Grace to You Resources
Grace to You - Resource

Temos um assunto maravilhoso para falar esta noite e eu tomei um pouco mais de tempo do que eu deveria, em certo sentido, mas queria compartilhar com vocês o que eu fiz, então vamos tentar espremer isso no tempo temos. Eu quero que você abra sua Bíblia em Romanos 8 - Romanos capítulo 8 - e vamos começar em Romanos 8 com uma revelação muito familiar de Deus.

O versículo 28, que é familiar para todos nós, é um bom ponto de partida. Romanos 8:28. " Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou."

Em nosso estudo doutrinário falamos sobre presciência. Nós conversamos sobre a predestinação ou a doutrina da eleição. Nós conversamos um pouco sobre a justificação. E falaremos sobre a glorificação. Mas a única palavra que eu quero que você se concentre comigo esta noite é a palavra "chamado". Chamado. No versículo 28, "daqueles que são chamados". No versículo 30, " E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou".

Agora uma das palavras mais simples na língua inglesa é a palavra "chamado". Todos nós entendemos essa palavra. Nós usamos isso diariamente. É uma das palavras mais comuns em nosso vocabulário. Nós chamamos nossos filhos para jantar com a esperança de que eles respondam. Ou chamamos nosso marido para jantar e esperamos que ele responda. Chamamos nossos amigos pelo telefone e esperamos que eles ignorem a secretária eletrênica e peguem o telefone.

É um pouco mais importante quando uma igreja convida um pastor esperando que ele aceite a oferta de vir pastoreá-los. E quando você é chamado pelo seu chefe, o chamado torna-se igualmente compelidor. Lembro-me, quando eu era criança, que fui chamado na sala do diretor. Lembro-me na faculdade de receber o que era chamado de "convocaçao" para vir imediatamente ao escritório do deão. Alguns de vocês já receberam uma convocação de um tribunal. Uma convocação é um chamado que você realmente não deve ignorar, porque se você for convocado para o tribunal, provavelmente você deve aparecer ou você poderá receber a visita de um oficial de justiça. Talvez um pouco mais forte do que apenas uma convocação é uma intimação. Uma intimação é uma convocação que dá ordens à pessoa designada para comparecer, sob penalidade aso não cumpra.

E então existem todos os tipos de chamados. Há esses tipos de chamados minimalistas que você oferece com humildade a alguém para levá-los à mesa, ou aqueles telefonemas que você espera que alguém possa responder, até um chamado muito mais sério de seu chefe, ou um convite de um Igreja, ou para comparecer à sala do diretor, ou uma convocação de um tribunal, ou uma intimação com uma ameaça caso não responda. Então, há cada vez mais tipos compelidores de chamados.

Mas em todos esses casos você ainda pode optar por ignorá-los. Você pode resistir a qualquer um desses chamados e seguir seu caminho e fazer o que quiser. Mas a Escritura revela uma verdade sobre um chamado, uma convocação que não pode ser ignorada e não pode ser resistida. É a convocação inflexível de Deus. É uma intimação para comparecer perante Ele em seu tribunal para ser declarado justo, ser declarado justo, tendo todos os seus pecados perdoados e sendo libertado de qualquer julgamento ou qualquer condenação.

Este é o chamado que você lê em Romanos 8. É um chamado que justifica. É um chamado que vem de acordo com o propósito divino. É um chamado que vem para aqueles que são predestinados, para aqueles que são eleitos, aqueles que são escolhidos. É um chamado que leva pela justificação à glória eterna. Os teólogos denominaram esse chamado de um chamado efetivo, de um chamado eficaz, de um chamado determinante, de um chamado decisivo, de um chamado conclusivo, de um chamado operoso e de um chamado irresistível. É o chamado à salvação. É a convocação divina. É a intimação divina, não para julgamento, e não para castigo, mas para que você possa ser declarado justo livre de condenação perdoado. É o chamado à salvação.

A questão é, pode ser negado? Pode ser resistido? Existe uma situação como a falta de conformidade? Bem, o versículo 30 diz "E aos que predestinou, a esses também chamou". Então este chamado é limitado aos que são eleitos. Nós não estamos falando aqui sobre um chamado geral, de um chamado evangélico de ampla varredura, o tipo de um chamado geral que o apóstolo Paulo fala a respeito, citando o profeta do Antigo Testamento, nem estamos falando sobre as palavras de Mateus 22 "Muitos são chamados, mas poucos os escolhidos." Não estamos falando sobre o que poderíamos chamar de chamado geral do evangelho, o convite externo geral do evangelho. Estamos falando de algo que visa apenas aos predestinados e resulta em justificação. E é por isso que se denomina chamado eficaz ou um chamado eficaz.

Agora eu quero que você veja a palavra "chamado" aqui. É parte de um grupo de palavras que se origina de uma raiz kaleō ... kaleō. Kaleō significa "chamar à presença de alguém" ou "convocar". É usado por exemplo em Mateus 2:7 onde diz que "Herodes, tendo chamado secretamente os magos".

A palavra pode ser usada em circunstâncias menos graves, mas é a palavra que é usada na Escritura para falar de uma convocação. Na verdade, é tão descritiva que nós como crentes somos "os chamados". Somos chamados, a igreja é a ekklēsia, não de kaleō, mas de ekkaleō. Kaleō ser convocado. Ekkaleō uma palavra mais forte, uma convocação mais forte, para ser chamado, e a igreja se torna a forma substancial desse verbo "os chamados". Então se você perguntar o que é uma igreja? É a assembléia dos chamados, convocados.

Agora isso se torna muito claro em toda a Escritura, não apenas em Romanos 8. Então eu quero fazer um pequeno estudo da Bíblia com você. Volte para Romanos 1. E eu acho que você vai gostar disso e vai levar você para uma nova e maravilhosa categoria de compreensão. "Paulo" Romanos 1:1 “servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus." Ele é um bom exemplo de se ver para este tipo de chamado, porque quando o chamado de Deus veio à vida do apóstolo Paulo, foi uma convocação soberana, divina, graciosa e irresistível. Ele foi atingido em meio à poeira na estrada para Damasco sem nada a fazer senão responder. Ele foi chamado para ser um apóstolo.

No versículo 6 ele está falando sobre a "obediência da fé". No versículo 5, obedecendo ao evangelho, " por intermédio de quem viemos a receber graça e apostolado por amor do seu nome, para a obediência por fé, entre todos os gentios, de cujo número sois também vós, chamados para serdes de Jesus Cristo. A todos os amados de Deus, que estais em Roma, chamados para serdes santos" chamados de santos. Vocês são chamados os santos, os chamados.

Veja 1 Coríntios 1:1. Novamente "Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo". Ele não dizendo que esse seja seu título. Ele diz que foi chamado por Deus, pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo. E novamente não era algo que ele pudesse resistir. Versículo 2. "à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos". Assim, seja qual for o chamado, isso faz de você um santo. Em Romanos 8 isso o justifica. Aqui santifica você. E no versículo 9 "Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor". Você foi convocado para a comunhão que você desfruta com o Senhor Jesus Cristo, chamado por Deus.

No versículo 23. " mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram" aqui está de novo “chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus". Agora acompanhe isto. Se você está entre os chamados, então quando Cristo crucificado é pregado Ele se torna para você o poder de Deus e a sabedoria de Deus. Para os judeus uma pedra de tropeço, para os gentios é loucura, mas para judeu ou gentio que é chamado, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus.

Este é um chamado que faz daquele que é chamado uma parte do chamado, a ekklēsia. Versículo 26. "Irmãos, reparai, pois, na vossa vocação." Repare nisso. Repare em sua sua convocação. Considere sua intimação divina. "Irmãos, reparai, pois, na vossa vocação; visto que não foram chamados muitos sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento; pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são".

E aqui voce tem sua vocação, irmãos, é um chamado baseado no fato de que Deus escolheu. Deus escolheu. O versículo 30 resume dizendo, "Mas vós sois dele, em Cristo Jesus". Cristo torna-se para você a sabedoria de Deus em justiça, santificação e redenção por parte dEle. Ele escolheu você, você foi predestinado e Ele O chamou. Quem Ele predestina Ele chama, quem Ele chama Ele justifica e glorifica. Estamos falando aqui então sobre um chamado para a comunhão dos santos, para a comunhão com Seu Filho.

Abra no capítulo 1 de Gálatas e veja a consistência desta verdade. Gálatas 1:6. Paulo diz, "Admira-me", os gálatas estavam se afastando, sendo desviados por falsos mestres, embora fossem crentes. Ele diz, "Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho". E ele está dizendo aqui que Deus chamou vocês para si mesmo, convocou vocês para si mesmo por meio da graça de Cristo, e estou admirado que vocês estejam se afastando disso, buscando um evangelho enganoso, distorcido e diferente.

No versículo 11 ele diz, "Faço -vos, porém, saber, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo. Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo, como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava." E nós conversamos sobre isso esta manhã, não é verdade? Se você deseja avançar no judaísmo, mate os cristãos. Era assim que eram tão apaixonados por sua religião. Assim “na minha nação, quanto ao judaísmo, avantajava-me a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Quando, porém, ao que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça, aprouve revelar seu Filho em mim, para que eu o pregasse entre os gentios".

Paulo entendeu que ele simplesmente foi agarrado pelo pescoço por Deus, despertou para a glória de Cristo, salvou e feito um apóstolo. Veja o capítulo 4 de Efésios. E novamente, para que você entenda que essa é uma linguagem comum do Novo Testamento, Efésios 4:1. "Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor" ou imploro “que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados." Isso não pode ser um chamado geral. Isso não pode ser um chamado que você pode pegar ou deixar. É um chamado pelo qual exige que você viva sua vida de uma certa maneira. Portanto é um chamado transformador, é um chamado justificador e santificador. Para que você viva “com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz; há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos".

Este é um chamado à salvação e nada mais. Este é um chamado para um só corpo, um só Espírito, uma só esperança, um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e um Pai de todos nós. É um chamado que pressupõe uma resposta de uma vida que é percorrida de maneira digna. Sempre que você vê a idéia de um chamado à salvação, nas epístolas do Novo Testamento, é sempre esse chamado efetivo, eficaz, determinante e operoso, o chamado da salvação.

Volte-se para Colossenses 3:15. E aqui diz neste versículo familiar, "Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo." Aqui você foi chamado para o corpo de Cristo. Você foi chamado à paz através de Cristo, que agora governa em seu coração. Volte para 1 Tessalonicenses capítulo 2, e novamente ele diz o que que está em Efésios 4. "para viverdes por modo digno de Deus" ouça isso “que vos chama para o seu reino e glória ".

Este é um chamado à comunhão. Este é um chamado para um relacionamento com Jesus Cristo. Este é um chamado à santidade. Este é um chamado para o corpo de Cristo, para se juntar com o único Espírito, o único Senhor, a única fé, o único Deus e o Pai de todos nós. E esse é um chamado para Seu Reino e glória. E novamente eu digo - e os teólogos que entendem a Palavra de Deus em sua magnífica simplicidade, sempre disseram - esse é um chamado de salvação. Esta é uma convocação divina. Eu gosto de chamar isso de convocação inflexível de Deus.

Em 2 Tessalonicenses 2:14. Versículo 13. "Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação". Essa é a grande doutrina da eleição. Deus escolheu você desde o início, antes do tempo começar, nos conselhos da eternidade, dentro da Trindade, Deus escolheu você para a salvação através da santificação pelo Espírito e fé na verdade. Versículo 14. "para o que também vos chamou".

Você foi chamado porque você foi escolhido. Você foi chamado porque você foi escolhido desde o início para a salvação. Você foi escolhido para ser santificado pelo Espírito, você foi escolhido para depositar sua fé na verdade, e Ele o chamou para isso através de nosso evangelho, para que você obtivesse a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Aqui você tem isso de novo. A eleição levou a um chamado, que levou à salvação, justificação, santificação e glorificação final.

Mais uma vez versículo 14. "para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho" para que? "para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo." Juntando tudo, quem quer que o Senhor chame, ele chama para o Seu Reino, quem quer que Ele chame, Ele chama para a salvação, Ele chama para a fé na verdade, Ele chama para a santificação pelo Espírito e Ele chama para a glória eterna. Isso novamente é um chamado de salvação. Segunda Timóteo 1:9. Eles são colocados em paralelo aqui, fim do versículo 8. "Deus". "Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação" são duas maneiras de dizer o mesmo. "Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação". Não diz "Deus que nos chamou com um chamado santo e porque respondemos Ele nos salvou". Não diz isso.

Ele nos diz "Ele nos salvou" o que significa "Ele nos chamou com um chamado santo, “não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos." Aí você volta novamente. Ele chama quem Ele predestina e elege. Ensinamento inconfundível das Escrituras.

Segunda. Bem, 1 Pedro 2:9. Este é um versículo rico, rico. Versículo 9. "Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa" estas são apenas grandes designações “povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz".

Agora acho que, provavelmente, quando você estudar sua Bíblia toda vez que você encontrar esta palavra "chamado", nas epístolas, você a verá saltar da página. Este não é um ato ilusório da parte de Deus para chamá-lo. Não é como chamar as crianças para o jantar. Este é um chamado eficaz, efetivo, determinante e operacional. Ele "vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz". Ele não o chamou das trevas esperando que você viesse, Ele "vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz". Foi aí que você atendeu, quando Ele o chamou.

Quando Ele o chamou, você entrou em Seu tribunal e você foi declarado justo. Quando Ele o chamou, você entrou em Seu corpo e você se tornou uma parte do corpo de Cristo. Quando Ele o chamou você entrou na comunhão. Quando Ele o chamou você se tornou santo. Quando Ele o chamou você foi santificado. Quando Ele o chamou foi para que finalmente você fosse glorificado. O versículo 21 diz que você foi "chamado para esse propósito ... seguir os passos de Cristo". Foi um chamado para viver sua vida seguindo o exemplo do Salvador.

Capítulo 3, versículo 9, "sede todos de igual ânimo" versículo 8 “compadecidos, fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes, não pagando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, pois para isto mesmo fostes chamados, a fim de receberdes bênção por herança." Este é um chamado que o transformou em uma pessoa que poderia ser uma benção. Este é um chamado que o levou a uma vida digna na qual você deve caminhar. Este chamado tem um efeito.

Primeira Pedro 5:10. 1 Pedro 5:10. Isso é tão bom. "Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco". Que afirmação. Deus o chamou para a justificação. Ele o chamou para a santificação e santidade. Ele convocou você para a comunhão e a comunhão com os santos. Ele convocou você para viver uma vida piedosa, virtuosa e caminhar digno de sua vocação, e adornar seu nome. Ele o chamou para Sua glória eterna em Cristo.

Ele o chamou porque Ele escolheu você e predestinou você para esse fim. Segunda Pedro 1:3, bom, versículo 2. " graça e paz vos sejam multiplicadas, no pleno conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor. Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo" ouça, "daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude". Ele nos chamou para sua própria glória. Ele nos chamou para Sua própria virtude. E Ele nos deu tudo referente à vida e à piedade. Coisas impressionantes, na verdade.

O pregador pode chamar pessoas ao arrependimento. O pregador pode implorar às pessoas que venham à salvação em Cristo. Nós podemos fazer o nosso melhor. Os profetas o fizeram, os apóstolos o fizeram e os pregadores ainda fazem. Esse é o chamado geral externo, muito diferente do chamado interno que salva.

Finalmente Hebreus 3:1. Aqui está a diferença. Aqui está a diferença. Hebreus 3:1. “Por isso, santos irmãos" Eu amo isso. Tenho que me referir a vocês mais frequentemente dessa forma. É verdade, é verdade, tudo é verdade, separados, imputados com justiça. "Por isso, santos irmãos, que participais" do quê? Qual é a palavra? "da vocação celestial." Nós não estamos falando sobre o pregador aqui. Estamos falando de Deus. Este é um chamado divino um chamado celestial. Você é santo por causa desse chamado divino. Esta é uma verdade gloriosa. Gloriosa verdade esse chamado. Isso não está obscuro, está? Isso está em todo lugar e há mais. Há mais.

Sobre o que estamos falando aqui? Estamos falando de um chamado de Deus que resulta na salvação de uma pessoa. E direi novamente. Todo uso da palavra "chamado" em relação à salvação, nas epístolas do Novo Testamento, não se refere a um chamado externo geral, mas a um ato de Deus específico interior eficaz e salvador. É nesse sentido uma inabalável convocação de Deus à qual você responderá. É por isso que os teólogos a chamaram de "graça irresistível".

Eu gosto da palavra "chamar". E eu gosto da idéia de uma convocação inflexível porque isso enfatiza a obra inflexível e salvadora de Deus em vez da resistência do homem. Mas no entanto, ela se encaixa no pequeno esboço da teologia de Calvino da graça irresistível. Quando Deus procura salvar e chamar um pecador, das trevas para a Sua luz maravilhosa, a questão é, o pecador pode resistir?

Aliás, 1 Coríntios 7:17, pensei nisso, não quero deixar isso de fora. "Ande cada um segundo o Senhor lhe tem distribuído, cada um conforme Deus o tem chamado." Isso está falando sobre se você é solteiro ou casado ou o que quer que seja, mas novamente, isso indica o que Deus atribuiu a cada um. Ele diz "cada um conforme Deus o tem chamado", outra maneira de dizer "como Deus chamou cada um". Então o que você tem aqui na palavra "chamar" é uma comparação com a palavra "designar".

Deus predeterminou isso por Seu próprio propósito na eternidade passada. Ele atribuiu a salvação a alguns e Ele os alcança para salvá-los, através deste chamado. Ele os chama das trevas. Ele os chama da incredulidade. Ele os chama da confusão e caos. Ele os chama do pecado e da impiedade. Este é o chamado soberano e salvador de Deus. E Ele é inflexível no exercício de Seu poder para fazer com que o pecador eleito entre em seu tribunal venha e seja apresentado como perdoado, justificado e no caminho para a glória eterna.

Agora dizer isso incomoda algumas pessoas. Não me incomoda, porque a Bíblia diz isso. Isso incomoda algumas pessoas. Eles dizem "Bom, isso não está certo. Não é certo dizer que Deus vai trazer os pecadores a si mesmo chutando e gritando. Para dizer isso é dizer que você não pode lutar contra isso. Você não pode resistir a isso. Deus vai dominar você contra sua vontade e violar sua liberdade.”

E há muitos que dizem que Deus não violará nossa vontade. Ouvi isso o tempo todo. Deus não violará nossa liberdade de escolher. E eles querem dizer, "Bom, olhe, nós podemos - Deus faz sugestões realmente fortes. Isso é o que Ele faz. E você sabe, às vezes ele é realmente convincente. E muitas vezes ele faz sugestões realmente fortes através de bons pregadores que são realmente convincentes. E podemos orar e podemos pedir a Deus que crie essas sugestões fortes. Podemos pedir a Deus que abra as mentes das pessoas, abra seus corações e remova sua cegueira e os torne receptivos, mas não os obrigue a vir. Podemos pedir a Deus para lhes dar oportunidade e muita informação e motivação. Mas no final deve ser a decisão deles".

Um estudioso notável, que é muito útil em muitos de seus escritos, Norman Geisler, escreveu um livro chamado “Escolhidos, mas Livres”. E ele apresenta a realidade da graça irresistível ou deste chamado salvador, desse chamado efetivo como, segundo ele, fazendo de Deus um ditador com poder que esmagar a nossa liberdade, arrastando-nos para o Seu Reino.

Bom, tudo isso é realmente desnecessário porque isso não é o que as Escrituras dizem. Ninguém foi salvo contra sua vontade. Ninguém foi trazido para o Reino chutando, gritando e protestando. Ninguém foi salvo como que arrastado em seus calcanhares. Isso não é o que as Escrituras ensinam. Ninguém foi salvo contra sua vontade. Ninguém nunca será. Todo mundo que é salvo é salvo porque eles vão crer no evangelho. Na verdade eles farão com todo seu coração e alma creiam no evangelho. Ninguém nunca foi salvo sem estar disposto. É um ato da vontade de crer.

A questão é, o que os fez querer? Ou melhor quem os fez querer? Foram eles? Foi o pregador? Isso é o que teríamos que concluir nesse tipo de sistema. De alguma forma são eles, no final, e de alguma forma eles não estavam dispostos e ficaram dispostos, eles encontraram algum lugar em que segurar para dar o impulso para fora da indisposição para a disposição. Ou o pregador esmagou sua resistência, e por sua pregação os fez querer.

Há um pequeno versículo inserido no Salmo 110. Você não precisa procurar isso basta anotá-lo. Salmo 110:3. Diz assim, "Apresentar-se-á voluntariamente o teu povo, no dia do teu poder". Muito bom. "Apresentar-se-á voluntariamente o teu povo, no dia do teu poder". Nenhum pecador jamais estará disposto até que o poder de Deus venha sobre esse pecador. Não há nada no pecador para torná-lo disposto. Não há nada no pecador, mesmo sob o melhor esforço do pregador. É somente quando o poder de Deus o faz querer, que ele se torna disposto.

Estou certo sobre isso? Absolutamente. Nenhum pecador tem a capacidade de estar disposto. Posso provar isso para você? Olhe para o capítulo 3 de Romanos - apenas algumas passagens aqui. Capítulo 3. Romanos. Eu sempre acho que vou ter muito tempo e nunca tenho o suficiente. Romanos 3:10. " Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus." Isso é bastante completo, não é mesmo? " todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos, há destruição e miséria; desconheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos".

Eu diria que é uma condição muito triste. Essa é uma maneira ampla de dizer que o coração do homem é enganoso acima de todas as coisas e desesperadamente perverso. Ninguém busca a Deus. Ninguém, por si mesmo, está disposto. Efésios 2:1. Aqui está o porquê. Efésios 2:1. "estando vós mortos nos vossos delitos e pecados". As pessoas mortas não respondem. "nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais." Esse é você. Não há esperança.

Primeira Coríntios 2:14. " Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura." Segunda Coríntios 4:3-4. " Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus." Nós passamos por isso com muitos detalhes. Isto é o que queremos dizer com "depravação total" a incapacidade total do pecador de estar disposto.

Nenhum pecador deixado por si mesmo é capaz. Nenhum pecador deixado para si mesmo está disposto a entender, disposto a se arrepender, disposto a crer, disposto a escolher Deus, Cristo e a salvação. A corrupção é muito profunda e também espiritualmente sistêmica. Não podemos escolher isso. Não podemos buscá-lo. O pecador só se torna disposto no dia do poder divino. Deus deve mostrar Seu poder soberano nos convocando, ao nos dar a vontade de crer. Ele deve nos fazer querer. "Apresentar-se-á voluntariamente o teu povo, no dia do teu poder".

Mas não é que o pecador vem chutando, gritando, protestando e tentando resistir, porque quando a convocação vem, o pecador está disposto a querer. Na verdade é a paixão de seu coração. Quando o evangelho vem o pecador está muito ansioso para responder. Como pecadores perdidos as pessoas têm a liberdade de vontade. Isso mesmo. Sua vontade é - olhe para eles, olhe para os pecadores. Eles operam livremente. E o que eles fazem? Eles optam por pecar. Eles simplesmente escolhem, e escolhem o que?

O pecador perdido tem a liberdade da vontade. Na salvação também temos a liberdade da vontade, mas em vez de escolher o pecado, escolhemos Cristo, e a diferença é porque fomos convocados com um chamado divino. Jonathan Edwards disse, "O que escolhemos não é realmente determinado pela vontade, como se ela existisse de forma independente. O que escolhemos" disse Edwards, "é realmente determinado pela mente e o que a mente pensa ser melhor". E aliás, a mente não é neutra, a mente não é objetiva. A mente está corrompida. Então o que a mente pensa ser o melhor, é o que escolhemos. Nós somos livres para escolher o que nossa mente pensa ser o melhor, e sem Deus e sem Cristo nossa mente é corrupta e pensa que o pecado é o melhor.

Edwards diz, "Quando confrontado com Deus a mente do pecador nunca pensa que seguir ou obedecer a Deus é uma boa escolha". A vontade do pecador é nunca escolher a Deus. Não há nada que o detenha, mas sua mente não considera a submissão a Deus e o evangelho como desejável, de modo que a menos que Deus mude a maneira como pensamos, nossa mente sempre nos dirá para nos rebelar contra Deus e o evangelho. O que é precisamente o que fazemos.

O pecador resistirá até que a graça venha do céu, um chamado celestial. Eu não gosto da idéia de graça irresistível, porque irresistível é negativo, e eu prefiro vê-la como uma convocação inflexível de Deus do que algo negativo. Em segundo lugar, porque a graça irresistível é redundante. Se a graça é de Deus então é irresistível, porque diz em Romanos que Deus diz, "Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia" também no livro de Êxodo. É por definição irresistível. Se Deus decidir ser gracioso, então é tudo dele, isso é suficiente.

Então eu não gosto da palavra "irresistível" porque é negativa e é redundante. E em terceiro lugar, isso quer qualificar excessivamente ou sub-definir a graça. A graça é muito mais do que irresistível. A Bíblia não chama de graça irresistível, ela a chama de um chamado celestial, um chamado à santidade, um chamado à santificação, um chamado à justificação, um chamado à comunhão com os santos, um chamado ao corpo de Cristo. E essa palavra apenas sub-define isso.

Que tal chamar simplesmente de um chamado salvador? Você pode estragar um pouco de seu acróstico, só um pouco, mas tudo bem. Este é o com de Deus para nós Efésios 2:8-9. Lembra disso? Efésios 2:8-9. " Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie". Tudo é um dom de Deus. A coisa toda vem como um dom de Deus para nós.

Eu amo o que diz em Filipenses 1:29. "Porque vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo e não somente de crerdes nele". Foi concedido a você, por causa de Cristo, crer. O chamado o levou à fé. O chamado levou você a entender. Isso levou você à convicção, ao arrependimento, à fé. Claramente isso é um chamado de salvação, e nada, menos que isso, faz qualquer sentido da Escritura.

É como Atos 13:48, onde diz, "e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna." Como creram os que foram designados para a vida eterna? Porque Deus os chamou de sua ignorância. Ele os chamou de sua confusão. Ele os chamou da suas trevas. Ele os chamou da sua iniqüidade, os chamou de seus pecados. E o chamado foi um chamado eficaz, ativado pelo poder de Deus, que os levou à luz, à verdade, ao arrependimento e à fé.

É como Lídia em Atos 16:14. Diz "o Senhor lhe abriu o coração." Eu amo isso. "O Senhor abriu seu coração." Esse é o chamado eficaz. O Senhor abre a mente e o coração e aquele que não quer, se torna disposto. Atos 18:27 diz Paulo "auxiliou muito aqueles que, mediante a graça, haviam crido".

Então podemos chamar de graça. É a graça que realmente salva. É a graça que realmente salva. O pecador não pode mudar sua vontade, não pode mover sua vontade em relação a Deus. Você se lembra de João 1:12? "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." Ninguém faria isso a menos que Deus primeiro quisesse e ativasse.

Não é porque o pecador tem consciência. Não é porque o pecador é persuadido pela pregação inteligente, ou um apelo emocional. Essas são todas ilusões enganosas. Não é porque você é tão legal ou que fez Jesus parecer tão legal. As pessoas são salvas porque Deus as convoca, e Ele as convoca sob a proclamação ou a compreensão do evangelho. Esqueça todas essas bobagens. É somente o evangelho que Deus usa para despertar o pecador, e Ele o faz querer quando nunca esteve disposto antes.

Eu faço parte de um grupo de pastores e teólogos chamado "A Aliança de Evangélicos Confessantes" felizmente. É um formidável grupo de teólogos líderes em todo o país, e fico honrado de estar entre eles. Em 1996 a Aliança dos Evangélicos Confessantes expôs o que se chama "A Declaração de Cambridge". Isto é o que diz, "A confiança injustificada na habilidade humana é um produto da natureza humana caída". Boa declaração. "A confiança injustificada na habilidade humana é um produto da natureza humana caída". A única razão pela qual pensamos que podemos nos salvar é porque nosso pensamento é corrupto.

Continua a dizer, "Esta falsa confiança agora, enche o mundo evangélico do evangelho da auto-estima ao evangelho da saúde e riqueza, daqueles que transformaram o evangelho em um produto a ser vendido, e pecadores em consumidores que querem comprar, a outros que tratam a fé cristã como verdadeira, simplesmente porque ela funciona. A graça de Deus em Cristo não é meramente necessária. A graça de Deus em Cristo não é meramente necessária, mas é a única causa eficiente da salvação. Confessamos que os seres humanos nascem espiritualmente mortos e são incapazes de cooperar com a graça regeneradora".

Além disso a afirmação diz "Reafirmamos que na salvação somos resgatados da ira de Deus somente por Sua graça. É a obra sobrenatural do Espírito Santo que nos leva a Cristo libertando-nos da escravidão do pecado e elevando-nos da morte espiritual à vida espiritual, e negamos que a salvação seja, em qualquer sentido, uma obra humana. Métodos, técnicas ou estratégias humanas por si só não podem realizar essa transformação. A fé não é produzida por nossa natureza humana não regenerada.”

Agora, eu amo hinos. Ontem e hoje eu estava lendo hinos, lendo os Salmos em métricas ontem, porque me deram uma Bíblia do ano de 1672, 330 e alguns anos de idade. E na parte de trás dela alguém pegou os 150 Salmos e os colocou em métrica e rima e eu estou lendo. Estou decidido a escrever mais alguns hinos nos próximos anos. Eu simplesmente - amo uma excelente música. E um dos meus escritores favoritos Charles Wesley - agora você tem que entender os irmãos Wesley eles eram anti-calvinistas. E sabe de uma coisa? O calvinismo contra o qual eram contra era coisa muito ruim.

O calvinismo foi corrompido nos dias dos Wesleys e era duro e inflexível, e muitas das pessoas que abraçavam o calvinismo eram qualquer coisa, menos cristãos. Mas Charles Wesley, que escreveu tantos hinos, de um ponto de vista arminiano ou anti-calvinista, acreditando na liberdade da vontade e na liberdade do pecador para escolher, apesar de sua teologia conhecer melhor. Porque, ouça o que ele escreveu. Você vai reconhecer isso. É de um hino que ele escreveu chamado "E pode ser." Isto é o que ele diz.

"Por muito tempo meu espírito aprisionado estava preso no pecado e na noite da natureza. Seu olho se desfez, num raio acelerado, acordei no calabouço flamejado com a luz. Minhas cadeias caíram, meu coração estava livre. Eu me levantei fui adiante para te seguir." Agora apenas um calvinista poderia escrever isso. O que? Vamos Charles, confesse-o. Você é um prisioneiro na escuridão e na noite, mas até que Deus iluminasse a luz e quebrasse suas correntes, nada poderia mudar. Esta é a glória desta grande verdade. No final tudo vai para Deus.

Eu quero concluir. Ao longo dos anos muitas vezes tivemos o Dr. Jim Boice pregando aqui. Ótimo, excelente servo de Deus grande erudito, pregador, vida monumental. E seus livros ainda são uma benção para mim. Certamente o considero um mentor. Na verdade R.C. Sproul disse-me um dia que a morte de Jim Boice foi o julgamento de Deus sobre a América. Ele deixou um enorme vazio. Boice, que ama hinos e escreveu hinos, escreveu em um de seus livros sobre John Newton. Era 1779 quando John Newton escreveu "Amazing Grace", Maravilhosa Graça, que todos conhecemos. Mas eu não sei se todos vocês conhecem toda a história desse homem nascido em 1725 que morreu em 1807. Deixe-me ler um pouco o que Boice escreveu sobre ele.

"Newton foi criado em uma casa cristã na qual lhe foi ensinado versículos da Bíblia, mas sua mãe morreu quando tinha apenas seis anos de idade e ele foi enviado para viver com um parente que odiava a Bíblia e zombava do cristianismo. Newton fugiu para o mar. Ele era selvagem nesses anos, e era conhecido por poder xingar por duas horas sem repetir. Ele foi forçado a se inscrever na marinha britânica, mas ele desertara, foi capturado e espancado publicamente, como punição.

"Eventualmente, Newton entrou nos fuzileiros mercantes e foi para a África. Em suas memórias ele escreveu que quando ele foi para a África, ele foi por uma única razão ‘Para que eu pudesse pecar por completo’. Newton acabou se deparando com um comerciante de escravos portugueses na África em cuja casa ele foi cruelmente tratado. Este homem muitas vezes partia em expedições de escravidão, e quando ele ia, passava seu poder para sua esposa africana, a principal mulher de seu harém. Ela odiava todos os homens brancos e ventilava seu ódio contra o pobre Newton.

"Ele diz que durante meses ele foi forçado a arrancar sua comida do chão sujo, para comer, como um cachorro. Ele era espancado sem piedade, se a tocasse." É isso, ele tinha que comê-lo com a cara no chão e não com as mãos. "Com o tempo, magro e emaciado, Newton abriu caminho para o mar onde foi levado por um navio britânico subindo a costa até a Inglaterra. Quando o capitão do navio soube que o jovem sabia algo sobre a navegação, como resultado de estar na Marinha britânica, ele fez dele o companheiro de seu navio.

"Mas mesmo assim Newton se envolveu em problemas. Um dia quando o capitão estava em terra, Newton estourou o suprimento de rum do navio e pegou a tripulação inteira. Ele estava tão bêbado que quando o capitão voltou e o golpeou na cabeça, Newton caiu ao mar e teria se afogado, se um dos marinheiros não o tivesse colocado rapidamente a bordo. Perto do final de uma viagem, à medida que se aproximavam da Escócia, o navio entrou em um mau tempo e saiu completamente do curso. A água entrava e o navio começou a afundar. O jovem depravado foi enviado para dentro do buraco para bombear água. A tempestade durou dias. Newton estava aterrorizado. Ele tinha certeza de que o navio afundaria e ele se afogaria.

“Mas no porão do navio enquanto ele desesperadamente bombeava água, o Deus de toda graça a quem ele tentou esquecer, mas que nunca o esqueceu, trouxe à mente os versículos da Bíblia que ele aprendera em sua casa quando criança. O caminho da salvação se abriu para ele, ele nasceu de novo no porão do navio. Ele foi profundamente transformado, e muito mais tarde, quando ele estava novamente na Inglaterra, Newton começou a estudar teologia, acabou se tornando um pregador, primeiro em uma pequena cidade chamada Olney e depois em Londres".

Desta tempestade William Cooper - realmente o poeta britânico muito singular - que se tornou rapidaemtne um amigo pessoal de Newton e morou com ele por vários anos, escreveu isso. Cooper escreveu sobre a tempestade em que Deus chamou Newton. Foi o que ele escreveu. Você vai se lembrar dessas palavras. "Deus se move de maneira misteriosa, para Suas maravilhas executar, Ele planta seus passos no mar e cavalga pela tempestade".

"E assim fez" diz Boice. "Newton era um grande pregador da graça, porque aprendeu que onde o pecado aumentava a graça abundava ainda mais. Ele é prova de que a graça de Deus é suficiente para salvar alguém, e que Ele os salva pela graça somente".

E agora você sabe que quando John Newton escreveu "Maravilhosa Graça quão doce o som" foi quando ele ouviu o chamado do som da graça de Deus a que ele foi despertado. E os crentes desde então têm cantado Amazing Grace, Graça Maravilhosa, convocando a graça, enquanto Deus chama o pecador para Si. Inclinem suas cabeças comigo.

Esta grande verdade, Pai emociona nossos corações até o cerne, que Tu te inclinaste para nos chamar, porque nos escolheste para a glória. Nós te bendizemos, nós te louvamos, nós te agradecemos. E possamos viver vidas dignas desse chamado celestial, tendo sido chamados à santidade, convocados para a comunhão, chamados para o corpo, chamados a uma união íntima com Cristo, chamados para ser mensageiros. Que possamos caminhar dignos desta chamada. E nós Te louvamos pno nome de Teu Filho. Amém..

FIM

This sermon series includes the following messages:

Please contact the publisher to obtain copies of this resource.

Publisher Information
Grace to You
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Playlist
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time

Welcome!

Enter your email address and we will send you instructions on how to reset your password.

Back to Log In

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize
View Wishlist

Cart

Cart is empty.

ECFA Accredited
Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Back to Cart

Checkout as:

Not ? Log out

Log in to speed up the checkout process.

Unleashing God’s Truth, One Verse at a Time
Minimize