber que a mente de Deus é tão macivamente, vastamente, e infinitamente complexa como é absolutamente incompreensível para os nossos cérebros insignificantes. Você pode olhar para a criação e você pode saber que Deus ama a beleza e a ordem. Você pode olhar para a criação e ver que Deus tem um toque delicado, ao mesmo tempo que Deus tem um poderoso, quase arrogante toque que pode esmagar e matar. Você pode ver muito sobre Seus atributos.

Você pode ver sua bondade manifestada na chuva e na luz do sol, nos alimentos que gosta, na beleza do mundo que nos rodeia e no amor que Ele tem derramado na vida, na maravilha do romance, na bênção das crianças e na alegria contagiante da aventura. Você pode ver que Deus é um Deus de beleza, amabilidade e bondade. Muito pode ser conhecido sobre o seu eterno poder e sua natureza divina. Muito pode ser conhecido, versículo 20 diz, que se você não vê Deus nisto, e você não vir a reconhecê-Lo por quem Ele é, você é indesculpável. A criação não se destina a apontar-lhe de volta para uma coisa unicelular em uma sopa primordial. É destinada a apontar-lhe de volta a Deus e é destinada a mostrar-lhe tudo sobre a mente de Deus e nada sobre algum processo evolutivo, imaginário, habilitado pelo acaso.

Qualquer ponto de vista como esse, qualquer ponto de vista criacionista progressivo, qualquer ponto de vista evolucionista teísta, dá um golpe na intenção de Deus na criação, de manifestar o seu grande poder. Não é que Deus é um Deus unidimensional como a evolução teísta, evolucionista nos diria; que Ele meio que lançou tudo e então a evolução assumiu. Isso não dá glória a Deus, isso dá glória à sobrevivência do mais apto, que é um ponto de vista inventado por Charles Darwin e seus amigos para explicar as aparências, quando eles não sabiam coisas que eles sabem hoje que contradizem tudo isso. Deus não é glorificado, Deus não é honrado, quando damos a evolução o crédito pela criação, quando damos à evolução o crédito para pela complexidade do universo, a complexidade do menor, menor microcosmo da criação, ou quando damos à evolução o crédito pelo macrocosmo da criação. Deus é honrado e Deus é glorificado quando nós Lhe daamos o crédito por tudo isso.

Verso 21 indica que a racionalidade e a moralidade, construídas no tecido da vida humana, a racionalidade e a moralidade nos levam a Deus. É inevitável. E então ele diz no 21, "porquanto, tendo conhecimento de Deus" Quer dizer, não havia outro lugar onde ir senão a Deus, mas normalmente o que eles fazem é, "não o glorificaram como Deus" eles não obrigado agradecem a Ele por Sua criação "antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios." Eles trocam Deus por especulações estúpidas. E em seguida "obscurecendo-se-lhes o coração insensato." A luz se apaga. E eles “Inculcando-se por sábios" eles têm PhDs, eles escrevem livros, na realidade são tolos, tolos com um ponto de vista ilegível, impossível, incoerente, irracional. Eles chamam isso de sabedoria, Deus chama isso de loucura.

E portanto o versículo 23 diz que eles literalmente roubam "a glória do Deus incorruptível." Eles se voltam do Deus incorruptível, do Deus sobrenatural, do Deus que é maior do que a Sua criação, que está fora de Sua criação, e no lugar de Deus eles substituem por "uma imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis." eles adoram a criação em vez do Criador, diz o versículo 25. Eles trocam a verdade de Deus e acreditam na mentira, a mentira de Satanás, que perpetua a longa guerra contra Deus, eles adoram e servem a criatura. Isso é o que os evolucionistas fazem. Eles literalmente acreditam que a criatura é o criador, não é mesmo? Claro que acreditam.

Nunca esquecerei de ouvir um professor da USC dar uma palestra sobre como as cobras se tornaram pássaros. Foi assim. Eu ouvi com meus próprios ouvidos. As cobras estavam rastejando ao redor do chão o tempo todo e comendo insetos. Mas os insetos ficaram sábios e então quando eles viram uma cobra eles correram para um buraco e as cobras estavam atravessando um momento difícil para conseguir comida por,que os insetos ficaram longe delas. Então as cobras começaram a perceber que precisavam surpreender os insetos e a melhor maneira de fazerem isso seria subir em árvores. E assim as serpentes desenvolveram uma capacidade de subir em árvores e de se pendurarem nos galhos, e os insetos não podiam vê-las, e quando viam um inseto iam para baixo para pegá-lo. Mas os insetos ficaram sabendo que elas estavam lá em cima. E assim os insetos ficaram cada vez mais longe das árvores. E as cobras ficaram frustradas com isso e eventualmente pensaram que para alcançar seus objetivos elas poderiam escavar seus ossos, desenvolver asas, e voar. Este era um PhD da Universidade do Sul da California. E assim elas fizeram e agora temos as aves. Agora, isso veio de alguém que professa ser sábio, mas que é um tolo. Assim nós adoramos a criatura e nós elogiamos a cobra por sua capacidade de transformar-se em um pássaro; que é absolutamente impossível. Ela não tem a informação genética para voar, ou para escavar seus ossos, ou para lhe crescerem pés ou um bico.

Mas você sabe, isso é exatamente o que Romanos diz. Eles jogaram a sabedoria fora e aceitaram a estupidez e a loucura porque seus corações insensatos se obscureceram. Suas especulações eram vazias, fúteis e inúteis porque viraram as costas para a única explicação racional para qualquer coisa, que era Deus, porque eles não queriam que Deus os enchesse com os Seus padrões morais. Eles começaram a adorar os pássaros, os animais e eles "serviram mais a criatura do que o Criador que é bendito eternamente. Amém" E então, você que saber? Deus os entregou, os entregou ao pecado sexual, à homossexualidade a qualquer outro tipo de pecado que ele lista nos versículos 28 a 32. Essa é a maneira com que as coisas seguem, eles simplesmente mergulharam na profundidade da iniquidade horrível. Essa é a verdadeira história de onde a evolução vem. É parte da longa guerra contra Deus. E se tivéssemos tempo eu citaria volumosas citações de evolucionistas que dão tais declarações blasfemas ridicularizando a respeito de Deus. Não há necessidade de ouvir isso.

A Bíblia, por outro lado, clara e repetidamente afirma que Deus é o Criador de tudo, tudo. Deixe-me apenas mostrar-lhe isso, e eu vou tomar um pouco de tempo com isso porque é tão importante para entender. Gênesis 1:1 fala isso. Não pode ser dito mais claramente ou de forma mais abrangente "No princípio criou Deus os céus e a terra." Isso é muito claro e inconfundível. João 1, "No princípio era o Verbo” referindo-se a Cristo “e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus” agora escute isso, “todas as coisas foram feitas por Ele e sem Ele nada do que foi feito se fez. " Agora o que mais você pode dizer disso? Não há nenhuma evolução em João 1:3 "Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez." Ouça, nada existe que Ele não tenha criado.

Em Hebreus capítulo 11, um versículo familiar, "pela fé" que é o única maneira, não pela análise empírica, "Pela fé, entendemos." Em outras palavras você tem que crer na Bíblia. "Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela Palavra de Deus" que Deus falou e tudo foi criado. Agora ouça isso, "de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem." Agora há uma afirmação absoluta que abate totalmente a evolução. O que você vê no mundo criado não foi feito de algum outro material, mas sim, tudo que você vê no universo criado por Deus, foi feito por Ele a partir do nada, do nada. E isso é exatamente o que diz no livro de Gênesis. Esse é um grande versículo Hebreus 11: 3.

Colossenses 1:16, falando de Cristo que é Deus o Criador, versículo 16, "pois, nele, foram criadas todas as coisas". Você percebe quantas vezes a Escritura repete a palavra todas? "Todas as coisas foram criadas". O que você quer dizer com isso? Bom "nos céus" que seria tudo o que existe no universo tudo. "E na terra" tudo em nosso pequeno microcosmos, esta terra, tudo fora desta terra, e tudo sobre esta terra; Ele criou tudo. E ouça isso, "visíveis e invisíveis." Você pode ver uma montanha, Ele a criou. Você não pode ver o vento mas Ele o criou. Você pode ver um oceano, Ele o criou. Você não pode ver uma corrente elétrica passando pelo ar, mas Ele a criou. Visíveis e invisíveis e que inclui seres angélicos chamados tronos, dominações, principados e potestades "Tudo" repetindo isso novamente "foi criado por meio dele e para ele." Quer dizer, isso é absolutamente fora de questão, fora de questão.

E como você flui através da Bíblia é implacável em sua afirmação desta verdade. Em Deuteronômio 4:32 "Agora, pois, pergunta aos tempos passados" diz Moisés "que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra." Houve um dia em que Deus criou o homem sobre a terra. Ele não é o ponto final em um processo de evolução de multi-bilhões de anos. Houve um dia, nós sabemos que foi no sexto dia, como Genesis diz.

Em Salmos, e eu não posso levá-lo a todos os Salmos que exaltam a Deus como Criador, mas o Salmo 104 é uma boa ilustração disso. Salmo 104, "Bendize, ó minha alma, ao SENHOR! SENHOR, Deus meu, como tu és magnificente: sobrevestido de glória e majestade, coberto de luz como de um manto. Tu estendes o céu como uma cortina" Sabe, a perspectiva, a perspectiva ridícula, irracional da evolução só tenta resolver a questão de como a vida foi gerada na terra, como eles esperam explicar como você tem um universo infinito? Deus o estendeu. Versículo 3, "pões nas águas o vigamento da tua morada, tomas as nuvens por teu carro e voas nas asas do vento. Fazes a teus anjos ventos e a teus ministros, labaredas de fogo" Versículo 5, "Lançaste os fundamentos da terra, para que ela não vacile em tempo nenhum. Tomaste o abismo por vestuário e a cobriste". Ele fez os oceanos ele fez a terra. O Salmo continua assim. Ele colocou as fontes nos vales, versículo 10 diz. Foi Ele quem fez os animais selvagens e as aves. Ele é o único que fez a grama crescer, versículo 14. E assim vai até o versículo 24, "Que variedade, SENHOR, nas tuas obras!"

Não há crédito aqui dado a algum acaso irracional. Versículo 24 "Que variedade, SENHOR, nas tuas obras!" Ouça isso, "Todas com sabedoria as fizeste" de novo aparece aquela palavra, "todos". E quanto mais sabemos cientificamente, mais profundo penetramos nos incríveis mistérios desta criação, ainda mais sábio o Criador se torna. "cheia está a terra das tuas riquezas." Isso é o que essa palavra é, "cheia está a terra das tuas riquezas". Ele passa a falar sobre "o mar vasto, imenso, no qual se movem seres sem conta, animais pequenos e grandes" o monstro do mar, as grandes baleias e assim por diante. Versículo 31, "A glória do SENHOR seja para sempre! Exulte o SENHOR por suas obras!" Quer dizer, é tudo seu. Ele criou tudo isso, nunca haverá qualquer outra explicação para isso.

Salmo 148 "Aleluia! Louvai ao SENHOR do alto dos céus, louvai-o nas alturas. Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todas as suas legiões celestes. Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes. Louvai-o, céus dos céus e as águas que estão acima do firmamento. Louvem o nome do SENHOR, pois mandou ele, e foram” o que? “criados."

O profeta Isaías fala do poder criador de Deus em Isaías capítulo 40, versículo 28. Rapaz, este é simplesmente um grande versículo, marque aí. "Não sabes?" Você quer dizer isso a um monte de evolucionistas. "Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento." Sua mente está tão além de nós que não podemos sequer começar a abordá-la. Novamente Isaías 42:5 "Assim diz Deus, o Senhor." Sobre o que Deus está falando, Isaías? O Deus "que criou os céus e os estendeu, formou a terra e a tudo quanto produz; que dá fôlego de vida ao povo que nela está e o espírito aos que andam nela ... eu sou o Senhor. " Sempre o Criador de tudo.

Em Isaías 45, Isaías não está honrando a Deus como Criador. Versículo 5, "Eu sou o SENHOR, e não há outro; além de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que não me conheces. Para que se saiba, até ao nascente do sol e até ao poente, que além de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro. Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas. Destilai, ó céus, dessas alturas, e as nuvens chovam justiça; abra-se a terra e produza a salvação, e juntamente com ela brote a justiça; eu, o SENHOR, as criei." Ele está falando sobre o que ele vai fazer na grande e gloriosa recriação da terra no reino. É a Sua criação. Ele pode fazer com ela como Ele quiser quando Ele quiser.

E o versículo 9, um aviso para os evolucionistas, "Ai daquele que contende com o seu Criador!" Veja o versículo 12, no mesmo capítulo, "Eu fiz a terra e criei nela o homem; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens." Veja o versículo 18, "Porque assim diz o SENHOR, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu; que não a criou para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o SENHOR, e não há outro."

O profeta Malaquias enfatiza a mesma coisa, Deus é o Pai de todos nós. Malaquias 2:10 "Não temos nós todos o mesmo Pai?" O homem não é o fim de uma cadeia evolutiva ele é a criação direta de Deus como tudo mais.

Marcos 10, versículo 6 "porém, desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher." Deus criou o homem Ele, não o evoluiu. Em Marcos capítulo 13, versículo 19, essa ênfase, (Apenas fazendo a lição de casa, eu não estou dando a você todas as escrituras.) Mas Marcos, Marcos 13:19 "Porque aqueles dias serão de tamanha tribulação como nunca houve desde o princípio do mundo, que Deus criou, até agora e nunca jamais haverá." "A criação que Deus criou" mais e mais e mais essa ênfase é feita nas Escrituras. Vimos isso nos profetas do Antigo Testamento; mostrei para você lá no evangelho de Marcos. Você tem isso nas epístolas. Efésios 3:9 "Deus que criou todas as coisas." "o Deus que criou todas as coisas." O apóstolo Pedro juntamente com Paulo faz a mesma ênfase. "Por isso," 1 Pedro 4:19 " também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem." Deus é o nosso fiel Criador.

E então é claro eu quero que você abra em Apocalipse porque este é o lugar onde tudo se resume. Apocalipse, capítulo 4, e vamos para o céu, ver o que céu pensa sobre a evolução. Versículo 11 "Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder." Por quê? "porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas." Capítulo 5, a mesma ênfase é feita, Deus, o grande e soberano Deus, é o Criador, Sua é a glória, Seu é o poder, Seu é o domínio. Ele é Aquele que "compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação" e todo o céu começa a tocar em louvor a Deus. "Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos." E finalmente versículo 13, "toda criatura" e isso é tudo que há, não há coisas evoluidas, somente coisas criadas. Não diz todas as coisas criadas e todas as coisas mutadas. "toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há" e em todos os lugares; esta é a, este é a redenção de todo o universo criado.

Mas vá para Apocalipse capítulo 10. Este é um capítulo fabuloso. Um forte anjo desce do céu. Mas o anjo, este grande e forte anjo, que desce, tem um pequeno livro, que representa o livro que descreve o juízo de Deus; e o anjo, versículo 5, João vê, "em pé sobre o mar e sobre a terra" indicando que o julgamento de Deus vai cair sobre o mar e a terra, como Apocalipse assinala que será. E o anjo jura por Deus. Ele identifica Deus, "aquele que vive pelos séculos dos séculos." E identifica ainda mais a Deus por esta declaração "o mesmo que criou o céu, a terra, o mar e tudo quanto neles existe." Absolutamente inconfundível.

Agora finalmente, em nosso movimento através da Escritura: Apocalipse 14. Sabe quan,do chega a hora da tribulação, e terríveis, terríveis juízos virão voando do trono de Deus, você pode ver a máquina de guerra sendo acionanda. Em Apocalipse 4 e 5 a máquina de guerra no céu começa a pôr-se em marcha. Linguagem semelhante à de Ezequiel capítulo 1; quando a máquina de guerra de Deus se moveu no passado, ela vai se colocar em marcha, para trazer julgamento no futuro. Mas durante o tempo em que Deus derrama juízo, esse período de sete anos, particularmente nos últimos três anos e meio, ao mesmo tempo o evangelho será pregado. Ele será pregado por duas testemunhas mencionadas no capítulo 11. Ele será pregado também pelos cento e quarenta e quatro mil judeus mencionados no capítulo 7, mais tarde também.

Mas há uma outra grande pregador que é identificado no capítulo 14 de Apocalipse, versículo 6, "Vi outro anjo voando pelo meio do céu." Você já viu mensagens, quando você estava em um jogo de futebol, puxadas por um pequeno avião que voava e tinha aquele banner. Você já viu as mensagens colocadas no lado de um dirigível. Bom, essa é a idéia, mas não completamente. Você tem aqui um anjo voando pelo meio do céu e ele tem "um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo." Isso é uma coisa muito emocionante. Se você quiser conhecer o evangelho basta olhar para cima. E é isso que o anjo prega aqui, o evangelho eterno. Esta é a mesma mensagem que sempre foi pregada. Ela nunca mudou. "Temei a Deus e dai-lhe glória." Amado, essa é a mensagem. "Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas" o Criador, o Criador. A eterna boa notícia é: Teme a Deus e O adore, essa é a boa nova da salvação, que Deus pode ser reverenciado e Deus pode ser adorado, Deus pode ser glorificado. O pecador pode vir e ser conduzido à capacidade de conhecer a Deus, adorar a Deus e glorificar a Deus através do perdão dos pecados. O anjo pregará o velho evangelho e o velho evangelho é este, pessoal: o Criador tornou-se nosso Redentor. O Criador tornou-se nosso Redentor.

O mesmo Deus que criou, no final estará trazendo julgamento em antecipação a sua re-criação. Esta é a identificação constante da Escritura, que o Criador é o Redentor, que o Redentor não é outro senão o Criador que criou absolutamente tudo. Eu não posso, não posso deixar de fora Neemias, porque resume tudo. Neemias capítulo 9, versículo 5, todos estes levitas se reúnem e dizem, "Levantai-vos, bendizei ao SENHOR, vosso Deus, de eternidade em eternidade. Então, se disse: Bendito seja o nome da tua glória, que ultrapassa todo bendizer e louvor!" Ouça isto "Só tu és ..." aqui está o seu louvor. "Só tu és SENHOR, tu fizeste o céu, o céu dos céus e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto há neles; e tu os preservas a todos com vida, e o exército dos céus te adora. Tu és o SENHOR." É assim que é sempre na Escritura, sempre. A Deus é dado o crédito total e plena glória pela criação. Como Ele fez isso? Salmo 33 "Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles." Ele só "falou" versículo 9 "e tudo se fez; Ele ordenou, e tudo passou a existir" Salmo 33.

Há duas grandes passagens do livro de Atos em que Paulo torna isso muito claro. Em Atos 14, versículo 15: Lá Paulo e Barnabé estão pregando no ambiente pagão em Listra onde o povo adorava os deuses típicos dá época. E eles dizem ao povo, "Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo." Que Deus? “que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles."

Foi no Areópago, em Atos 17, que Paulo dirigiu-se aos filósofos. Eles tinham estabelecido um altar ao deus desconhecido apenas no caso de eles deixarem alguém em seu panteão de divindades. Então ele disse, deixe-me dizer-lhes sobre o Deus que vocês não conhecem. Eu vou lhes contar sobre Ele. Versículo 24: Ele é "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe." Isso é o que Ele é. Ele é "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe." Sabe não é como se esta fosse alguma afirmação obscura, certo? Toda vez que você vir a estas passagens, é algo abrangente e é exclusivo de qualquer processo evolutivo. Deus criou tudo, e tudo o que existe Deus criou. A Escritura identifica repetidamente Deus como o Criador.

Agora com tudo isso em sua mente vamos voltar a Gênesis 1:1. Esta simples declaração "No princípio criou Deus os céus e a terra." Pessoal, ou vocês acreditam nisso ou não. Dada essa declaração e a multiplicidade de outras afirmações que acabo de ler, se você não acredita nisso, então você tem muitas outras coisas na Bíblia para não acreditar.

Você sabe, realmente me cansa ouvir os críticos atacarem a Bíblia. Voando no final da noite passada, eu li um artigo absolutamente ridículo no US News e World Report, sobre o apóstolo Paulo, que deturpava totalmente a Palavra de Deus, deturpava-o e eram reflexões tolas de homens que negavam a Cristo, ímpios. E eles fazem a mesma coisa com o livro de Gênesis, e uma parte dele, e todos eles se passam por eruditos religiosos. Abre aspas, "É amplamente defendido que o relato da criação não pode ser considerado historia literal, mas que é algum tipo de poesia hebraica, que é alegórico." fechar aspas. Bom, se isso é verdade então você vai ter que alegorizar todas essas passagens também. Mas esta é a abordagem acadêmica "Bom, nós não tomamos isso como história real aqui, que Deus realmente criou em seis dias. Isto é a poesia hebraica."

Douglas Kelly, que escreveu um livro absolutamente notável, ao qual serei continuamente devedor nesta série, chamado Criação e Mudança, diz, "Muitos intérpretes bíblicos tentaram evitar o conflito óbvio entre a leitura direta do texto de Gênesis e as teorias opostas e naturalistas das origens. Eles o fizeram sugerindo que Gênesis capítulos 1 a 11, e especialmente os três primeiros capítulos, são escritos poéticos e não história cronológica. Esta posição é surpreendentemente comum entre as pessoas que geralmente mantêm uma visão elevada da autoridade bíblica." Isso é muito surpreendente.

O grande estudioso do Seminário de Westminster na Filadélfia (eu rangi meus dentes em muitos de seus escritos como um estudante.) Edward J. Young, uma autoridade de erudição francamente maciva em hebraico e línguas cognatas, responde a estas afirmações de que Gênesis 1 a 3 é poesia e não história séria. Edward Young abordou a questão na sua redação Genesis: Poesia ou Mito? E é isso que ele disse "Para escapar das simples declarações factuais de Gênesis, alguns evangélicos estão dizendo que os primeiros capítulos de Gênesis são poesia ou mito, pelo que eles significam, que eles não devem ser tomados como relatos diretos, e que a aceitação de tal visão elimina as dificuldades. Para adotar esse ponto de vista dizem, remove todos os problemas com a ciência moderna". Em seguida Young diz "Genesis não é poesia. Há relatos mais poéticos da criação na Bíblia como o Salmo 104, certos capítulos de Jó diferem completamente do primeiro capítulo do Gênesis. A poesia hebraica tem certas características que não são encontradas no primeiro capítulo do Gênesis. Então a alegação de que Gênesis 1 é poesia não é solução. A pessoa que diz 'Eu acredito que Gênesis pretende ser um relato histórico, mas eu não acredito que seja' É um intérprete muito melhor da Bíblia do que o homem que diz 'Creio que Gênesis é profundamente verdadeiro mas é poesia'" fechar aspas.

Assim, não nos dê nada desse absurdo sobre a poesia; apenas diga que você não acredita nisso. Essa é uma abordagem melhor. Gênesis 1 não está escrito de acordo com as leis da poesia hebraica. Você pode encontrar muitas passagens do Antigo Testamento que são. Esta não é. Não há usos dos típicos, tipos tradicionais de paralelismo que ocorrem na poesia hebraica. E Douglas Kelly diz "Nenhuma quantidade de esforço exegético pode encontrar a menor visão poética de Gênesis 1 a 11 nos livros do Novo Testamento. Se fosse poesia seria de esperar dos escritores do Novo Testamento assumirem que era poesia e tratá-la como poesia. Mas quando você lê os escritores do Novo Testamento comentando sobre Gênesis é óbvio que eles o consideram como história."

Henry Morris resume o uso que o Novo Testamento faz do Antigo desta forma. Ele diz:

"O Novo Testamento é mais dependente de Gênesis do que o Antigo. Há pelo menos 165 passagens em Gênesis que são diretamente citadas ou claramente referidas no Novo Testamento. Muitas delas são aludidas mais de uma vez, de modo que há pelo menos 200 citações ou referências a Gênesis no Novo Testamento. É significativo que a porção de Gênesis que foi o objeto dos maiores ataques de ceticismo e incredulidade, os primeiros onze capítulos, é a porção que teve a maior influência sobre o Novo Testamento. Existem mais de 100 citações ou referências diretas a Gênesis 1 a 11 no Novo Testamento. Além disso cada um desses onze capítulos é aludido em algum lugar no Novo Testamento, e cada um dos autores do Novo Testamento se refere, em algum lugar em seus escritos, a Gênesis 1 a 11 [Cada autor do Novo Testamento]. Em pelo menos seis ocasiões diferentes, o próprio Jesus Cristo citou ou se referiu a algo ou alguém em um desses onze capítulos, seis vezes diferentes, incluindo referências específicas a cada um dos sete primeiros capítulos. Além disso, em nenhum desses muitos casos em que o Antigo ou Novo Testamento se referem a Gênesis, há a menor evidência de que os escritores consideravam os eventos ou personagens como mitos ou alegorias. Pelo contrário, todos eles viram Gênesis como absolutamente histórico, verdadeiro e autoritativo" fechar aspas. Obrigado, Henry, esse é bom material.

Walter Brown lista umas 71 referências do Novo Testamento aos primeiros capítulos doeGênesis e conclui. Aqui está sua conclusão: "Cada escritor do Novo Testamento refere-se aos primeiros capítulos de Gênesis ,cada um. Jesus Cristo se refere a cada um dos primeiros sete capítulos do livro de Genesis. Todo o Novo Testamento exceto Gálatas, Filipenses, 1 e 2 Tessalonicenses, 2 Timóteo, Tito, Filemon, 2 e 3 João, referem-se a Gênesis 1 a 11. Cada capítulo de Gênesis 1 a 11 exceto o capítulo 8 é referido especificamente em algum lugar do Novo Testamento. Cada escritor do Novo Testamento, aparentemente, aceitou aqueles primeiros capítulos como historicamente precisos."

Agora, se você voltar para o livro de Gênesis, por um momento, o esboço do Gênesis ainda apoia a historicidade dos primeiros capítulos, e eu vou tipo de terminar com isso. Ha ha. Eu tenho o melhor material diante de mim aqui. Mas se você apenas esboçar o livro de Gênesis: Capítulos 1 a 11, história primitiva; Capítulos 12 a 50 a história patriarcal onde estão Abraão, Isaque até José, Jacó e José. Você tem história primitiva, criação, queda, dilúvio, dispersão. Você tem a história patriarcal: Abraão, Isaque, Jacó, José. É muito bem dividido. Ninguém vai argumentar que 12-50 é história. Por que eles argumentam que 1 a 11 é a história? Eles realmente não querem argumentar que o Dilúvio não era história porque há tantas evidências do mesmo. Eles necessariamente não querem argumentar que a dispersão na Torre de Babel, as nações e as línguas não são história também. Tem que haver alguma explicação para a diversidade das línguas e nações.

O que eles realmente querem discutir tem a ver com os três primeiros capítulos de Gênesis e o que eles estão mais preocupados em discutir é sobre a criação. Eles pensam que a ciência cumpriu seu papel e desmascarou a Bíblia. Mas Genesis é história, a história primitiva de 1 a 11; história patriarcal 12 a 50. Na verdade, vou lhe mostrar rapidamente; esta é uma lição rápida em Gênesis. Veja o capítulo 5. A palavra geração é genealogia; história, história. Capítulo 5, versículo 1 "Este é o livro da genealogia de Adão". Capítulo 6, versículo 9 "Eis a história de Noé". Capítulo 10, versículo 1 "São estas as gerações dos filhos de Noé, Sem, Cam e Jafé." Capítulo 11, versículo 10 "São estas as gerações de Sem." Versículo 27 "São estas as gerações de Tera." Capítulo 25 eu acho que é o próximo e versículo 12 sim "São estas as gerações de Ismael". Versículo 19 "São estas as gerações de Isaque." E por aí vai. Capítulo 36 "São estes os descendentes de Esaú." Versículo 9 "São estes os descendentes de Esaú" novamente indicado. Capítulo 37 versículo 2 "Esta é a história de Jacó."

Você pode simplesmente dividir este livro inteiro em registros históricos. É isso que é. Se você for de trás para frente você vai da história de José a Jacó, a Esaú, a Isaque, a Ismael, a Abraão, a Tera, a Sem, a Cam, Jafé, Noé, Adão, Deus. É assim que é. É história. É ridículo, quando há tantas declarações claras de que isto é a história, tornar a história parte disso tem a ver com Deus mito. Bom, isso é o suficiente. Há mais para a próxima vez. Começarei no versículo 1. Vamos orar.

Fortalece nossa fé, Senhor, por meio disso, e nossa confiança e convicção em Ti e em Tua grandeza. Nós te louvamos que Tu és o Criador-Redentor. Isso é o que Tu és, e é assim que queres ser conhecido, adorado e glorificado. Nós Te louvamos por Tua criação e Tua redenção. Amém.

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize